Conecte-se Conosco

Cultura

Netflix testa novo modelo de pacotes por até R$ 53,90

Publicado

em

Empresa possui 125 milhões de usuários em todo o mundo, mas ainda não é lucrativa

Netflix, portal de exibição de produções audiovisuais sob demanda, está testando novos pacotes em diversos países, incluindo o Brasil. Os modelos recentes permitem exibição em quatro telas simultâneas e transmissão com melhor qualidade de imagem. 

As novas opções aparecem com preços entre R$ 37,90 e R$ 53,90. Até hoje, o portal cobrou entre  R$ 19,90 e R$ 27,90. Porém, a oferta dessas possibilidades não aparecem para todos os assinantes. 

A assessoria da Netflix disse à reportagem que, por se tratar de um teste, a opção aparece randomicamente, para novos e antigos assinantes.

Por nota, o canal diz: “Nós testamos continuamente novas coisas, e esses testes normalmente variam em duração. Nesse caso, estamos testando preços e recursos ligeiramente diferentes para entender melhor como os consumidores valorizam a Netflix”. 

Sobre a possibilidade de contratação dos novos recursos, o site diz que “nem todo mundo vai ver esse teste [na tela] e talvez não possamos oferecer os preços ou recursos específicos contemplados.”

Os novos planos se chamam Premium e Ultra. Os antigos aparecem como Básico, que permite a exibição da programação em uma tela, e Padrão, que dá direito a duas telas em exibições simultâneas.

As novas vantagens também dizem respeito à resolução de imagem. O plano Premium permite exibição em HD e UltraHD, e o Ultra também em HDR. São tecnologias que dependem do equipamento utilizado pelo cliente.

Por Folhapress. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cultura

Junior Lima volta a cantar e compor em projeto de música eletrônica

Publicado

em

Além de videoclipes, Junior e o DJ Julio Torres preparam um disco para o ano que vem

Músico, cantor e produtor musical, Junior Lima, 34, está investindo de vez no Manimal, seu mais recente projeto de música eletrônica com o DJ parceiro, Julio Torres. Dessa vez, as músicas são autorais e mais viscerais do que as do antigo projeto Dexterz -trio de música eletrônica que também tinha o violinista Amon Lima na formação. Além de videoclipes, a dupla prepara um disco para o ano que vem. Há poucas semanas de seu lançamento, o vídeo da música “Stay Close” já tem mais de 1 milhão de visitas. 

“A maior diferença em relação ao Dexterz é que o trabalho é totalmente autoral agora. Antes, a gente tinha o violinista [Amon Lima] que dava uma identidade forte ao trabalho, mas era pura improvisação de músicos dentro do set de um DJ. O foco do Manimal é criação autoral”, afirma Junior Lima.

A música “Stay Close” tem uma pegada mais rock sem deixar o som de pista de dança, que é especialidade da dupla. “Estamos tocando essa música há mais de um ano na estrada, e era o momento mais forte do show. Pensamos, pera aí, tem alguma coisa aqui!”, conta Junior.  “Esse universo da música eletrônica tem essa possibilidade. Na noite, a galera está acostumada a ter várias músicas no meio do set dos DJs que elas não conhecem, mas o que vale é a resposta pela batida, pela sensação que a música causa na hora”, conta revela o músico. 

Outra novidade é que Junior canta na música, o que não fazia há muitos anos. “Fazemos muita coisa instrumental, mas tem uma parte do público que sentia falta de me ouvir cantar, e isso deve ter sido outro fator que chamou a atenção da galera”, conta Lima.

Nova temporada de ‘Black Mirror’ terá a presença de Miley Cyrus

A dupla está na estrada há quase dois anos, e já lançou o clipe da música “Think About It” que apresenta os dois músicos mascarados, como eles se apresentam nos shows. “O gênero eletrônico tem muito essa possibilidade de cair na estrada e depois lançar as músicas. É muito diferente do meu outro rolê que eu vivi, em que era preciso lançar efetivamente um álbum para depois sair em turnê”, avalia Junior.

No ano que vem, a dupla deve lançar um disco. Por enquanto, eles vão testando tudo o que podem na pista de dança. “Ficamos um bom tempo em estúdio para descobrir nossa identidade musical, e vimos que estávamos prontos para lançar, mas ficou bem difícil conciliar as agenda de shows e de lançamentos. A ideia é lançar músicas com mais frequência até chegar ao disco no ano que vem”, conta Junior. 

Os próximos lançamentos do duo terão parcerias com o Chemical Surf, dupla de música eletrônica, e com Leo Ramos, vocalista da banda Supercombo.  

YOUTUBER DA MÚSICA

Além dos videoclipes para o Manimal, Junior Lima está apresentando um canal no YouTube dedicado à música, em que ele leva todo o seu conhecimento aos fãs. “O público do YouTube é mais jovem, então quando a gente começa a falar de bandas ou músicas dos anos 1980 para trás, começam a vir as reações de pessoas que nunca tinham ouvido falar naquilo, mas curtiram conhecer. Esse foi um dos fatores que mais me motivou a topar esse projeto”, conta Lima.

Lima faz vídeos semanais para o Pipocando Música. “Esse canal surgiu com cinema e fez sucesso. Agora tem games e também o de música”, conta ele. 

Para o músico, a ferramenta de vídeos na internet só aumentou a relevância do videoclipe. “Acho que o videoclipe se manteve importante, mas ele encontrou uma nova forma de continuar sendo relevante [com o YouTube]. Todo o artista de música sente necessidade de ter uma representação visual de seu trabalho. É muito difícil não fazer um clipe, depois que foi picado por esse bichinho”, brinca o músico.

Por Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Cultura

Confira livros de ficção estrangeira que foram destaques em 2018

Publicado

em

 

Lista reúne recomendações de 39 nomes da cultura

guia livros, filmes e discos, produzido pela equipe do 1º Programa de Treinamento em Jornalismo Cultural da Folha de S.Paulo, convidou 39 nomes da cultura para indicar os destaques de 2018.

Confira abaixo as indicações de obras de ficção estrangeira.

ADUA

Filha de somalis, a escritora italiana Igiaba Scego narra nesse romance o percurso de Adua, uma jovem da Somália que, sonhando em fazer parte do universo das estrelas de cinema, emigra para a Itália nos anos 1970.

Acompanhando a trajetória de Adua, cujo nome homenageia a batalha na qual as forças etíopes derrotaram o exército italiano, descobrimos também os movimentos de seu pai, intérprete que vai a Roma na década de 1930 e começa a trabalhar para o regime fascista.

AUTORA Igiaba Scego

EDITORA Nós

QUANTO R$ 40 (180 págs.)

QUEM INDICA Elena Brugioni

ALMAS MORTAS

Uma das maiores obras do século 19 ganha tradução atualizada (baseada na mais recente edição crítica russa), feita por Rubens Figueiredo, grande tradutor de Tolstói no Brasil.

No livro, um vigarista vai a uma província para comprar “almas mortas” (servos falecidos, mas ainda registrados como vivos), a fim de conseguir um empréstimo e ascender socialmente. Para tanto, busca adular os senhores locais.

AUTOR Nikolai Gógol

EDITORA 34

QUANTO R$ 79 (432 págs.)

QUEM INDICA Luiz Felipe de Alencastro

CANÇÃO DE NINAR

Remontando à elegância misteriosa de Henry James em “A Outra Volta do Parafuso”, “Canção de Ninar” traz novamente uma protagonista babá. Ela é discreta, educada, se dá bem com as crianças e não reclama de ter que ficar até mais tarde. A dependência mútua de família e babá cresce até níveis trágicos.

Nas entrelinhas do suspense, o livro aborda as relações de poder, o preconceito entre classes e culturas, o papel da mulher na sociedade e as cobranças envolvendo a maternidade.

AUTORA Leïla Slimani

EDITORA Tusquets

QUANTO R$ 41,90 (192 págs.)

QUEM INDICA Gabriela Amaral Almeida

CARTAS SOBRE OS CEGOS PARA USO DOS QUE VEEM

Quais os limites da percepção da realidade por pessoas cegas? A questão, colocada por Diderot (em obra homônima) e Saramago, é aqui revisitada.

O livro consiste num monólogo de uma narradora cega e parcialmente surda a seu irmão, também cego e surdo, abandonados num sanatório. Aos poucos, porém, a leitura vai questionando a coerência do relato da personagem.

AUTOR Mario Bellatin

EDITORA Cultura e Barbárie

QUANTO R$ 40 (88 págs.)

QUEM INDICA Joca Reiners Terron

A EDUCAÇÃO SENTIMENTAL

Tendo a Revolução de 1848 como pano de fundo, esse romance de formação acompanha os sonhos e desilusões de um jovem e da França.

De um lado, Frédéric não consegue concretizar sua paixão por uma mulher mais velha e casada. De outro, o ideal libertário da breve Segunda República francesa sucumbe ante a ascensão de Napoleão 3º e sua tirania.

Integram a edição um texto de Proust sobre Flaubert e um prefácio de Maria Rita Kehl.

AUTOR Gustave Flaubert

EDITORA Companhia das Letras

QUANTO R$ 44,90 (560 págs.)

QUEM INDICA Luiz Felipe de Alencastro

EU TEREI SUMIDO NA ESCURIDÃO

Joseph James DeAngelo foi preso na Califórnia, em 2018. Foragido, ele estava sendo procurado havia mais de 30 anos por crimes sexuais cometidos contra 50 pessoas.

E foi ao longo dessas três décadas que a autora procurou relatórios policiais e vítimas que pudessem ajudar a revelar o paradeiro do criminoso.

Além de descrever a caçada eletrizante, a autora, que é jornalista investigativa, mistura relatos pessoais que expõem sua obstinação, mas também uma declaração de amor às histórias trágicas.

AUTORA Michelle McNamara

EDITORA Vestígio

QUANTO R$ 49,80 (352 págs.)

QUEM INDICA Gabriela Amaral Almeida

GAROTAS MORTAS

Selva Almada explora os limites entre o romance e a não-ficção em “Garotas Mortas”. A temática da obra reverbera em nossos tempos: o feminicídio.

A autora parte de assassinatos de mulheres nos anos 1980, durante a redemocratização da Argentina. Todos sem culpados conhecidos.

No livro, esses crimes são investigados, mas não da forma tradicional: Almada os relaciona com a própria experiência como mulher.

AUTORA Selva Almada

EDITORA todavia

QUANTO R$ 44,90 (128 págs.)

QUEM INDICA Carol Bensimon

A GORDA

Convidada da Flip em 2018, Isabela Figueiredo, escritora portuguesa nascida em Moçambique, teve duas obras importantes publicadas no ano.

Em “Cadernos de Memórias Coloniais”, ela reflete sobre seu passado, tanto em relação à ex-colônia portuguesa quanto a seu pai.

A utilização de elementos da vida pessoal para fazer ficção (a chamada autoficção) está no cerne também de “A Gorda”. Na obra, a protagonista busca compreender, com um humor crítico, como ela e o mundo à sua volta veem seu corpo.

AUTORA Isabela Figueiredo

EDITORA todavia

QUANTO R$ 49,90 (208 págs.)

QUEM INDICA Paulo Roberto Pires

GUNGUNHANA: UALALAPI/AS MULHERES DO IMPERADOR

Constituído por duas obras do moçambicano Ungulani Ba Ka Khosa, o livro aborda o universo de Gungunhana, imperador de Gaza que foi derrotado e capturado pelos portugueses. Em “Ualalapi”, cuja primeira edição é de 1987, o escritor narra a ascensão e queda de Gungunhana. A segunda história, lançada neste ano, retrata o exílio e regresso das mulheres do imperador.

AUTOR Ungulani Ba Ka Khosa

EDITORA Kapulana

QUANTO R$ 52,90 (228 págs.)

QUEM INDICA Elena Brugioni

LUTO

Em premiada narrativa autobiográfica, Halfon relembra a infância na Guatemala e a ida de sua família para os Estados Unidos na década de 1970, fugindo da guerra civil.

Esse não foi o primeiro exílio da família do autor. Judeus, seus antepassados já haviam migrado do Leste Europeu e do Levante.

Como em “A Chave de Casa”, de Tatiana Salem Levy, e “Relato de um Certo Oriente”, de Milton Hatoum, o tema do exílio se mistura a questionamentos sobre as identidades pessoal, familiar e nacional.

AUTOR Eduardo Halfon

EDITORA Mundaréu

QUANTO R$ 36 (96 págs.)

QUEM INDICA Joca Reiners Terron

NOTURNOS: HISTÓRIAS DE MÚSICA E ANOITECER

Ganhador do Prêmio Nobel de Literatura em 2017, o escritor japonês Kazuo Ishiguro explora o universo musical a partir da perspectiva de personagens que, circulando por diferentes cidades do mundo, incorporam a música como parte central da vida.

Nos cinco contos reunidos no livro, são narradas trajetórias que oscilam entre as necessidades práticas do cotidiano e a promessa de redenção por meio da arte.

AUTOR Kazuo Ishiguro

EDITORA Companhia das Letras

QUANTO R$ 49,90 (216 págs.)

QUEM INDICA Carol Bensimon

OBJETOS CORTANTES

Relançado com nova capa após o sucesso da minissérie homônima, “Objetos Cortantes” foi o livro de estreia de Gillian Flynn (“Garota Exemplar”). Na trama, uma repórter reencontra traumas da infância ao ser escalada para cobrir o assassinato de uma garota e o sumiço de outra.

Com personagens femininas ambíguas, Flynn atualiza um gênero predominantemente masculino e dá nova roupagem às histórias de famílias disfuncionais.

AUTORA Gillian Flynn

EDITORA Intrínseca

QUANTO R$ 39,90 (256 págs.)

QUEM INDICA Gabriela Amaral Almeida

PUÑADO – REVISTA DE LITERATURA LATINO-AMERICANA, Nº 4

Editada apenas por mulheres, a revista publica textos, biografias e entrevistas de autoras latino-americanas contemporâneas.

Com o tema “rituais”, o quarto número apresenta contos inéditos das brasileiras Veronica Stigger, de “Sul”, e Jarid Arraes, de “Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis”. A edição inclui ainda “O Infarto da Alma”, da chilena Diamela Eltit, que trata da relação entre amor e loucura.

AUTOR Várias Autoras

EDITORA Incompleta

QUANTO R$ 38 (96 págs.)

QUEM INDICA Joca Reiners Terron

SEMPRE VIVEMOS NO CASTELO

A escritora Shirley Jackson (que foi uma das influências de Stephen King) publicou pela última vez em 1962, mas foi só com o lançamento da série de televisão “A Maldição da Residência Hill” (2018), que ela estourou no Brasil.

Nesse livro, membros de uma família são mortos, e a suposta assassina é inocentada. Exilada com os parentes, a irmã que sobreviveu pressente o perigo com a chegada de um primo.

AUTORA Shirley Jackson

EDITORA Suma de Letras

QUANTO R$ 39,90 (200 págs.)

QUEM INDICA Gabriela Amaral Almeida

O ROMANCE LUMINOSO

O livro póstumo é mescla de um romance e um diário sobre a sua escrita, em que um escritor sessentão conta as obsessões que o levam a procrastinar seu trabalho. Incapaz de levar adiante o plano de criar uma obra transcendente, ele explora com humor seu cotidiano solitário, seu cansaço e suas fantasias sexuais.

Mais do que o relato metalinguístico de um fracasso literário, oferece-se imersão em uma personagem complexa, frágil e supersticiosa.

AUTOR Mario Levrero

EDITORA Companhia das Letras

QUANTO R$ 84,90 (648 págs.)

QUEM INDICA Joca Reiners Terron

UM DIA VOU ESCREVER SOBRE ESTE LUGAR

Ao compor um mosaico de memórias pessoais e episódios da história contemporânea da África, o escritor queniano Binyavanga Wainaina aproxima o leitor de uma realidade que, apesar de frequentemente ignorada, está cada vez mais presente no debate cultural contemporâneo.

A literatura africana, da qual Wainaina é hoje um dos principais representantes, é central no movimento de valorização de literaturas cuja relevância foi diminuída ao longo da formação do cânone literário ocidental.

AUTOR Binyavanga Wainaina

EDITORA Kapulana

QUANTO R$ 54,90 (308 págs.)

QUEM INDICA Elena Brugioni.

Por Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Cultura

Lollapalooza 2019 confirma Kings of Leon no Brasil

Publicado

em

Os ingressos para o Lollapalooza 2019 custam até R$ 1.800

Lollapalooza 2019 anunciou nesta terça-feira (11) o Kings of Leon como nova banda no lineup do festival. Entre os principais nomes ainda estão Arctic Monkeys, Kendrick Lamar, Tribalistas, Lenny Kravitz e Sam Smith.

A organização ainda não divulgou as datas de todos os shows, porém o Kings of Leon tocará no dia 5 de abril, segundo informações do grupo.

Os ingressos para o Lollapalooza 2019 custam até R$ 1.800. Este é o valor do segundo lote do Lollapass para os três dias de festival, que será realizado em 5, 6 e 7 de abril no autódromo de Interlagos (zona sul de São Paulo).

Além de opção para meia-entrada, ainda há a entrada social por R$ 990, categoria em que é preciso doar R$ 40 ao Criança Esperança até 31 de dezembro.

Os tickets para um dia de evento terão preços a partir de R$ 400 (meia-entrada). A compra pode ser feita por meio do site oficial.

No lineup também aparecem nomes como Twenty One Pilots, Tiesto, Steve Aoki, Interpol, Snow Patrol, Portugal, the Man e Gabriel, o Pensador.LINE-UP DO LOLLAPALOOZA 2019Arctic MonkeysKendrick LamarKings of LeonTribalistasPost MaloneLenny KravitzSam SmithTwenty One PilotsTiëstoThe 1975Dimitri Vegas & Like MikeSteve AokiMacklemoreInterpolOdeszaGreta Van FleetSnow PatrolVintage CultureYears & YearsFoalsGabriel, O PensadorKshmrSt. VincentSilvaBring Me The HorizonRl GrimeZhuBk’Don DiabloPortugal. The ManFisherRashidTroye SivanRüfüs Du SolChemical SurfKungsJorja SmithDubdogz Feat. Vitor KleyLanyIllusionizeBruno BeValentino KhanLoud LuxuryGtaGryffinScaleneLiniker E Os CaramelowsGroove DelightDashdotElekfantzBhaskarAutoramasKvshPontifexxAláfiaLiuCarne DoceLuiza LianMazDuda BeatJainThe Fever 333CataventoMolho NegroThe Inspector Cluzo

Por Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo
Propaganda

Trending