Conecte-se Conosco

Mundo

Metade dos médicos da Venezuela deixa o país em 5 anos

Publicado

em

Além dos médicos, também deixaram o país 6.600 analistas clínicos (33% do total de 20.000) e 6.030 enfermeiros (24% dos 24.500), tudo em relação aos dados de 2014

Mais da metade dos médicos venezuelanos, a maioria de hospitais públicos, emigrou entre 2012 e 2017, afirma um relatório da Organização Panamericana de Saúde (Opas) divulgado nesta quinta-feira (11).

Segundo o documento, no período deixaram o país 22 mil médicos, o que representa 55% dos 39.900 profissionais registrados pela organização em 2014. Os números foram levantados por 12 ONGs que trabalham pelo direito dos pacientes.

Além dos médicos, também deixaram o país 6.600 analistas clínicos (33% do total de 20.000) e 6.030 enfermeiros (24% dos 24.500), tudo em relação aos dados de 2014.

Com isso, o déficit de enfermeiros na Venezuela chegou a 74%, afirma o levantamento, que aponta que 18,7 milhões dos 30 milhões de habitantes do país “não têm garantias de acesso a diagnóstico e tratamentos”.

O documento classifica ainda a situação no país de uma “emergência humanitária”. Segundo dados mais recentes, mais de 80% dos hospitais venezuelanos sofrem com falta de medicamentos.

Os problemas de saúde acontecem em meio a crise econômica que atinge o país, com uma inflação que pode chegar a 1.350.000% até o fim do ano, segundo previsão do FMI (Fundo Monetário Internacional).

Atualmente a ONU estima que cerca de 2,3 milhões de venezuelanos (7,5% da população) vivem no exterior, dos quais 1,6 milhão emigrou desde 2015.

O ditador Nicolás Maduro, porém, diz que o número é bem menor, de 600 mil pessoas, e culpa as sanções impostas pelos EUA pela crise.

22 mil médicos deixaram a Venezuela entre 2012 e 2017, o equivalente a 55% dos profissionais

6.000 enfermeiros também saíram do país no mesmo período, 24% do total de pessoas que trabalhavam na área.

Por Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mundo

Morre a quinta vítima do atentado a tiros em Estrasburgo

Publicado

em

A procuradoria de Paris não adiantou muitas informações sobre a vítima, apenas que era natural da Polônia

gabinete da procuradoria de Paris anunciou neste domingo (16) que há mais uma morte foi registrada após Chérif Chekatt disparar contra pessoas que estavam no mercado de Natal de Estrasburgo, na última terça-feira (11), segundo a Reuters. 

A procuradoria de Paris não adiantou muitas informações sobre a vítima, apenas que era natural da Polônia. O Le Monde adianta que ela foi identificada Barto Orent-Niedzielski, de 35 anos, e que se encontrava em coma desde o dia do ocorrido. 

Chérif Chekatt foi morto pela polícia na quinta-feira passada, depois de policiais irem atrás do suspeito. A ação  envolveu mais de 700 membros das forças de segurança francesas. 

O número de vítimas do ataque sobe no dia em que mil residentes de Estrasburgo saiu às ruas e se juntou em ma das principais praças da cidade, a praça Kleber, junto ao mercado de Natal, para prestar homenagem aos mortos e aos feridos no tiroteio.

A homenagem terminou com um aplauso e com os presentes a entoarem o hino francês, ‘A Marselhesa’. 

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Papa Francisco defende Pacto Mundial para Migração da ONU

Publicado

em

O papa Francisco declarou, neste domingo (16), seu apoio ao Pacto Global para a Migração promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU), adotado por 150 países em Marrakech no Marrocos nesta semana. O líder da Igreja Católica pediu à comunidade internacional que aja com “responsabilidade, solidariedade e compaixão” com os migrantes.

O Pacto Global para uma Migração Segura, Ordenada e Regular, cujo objetivo é construir um marco legal de referência para a comunidade internacional, foi adotado na semana passada em Marrakesh, Marrocos.

O papa falou do acordo após a oração do Angelus diante de milhares de fiéis reunidos na Praça de São Pedro, no Vaticano, neste domingo.“Espero que a comunidade internacional possa trabalhar, graças a este acordo global, com responsabilidade, solidariedade e compaixão em relação àqueles que, por várias razões, deixaram seu país”, disse o papa Francisco.

O Pacto Global para Migração será mais um teste para a política externa de seletividade ideológica do governo Bolsonaro. (Por Esmael Morais)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Presidente da Itália envia carta a Temer para agradecer decreto de extradição de Battisti

Publicado

em

O presidente da Itália, Sergio Mattarella, enviou uma carta ao presidente Michel Temer agradecendo ao chefe de Estado brasileiro pela decisão de assinar o decreto que determina a extradição do italiano Cesare Battisti ao país europeu.

Na carta divulgada no Twitter pelo governo italiano, Mattarella afirmou que o gesto de Temer é “um testemunho significativo da amizade antiga e sólida entre o Brasil e a Itália”.

O presidente da Itália ressaltou na mensagem que o caso Cesare Battisti é “complexo e delicado” e “desperta sentimentos de participação na opinião pública” italiana.

Na sexta-feira (14), o presidente brasileiro determinou que o italiano seja extraditado para a Itália. A decisão foi tomada um dia após o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), revogar uma liminar (decisão provisória) que impedia a extradição de Battisti até que o Supremo voltasse a analisar o caso.

O magistrado também decretou a prisão do italiano, que é considerado foragido pela Polícia Federal (PF). O nome de Battisti já consta na lista de procurados pelo Brasil e pela Interpol, a polícia internacional. Fonte: G1

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending