Conecte-se Conosco

Brasil

Após soltura dos irmãos Cravinhos, Suzane fica a um passo da liberdade

Publicado

em

Suzane é a única entre os três condenados pelo crime que ainda permanece na prisão

decisão da Justiça de libertar o réu Daniel Cravinhos, condenado a 38 anos e 11 meses de prisão pelo assassinato de Manfred e Marísia von Richthofen, em 2002, pode beneficiar a filha do casal, Suzane von Richthofen, que também já requereu o cumprimento do restante da pena fora da prisão. Com a progressão para o regime aberto, Daniel deixou a Penitenciária de Tremembé nesta terça-feira (16) e foi para casa, embora tenha a obrigação de se apresentar regularmente à Justiça. Seu irmão Cristian, condenado a 38 anos e seis meses, também saiu para o regime aberto em agosto do ano passado.

Suzane é a única entre os três condenados pelo crime que ainda permanece na prisão. Condenada a 39 anos, ela cumpre pena na Penitenciária Feminina de Tremembé, em regime semiaberto, com direito a saídas em ocasiões especiais e para estudar. Desde junho do ano passado, a Defensoria Pública de Taubaté, que atua em sua defesa, vem pedindo à Justiça a progressão para o regime aberto. A alegação é de que ela já ficou em regime prisional o tempo suficiente para sair da prisão.

No fim de 2017, a detenta foi submetida a uma avaliação por uma junta médica a pedido da Justiça. O laudo criminológico, produzido por médicos e psiquiatras, concluiu que ela reúne condições de voltar a viver em sociedade. Anteriormente, a administração da penitenciária já havia atestado o bom comportamento da presa, que manteve a disciplina e sempre trabalhou na prisão.

Em maio de 2016, Suzane chegou a ser denunciada por falta grave pela promotoria criminal, quando teria fornecido endereço falso ao ser beneficiada com a saída temporária do Dia das Mães. Ela foi encontrada pela Polícia Militar na casa do namorado, em Angatuba, no interior paulista, quando havia declarado outro endereço. Na época, o defensor Ruy Freire alegou que o endereço repassado à Justiça não havia sido atualizado pela administração da penitenciária. A juíza Suely Zeraid entendeu que não tinha havido má-fé e desconsiderou a falta.

Aliado ao laudo positivo, a decisão da Justiça no caso de Daniel favorece o pedido da defesa de Suzane pelo princípio da igualdade de tratamento. Caso saia da prisão, ela vai ocupar a vaga oferecida por um empresário no interior em uma confecção de Angatuba, cidade onde mora seu namorado. A detenta revelou interesse em voltar a estudar – antes de ser presa, Suzane fazia faculdade de Direito.

No regime aberto, o detento é obrigado a comparecer à Justiça em datas pré-determinadas, não incidir atos criminosos e se recolher em casa nos horários definidos.

Nesta quarta-feira, 17, o processo aguardava manifestação da juíza Sueli Zeraik. Com a juntada do laudo, ela deve encaminhar os autos para avaliação do Ministério Público. O promotor de Justiça Paulo José de Palma, da Vara de Execuções Criminais de Taubaté, informou que ainda não teve acesso ao laudo criminológico de Suzane. Ele disse que está impedido de se manifestar em razão do segredo de Justiça.

Procurado, o defensor público Ruy Freire, que atua na defesa de Suzane, também invocou o segredo de justiça para não falar a respeito do caso.

Por Estadão Conteúdo.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9200-1776.

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

MPF pede a Moro proteção para indígenas sob “graves ameaças”

Publicado

em

A procuradoria relatou invasão de grileiros e promessas de morte às comunidades. Foi solicitada “imediata intensificação da vigilância”

O Ministério Público Federal (MPF), por meio da Câmara de Povos Indígenas e Comunidades Tradicionais (6CCR), enviou ofício ao ministro Sérgio Moro, da Justiça e Segurança Pública, pedindo “medidas urgentes” de proteção a comunidades indígenas que se “encontram sob graves ameaças”.

A Procuradoria relata que em Rondônia, grileiros invadiram em 12 de janeiro a terra indígena Uru Eu Aw Aw, em Tarilândia e Cabajá, distritos de Jorge Teixeira. Eles também teriam feito ameaças de morte aos indígenas Karipuna, que temem pela segurança das famílias “em face do iminente risco de conflito”.

A 6CCR também foi informada sobre “dois possíveis ataques em planejamento”. O primeiro deles seria na região da terra indígena Xavante de Marãiwatsédé, em Mato Grosso. Segundo o relato, haveria intenções de se retomar o território indígena.

O segundo ataque estaria sendo arquitetado contra os Guarani da Ponta do Arado, no bairro Belém Novo, em Porto Alegre (RS). Na madrugada de 14 de janeiro, uma das tribos foi atacada a tiros e os indígenas ameaçados de morte, caso não deixassem a área até domingo, 19.

O ofício a Moro, assinado pelo coordenador da 6CCR, subprocurador-geral da República Antônio Carlos Alpino Bigonha solicita “imediata intensificação da vigilância das comunidades ameaçadas”.

(Por Metrópoles.com)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Suspeitos de envolvimento no assassinato de Marielle Franco é preso no Rio de Janeiro

Publicado

em

O major PM Ronald Paulo Alves Pereira (Foto) foi preso em casa. (Foto: Agência O Globo)

O Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), com o apoio da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) e da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil, desencadeou, na manhã de hoje, a Operação “Os Intocáveis”, em Rio das Pedras, na Zona Oeste do Rio, e outras localidades da cidade, que prendeu ao menos cinco suspeitos de envolvimento no assassinato da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes. Os presos são integrantes da milícia mais antiga e perigosa do estado.

Para a ação, que mobiliza cerca de 140 policiais, a Justiça expediu 13 mandados de prisão preventiva contra a organização criminosa. Os principais alvos da operação são o major da Polícia Militar Ronald Paulo Alves Pereira, o ex-capitão do Batalhão de Operações Especiais (Bope) Adriano Magalhães da Nóbrega, chefe da milícia de Rio das Pedras; e o subtenente reformado da PM Maurício Silvada Costa, o Maurição.

Embora o objetivo da ação do MP-RJ seja atacar a milícia que explora o ramo imobiliário ilegal em Rio das Pedras com ações violentas e assassinatos, há indícios de que dois dos alvos de prisão comandem o Escritório do Crime, braço armado da organização, especializado em assassinatos por encomenda. Os principais clientes do grupo de matadores profissionais são contraventores e políticos.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Lotofácil tem um bilhete premiado em mais de R$ 2 milhões

Publicado

em

Veja os números

Um apostador acertou as 15 dezenas do concurso 1.766 da Lotofácil. O ganhador vai faturar o prêmio de R$ 2.113.645,91. Os números sorteados nesta segunda-feira (21), em São Paulo, foram os seguintes: 01, 03, 07, 08, 09, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 20, 21 e 23. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 23, é de R$ 2 milhões.

Confira o rateio oficial:

15 acertos – 1 aposta ganhadora, R$ 2.113.645,91

14 acertos – 311 apostas ganhadoras, R$ 2.091,16

13 acertos – 11310 apostas ganhadoras, R$ 20,00

12 acertos – 180575 apostas ganhadoras, R$ 8,00

11 acertos – 1172446 apostas ganhadoras, R$ 4,00

QUINA

Nenhum apostador acertou as cinco dezenas do concurso 4.881 da Quina. Os números sorteados nesta segunda-feira (21), em Quirinópolis (GO), foram os seguintes: 10, 20, 65, 66 e 79. O prêmio estimado para o próximo sorteio, no dia 22, é de R$ 3,7 milhões.

Confira o rateio oficial:

Quina – 5 números acertados – Não houve acertador

Quadra – 4 números acertados – 67 apostas ganhadoras, R$ 6.331,25

Terno – 3 números acertados – 4244 apostas ganhadoras, R$ 150,30

Duque – 2 números acertados – 125616 apostas ganhadoras, R$ 2,79

Por Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending