Conecte-se Conosco

Pernambuco

Bienal Internacional do Livro em Pernambuco tem saldo positivo depois da pandemia

Publicado

em

Retornando de forma presencial depois de um ano e meio de pandemia, a Bienal Internacional do Livro de Pernambuco realizou a 13ª edição com o tema “Só existe uma vacina contra a Ignorância. Leia”. A programação híbrida teve duração de 12 dias, gerando cerca de R$ 12 milhões em negócios, e movimentando a economia do estado no período. Cerca de 350 mil pessoas visitaram o evento entre a sua forma virtual e presencial.
Foram realizadas 20 oficinas presenciais, mais de 60 lançamentos literários, 50 palestras presenciais e outras 30 virtuais, apresentações artísticas e muito mais, totalizando 220 atividades. Estiveram presentes ainda 89 livrarias e editoras em 320 estandes, distribuídos no pavilhão interno do Centro de Convenções, em Olinda.
Segundo o produtor da Bienal, Rogério Robalinho, a Bienal já está consolidada na agenda cultural e econômica do estado. “É um evento que agrega educação, cultura, cidadania e economia com uma programação muito extensa. A Bienal tem um vetor econômico de incremento e enriquecimento do mercado editorial no Brasil e também com outros países do mundo. Estamos animados com essa reativação econômica do universo da literatura”, declarou.
Vendas e negócios aumentaram 
No estande da Livraria Leitura, a comercialização dos livros superaram em 40% a edição anterior já no nono dia de evento. “Foi muito acima da nossa expectativa. A gente não esperava que fosse dar tanto público. Foi uma surpresa muito boa e estamos animados para a próxima Bienal”, disse a gerente da Livraria Leitura, Jéssica Gomes.
Um dos diferenciais desta edição foi a adoção dos preços baixos, para atrair o público. Com livros de diversos gêneros a partir de R$ 10, as editoras e livrarias participantes adotaram descontos progressivos e preços especiais para recuperar o tempo perdido durante a pandemia da Covid-19.
Segundo o empresário Jacob Berenstein, que é proprietário de cinco unidades da Livraria Imperatriz no Estado, a movimentação no estande da livraria na Bienal está acima das unidades da marca em seus pontos físicos. “Precisávamos ter algo atraente, por isso decidimos dar descontos de 20%.  Está sendo muito positivo e a venda está acima do que esperávamos por conta da pandemia. A organização trabalhou bem com as medidas de segurança e isso permitiu que o público comparecesse”, afirmou.
Já no estande da Companhia Editora de Pernambuco (CEPE), a expectativa é de que o faturamento seja ao menos igual ao da última edição presencial da Bienal, que foi no ano de 2019. “Para a CEPE, a Bienal sempre foi um evento importante do lado econômico. O resultado deste ano está surpreendendo positivamente, estamos com faturamento próximo da última bienal. O resultado até o momento está satisfatório”, disse o superintendente de marketing e vendas da Companhia, Rafael Chagas.
De acordo com o sócio da livraria itinerante Palavra Encantada, Ednilson Câmara, o evento surpreendeu de forma positiva. “Superou todas as expectativas, principalmente nos finais de semana. Sou iniciante como expositor, mas já estou reservando minha vaga para 2023. O que ficou muito evidente é que as grandes hesitaram em vir, mas quem veio fez bons negócios”, contou.
Já o sócio da Saber Publicações, Carlos Cazzamatta, veio de São Paulo para a Bienal de Pernambuco pela terceira vez e destacou que essa foi a melhor edição em que participou. “Para mim foi um ato de coragem encarar um processo como esse, mas não foi fácil, porém está sendo a melhor. Faltando quatro dias para acabar a feira já havia vendido mais do que na última edição. O que também contribuiu na nossa decisão de participar foram os 100 anos de Paulo Freire, isso chamou de uma forma muito forte”, destacou.
A Bienal
A escritora e poeta pernambucana, Cida Pedrosa e o Patrono da Educação no Brasil, Paulo Freire, que teria completado 100 anos em 2021 se estivesse vivo, foram os homenageados da edição deste ano. A curadoria do evento ficou a cargo do jornalista e crítico literário Schneider Carpeggiani. Além de Rogério Robalinho, estiveram à frente da produção da Bienal, Guilherme Robalinho e Sidney Nicéas.
Diario de Pernambuco

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais Facebook, Twitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Pernambuco

Pernambuco registra 463 novos casos de Covid neste sábado (23)

Publicado

em

Foram confirmados, neste sábado (23), 463 novos casos da Covid-19 em Pernambuco. Ao todo, o Estado soma 628.588 confirmações. O boletim ainda registra mais 649 pessoas recuperadas da doença, totalizando 567.047.

Também foram confirmados cinco óbitos, ocorridos entre os dias 23/03/2021 e 21/10/2021. Com isso, o Estado totaliza 19.940 mortes pela doença. Confira todas as informações no site www.pecontracoronavirus.pe.gov.br (link na bio).

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Pernambuco

Pernambuco registrou 468 casos de Covid nesta sexta (22)

Publicado

em

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta sexta-feira (22/10), 468 casos da Covid- 19. Entre os confirmados hoje, 27 (6%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 441 (94%) são leves.

Agora, Pernambuco totaliza 628.125 casos confirmados da doença, sendo 54.375 graves e 573.750 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Além disso, o boletim registra um total de 566.398 pacientes recuperados da doença. Destes, 33.276 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 533.122 eram casos leves.

Também foram confirmados laboratorialmente 12 óbitos, ocorridos entre os dias 18/03/2021 e 21/10/2021. Com isso, o Estado totaliza 19.935 mortes pela doença.

Mais informações estão disponíveis no boletim completo que pode ser acessado no link https://cutt.ly/uRWFSr9.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Pernambuco

Menina esmagada por muro do metrô respira sem ajuda de aparelho; ‘ela vem para casa logo, com fé em Jesus’, diz mãe

Publicado

em

A menina Kemilly Kethelyn Lino da Silva, esmagada por uma placa de concreto do muro do metrô do Recife, já respira sem a ajuda de aparelhos. A informação foi repassada nesta sexta-feira (22) pela assessoria de imprensa do Hospital da Restauração, no Centro da cidade, unidade onde a garota está internada.

O acidente aconteceu no sábado (16), durante uma festa promovida pela ONG Mão Amiga, para celebrar o Dia das Crianças. O evento ocorreu na comunidade do Papelão, no Coque, na Ilha Joana Bezerra, na área central do Recife, onde vive a família da garota.

“De hoje para amanhã ela já vai para a enfermaria. Que Jesus abençoe ela cada dia mais. Ela vem para casa logo, com fé em Jesus”, disse a mãe de Kemilly, a dona de casa Caroline Pereira da Silva.

De acordo com o Hospital da Restauração, o procedimento de extubação ocorreu no fim da quinta-feira (21). Os médicos iniciaram o processo de diminuição dos parâmetros de respiração mecânica e a garota respondeu bem. Com isso, o respirador foi removido.

O hospital não confirma, no entanto, a informação sobre a previsão de transferência de Kemilly para a enfermaria. Por hora, ela segue internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica do HR.

Kemilly, segundo o HR, sofreu politraumatismo. De acordo com os parentes, a menina sofreu fraturas no crânio, na coluna, nos pés e na pelve, onde foi feita uma cirurgia.

O projeto do qual Kemilly participava no momento do acidente atende 120 famílias em situação de vulnerabilidade social. O Coque é o bairro do Recife com o pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da cidade, com 57% dos moradores vivendo com renda mensal entre R$ 130 e R$ 260.

De acordo com os moradores da região, o muro estava bastante danificado e, em alguns trechos, já tinha desabado. A menina estava em pé, na calçada, quando a estrutura desabou.

A Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) é a responsável pela estrutura que caiu em cima de Kemilly. Na segunda (18), o governo de Pernambuco entrou com uma notícia-crime contra a CBTU e acionou o Ministério Público para que a promotoria acompanhe a apuração do caso. A Polícia Civil também está investigando o caso.

Os parentes de Kemilly pediram à CBTU transporte para visitar a menina no hospital, apoio psicológico e uma cesta básica, já que o pai da menina, o gari Francisco Lino, precisou parar de ir ao trabalho por alguns dias devido ao acidente. Os pedidos não foram atendidos de imediato, mas, posteriormente, foram concedidos.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending