Conecte-se Conosco

Saúde

5 mitos sobre clareamento odontológico

Publicado

em

Dentes retos, bem delineados, claros e sem manchas são quase indispensáveis

Um levantamento do Google aponta que o Brasil é o segundo país que mais utiliza o site de pesquisas e o YouTube para buscar conteúdo relacionado a beleza, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Tal cuidado se afasta dos óbvios corpo saudável e cabelo bem-cuidado, e dá espaço também à busca pelo sorriso perfeito, o que vai além do aspecto “saúde” da coisa. Dentes retos, bem delineados, claros e sem manchas são quase indispensáveis: abrem portas, conquistam e trazem ótimas impressões.

Por conta disso, o clareamento odontológico é um negócio crescente a cada ano no Brasil e no mundo, ajudando pessoas a se sentirem mais confiantes para distribuir sorrisos. No entanto, o procedimento necessita da orientação e supervisão de um cirurgião-dentista, que fará uma avaliação dental para determinar qual a concentração ideal do gel a ser usado, a frequência das sessões e outros detalhes importantes.

De acordo com a Dra. Natalia Vasconcelos Sartoretto, dentista da Sartoretto Odontologia, existem dois tipos de tratamento que podem ser procurados pelos pacientes, como: caseiro, feito pelo próprio paciente em casa com orientação de um profissional onde ele utiliza uma placa de acetato, junto a uma seringa com o produto em uma concentração menor; e a laser, feito pelo cirurgião dentista, dentro do consultório, com um gel em que a concentração é maior e o tratamento é feito em um curto período de tempo. 

Para ficar por dentro do assunto e não cair direto na cadeira do dentista, confira abaixo cinco mitos sobre clareamento dental:

1. A MAIORIA DOS PACIENTES NÃO APRESENTA SENSIBILIDADE DURANTE OU DEPOIS DO TRATAMENTO

São grandes as chances de se desenvolver ou aumentar a sensibilidade no aparelho dentário durante as sessões de clareamento. “Isso acontece porque, o processo de clareamento dos dentes ocorre pro meio de produtos químicos, que seriam peróxido de carbamida, usado em clareamento caseiro, e o peróxido de hidrogênio, usado no clareamento de consultório. A sensibilidade ocorre, pois o produto causa uma desidratação passageira no esmalte do dente deixando os canaliculus dentinários expostos ao meio bucal, integrando o meio externo e o meio interno, por isso aumenta a sensibilidade” explica a dentista.

É importante, no entanto, enfatizar que tal desconforto é passageiro para a maioria dos pacientes, podendo sumir alguns dias após o término do tratamento.

2. NÃO HÁ RESTRIÇÕES ALIMENTARES

Para que o clareamento seja efetivo, deve-se evitar bebidas e alimentos muito pigmentados, que podem sujeitar os dentes a alterações de cor. Na seção de bebidas, é importante evitar café, chás preto e verde, refrigerantes e vinho tinto; entre as comidas, não ingerir tomates, cenouras, beterrabas, abóboras ou qualquer outro item que contenha carotenos (forte pigmento orgânico) em sua composição é o ideal.

3. PRODUTOS ABRASIVOS E MAIS BARATOS ENTREGAM O MESMO RESULTADO QUE O GEL DO BRANQUEAMENTO

A internet está cheia de métodos alternativos para resolver as mais variadas situações e o clareamento de dentes é uma delas. É possível encontrar numerosos depoimentos, dicas e vídeos de pessoas que utilizam formas diversas para deixar o sorriso mais branquinho, entre elas o uso de produtos abrasivos como pedra pomes e carvão.

Esses mesmos itens podem ser usados por dentistas em consultas odontológicas, quando há a necessidade de higienizar os dentes do paciente e remover com mais “facilidade” manchas superficiais.

O problema começa quando um leigo começa a utilizar de forma desenfreada esse tipo de produto, o que pode criar ranhuras no esmalte dos dentes, que é a “capa” que clareia o sorriso.

4. OS DENTES VÃO FICAR BRANQUÍSSIMOS APÓS O CLAREAMENTO

A especialista explica que nem sempre, já que o clareamento, como o próprio nome indica, age limpando a superfície do dente que é naturalmente translucida, transparente, deixando com que a luz passe com mais facilidade demonstrando a cor natural do dente que é dada pela dentina. E a dentina varia de cor, do branco, amarelo, acizentado até o marrom. Sendo assim, “se o paciente tem o dente com coloração mais puxada para o amarelo e para o branco, levantará da cadeira do dentista com o sorriso de um tom mais claro que o anterior, mas não necessariamente branco como uma porcelana” ressalta Dra. Natalia Vasconcelos Sartoretto.

Isso pode gerar uma leve frustração em pessoas que procuram por um sorriso de porcelana, mas não é algo que deva gerar abalo, já que o resultado final pode ficar igualmente satisfatório. Já os pacientes que tem os dentes que variam do cinza para o marrom não terão um resultado tão satisfatório.

Lembrando, que somente um cirurgião dentista poderá avaliar se o caso do paciente é para o clareamento ou para uma reabilitação estética com lente de contato, facetas ou coroas em porcelanas.

5. TODOS PODEM SE SUBMETER A SESSÕES DE CLAREAMENTO DENTAL

Nem todo indivíduo pode ou deve se sujeitar a um clareamento. As contraindicações incluem pessoas menores de 15 anos (afinal os dentes não estão totalmente formados ainda), pacientes que esteja passando por tratamentos médicos extremamente debilitantes e gestantes.

Além disso, pessoas que possuem restaurações demais na boca, coroas, facetas ou lentes de contato em porcelana também não devem se sujeitar a um clareamento, já que o gel não age em resina e porcelana e, assim, não atingirá o objetivo desejado. (POR NOTÍCIAS AO MINUTO)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

Estes carboidratos ajudam a emagrecer. Não acredita? Confira

Publicado

em

Certos alimentos ricos emcarboidratos podem ser grandes aliados para quem quer emagrecer

Eliminar um grupo alimentar de forma radical nunca é aconselhável, a não ser que haja uma indicação médica específica. Contudo, oscarboidratos têm vindo a ser vistos como o vilão de qualquer dieta e é o seu consumo que mais se aconselha reduzir.

O segredo está, claro, no equilíbrio e nas escolhas inteligentes. Desta forma, o Lifestyle ao Minuto apresenta-lhe cinco carboidratos que ajudam a emagrecer (e não, não é só a aveia): 

  1. Arroz integral: Rico em vitaminas A e B e muito pouca gordura. Possui magnésio sendo, por isso, fonte de energia. Por ter fibra, é saciante e ajuda a melhorar o trânsito intestinal. Não contém glúten.
  2. Frutos secos: Ricos em proteína, fibra e gordura saudáveis. Não coma mais do que um punhado ao dia. São bastante saciantes.
  3. Pão de centeio: Contém proteínas e vitaminas A e B, capazes de transformar os nutrientes em energia. O sódio e o potássio são fontes de energia.
  4. Abacate: É bastante calórico, mas por possuir um elevado teor de gorduras saudáveis é um grande aliado ao emagrecimento.
  5. Quinoa: Rica em proteína, ácidos gordos e minerais. As  vitaminas B e E que dão energia e têm um efeito antioxidante.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Saúde

ANS suspende temporariamente a venda de 56 planos de saúde

Publicado

em

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu temporariamente a venda de 56 planos de saúde de 12 operadoras, em todo o país, devido a reclamações feitas pelos consumidores no terceiro trimestre deste ano. A proibição da venda começa a valer a partir de 9 de dezembro.

A medida, divulgada hoje (5), faz parte do Monitoramento da Garantia de Atendimento da agência, que acompanha o desempenho do setor.

Além das suspensões, a ANS informou também que liberou a comercialização de 15 planos de saúde de sete operadoras. Eles haviam sido impedidos de serem vendidos anteriormente, mas melhoraram os resultados e, com isso, poderão voltar a ser vendidos para novos clientes a partir da próxima segunda-feira (9), desde que não estejam com a comercialização interrompida por outros motivos. (Por Agência Brasil)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Saúde

Sofre de enxaqueca? Conheça os principais tratamentos

Publicado

em

Além dos medicamentos e toxina botulínica, hoje é possível tratar o problema até com cirurgia, que é pouco invasiva e tem o objetivo de descomprimir e liberar os ramos dos nervos trigêmeo e occipital, envolvidos nos pontos de dor

Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que a enxaqueca atinge cerca de 324 milhões de pessoas no mundo, sendo que no Brasil, 15% da população é afetada pelo problema. Além dos números com relação ao acometimento da condição, quem convive com enxaqueca não costuma ter uma vida fácil: as crises podem durar até 72 horas, causando dor intensa, náuseas, vômitos e sensibilidade à luz ou ao som.

“Por muito tempo não houve tratamentos definitivos para a enxaqueca, sendo que os medicamentos para controle da dor já instaurada e os profiláticos, para prevenção, eram as melhores alternativas para pacientes diagnosticados com Migrânea. Atualmente, entretanto, existem novas opções de tratamentos que aumentam as chances de uma cura para enxaqueca, incluindo a toxina botulínica e a cirurgia da enxaqueca”, afirma o cirurgião plástico Dr. Paolo Rubez, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e especialista em Cirurgia de Enxaqueca pela Case Western University.

Segundo o médico, o primeiro passo para identificar qual o tratamento mais adequado para o caso é procurar um neurologista que faça o diagnóstico correto do tipo de cefaléia de acordo com o relato do paciente e exames que possam ser solicitados. “Posteriormente, o médico poderá indicar qual o tratamento mais indicado para o caso, considerando chances de sucesso e riscos associados de acordo com o quadro clínico do paciente”, diz o médico. Conheça quatro tipos de tratamento para enxaqueca que podem ser sugeridos pelo médico responsável:

Medicamentoso – Uma das formas mais recorrentes de tratar a cefaleia é com medicamentos. No caso de crises de enxaqueca já instauradas costumam ser usados analgésicos simples e anti-inflamatórios e com valor bastante acessível, no entanto, eles devem ser prescritos por um médico, visto que a automedicação pode ser um agravante do quadro. Entre os medicamentos profiláticos estão opções como antidepressivos, antipsicóticos e betabloqueadores que também devem ser prescritos pelo médico de acordo com a recorrência das crises, causa da cefaléia e quadro clínico geral do paciente.

Alternativo – Mais pacientes têm procurado a acupuntura como uma opção de tratamento baseada nas técnicas da medicina tradicional chinesa. O resultado pode ser positivo por estimular e tirar a tensão de diferentes pontos que contribuem para aumentar o relaxamento. Essa opção, entretanto, deve ser conduzida em conjunto com outros tratamentos prescritos pelo médico.

Toxina botulínica – Desde 2011, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), autorizou o uso de toxina botulínica A como alternativa preventiva para as crises da enxaqueca crônica. “A substância, já usada nos tratamentos faciais de rugas, promove a paralisia temporária dos músculos, evitando a transmissão da dor para o sistema nervoso central e reduzindo as ocorrências de crises”, diz o Dr. Paolo, que também realiza a técnica. A aplicação da substância deve ser realizada a cada três meses para que os efeitos continuem, pois o organismo absorve a substância, eliminando os efeitos dela após esse período.

Cirurgia para enxaqueca – O único tratamento definitivo para a enxaqueca consiste na cirurgia para enxaqueca desenvolvida a partir do ano de 2000 pelo médico norte-americano Bahman Guyuron. “Verificou-se que a Migrânea pode ser causada pela compressão que determinados nervos sofrem ao longo de seus trajetos, sendo que o objetivo da cirurgia é descomprimir e liberar os ramos destes nervos que, ao serem irritados pelas estruturas adjacentes, liberam neurotransmissores que provocam dor e geram as crises. Assim, com a cirurgia é possível combater a enxaqueca que tem origem em quatro pontos principais da cabeça, sendo que para cada tipo de dor, considerando sua origem, existem técnicas específicas”, diz o médico. Após realizada a cirurgia de enxaqueca, as chances de o paciente voltar a ter as crises são muito menores, sendo que esse método pode ser considerado como o definitivo. “A cirurgia para enxaqueca pode ser feita em qualquer paciente que tenha diagnóstico de Migrânea (Enxaqueca) feito por um neurologista, e que sofra com duas ou mais crises severas de dor por mês que não consigam ser controladas por medicações; ou em pacientes que sofram com efeitos colaterais das medicações para dor ou que tenham intolerância a estas medicações; ou ainda em pacientes que desejam realizar o procedimento devido ao grande comprometimento que as dores causam em sua vida pessoal e profissional”, argumenta o médico. O Dr. Paolo Rubez enfatiza que as cirurgias são realizadas em ambiente hospitalar e sob anestesia geral e em alguns casos sob anestesia local. “A duração da cirurgia, para cada nervo, é de cerca de uma a duas horas, e o paciente tem alta no mesmo dia, ou no dia seguinte, para casa”, finaliza.

Por Notícias ao Minuto Brasil

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Trending