Conecte-se Conosco

São José do Belmonte

8 meses após inauguração, praça do Santuário apresenta diversos problemas pela sua má execução e precisa passar por reforma

Publicado

em

A praça do Santuário, entregue em 31 de agosto de 2020 – às vésperas do período eleitoral – tem chamado a atenção da população e de alguns parlamentares pela pressa com que a obra foi executada. Na época, já estava claro o real motivo da entrega precipitada. E nos últimos dias, com o surgimento de problemas decorrentes de má execução, não há mais dúvidas de que esta foi uma obra eleitoreira.

Após 8 meses da inauguração da praça, a conta da irresponsabilidade e oportunismo chegou aos salgueirenses. As chuvas trouxeram à tona os problemas de má execução: o poço de visita, equipamento sanitário essencial para as instalações, foi enterrado impossibilitando qualquer acesso para realizar manutenções.

O preço a ser pago pela irresponsabilidade é caro: o problema só pode ser resolvido com a elevação do poço de visita. Para isso, a atual gestão está articulando a obra de reparo que retirará parte do piso intertravado e do aterro molhado situado abaixo dele para substituir por um novo. Em seguida, o piso será recolocado e o poço de visita reposicionado com sua superfície superior no mesmo nível do piso, como orientado pelas normas de engenharia para garantir as futuras manutenções.

A Prefeitura comprometeu-se em providenciar o reparo com urgência, já que, da forma que está, o muro pode sofrer desabamento devido à sobrecarga por causa das chuvas recentes nas instalações mal feitas.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected]gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

São José do Belmonte

Caruaru, Garanhuns, Arco Verde, Serra Talhada e Afogados da Ingazeira irão vacinar 18,6% da população de 18 a 59 anos com a vacina Janssen

Publicado

em

O Governo de Pernambuco definiu a distribuição das 118,6 mil doses da Janssen, que têm previsão de chegada a Pernambuco até o final desta semana. Do montante total, destinado para a população de 18 a 59 anos, 50% será enviado para as cinco cidades no interior pernambucano: Caruaru e Garanhuns, no Agreste; e Arcoverde, Serra Talhada e Afogados da Ingazeira, no Sertão. Cada um desses municípios receberá quantitativo para vacinar 18,6% das suas populações na faixa etária determinada. Essas áreas têm apresentado, nas últimas semanas epidemiológicas, altos patamares de contaminação. Por isso, com mais gente imunizada em menos tempo, é possível ajudar a conter a aceleração da doença no Agreste e no Sertão.

Para o Recife, que receberá o restante, será destinado um total de doses que corresponde a 6,5% do público entre 18 e 59 anos.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

São José do Belmonte

Comerciantes de Serra protestam contra lockdown

Publicado

em

Comerciantes do município de Serra Talhada, maior cidade do Sertão do Pajeú, amanheceram com as portas fechadas, hoje, por conta do novo decreto do Governo do Estado. Eles fizeram protesto nas redes sociais e afirmaram não serem os culpados pelo contágio com o novo coronavírus.

Até o próximo dia 20, apenas o que é considerado essencial pode funcionar em várias cidades do Sertão, por causa do aumento dos casos de Covid-19 na região. A decisão do Governo não agradou os comerciantes de Serra, visto que hoje, dia de feira livre na cidade, onde se tem o maior movimento da semana, a maioria está de postas fechadas.

Confira abaixo o que pode ou não pode funcionar no Sertão durante o decreto vigente:

O que será permitido

– Serviços públicos municipais, estaduais e federais, inclusive os outorgados ou delegados, nos âmbitos dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, dos Ministérios Públicos e dos Tribunais de Contas, e representações diplomáticas, devendo ser priorizado o teletrabalho;

– Farmácias e estabelecimentos de venda de produtos médico-hospitalares;

– Postos de gasolina, inclusive loja de conveniência, apenas para ponto de coleta;

– Serviços essenciais à saúde, como médicos, clínicas, hospitais, laboratórios e demais estabelecimentos relacionados à prestação de serviços na área de saúde, observados os termos de portaria ou outras normas regulamentares editadas pelo Secretário Estadual de Saúde;

– Serviços de abastecimento de água, gás e demais combustíveis, saneamento, coleta de lixo, energia, telecomunicações e internet;

– Clínicas e os hospitais veterinários e assistência a animais, inclusive em shopping centers;

– Serviços funerários;

– Hotéis e pousadas, incluídos os restaurantes e afins, localizados em suas dependências, com atendimento restrito aos hóspedes;

– Serviços de manutenção predial e prevenção de incêndio;

– Serviços de transporte, armazenamento de mercadorias e centrais de distribuição;

– Estabelecimentos industriais e logísticos, bem como os serviços de transporte, armazenamento e distribuição de seus insumos, equipamentos e produtos;

– Lojas de veículos e oficinas de manutenção e conserto de máquinas, equipamentos, veículos leves e pesados e, em relação a estes, a comercialização e serviços associados de peças e pneumáticos;

– Restaurantes, lanchonetes e similares, por meio de entrega a domicílio, em ponto de coleta, na modalidade drive thru, e para atendimento presencial exclusivo a caminhoneiros, sem aglomeração;

– Serviços de auxílio, cuidado e atenção a idosos, pessoas com deficiência e/ou dificuldade de locomoção e do grupo de risco, realizados em domicílio ou em instituições destinadas a esse fim;

– Serviços de segurança, limpeza, vigilância, portaria e zeladoria em estabelecimentos públicos e privados, condomínios, entidades associativas e similares;

– Imprensa;

– Serviços de assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade;

– Transporte coletivo de passageiros, incluindo taxis e serviços de aplicativos de transporte, devendo observar normas complementares editadas pela autoridade que regulamenta o setor;

– Supermercados, padarias, mercados e demais estabelecimentos voltados ao abastecimento alimentar da população;

– Atividades de construção civil;

– Processamento de dados e call center ligados a serviços autorizados a funcionar;

– Serviços de entrega em domicílio de qualquer mercadoria ou produto;

– Serviços de suporte portuário, como operadores portuários, agentes de navegação, praticagem e despachantes aduaneiros;

– Pesca artesanal;

– Lojas de materiais e equipamentos de informática;

– Lojas de defensivos e insumos agrícolas;

– Casas de ração animal e petshops;

– Bancos E serviços financeiros, inclusive lotéricas;

– Oficinas e assistências técnicas em geral;

– Lojas de material de construção e prevenção de incêndio;

– Lojas de produtos de higiene e limpeza;

– Depósitos de gás e demais combustíveis;

– Lavanderias;

– Prestação de serviços de advocacia urgentes, que exijam atividade presencial;

– Estabelecimentos de aviamentos e de tecidos, exclusivamente para o fornecimento dos insumos necessários à fabricação de máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual – EPI`s relacionados ao enfrentamento do coronavírus;

– Restaurantes, lanchonetes e similares localizados no Ceasa, bem como em unidades hospitalares e de atendimento à saúde e no aeroporto ou terminal rodoviário, desde que destinados exclusivamente ao atendimento dos trabalhadores, de profissionais da saúde, pacientes e acompanhantes, e passageiros, respectivamente;

– Prestação de serviços de contabilidade urgentes, que exijam atividade presencial;

– Lojas e estabelecimentos situados em shopping centers e similares, por meio de entrega em domicílio e/ou como ponto de coleta no estacionamento, na modalidade drive thru;

– Estabelecimentos voltados ao comércio atacadista;

– Atividades de engenharia, arquitetura e urbanismo para situações urgentes e de apoio à construção civil;

– Estabelecimentos públicos e privados de ensino, para preparação, gravação e transmissão de aulas pela internet ou por TV aberta, e o planejamento de atividades pedagógicas; e

– Óticas.

O que NÃO será permitido:

– Escolas e universidades, públicas e privadas;

– Escritórios comerciais e de prestação de serviços;

– Clubes sociais, esportivos e agremiações;

– Competições e práticas esportivas coletivas, profissionais ou voltadas ao lazer (exceto futebol profissional);

– Praias marítimas e fluviais, inclusive os calçadões e parques;

– Ciclofaixas destinadas a atividades de lazer ou recreativas;

– Shoppings centers e galerias comerciais (supermercados com acesso independente e lotéricas e agências instaladas em shoppings podem funcionar);

– Igrejas e templos religiosos (apenas celebrações virtuais sem público). (Por Magno Martins)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

São José do Belmonte

Salgueiro: Prefeitura elimina uso de papel na tramitação de documentos entre secretarias e outros órgãos municipais

Publicado

em

Através da Portaria nᵒ 491, assinada pelo prefeito Marcones Sá na última sexta-feira, 11, a Prefeitura de Salgueiro eliminou o uso de papel na circulação de documentos entre secretarias e outros órgãos da administração municipal. A partir do dia 1ᵒ de julho será aceita apenas tramitação eletrônica de documentos públicos intersetoriais.

Em resumo, a portaria regulamenta o peticionamento eletrônico por meio do Sistema Integrado de Secretarias (SSE), como forma oficial de protocolo de documentos e estabelece procedimentos específicos a serem observados no processamento eletrônico na administração direta e indireta.

A portaria com todos os detalhes pode ser acessada na íntegra a partir da página 88 do Diário Oficial dos Municípios desta segunda-feira, 14. Do Blog Alvinho Patriota

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending