Conecte-se Conosco

Educação

ITA encerra o exame de escolaridade do vestibular 2017

Publicado

em

ita

Provas tiveram início na última terça-feira (13). Os gabaritos serão publicados em 20/12.

O Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) encerra nesta sexta-feira, 16 de dezembro, o Exame de Escolaridade do Vestibular 2017. As provas tiveram início na última terça-feira (13). A seleção começa às 8h. 

O candidato deve estar no local com antecedência mínima de uma hora. Assim como nos dias anteriores, é preciso levar documento de identificação original com foto, cartão de inscrição impresso e caneta esferográfica de tinta preta (fabricada em material transparente). Lápis, lapiseira, borracha macia e régua transparente serão permitidos, mas não obrigatórios.

O Exame de Escolaridade está sendo aplicado nas cidades de Belém, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Juiz de Fora, Londrina, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Ribeirão Preto, Rio de Janeiro, São José dos Campos, São José do Rio Preto, Salvador, São Paulo, Teresina e Vitória.

Seleção

Neste último dia, os candidatos participarão das provas de 20 questões objetivas e 10 dissertativas de Química. Ontem a quantidade de perguntas foi a mesma, mas o conteúdo foi de Matemática. 

Já os dois primeiros dias contaram com 20 questões objetivas e 10 dissertativas sobre Física e 20 perguntas de múltipla escolha de Inglês, 20 de Português e uma redação, respectivamente. 

Segundo o item 15.1 do Edital, os gabaritos de todos os dias serão divulgados em 20 de dezembro. 

Resultado

Os classificados no Exame de Escolaridade serão conhecidos em 30 de dezembro. Eles terão que comparecer ao ITA em 15 de janeiro, às 10h, para a Inspeção de Saúde.

A seleção oferece 110 vagas para as modalidades de Engenharia Aeroespacial, Aeronáutica, Civil-Aeronáutica, de Computação, Eletrônica e Mecânica-Aeronáutica, sendo 25 para a carreira militar.

Das modalidades de Engenharia escolhidas na primeira opção, as mais concorridas são Aeronáutica (24%), Aeroespacial (21%) e Mecânica-Aeronáutica (19%).

Mais informações no Edital ou pelo telefone (12) 3947- 5813 ou e-mail vestita@ita.br 

(Por  Por Lorraine Vilela Campos – UOL)

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Educação

A arte de contar histórias

Publicado

em

As histórias infantis têm papel fundamental na formação do indivíduo, tornando-o criativo, crítico e capaz de tomar decisões.
Quando se conta uma história, deve-se ter em mente que aquele momento será de grande valia para a criança, pois através desses contos será formado um banco de dados de imagens que será utilizado nas situações interativas vividas por ela.

Recomenda-se que o educador faça todo um ritual antes do momento de contar histórias.
O ideal é que o professor, ao contar uma história, tenha uma diversidade de estratégias sendo consideradas como principais: tocar a imaginação dos alunos, saber como utilizar a expressão corporal, o ritmo, o gesto, e principalmente a entonação da voz, fazendo com que nesse momento a criança fique envolvida pelo encantamento e pela fantasia.

Sugere-se ao professor que crie em sua sala de aula o livre acesso aos livros através de um cantinho de leitura no qual fiquem disponíveis aos alunos livros, revistas, jornais etc., facilitando o manuseio.

Orienta-se que o professor se informe mais sobre os aspectos que estão envolvidos na apropriação no processo da leitura e seus aspectos fundamentais na visão lingüística, psicológica, social e fisiológica. Ressalta-se que quando se tem domínio de certo papel a desempenhar o resultado é totalmente diferenciado e qualificado.

por: Elen Cristine em Educação

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.


Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Educação

A conseqüência do estresse nos professores

Publicado

em

Em pesquisas realizadas pelo Ibope, no ano de 2007, ficou constatado que a grande maioria dos professores sofre de estresse, em especial os da rede pública.
O estresse dos professores se manifesta de diferentes formas, portanto é de extrema importância que esses profissionais fiquem atentos buscando identificar se estão inseridos nesse grupo.
Profissionais que participaram da pesquisa se queixaram de diversos sintomas, sendo que as dores musculares ocuparam o primeiro lugar e em seguida existiram declarações não muito bem definidas de algum mal-estar. De acordo com informações científicas, o estresse apresenta sintomas específicos que podem fazer parte do quadro. No intuito de facilitar a identificação do estresse, construímos uma lista com os principais sintomas:

• Aumento da pressão arterial;
• Falta de concentração;
• Dor de cabeça;
• Indigestão;
• Queda de cabelo;
• Nervosismo;
• Insônia;
• Taquicardia;
• Ganho ou perda de peso;
• Alergia;
• Isolamento;
• Memória fraca;
• Irritação;
• Ansiedade;
• Tique nervoso;
• Desmotivação;
• Diminuição dos glóbulos vermelhos.

O ideal é que ocorra o interesse por parte dos professores no sentido de buscar um caminho que possa resolver, ou amenizar o problema apresentado, de forma que venha lhe proporcionar uma saúde melhor.

O professor também deve garantir o exercício da sua profissão, não prejudicando a aprendizagem dos alunos por motivo de afastamento, gerando problemas nas instituições.
Tal questão atualmente tem sido alvo de discussão entre pesquisadores, visto que todos perdem com o afastamento do profissional. Esta é uma questão tão preocupante que só na região de São Paulo, que apresenta a maior rede de professores do país, entre os 250 docentes, há registros de que ocorrem 30 mil faltas por dia em decorrência de problemas de saúde.

As licenças médicas em 2006 foram cerca de 140 mil, com longo tempo de afastamento, seguindo uma média de 33 dias. É um fator preocupante que precisa ser solucionado, visto que além de deteriorar a educação brasileira gera um prejuízo financeiro para o país em torno de 235 milhões.

Ressalta-se o direito do aluno em estudar, mas é fundamental que o professor esteja em boas condições para oferecer uma aula de qualidade, que realmente alcance os objetivos que são propostos.

Atualmente, já existem algumas instituições que estão tendo uma preocupação maior em relação a essa questão, a ponto de certas secretarias de educação já estarem criando programas de prevenção, na qual as escolas e seus educadores se reorganizam, buscando formas educativas de resolver tais problemas apresentados.
Com a finalidade de reduzir ou até mesmo eliminar o cansaço físico e mental, segue algumas sugestões que também irão contribuir para o bom desempenho profissional:

• Reserve um tempo para estudar e planejar;
• Busque reunir-se com colegas, não esquecendo dos momentos de lazer;
• Evite lecionar com carga horária extensa;
• Descanse mais;
• Leia e assista filmes;
• Faça caminhada;
• Prefira reduzir as despesas ao invés de dobrar a carga horária.

E não esqueça a importância de cuidar da saúde, pois se o corpo apresenta-se saudável, conseqüentemente as chances de se sentir bem para exercer a profissão serão maiores, realizado-a de forma extremamente positiva e gratificante.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.


Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Destaque

FIS irá oferecer os cursos de Bacharelado em Educação Física e Nutrição, a partir de 2019

Publicado

em

Serão 200 vagas ofertadas anualmente em cada curso.

O MEC acabou de publicar a Portaria de número 621, de 14 de setembro de 2018, foi assinada pelo Secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior,  autorizando a implantação de mais dois cursos superiores na Faculdade de Integração do Sertão – FISBacharelado em Educação Física e Bacharelado em Nutrição.

Segundo Luís Melo, Presidente da instituição, foram autorizadas 200 vagas em cada curso, e já estarão disponíveis no próximo vestibular 2019.1. “Ano passado a FIS comemorou 10 anos de investimento no conhecimento dos sertanejos e prometeu dobrar seu tamanho, além de dobrar ou triplicar o número de cursos para a comemoração dos 20 anos. A FIS sempre se imbuiu desse sentimento de crescimento regional, e é através de novos cursos que a instituição faz jus a sua missão, que é unir os sertões através do conhecimento”, afirma Luís Melo.

Ainda de acordo com Luís, no próximo ano (2019), a FIS dará entrada no Ministério da Educação – MEC, no processo que transforma a faculdade em Centro Universitário. “Esses dois cursos vem somar ao esforço que a FIS está fazendo para gerar o desenvolvimento regional. Nós estamos extremamente felizes por mais esta conquista e por entendermos que estamos fazendo nosso dever de casa e cumprindo nossa missão maior”, conta.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.


Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending