Conecte-se Conosco

Educação

Belmonte: Pagamento do Programa Bolsa Estudantil está atrasado, há dois meses

Publicado

em

 

Na manhã do último domingo (5), a redação do Blog Belmonte Verdade, foi procurada por diversos estudantes belmontenses, que fazem curso Superior no município de Serra Talhada, através de ligações telefônicas e mensagens via WhatsApp, para informar que o repasse do Bolsa Estudantil, que possui mais de 200 beneficiários, está em atraso, há dois meses, fazendo com que alunos e pais fiquem endividados para pagar o veículo que os levam à cidade vizinha.
Pois bem, como se já não bastasse estar em atraso com os servidores municipais, que até a tarde de ontem, segunda-feira (6) ainda não haviam recebido o pagamento referente ao mês de dezembro de 2019, pra comprovar a falta de sensibilidade, respeito e compromisso do prefeito Romonilson Mariano para com os estudantes, não houve o depósito da Bolsa que é prevista em Lei Municipal n° 1151, em vigor desde 2015 e que, segundo os alunos, o atraso tem sido constante.
Segundo o que nos foi repassado, os alunos pagam à empresa de transporte todo dia 5 e, caso não cumpram, à risca, o compromisso na data exata, o valor é cobrado com juros, fazendo com que os mesmos se sacrifiquem. 
O valor da Bolsa, que é pago pela Prefeitura, é de apenas R$ 80,00 e, pasmem, sempre atrasa, está bastante defasado, sem ter tido, desde 2015, época em que a Lei foi criada, nenhum reajuste. Porém, inicialmente, o contrato da empresa de ônibus era de R$160,00 e, hoje, é de R$200.00 o que corresponde a um aumento de 25%.
É importante que o poder público municipal se sensibilize com a situação dos estudantes e possa sanar esses atrasos que se tornaram constantes. (Da Redação do Blog Belmonte Verdade)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Educação

AGU estuda novo recurso contra decisão que impede divulgação do Sisu

Publicado

em

A Advocacia-Geral da União (AGU) vai recorrer da decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF3) que na noite de ontem (26) manteve suspensa a divulgação do resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). Com a decisão da desembargadora Therezinha Cazerta, segue em vigor a liminar concedida pela Justiça Federal de São Paulo, que impede que os resultados sejam divulgados amanhã (28), como estava previsto.

Cazerta manteve a suspensão da divulgação sob alegação de que o governo ainda precisa dar um posicionamento “seguro e transparente” sobre a correção do Enem. Cerca de 1,5 milhões de estudantes de inscreveram no programa.

Histórico

No sexta-feira (25) a Justiça Federal de São Paulo havia determinado a suspensão da divulgação dos resultados do Sisu até que o governo federal demonstre a correção das provas apontadas com problemas por estudantes de todo o país . O tribunal deu prazo de cinco dias para o cumprimento da decisão, sob multa diária de R$ 10 mil.

A decisão foi motivada por pedido da Defensoria Pública da União (DPU). Na petição, o órgão cobra que o Ministério da Educação comprove com documentos a realização da revisão dos testes prejudicados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Além disso, reivindica a explicação sobre os parâmetros utilizados nesse procedimento.

O erro, argumentou a DPU, teria impactado não apenas esses estudantes, mas o desempenho de todos os participantes, uma vez que notas de corte e a classificação são atribuídas a partir das notas de todos os alunos que realizaram a prova. “Tendo em vista que as notas das provas que foram revisadas podem ter sofrido substancial alteração, é certo que há a potencialidade de gerar algum impacto, ainda que de décimos, nos resultados finais de todos os candidatos, o suficiente para significar o acesso à vaga”, explicou a petição (Por Karine Melo)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Educação

Secretaria de Educação de Salgueiro abre inscrições de estágio em convênio com a Fachusc

Publicado

em

Alunos de diversos cursos da Faculdade de Ciências Humanas do Sertão Central (Fachusc) podem se candidatar a 136 vagas de estágio oferecidas pela Secretaria de Educação de Salgueiro, por meio de um convênio firmado entre as duas instituições em 2017.

As inscrições para a “Seleção de Estagiários 2020” serão abertas nesta sexta-feira, 24, e se estendem até o dia 31 de janeiro. Estudantes de cursos de licenciatura e bacharel interessados em participar devem se cadastrar na sede da Fachusc, na Rua Antônio Filgueira Sampaio, bairro Nossa Senhora das Graças.

São 42 vagas para auxiliar de sala, quatro para auxiliar de Educação Física, 26 para Auxiliar Administrativo e 90 para Mediador Escolar – sendo 50 para contratação imediata e 40 para o cadastro reserva. Os selecionados cumprirão 5 horas diárias de estágio. Mais informações no edital.  (Da redação do Blog Alvinho Patriota)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Educação

Ministério Público Federal reúne 250 queixas sobre nota do Enem

Publicado

em

250 representações de cidadãos pedem apurações sobre o erro na correção de provas do Exame Nacional do Ensino Médio.

Ministério Público Federal (MPF) recebeu, até esta quarta-feira, 22, 250 representações de cidadãos que pedem apurações sobre o erro na correção de provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Por causa da falha, a Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão recomendou ao governo suspender o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que reúne vagas do ensino superior público. Nessa plataforma online, os candidatos podem tentar ingresso nas universidades com a nota da prova.

O Ministério da Educação (MEC) tem dito que nenhum estudante foi prejudicado e que vai dar, em breve, todos os esclarecimentos ao MPF. Segundo a pasta, houve erro em 5.974 provas, de 3,9 milhões participantes da última edição da prova.

As falhas, alega o governo federal, ficaram concentradas em cidades do interior de Minas e da Bahia. O MEC atribuiu a inconsistência nas notas a um problema técnico da impressão das provas e diz que as notas já foram corrigidas.

As inscrições no Sisu começaram na terça-feira, 21, e vão até domingo, dia 26 – dois dias a mais em relação ao cronograma inicial, por causa dos problemas. Em ofício enviado na quarta ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, o MPF pediu que o Sisu fosse suspenso até que todos os gabaritos sejam revisados.

A procuradoria afirma que a prorrogação do Sisu por mais dois dias não é suficiente para resolver a divergência entre as notas dos candidatos. Isso porque a mudança das pontuações cria alterações na nota de corte e na classificação parcial da seleção, prejudicando o planejamento de milhões de alunos.

“Processos seletivos públicos exigem a mais ampla e irrestrita transparência e publicidade, bem como mecanismos fidedignos de correção das provas, já que destes dependem a legitimidade, solidez, eficácia e credibilidade do sistema”, aponta o órgão federal.

Após a nova publicação do resultado, o MPF solicita ainda que o MEC comunique oficialmente a abertura de prazo para os estudantes solicitarem a verificação de possíveis inconsistências. A procuradoria estipulou prazo de 24 horas para que o ministério acate a recomendação.

Processo seletivo

Neste semestre, são 237.128 vagas em 128 instituições públicas de todo o País. De acordo com balanço do MEC na noite de quarta-feira, mais de 2,5 milhões de inscrições já haviam sido realizadas no Sisu. Estudantes reclamaram de instabilidade na plataforma, mas o ministério disse que as oscilações são naturais. As inscrições são gratuitas e feitas na página virtual do Sisu. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending