Conecte-se Conosco

Esporte

Análise: São Paulo encontra sua melhor versão na temporada e chega à liderança do Brasileirão

Publicado

em

Tricolor vence, convence e mostra que jogadores sabem exatamente o que fazer em campo.

O São Paulo chegou à liderança do Campeonato Brasileiro na última quinta-feira, após vencer o Goiás, fora de casa, com imposição e com todos os jogadores entrosados, sabendo exatamente o que fazer dentro de campo.

Um São Paulo que vai mostrando a sua melhor versão na temporada. E olha que foram muitas versões em 2020…

Antes da pandemia, Fernando Diniz apostava em uma formação com pontas rápidos e um meio de campo pouco marcador. Até a paralisação por conta do coronavírus, o treinador dizia que aquele era o melhor momento do Tricolor desde que ele havia chegado ao clube.

Após a pausa, porém, tudo mudou. O São Paulo perdeu Antony e a sua velocidade no ataque. O drible que quebrava linhas não existia mais, e o sistema defensivo se mostrou muito vulnerável. Para tentar suprir a necessidade na frente, Helinho e Paulinho Boia foram testados, mas não foram bem.

Na defesa, inúmeros testes foram feitos, e nesse período o clube vivenciou duras eliminações, como no Campeonato Paulista, para o Mirassol, e na fase de grupos da Libertadores. As oscilações colocaram cada vez mais pressão sobre Fernando Diniz.

– Das vezes que a gente oscilou, a gente teve um sofrimento muito grande. Fomos pagando algo que a gente sofreu. A derrota do Mirassol foi oscilação pós-pandemia. As dores do passado fizeram o time aprender e fomos melhorando nossas relações internas – afirmou Diniz em entrevista após a vitória sobre o Goiás.

Para acabar com a má fase vivida, o treinador precisou abrir mão de algumas convicções e fortaleceu o meio de campo com Luan, um volante muito mais defensivo do que Tchê Tchê. A entrada de Gabriel Sara no meio de campo e a fase espetacular de Brenner, artilheiro da equipe no ano com 18 gols, deixaram as coisas mais fáceis.

Outra figura importante para essa nova versão são-paulina foi Luciano. O jogador envolvido em uma troca com Everton, hoje no Grêmio, parece ter mudado o espírito do elenco. Além dos gols marcados, o atacante tem vibração e eleva o ânimo dos companheiros a cada jogo que passa.

Todos esses fatores, aliados à convicção da diretoria em bancar a permanência de Fernando Diniz em meio às inúmeras manifestações de pressão, fizeram o São Paulo chegar ao dia 3 de dezembro na liderança do Brasileirão como se titulares e reservas fossem uma unidade.

Gabriel Sara, por exemplo, sabe exatamente onde Brenner vai estar dentro da área. No segundo gol contra o Goiás, o meia nem precisou levantar a cabeça para saber que seu companheiro iria estar na pequena área apenas para empurrar para o gol.

Daniel Alves, por sua vez, já sabe que quem manda ali no meio de campo é ele e quem ele pode acionar com um lançamento ou cobrar de forma mais dura uma jogada errada.

Luciano, se não fizer gol na partida, vai ajudar na marcação, vai brigar com o adversário e, de alguma forma, tentará mudar a parte anímica do time.

Na defesa, Diniz sabe que hoje pode contar com quatro zagueiros. Entre Bruno Alves, Arboleda, Diego Costa e Léo, qualquer um que entrar vai dar conta do recado. Nos últimos três jogos, todos atuaram alguma vez como titular.

Ainda resta muito Campeonato Brasileiro pela frente, mas o São Paulo chega neste momento com a certeza que o entrosamento e a união adquiridos pode levar o clube ao sétimo título da competição e acabar com um jejum de oito anos sem qualquer conquista.

O Tricolor volta a campo no domingo, às 16h, contra o Sport, no Morumbi, pela 24ª rodada. (Do GE)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Esporte

Corinthians reage após goleada, vence bem e deixa Sport à beira do Z-4

Publicado

em

 

Timão esquece derrota no Dérbi, marca três no Leão e ganha oitava posição na tabela do Brasileiro; time de Jair Ventura tem pontuação do Vasco, primeiro na zona de rebaixamento.

Os primeiros 45 minutos foram de controle do Corinthians, que parece ter se refeito rapidamente da derrota contra o Palmeiras e mostrou o padrão de jogo que vem apresentando nos últimos jogos – maior posse de bola, triangulações rápidas (principalmente pela direita) e marcação mais agressiva no rival. O Sport, por outro lado, pôde aproveitar espaços deixados justamente por essa pressão corintiana, mas o centroavante Dalberto errou nas oportunidades que teve – a melhor delas cara a cara com Cássio, num lance em que já estava impedido. Com 59% de posse e 10 finalizações, o Timão chegou naturalmente ao gol após passe de Cazares e finalização de Gustavo Mosquito, na saída de Luan Polli. Além deles, Fagner completou o trio que incomodou bastante o Sport pelo lado direito do ataque.

O Timão resolveu o jogo logo no primeiro minuto, com Mateus Vital aproveitando falha de Iago Maidana e finalizando de fora da área para fazer 2 a 0 – uma característica que o meia vem aprimorando desde a chegada de Vagner Mancini. Assim, com naturalidade, o time alvinegro continuou dominando as ações e marcou o terceiro com Jô, após passe de Fagner, melhor em campo. Jair Ventura tentou uma resposta lançando garotos como Bruninho e Mikael – este chegou a diminuir o placar, mas viu o gol ser anulado por impedimento.

Como fica?

A vitória leva o Corinthians aos 45 pontos, mesma pontuação do Santos, mas agora na oitava posição graças ao saldo de gols – quatro contra três. O Sport fica com 32, em 16º lugar, e só fica fora da zona da degola porque tem uma vitória a mais do que o Vasco, que abre o Z-4. (Do GE PE)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Cruzeiro reage, mas segue com incertezas para nova tentativa de acesso

Publicado

em

 

Se o resultado positivo afastou de vez o pior dos cenários para o clube mineiro, a perspectiva de estar longe da Série A por mais uma temporada impede qualquer celebração.

O Cruzeiro precisava apenas de um empate para garantir sua permanência na próxima edição da Série B, mas venceu o Operário-PR na quarta-feira (20), por 2 a 1, no estádio Independência. Se o resultado positivo afastou de vez o pior dos cenários para o clube mineiro, a perspectiva de estar longe da Série A por mais uma temporada impede qualquer celebração.

Desde a chegada de Felipão, a equipe celeste passou a ter um retrospecto que daria ao clube condições de brigar pelo acesso, com 56% de aproveitamento.

Apesar dessa mudança de patamar competitivo, a escassez de vitórias nas últimas rodadas fez com que a relação do torcedor com o experiente treinador se desgastasse.

O desejo de sua permanência já não é mais um consenso. Até mesmo o técnico tem titubeado sobre sua permanência e tem dito que precisa conversar sobre o assunto com a diretoria. Tal cenário pode trazer de volta à Toca da Raposa um fantasma que já parecia ter ido embora: a instabilidade – no que diz respeito ao futebol, já que o cenário político e financeiro está longe de ser estável.

Felipão soube, por algum tempo, criar uma redoma em torno de sua equipe que a afastasse de temas e pressões que pudessem impactar no desenvolvimento de seu trabalho. Sua saída poderia trazer de volta um cenário parecido com o que o clube viveu no primeiro semestre de 2020 e que teve como reflexo o distanciamento das possibilidades de acesso.

Caso o técnico ou o clube decidam pelo fim do vínculo, o Cruzeiro terá novamente que buscar um novo comandante para seu projeto, como fez por tantas vezes nos últimos anos. Esse profissional teria apenas um mês para treinar e conduzir a montagem do elenco do time, que ao que tudo indica deve sofrer uma profunda reformulação, mas sem grandes reforços.

Os resultados tenderiam a não ser os melhores logo de cara, o que resultaria em pressão, que poderia gerar um novo looping negativo. Seja qual for o caminho escolhido por Felipão e pela diretoria, o clube terá de trilhar novamente o caminho de volta à elite do futebol brasileiro.

Por  Folhapress

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Palmeiras é eleito segundo melhor time do mundo em 2020 por órgão internacional de estatística

Publicado

em

Verdão é o único brasileiro entre os dez primeiros e só fica atrás do Bayern de Munique.

O Palmeiras foi eleito pela Federação Internacional de Histórias e Estatísticas do Futebol como o segundo melhor clube do mundo em 2020, atrás apenas do Bayern de Munique. Caso vença a Libertadores, o Verdão poderá enfrentar os alemães no Mundial de Clubes.

Pelo ranking divulgado pela entidade, o Palmeiras é a única equipe sul-americana entre os dez primeiros. Todos os outros são europeus.

A publicação ainda exalta o fato de o Palmeiras conseguir chegar ao segundo lugar pela primeira vez em 21 anos. A última vez havia sido em 1999, justamente quando conquistou a Copa Libertadores.

O Grêmio é o segundo brasileiro a aparecer na lista, na 16ª posição, seguido pelo Flamengo, em 18º. O Santos, outro finalista da Libertadores, é o 32º.

A IFFHS divulga esse ranking anualmente. Há uma pontuação de acordo com as vitórias e desempenho dos clubes nas competições, com o peso determinado para cada uma delas. O Palmeiras teve 230 pontos, contra 260 do Bayern de Munique.

A temporada 2020 ainda não acabou, mas pode ser considerada uma das melhores da história do Palmeiras. O time foi campeão paulista, está na final da Copa do Brasil e da Libertadores, além de ainda brigar pelo título do Brasileirão.

Ranking com os dez primeiros na lista de melhores clubes do mundo — Foto: Reprodução/IFFHS

 

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending