Conecte-se Conosco

Cultura

Fim de bibliotecas em ônibus faz leitura despencar em SP

Publicado

em

Programa municipal de ônibus-bibliotecas sobreviveu por oito décadas de maneira intermitente até o fim de 2015 e está parado desde então

Em 1936, seu último ano como diretor do Departamento de Cultura da Prefeitura de São Paulo, o escritor Mário de Andrade questionou: em vez de esperar que o público fosse às bibliotecas, por que elas não vão ao público?

Ele então procurou a montadora Ford, colocou livros dentro de um ônibus e os levou para regiões periféricas da capital paulista, onde o transporte é precário e o acesso a bibliotecas é escasso.

Aos trancos e barrancos, o programa municipal de ônibus-bibliotecas sobreviveu por oito décadas de maneira intermitente até o fim de 2015 e está parado desde então.

A suspensão do projeto fez despencar os números de acesso a livros na cidade.

Em 2015, 627.637 consultas a livros foram feitas em ônibus-bibliotecas, quase a metade do número total (1.519.780). Comparativamente, 648.518 consultas foram feitas nas 52 bibliotecas na cidade naquele ano (atualmente são 54).

No ano passado, o primeiro período inteiro sem ônibus, o total de consultas a livros na cidade caiu para 843.579.

Ainda que o número de consultas em bibliotecas convencionais tenha subido 4% em relação a 2015, a queda no total de consultas na cidade foi de 44,5% (consultas podem ainda serem feitas em programas como Bosques da Leitura e Ponto de Leitura).

No último ano de atividades, doze veículos percorriam 72 roteiros nos quatro cantos da cidade. Cada um deles com 4.000 itens: livros, revistas e jornais. Regiões periféricas como Brasilândia, Cachoeirinha, Capão Redondo, Cidade Tiradentes estavam no mapa.

O último contrato, de cinco anos, da prefeitura com as empresas de ônibus encerrou-se no final de 2015, durante a gestão Fernando Haddad (PT).

Uma licitação foi aberta, mas empresa que teve sua participação cancelada por supostos problemas na documentação entrou na Justiça e conseguiu a interrupção do processo.

No final de 2016, a administração petista fez nova licitação, que não foi levada adiante pela administração atual devido a questões orçamentárias.

Foi em um ônibus-biblioteca estacionado próximo ao terminal Varginha, no extremo sul da capital, que Amanda Cruz, 23, teve acesso às obras cobradas no vestibular da USP, no fim de 2012. “A minha família não é de leitores, meus pais não se formaram no ensino fundamental, então minha casa não tinha livros. Era uma oportunidade para eu conseguir ler”, diz.

Os livros não só a ajudaram a passar no vestibular como também a escolher sua profissão. “Foi nessa biblioteca que eu conheci a obra de Mário de Andrade e foi por causa dele que decidi estudar letras”, conta ela, agora aluna da USP.

“Hoje tenho acesso a outras coisas, vou à biblioteca da universidade e a outras pela cidade. Mas e quem nem sabe que pode procurar esses lugares?”.

A escritora e tradutora Maria José Silveira, que recebeu o prêmio APCA por seu romance de estreia, “A Mãe da Mãe de sua Mãe e suas Filhas” (2002), participou de encontro com leitores em roteiro do ônibus-bilioteca em 2015, no Jardim Ângela, na zona sul.

Ela diz que o ônibus estacionou perto de escola pública da qual saíam alunos e pais, que paravam para conversar.

“Tive um contato importante com um público diferente daquele a que estou acostumada em livrarias e faculdades. Conversei com pessoas mais carentes, mais atenciosas, mais interessadas”.

Secretária de Cultura entre abril e dezembro de 2016, Rosário Ramalho explica que o programa era prioritário e a ideia era ampliá-lo, o que não foi possível devido à interrupção da licitação pela liminar.

“A prefeitura perdeu na Justiça a licitação, mas nós [gestão Haddad] deixamos outra proposta e também recursos para que o programa fosse retomado em 2017. Aconteceu aquele congelamento monstro [43,5%] do orçamento da secretaria em 2017 e ela praticamente parou, e então a licitação não foi retomada.”

Em 2017, o Tribunal de Contas do Município apontou a participação significativa dos ônibus nos índices de leitura. Em resposta, a Secretaria de Cultura, já na gestão Doria, disse que planejava colocar um veículo em funcionamento no primeiro semestre de 2018, o que não ocorreu.

Em nota, a Secretaria de Cultura afirma que “colocou R$ 2 milhões no orçamento de 2018 para este projeto. A retomada do ônibus-biblioteca está vencendo barreiras burocráticas para ser ativada ainda este ano.”

Informa também que “houve um acréscimo de consultas e empréstimos de livros e frequência de público nas bibliotecas em 2017 em relação a 2015. A melhora se deve à implementação do programa Biblioteca Viva, que consiste em levar programação cultural semanalmente, a disponibilização de wi-fi gratuito e mudanças mobiliárias em todas as bibliotecas, tornando estes espaços mais atrativos para a população.”

Por Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Cultura

Trump e John Travolta disputam Framboesa de Ouro

Publicado

em

Presidente americano concorre por sua participação em dois documentários

presidente americano Donald Trump e os atores John Travolta e Johnny Depp  estão entre os indicados ao Framboesa de Ouro, premiação que homenageia o pior do cinema no ano que passou. A lista foi divulgada nesta segunda (21).  

Trump, claro, não concorre por interpretação de nenhum personagem fictício, mas pelo papel de si mesmo em dois documentários: “Death of a Nation” e “Fahrenheit 11/9”.

O primeiro, idealizado pelo comentarista conservador Dinesh D’Souza, exalta a figura do republicano e desanca o Partido Democrata ao traçar ligações entre os Estados Unidos na era de Abraham Lincoln e o país hoje. Já o outro, dirigido pelo provocador Michael Moore, tem viés ideológico mais à esquerda e faz uma dura crítica à gestão do atual presidente. 

Também concorrem nesta categoria os atores Johnny Depp, por sua dublagem na animação “Gnomeu e Julieta”, Bruce Willis (“Desejo de Matar”), John Travolta (“Gotti”) e Will Ferrelll (“Homes & Watson”). 

Esses dois últimos filmes, aliás, concorrem ao prêmio de pior longa do ano, assim como “Crimes em Happytime”, “Robin Hood – A Origem” e “A Maldição da Casa Winchester”.

Os vencedores serão conhecidos no dia 23 de fevereiro, na véspera do Oscar.

Veja a lista de indicados:

PIOR FILME

“Crimes em Happytime”

“Gotti”

“A Maldição da Casa Winchester”

“Holmes & Watson”

“Robin Hood – A Origem”

PIOR ATRIZ

Amanda Seyfried, “The Clapper”

Melissa McCarthy, “Crimes em Happytime” e “Alma da Festa”

Helen Mirren, “A Maldição da Casa Winchester”

Jennifer Garner, “A Justiceira”

Amber Heard, “London Fields”

PIOR ATOR

Johnny Depp, “Gnomeu e Julieta”

Will Ferrell, “Holmes & Watson”

John Travolta, “Gotti”

Donald Trump, “Death of a Nation” e “Fahrenheit 11/9”

Bruce Willis, “Desejo de Matar”

PIOR DIRETOR

Etan Cohen, “Holmes & Watson”

Kevin Connolly, “Gotti”

James Foley, “50 Tons de Liberdade”

Brian Henson, “Crimes em Happytime”

Os Irmãos Spierig, “A Maldição da Casa de Winchester”

PIOR ATOR COADJUVANTE

Jamie Foxx, “Robin Hood – A Origem”

Ludacris, “Show Dogs”

Joel McHale, “Crimes em Happytime”

John C. Reilly, “Holmes & Watson”

Justice Smith, “Jurassic World: Reino Ameaçado”

PIOR ATRIZ COADJUVANTE

Kellyanne Conway, “Fahrenheit 11/9”

Marcia Gay Harden, “50 Tons de Liberdade”

Kelly Preston, “Gotti”

Jaz Sinclair, “Slender Man”

Melania Trump, “Fahrenheit 11/9”

PIOR COMBINAÇÃO

Qualquer combinação de bonecos ou atores (principalmente cenas de sexo) em “Crimes em Happytime”

Johnny Depp e sua carreira declinante em “Gnomeu e Julieta”

Will Ferrell e John C. Reilly em “Holmes & Watson”

Kelly Preston e John Travolta em “Gotti”

Donald Trump e sua interminável mesquinharia em “Death of a Nation” e “Fahrenheit 11/9”

PIOR REMAKE, SEQUÊNCIA OU CÓPIA

“Death of a Nation”

“Desejo de Matar”

“Holmes & Watson”

“The Meg”

“Robin Hood – A Origem”

PIOR ROTEIRO

“Death of a Nation”

“50 Tons de Liberdade”

“Gotti”

“Crimes em Happytime”

“A Maldição da Casa de Winchester”

Por Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Cultura

Fãs criam petição para a volta de ‘Demolidor’

Publicado

em

A petição já conta com mais de 120 mil assinaturas

Fãs da série original da Netflix “Demolidor” se uniram e criaram uma petição online para que uma quarta temporada da história seja feita. A Netflix cancelou a produção de novos episódios. A petição já conta com mais de 120 mil assinaturas. Fãs desejam que, caso a Netflix não produza novos episódios, que o serviço da Disney, programado para chegar aos Estados Unidos no segundo semestre, assuma os trabalhos.

Em campanha de nome Save Daredevil (Salvem o Demolidor), fãs do herói da Marvel, interpretado por Charlie Cox, pedem que o elenco original retorne às gravações e que haja uma continuidade para a trama. A terceira temporada estreou em novembro do ano passado pelo streaming. Assim como “Demolidor”, “Punho de Ferro” e “Luke Cage” também tiveram suas temporadas canceladas. Já “O Justiceiro” ganha uma nova leva de episódios no serviço.

Apesar da notícia, ainda há a expectativa dos fãs de que pelo menos em filme o “Demolidor” possa dar as caras nos próximos anos. 

Por Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Cultura

Após indicação de Daniel Coelho, Facebook patrocina São João de Caruaru

Publicado

em

O ano mal começou e o São João de Caruaru dá os primeiros passos em sua organização e já com entrada importante de recursos. O Facebook é o primeiro patrocinador da festa deste ano, empreendendo uma parceria inédita de R$ 350 mil, já em mãos da organização do evento. Segundo a Fundação de Cultura e Turismo de Caruaru, o aporte foi realizado por meio da Lei Rouanet, em um projeto feito junto a produtora Luni. “O Facebook estava procurando projetos culturais para apoiar no Nordeste e o deputado federal Daniel Coelho nos indicou. Entramos em contato com eles em dezembro e fechamos o patrocínio”, afirma Leonardo Salazar, diretor da Fundação e coordenador do Comitê Gestor do São João.

Segundo Salazar, esse investimento antecipado será utilizado para o pagamento dos artistas do segmento “cultura popular”, incluindo os participantes dos polos de repente, pé-de-serra, quadrilhas e exposições de artes plásticas, que receberão em 60 dias após o evento, com o dinheiro garantido. “Os artistas de Caruaru são os primeiros a receber, a prioridade nos nossos critérios de pagamento. O pagamento só não é realizado imediatamente por conta do processo de empenho, que leva cerca de 15 dias”, explica.

Outros patrocínios
A chamada para o restantes dos patrocinadores será aberta ainda em janeiro e a expectativa é de que aproximadamente 20 empresas também entrem na parceria. Dos R$ 15 milhões gastos no São João de 2018, R$ 10,3 milhões foram arrecadados com patrocínio. O impacto na economia local chega aos R$ 120 milhões, com a circulação de 2,2 milhões de visitantes. As empresas podem optar por investimento direto ou via Lei Rouanet.

O São João Multicultural de Caruaru em 2019 será entre os dias 1 e 30 de junho, contando com 24 polos, espalhados pelo Alto do Moura, Centro e Zona Rural do Município. A previsão é de 500 contratações artísticas para a festa. Fonte: JC Online

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending