Conecte-se Conosco

Esporte

Atlético-MG é multado em R$ 71 mil pela Conmebol por incidentes contra Palmeiras

Publicado

em

A Conmebol anunciou nesta terça-feira que multou o Atlético-MG em US$ 13 mil (R$ 71 mil na cotação atual) pelo arremesso de objetos e o lançamento de bombas na partida da rodada de volta das semifinais da Copa Libertadores, no dia 28 de setembro, contra o Palmeiras, no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. O duelo terminou empatado por 1 a 1 e o resultado classificou os paulistas à final da competição.

De acordo com a entidade sul-americana, O Atlético-MG violou os artigos 9.1 e 10.2 do Código de Disciplina e, com isso, foi obrigado a pagar uma multa de US$ 5 mil dólares (cerca de R$ 27 mil) e outra de US$ 8 mil (aproximadamente R$ 44 mil), resultando em R$ 71 mil. Esse valor será automaticamente debitado do montante a ser recebido pelo clube por conta dos direitos de transmissão da televisão ou de patrocínio.

Durante o confronto contra o Palmeiras, a Conmebol flagrou a torcida do time mineiro arremessando objetos e ascendendo chamas, fogos de artifício ou qualquer outro objeto pirotécnico.

Segundo as regras da entidade, “os clubes são responsáveis pelo comportamento de seus jogadores, oficiais, membros, público presente, torcedores, bem como de qualquer outra pessoa que exerça ou possa exercer em seu nome qualquer função por ocasião dos preparativos, organização ou da celebração de uma partida de futebol”.

Na nota oficial divulgada nesta segunda-feira, a Conmebol ainda afirmou que o Atlético-MG não pode recorrer desta decisão.

Por:Esporte ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais Facebook, Twitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Esporte

Ibrahimovic faz contra e a favor, Milan bate Bologna e assume liderança na Itália

Publicado

em

O craque sueco se recuperou do baque e fechou o placar em um toque de classe aos 45 minutos da etapa complementar

Ibrahimovic tinha tudo para sair como vilão, mas acabou sendo um dos heróis na vitória do Milan por 4 a 2 diante do Bologna pela nona rodada do Campeonato Italiano. Apesar do gol contra de seu astro, o clube rossonero se aproveitou de ter dois jogadores a mais para sair com os três pontos do Estádio Renato Dall’Ara. O craque sueco se recuperou do baque e fechou o placar em um toque de classe aos 45 minutos da etapa complementar.

Invicto na competição, o Milan conquistou a sua oitava vitória em nove jogos e assumiu provisoriamente a liderança, com 25 pontos, contra 24 do Napoli, único com 100% de aproveitamento. O ex-time de Maradona e Careca entrará em campo neste domingo, às 13h, diante da Roma, no estádio Olímpico.

O Bologna, por outro lado, ficou estacionado nos 12 pontos, caindo para a nona posição, ficando assim mais longe dos torneios continentais. Além disso, ainda viu cair a sequência de dois jogos sem derrotas na competição.

Ibrahimovic viveu uma cena de novela neste sábado. O veterano atacante sueco começou dando lindo passe para Rafael Leão fazer 1 a 0. A situação do Bologna piorou aos 21, quando Soumaoro fez dura falta de Krunic e acabou expulso. Com dez jogadores, o Milan não demorou para fazer 2 a 0, com Calabria.

No segundo tempo, Ibrahimovic tentou se abaixar em uma cobrança de escanteio, mas não contava com a falta de sorte. A bola desviou no craque e acabou no fundo do gol. O lance animou o Bologna, que, mesmo com um atleta a menos, chegou a empatar com Barrow. Mas, logo na sequência, Soriano deu um pisão em Ballo-Touré e, com ajuda do VAR, acabou recebendo o vermelho.

Sem dois jogadores, o time da casa se fechou por completo, mas não suportou a pressão do Milan, que fez 3 a 2, com Bennacer. Antes do apito final, apareceu a estrela de Ibrahimovic. O sueco recebeu belo passe de Bennacer e chutou firme para se recuperar do gol contra e confirmar o triunfo rossonero, por 4 a 2, o primeiro em seu retorno após longo tempo parado por lesão.

Mais dois jogos foram realizados neste sábado. Logo cedo, o Empoli fez 4 a 2, fora de casa, no lanterna Salernitana e se recuperou de duas derrotas seguidas no torneio. Logo depois, foi a vez do Sassuolo subir na tabela ao fazer 3 a 1 no Venezia.

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Kaíque Rocha lamenta empate em sua estreia com a camisa do Internacional

Publicado

em

O jovem zagueiro Kaíque Rocha lamentou o empate amargo diante do Red Bull Bragantino, por 1 a 1, no Beira Rio, em Porto Alegre (RS), em jogo atrasado da 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, em sua estreia pelo Internacional.

O defensor comentou que estava prestes a completar um ano sem atuar profissionalmente, o que tornou o confronto especial. Contudo, lamentou a igualdade e o fato de ter perdido o que considerava a ‘estreia perfeita’.

“Jogo especial. Daqui seis dias iria fazer um ano da minha última partida. Estava sendo uma estreia perfeita, mas sofremos o gol. O Bragantino é uma ótima equipe. Difícil entender também os seis minutos de acréscimos. Faz parte”, disse na saída do gramado.

A última partida profissional de Kaíque Rocha havia sido no dia 27 de outubro de 2020, quando ele ainda defendia a Sampdoria, da Itália.

Com apenas 20 anos, o zagueiro foi revelado nas categorias de base do Santos e em 2019 foi comprado pela Sampdoria, da Itália. Em agosto deste ano ele assinou com o Internacional por dois anos de empréstimo, sendo fixado valor para opção de compra definitiva.

Com o empate desta quinta-feira, o Internacional ficou na sexta posição do Campeonato Brasileiro, com 40 pontos.

(Fonte Esporte ao Minuto)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Fórmula 1 chega ao GP dos EUA em momento decisivo do campeonato

Publicado

em

O campeonato mais disputado da Fórmula 1 nos últimos tempos está chegando a sua reta final em um momento interessante: Max Verstappen é o líder da classificação, com seis pontos de vantagem para Lewis Hamilton, e a primeira colocação no Mundial trocou de mãos quatro vezes nas últimas seis provas.

E isso pode acontecer mais uma vez neste domingo (24), já que o GP dos Estados Unidos é disputado em uma pista na qual a Mercedes conquistou todas as pole positions da era híbrida da F1, ou seja, de 2014 para cá. E em que largar na primeira fila é essencial: todas as oito corridas disputadas em Austin foram vencidas por pilotos que saíram das duas primeiras colocações do grid.

Esta é a última pista de uma sequência que começou na Itália em que a Mercedes teria pequena vantagem, e será seguida por dois circuitos -no México e no Brasil- em que a Red Bull costuma se dar bem.

CARACTERÍSTICAS DO CIRCUITO

Depois de correr em Istambul Park, a F1 vai para a outra grande pista de Hermann Tilke, projetista que costuma ser muito criticado por ter perdido algumas oportunidades de desenhar circuitos interessantes, mas que acertou a mão justamente nestas duas pistas. No Circuito das Américas, ele usou como inspiração alguns circuitos famosos, como Suzuka e Silverstone.
Esta inspiração de traçados com sequências de curva da alta velocidade fica no primeiro setor, e a parte final da pista é mais travada. Por causa disso, é preciso ter um carro bem equilibrado, já que o nível de pressão aerodinâmica necessário é médio. E é isso que, em que pese o ótimo histórico da Mercedes nesta pista, deixa o cenário da disputa deste ano mais indefinido.

As corridas no Circuito das Américas costumam ter muitas ultrapassagens e mais trocas de pneus, já que a perda de tempo no pit stop é de 20 s, ou seja, relativamente pequena. Estes dois fatores juntos ampliam a gama de estratégias e ajudam as corridas a serem mais movimentadas em Austin.

O GP deste ano será o 42º GP dos Estados Unidos, embora a F1 tenha realizado provas em Austin apenas de 2012 para cá. A primeira foi em Sebring, em 1959, mas a categoria também passou por pistas como Watkins Glen, Phoenix e Indianápolis, e chegou a ter duas provas nos EUA no mesmo ano, o que voltará a acontecer em 2022 com os GPs em Austin, em outubro, e em Miami, em maio.

Com o campeonato ainda com seis etapas para o final e muito disputado, isso não está no horizonte da prova de 2021, mas os Estados Unidos já foram palco de várias decisões de título: Jack Brabham selou a conquista de 1959 na América, Jochen Rindt foi confirmado como o campeão de 1970 de forma póstuma por lá, Emerson Fittipaldi conquistou o bi nos EUA em 1974, Niki Lauda chegou a seu segundo título também e Lewis Hamilton foi campeão em Austin em 2015, quando chegou ao tri, e 2019, o ano do hexa.

Não foram apenas títulos que Lewis Hamilton conquistou nos Estados Unidos: ele é o piloto com o maior número de vitórias da história dos GPs do país, com seis. Este recorde é interessante porque, de 2008 a 2011, os EUA não estiveram no campeonato. A primeira vitória de Hamilton em solo norte-americano foi em 2007, ainda em Indianápolis. Ele venceu em 2012 em Austin com a McLaren e depois engatou uma sequência de quatro vitórias seguidas com a Mercedes entre 2014 e 2017.

Como acompanhar o GP dos Estados Unidos:

Sexta-feira, 22 de outubro

Treino livre 1, das 13h30 às 14h30: Bandsports

Treino livre 2, das 17 às 18h: Bandsports

Sábado, 23 de outubro

Treino livre 3, das 15 às 16h: Bandsports

Classificação, das 18h às 19h: TV Bandeirantes e Bandsports

Domingo, 24 de outubro

Corrida, a partir das 16h: TV Bandeirantes e BandNewsFM (transmissão começa às 15h30)

Raio-X do Circuito das Américas

Distância: 5.513 m

Número de voltas: 56

Recorde em corrida: 1min36s169 (Charles Leclerc, Ferrari, 2019)

DRS – 2 zonas

DRS 1: Detecção antes da curva 11 e ativação na reta oposta

DRS 2: Detecção antes da curva 19 e ativação na reta principal

Pneus disponíveis: C2 (duros), C3 (médios) e C4 (macios)Resultado de 2019

Pole Position: Valtteri Bottas (Mercedes) – 1min32s029

Pódio:

1º Valtteri Bottas (Mercedes) 1h22min55s653

2º Lewis Hamilton (Mercedes) +4s148

3º Max Verstappen (Red Bull) +5s002

Por:Esporte ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending