Conecte-se Conosco

Mundo

Três palestinos morrem e 126 ficam feridos durante protestos em Gaza

Publicado

em

Entre as vítimas fatais está um adolescente de 13 anos.

Forças israelitas mataram a tiros, nesta sexta-feira (5), três palestinos, incluindo um adolescente de 13 anos, quando milhares de pessoas voltaram a protestar ao longo da barreira que divide a Faixa de Gaza de Israel, referiu o Ministério da Saúde de Gaza. A pasta disse que o rapaz foi atingido no peito, e outros dois homens, de 24 e 28 anos, respectivamente, foram baleados nas costas.

Além dos óbitos, também foram contabilizados 126 feridos durante as manifestações. Ao responderem a um apelo do Hamas, o grupo islâmico militante no poder em Gaza, milhares de palestinos se concentraram em cinco locais ao longo da “barreira de segurança”, queimaram pneus, lançaram pedras e entoaram palavras de ordem contra o bloqueio israelense-egípcio do território.

Porta-vozes militares israelitas referiram que 20 mil manifestantes se concentraram hoje junto à fronteira comum, e lançaram artefatos explosivos e pedras em direção às tropas, que responderam com granadas de gás lacrimogêneo e balas para dispersar a multidão.

A Força Aérea do Estado judaico também efetuou dois ataques aéreos em reposta a um alegado disparo de explosivos, e, apesar de ter sido atingido um local próximo de um posto identificado da Associated Press (AP), não se registraram feridos, indicou a agência.

O Hamas, que tomou o poder em Gaza em 2007 após ter derrotado a Autoridade palestina nas legislativas do ano anterior, luta pelo fim do bloqueio que arrasou a economia local e colocou a taxa de desemprego acima dos 50%, com pesados custos para os dois milhões de habitantes palestinos deste enclave.

O Hamas iniciou os protestos em março e com uma frequência semanal, mas que se intensificaram recentemente após a derrota das negociações sobre um acordo de cessar-fogo mediadas pelo Egito e destinadas a suavizar o bloqueio total.

Desde o início dos protestos, já foram mortos pelas forças israelitas 148 palestinos, incluindo 33 jovens com menos de 18 anos. Em agosto, um atirador de Gaza matou um soldado israelita, e a resposta de Estado judaico fez recear o início de uma nova guerra em larga escala. Com informações da Lusa.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.


Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Mundo

Suspeito assassinato de jornalista saudita morre em misterioso acidente

Publicado

em

Um dos 15 suspeitos da morte do jornalista saudita Jamal Khashoggi morreu num acidente rodoviário em Riade

Meshal Saad al-Bostani é um dos 15 sauditas que aterrou em Istambul no dia em que o jornalista Jamal Khashoggi desapareceu no interior do consulado saudita na Turquia. Sobre a morte de al-Bostani, apenas se sabe que morreu num acidente rodoviário em Riade.

Um dos 15 suspeitos da morte do jornalista saudita Jamal Khashoggi morreu num acidente rodoviário em Riade, capital da Arábia Saudita.

De acordo com um jornal conservador turco Yeni Safak, que tem desvendado vários detalhes sobre o misterioso desaparecimento de Khashoggi, Meshal Saad al-Bostani era um dos 15 homens que aterrou em território turco no dia em que o jornalista saudita entrou no consulado e não mais saiu.

Segundo o mesmo jornal, próximo do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, al-Bostani é um tenente de 31 anos da força aérea saudita.

Apesar de ainda não estar confirmada oficialmente, a tese que tem sido veiculado, sobretudo na Turquia, é que o jornalista, crítico do regime saudita, particularmente do príncipe herdeiro Mohammed bin Salman, foi assassinado no interior do consulado turco no dia 2 de outubro. As câmaras de videovigilância registaram o momento em que Khashoggi entra no local, mas não da sua saída.

De acordo com o jornal turco pró-governamental revelou que existem gravações do interior do consulado que comprovam que o jornalista saudita foi torturado e desmembrado.

A Arábia Saudita, cada vez mais isolada internacionalmente neste caso, nega o seu envolvimento no desaparecimento de Jamal Khashoggi. A CNN, no entanto, avança que as autoridades sauditas estão prestes a revelar um relatório em que admitem.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Filho de Harry e Meghan Markle pode não ser príncipe

Publicado

em

Diferente de seus primos, George e Charlotte, a criança não deverá receber o título de príncipe ou princesa

filho de Meghan Markle com o príncipe Harry ainda não tem sexo definido, mas já se sabe qual será o seu título. Se menina, a filha do casal será reconhecida como “Lady de Mountbatten-Windsor”. Se menino, será “Conde de Dumbarton”.

Diferente de seus primos, George e Charlotte, a criança não deverá receber o título de príncipe ou princesa. O especialista em monarquia britânica, Bob Morris, explica: “De um modo geral, os títulos de príncipe e princesa, e de ‘Sua Alteza Real’, não vão além dos netos do monarca.

“Ele diz que o filho da duquesa de Sussex não se qualifica para tais títulos porque será bisnetos do monarca reinante, mas que a palavra final é dada pela rainha -caso ela decida que o filho de Harry e Meghan deva ter o título e príncipe, ele terá.”

Esses assuntos são decididos pessoalmente pela rainha, sob regras desenvolvidas por ela e por seus predecessores ao longo dos anos”, complementou Morris. Com informações da Folhapress.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Inundações no sul da França deixam 12 mortos e 2 desaparecidos

Publicado

em

825 casas permacem sem eletricidade

As inundações que castigaram o sul da França na última segunda-feira(15), provocaram a morte de 12 pessoas e deixaram outras duas desaparecidas, segundo informou a Prefeitura de Carcassonne, na tarde desta terça-feira(16). Ainda de acordo com a Prefeitura da cidade, este número pode aumentar.

Na tarde de hoje o alerta de inundações que estava no vermelho (nível máximo), passou ao laranja, um nível a menos. Segundo a agência de notícias EFE, aos poucos os serviços de comunicação e transportes estão sendo reestabelecidos. Mesmo assim, 825 casas permacem sem eletricidade.

Algumas estradas permanecem fechadas, e algumas escolas devem reabrir amanhã.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending