Conecte-se Conosco

Política

Bolsonaro sobre vacina: Tem que ser certificada; não sabemos efeitos colaterais

Publicado

em

Ele se queixou mais uma vez do fato de os laboratórios farmacêuticos não se responsabilizarem por efeitos adversos

presidente Jair Bolsonaro voltou a dizer hoje, 12, que os efeitos colaterais da vacina contra a covid-19 ainda não são conhecidos. Em conversa com apoiadores, ele se queixou mais uma vez do fato de os laboratórios farmacêuticos não se responsabilizarem por efeitos adversos.

“A questão da vacina, não posso ser irresponsável e comprar a vacina que tiver na prateleira de qualquer país do mundo. Tem que passar pela Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Tem os protocolos”, disse para um grupo de simpatizantes na saída do Palácio da Alvorada nesta manhã.

O presidente, que já afirmou que não tomará imunizante, tem demonstrado resistência às vacinas justificando que estas são de uso experimental. “A gente não sabe o efeito colateral e os laboratórios até o momento não se responsabilizam por efeitos colaterais, se tiver um problema sério aí é problema teu, não é do laboratório que produziu aquela vacina”, afirmou.

Na conversa com apoiadores, o chefe do Executivo comentou também sobre a situação do Amazonas, que vive nova alta de casos e mortes por conta da covid-19. Segundo o presidente, a situação na capital do Estado estava um “caos” e, por isso, pediu que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, estivesse ontem lá.

O presidente atribuiu a situação crítica do Estado à falta de um tratamento precoce. “Mandamos ontem o nosso ministro da Saúde para lá (Manaus). Estava um caos. Não faziam o tratamento precoce. Aumentou assustadoramente o número de mortes”, citou. Ele disse ainda que Pazuello já teria “interferido” para resolver a situação.

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Política

Bolsonaro defende cloroquina e volta a lançar dúvidas sobre vacina

Publicado

em

“Não desistam do tratamento precoce”, afirmou Bolsonaro.

Jair Bolsonaro voltou a recomendar o “tratamento precoce” contra o novo coronavírus e a lançar dúvidas em relação à eficácia da vacina aprovada pelas autoridades brasileiras, num vídeo publicado pelo vereador Carlos Bolsonaro, seu filho, na plataforma Telegram, onde não existe revisão de conteúdos enganosos.

“Não desistam do tratamento precoce. Não desistam, tá? A vacina é para quem não pegou ainda. E essa vacina que aí está é 50% de eficácia. Ou seja, se jogar uma moedinha para cima, é 50% de eficácia. Então está liberada a aplicação no Brasil”, disse Bolsonaro, segundo a Folha de S.Paulo.

Esta declaração faz parte da comunicação do presidente feita na segunda-feira, mas o trecho em que falava sobre o tratamento precoce e sobre a vacina foi removido antes de ser publicado pelo canal oficial do governo.

Este tratamento precoce, sublinhe-se, inclui os fármacos hidroxicloroquina e ivermectina, ambos sem eficácia comprovada no tratamento da Covid-19. Didier Raoult, o médico francês que publicou estudos controversos que, na sua perspectiva, demonstravam a eficácia da hidroxicloroquina contra o novo coronavírus, admitiu pela primeira vez que o tratamento não reduz a mortalidade da Covid-19, seis meses depois da Organização Mundial de Saúde (OMS) ter chegado à mesma conclusão.

Recorde-se que, no sábado, a rede social Twitter marcou como enganosa uma publicação do Ministério da Saúde, indicando que continha “informações enganosas e potencialmente prejudiciais relacionadas à Covid-19” e ocultando o conteúdo.

Em resposta ao Poder360, a pasta explicou que “o tratamento precoce é uma orientação” e que “cabe, única e exclusivamente, aos médicos decidirem os procedimentos mais adequados para seus pacientes. E a estes aceitarem ou não a orientação”.

Esta comunicação também é feita à revelia da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que no domingo, altura em que aprovou o uso emergencial das vacinas CoronaVac e Oxford/AstraZeneca, negou a existência de uma “alternativa terapêutica aprovada disponível para prevenir ou tratar a doença” Covid-19.

Uma disputa política por causa da vacina

A resistência de Bolsonaro para com a vacina CoronaVac é antiga, mas intensificou-se quando o governador do estado de São Paulo, seu antigo apoiante, tomou as rédeas da produção da vacina, ao contrário da posição do governo.

“Então está liberada a aplicação no Brasil. E a vacina é do Brasil, não é de nenhum governador não, é do Brasil”, disse Bolsonaro na segunda-feira.

O chefe de Estado reforçou desta forma uma disputa política interna contra João Doria, responsável pelo contrato inicial com o laboratório Sinovac, que desenvolveu a CoronaVac e testou no país numa parceria com o Instituto Butantan.

O Butantan comprou a patente do medicamento e deverá fornecer 100 milhões de doses desta vacina ao Governo brasileiro em 2021.

Bolsonaro chegou a declarar publicamente que não compraria a “vacina chinesa do Doria”, mas teve de voltar atrás porque mais de 50 países começaram campanhas de imunização contra a Covid-19 à frente do Brasil, ao mesmo tempo em que a pandemia voltou a provocar um número alto de mortes no país, lançando o caos no sistema de saúde de Manaus, capital do estado do Amazonas.

O maior país da América do Sul não tinha aprovado nenhum imunizante contra o novo coronavírus até domingo, quando a Anvisa autorizou o uso emergencial da CornaVac e da vacina desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca e a Universidade de Oxford.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Política

Eduardo da Fonte solicita prioridade para caminhoneiros em vacinação contra o coronavírus

Publicado

em

O deputado federal Eduardo da Fonte (PP-PE) defendeu prioridade para caminhoneiros e profissionais de cargas e passageiros na vacinação contra o coronavírus. A solicitação foi enviada ao presidente da República e foi levada ao parlamentar pelo presidente do PP em Trindade, Zé Capacete, e pela deputada estadual Roberta Arraes (PP).

Eduardo da Fonte destaca a importância dos profissionais para o deslocamento das pessoas e transporte de alimentos, equipamentos médicos e hospitalares, além de itens de necessidades básicas.

“Nosso país tem o transporte rodoviário como principal meio de escoamento de cargas. São profissionais que trabalham duro e garantem o funcionamento e abastecimento do Brasil. Temos que olhar para essas pessoas com mais atenção” afirmou Eduardo da Fonte.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Política

Ciro Gomes diz que Lula é ‘mais bondoso que a burocracia do PT’, mas ataca: ‘Faz tudo com a mão de gato’

Publicado

em

Em uma live organizada pelo ex-governador Tarso Genro (PT), Ciro Gomes (PDT) deu mais detalhes sobre a conversa que teve com o ex-presidente Lula (PT) em outubro do ano passado.

A Coluna Painel, da Folha de S.Paulo, detalhou nessa terça-feira, que Ciro disse numa conversa que durou 4 horas, que o petista é “muito mais generoso e bondoso” do que a “burocracia do PT”, que costuma o atacar “por pragmatismo”.

O pedetista, porém, avisou que seguirá reagindo às críticas que recebe de sites vinculados ao Partidos dos Trabalhadores.

“Eu disse ao Lula: cada vez que fizerem uma dessa eu vou responder a você, porque o Lula tem essa mania: ele faz tudo com a mão do gato. Só que o Lula pode ser mito para alguém, para mim é um velho camarada de longa data, a quem eu acho que, de fato, faltou grandeza nesse momento do Brasil”.

O momento mencionado por Ciro diz respeito à candidatura de Fernando Haddad (PT) à presidência em 2018. Ciro, porém, disse que está disposto a conversar para formação de uma frente ampla e que desmarca qualquer compromisso para ir a reuniões convocadas por Tarso para discutir o pleito de 2022.

(Por PE Notícias)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending