Conecte-se Conosco

Saúde

Apenas 56% do público-alvo já tomou a vacina da gripe este ano

Publicado

em

Balanço do Ministério da Saúde, divulgado nesta quarta-feira (15), mostra que mais de 26 milhões de pessoas ainda precisam se vacinar. Campanha se encerra em 31 de maio.

Cerca de 33 milhões de brasileiros haviam recebido a vacina da gripe até esta quarta-feira (15). O número corresponde a apenas 56% do público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, que termina no fim deste mês, em 31 de maio. Os dados são do último balanço do Ministério da Saúde (MS).

A vacina da gripe este ano protege contra três subtipos graves da influenza: A H1N1, A H3N2 e influenza B. A vacina contra a gripe de 2019 está disponível para 59,5 milhões de brasileiros. A escolha do público-alvo é determinada de acordo com recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Até 27 de abril, foram registradas 99 mortes por influenza em todo o país. Ao todo, 535 pessoas precisaram ser hospitalizadas. Entre os casos fatais, 90% (88 pessoas) dos mortos pertenciam a grupos de risco, como idosos, portadores de doenças crônicas, crianças, gestantes, indígenas e puérperas.

Cobertura vacinal por estado

O relatório indica que os estados com maior cobertura até o momento são Amapá (83,81% do público alvo), Espírito Santo (69,4%), Alagoas (66,1%) e Rondônia (66%). No Amazonas, onde a campanha começou antes por haver um surto de gripe, a cobertura vacinal atinge 88,8% do público.

A situação é mais grave nos estados com menor cobertura: preocupa o cenário no Rio de Janeiro, com 38,3% do público alvo vacinado, e também no Acre (45%), São Paulo (48,8%), Pará (50,0%) e Roraima (51,8%).

Quem deve tomar a vacina?

As vacinas oferecidas gratuitamente pelo governo são destinadas a:

  • Crianças de 6 meses a 5 anos de idade;
  • Gestantes; puérperas, isto é, mães que deram à luz há menos de 45 dias;
  • Idosos;
  • Profissionais de saúde, professores da rede pública ou privada, portadores de doenças crônicas, povos indígenas e pessoas privadas de liberdade.
  • Portadores de doenças crônicas (HIV, por exemplo) que fazem acompanhamento pelo SUS também têm direito à vacinação gratuita.

Quem não faz parte dessas categorias pode adquirir a vacina contra a gripe na rede privada por cerca de R$ 100 a 150.

A vacina não é capaz de causar a gripe em quem recebe. Ela permite que o paciente fique imune aos tipos de vírus mais comuns em circulação sem ficar doente. Por G1

Classificados

Descrição: São 5,5×20 metros de área construída na melhor localização da Cidade, situado na Av. Primo Lopes, 81 – Centro de São José do Belmonte, antigo prédio usado pela Honda – Aliança Moto.

Excelente oportunidade para você que está precisando de um local para um comércio.

Agende sua visita e veja de perto tudo o que esse prédio tem e pode lhe oferecer. Essa é uma grande oportunidade.

Ligue agora mesmo (85) 9 99804788 e faça um bom negócio.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Saúde

Quatro dicas para eliminar as estrias

Publicado

em

 

Inicialmente, as estrias provocam bastante coceira e a pele começa a apresentar pequenas lesões.

As estrias são pequenas cicatrizes na pele, causadas pelo seu intenso e rápido estiramento.

Inicialmente, as estrias provocam bastante coceira e a pele começa a apresentar pequenas lesões, como se fossem fios de cor vermelha ou arroxeada, que, com o passar do tempo, tornam-se brancos. 

Regra geral as mulheres estão mais propensas a ter estrias, mas os homens também as podem desenvolver, principalmente na área da barriga, laterais do corpo e nas costas.

Como tal siga estes quatro conselhos, divulgados pela publicação Tua Saúde,  para não ter estrias e ficar com a pele sempre bonita e lisa:

1. Não coçar 

Ter comichão na pele indica possivelmente falta de hidratação, e isso geralmente ocorre durante a gravidez quando a gestante percebe que a sua barriga e mamas começam a coçar, à medida que crescem.

Uma boa estratégia é nunca ceder a tentação e não coçar a pele, porque essa ação pode destruir as fibras que dão sustentação à pele, favorecendo o surgimento ou agravamento das estrias. Sempre que sentir vontade de coçar, aplique creme hidratante ou óleo mineral exatamente no local que está a causar incómodo. 

2. Hidratar a pele

Aplicar creme hidratante por todo o corpo, especialmente nas região da barriga, seios, braços e pernas, é fundamental para evitar as estrias. O melhor momento para esta aplicação é depois do banho, momento em que os produtos conseguem penetrar na pele com mais facilidade, e por isso ter melhores resultados.

Misturar uma colher de sopa de óleo de amêndoas com um creme hidratante resulta numa loção super eficaz para amaciar a pele. No entanto, existem diversos cremes próprios para prevenir e combater estrias que podem ser comprados em farmácias e supermercados. 

Beber sempre cerca de dois litos de água ou chá também é uma ótima forma de manter a pele hidratada de dentro para fora. 

3. Fazer um tratamento estético

Recorrer a tratamentos estéticos como carboxiterapia, intradermoterapia, peeling, laser de CO2, microagulhamento com dermaroller, são boas estratégias para combater as estrias já instaladas. Estes tratamentos são eficazes porque promovem a reorganização das células e renovação da camada de pele da região tratada. 

4. Evitar as alterações súbitas de peso

Ao haver uma grande mudança de peso, como emagrecer ou engordar repentinamente, a pele estica muito rapidamente favorecendo as estrias. Assim se a pessoa se mantiver dentro do peso ideal tem menos chances de desenvolver estas cicatrizes na pele.

Ao fazer dieta para emagrecer também é importante não seguir regimes alimentares extremos que levam a uma grande perda de peso num curto espaço de tempo, até mesmo porque a tendência será recuperar rapidamente o peso perdido rapidinho (e por vezes ganhar ainda mais uns quilos). (Por notícia ao minuto)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Saúde

Serra Talhada: MP recomenda acompanhamento do estoque das farmácias básicas

Publicado

em

 

Emissão de documentos médicos também devem ser acompanhados.

Após tomar conhecimento de que médicos contratados pela Prefeitura de Serra Talhada e vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS) estariam prescrevendo aos usuários medicamentos que não estão previstos na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou que a Secretaria de Saúde do município adotasse providências para que esses profissionais priorizem as medicações incluídas na referida relação.

Segundo o documento, casos constate que o medicamento oferecido pelo SUS não seja eficaz para o caso específico de seu paciente, o médico poderá prescrever outro não padronizado, desde que justifique as razões por escrito, em laudo médico.

“A falta de prioridades na adoção, pelo profissional médico, de produtos padronizados, constantes na Rename, tem influenciado na desarticulação da assistência farmacêutica no âmbito dos serviços de saúde”, comentou o promotor de Justiça Rodrigo Amorim da Silva Santos.

Além disso, os médicos também deverão ser orientados a emitirem documentos com caligrafia legível, preferencialmente digitado ou, em caso de impossibilidade, com letra de fôrma, sob o risco de responderem por infração administrativa perante o Conselho Regional de Medicina.

“A emissão de documentos médicos ilegíveis tem o potencial de colocar em risco a vida dos usuários, tanto para postergar o fornecimento de medicamento em razão da ilegibilidade da caligrafia, ou por possibilitar a dispensação equivocada de medicamentos pela incompreensão do que fora prescrito”, destacou o promotor.

Ainda segundo a publicação, caso a Farmácia Básica do município identifique que a receita médica apresentada pelo usuário prescreve medicamentos não padronizados pelo SUS sem as devidas justificativas médicas, deverão ser adotadas providências administrativas imediatas para submeter o usuário a nova consulta médica, a fim de verificar a possibilidade de substituição do medicamento por outro que esteja disponível à dispensação para a população.

Por fim, a recomendação reforça que o município deverá manter a regularidade dos estoques de medicamentos inerentes à atenção básica, tanto na farmácia do município, quanto nas demais unidades de saúde. (Do Nill Jr)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Saúde

Belmontense de 65 anos reclama a ausência de médico na UBS do Centro, há dois dias

Publicado

em

 

Na manhã desta terça-feira, 17 de setembro, a redação do Blog recebeu, via mensagem de WhatsApp, uma reclamação de que na UBS (Unidade Básica de Saúde) do Centro da cidade não tem médico há dois dias, ou seja, segunda e terça.

A situação é bastante complicada, pois sabemos que as Unidades Básicas de Saúde, popularmente conhecida como PSF (Postos de Saúde da Família) são, na verdade, portas de entrada do SUS (Sistema Único de Saúde). São a essas unidades que as pessoas se dirigem para a busca de consultas de rotina, acompanhamentos médicos, vacinações e também para trocas de receitas, que foi o caso de um Sr. de 65 anos, residente no centro, que  preferimos mantê-lo no anonimato, o qual foi à Unidade à procura do serviço ontem (segunda) e hoje (terça) e se deparou com a ausência de médico durante os dois dias.

O que chama a atenção e merece repúdio por parte da população é a divulgação diária da equipe de propaganda do governo Romonilson Mariano nas redes sociais, como também, do próprio gestor em entrevistas diz que a saúde está as mil maravilhas e que a população está entendendo o que a sua gestão está fazendo, a exemplo da entrevista concedida no dia 16 de julho, em Serra Talhada, falando ao Programa Frequência Democrática, onde o mesmo garantiu que “enquanto fosse prefeito nenhum cidadão belmontense necessitaria vender sua vaquinha ou motinha para custear despesas com aquisição de medicamentos, realização de consultas nem procedimentos cirúrgicos“, algo que foi desmentido por uma moradora do próprio Distrito do gestor [relembre] e agora, com a publicação dessa matéria.

Na verdade, o que está faltando no atual governo de São José do Belmonte e que o povo sente falta das gestões passadas, é mais respeito por parte do próprio para com a população, além do fim da propaganda enganosa, de uma forma que o governo municipal não faça mais que o seu dever e obrigação que é “cuidar do povo“, e o povo, por sua vez, não tenha nada além dos seus direitos garantidos que é “ser bem cuidado“.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Trending