Conecte-se Conosco

Esporte

Brasil empata com a Argentina e mantém invencibilidade nas Eliminatórias

Publicado

em

Já classificado, o Brasil manteve sua invencibilidade nas Eliminatórias. A Argentina adiou por mais algumas rodadas uma vaga para a Copa do Mundo que parece inevitável.

Em uma partida com mais marcação e luta do que técnica, as duas seleções empataram em 0 a0 nessa terça-feira (16), no estádio Bicentenário em San Juan.

O Brasil manteve a liderança com 35 pontos. São 11 vitórias e dois empates até agora. Lionel Messi teve 90 minutos apagados.

A Argentina ocupa o segundo lugar, com 29, e também está próximo de ser um dos quatro classificados da América do Sul para o torneio no Qatar, em 2022. O quinto colocado vai disputar repescagem contra equipe de continente ainda a ser determinado pela Fifa.

A seleção brasileira manteve também outra invencibilidade. A última derrota diante do seu maior rival em eliminatórias aconteceu em 2005, nas qualificatórias para a Copa do ano seguinte, na Alemanha. Em Buenos Aires, Riquelme e Crespo brilharam e a alviceleste ganhou por 3 a 1.

O primeiro tempo foi definido pelo nervosismo. A necessidade de afirmação da Argentina e a presença de jogadores como Matheus Cunha, Vinicius Junior e Fabinho (que buscam vaga como titulares) tornou a partida brigada. Às vezes, de forma excessiva.

Otamendi deveria ter sido expulso ao acertar uma cotovelada no lábio de Raphinha aos 34 minutos. O uruguaio Andres Cunha consultou o VAR e mandou a partida seguir. O brasileiro ficou com a boca sangrando. O árbitro de vídeo era comandado por Esteban Ostojich. Ele apitou a final da Copa América deste ano, no Maracanã, vencida pela Argentina.

Não é de hoje que o uso do VAR causa problemas nos confrontos entre as duas seleções. Na semifinal do torneio continental de 2019, no Maracanã, a Argentina reclamou muito de dois pênaltis não marcados. Um deles sofrido pelo mesmo Otamendi. O outro, na sequência, deu origem ao segundo gol brasileiro, que se classificou para a final.

Após a partida, Lionel Messi disse que o torneio estava definido com antecedência para o título do Brasil.

As quedas, reclamações e trombadas fizeram parte dos primeiros 45 minutos. Os únicos lances plásticos foram chute do meio-campo de Matheus Cunha que quase surpreende o goleiro Dibu Martínez e o drible de Ángel Di María, que enfiou uma bola por entre as pernas de Vinicius Junior.

Foi o atacante brasileiro, substituto de Neymar, quem teve a única chance real de gol, ao receber livre na entrada da área, mas chutar torto.

O jogo continuou acidentado no segundo tempo, com excesso de trombadas e jogadas duras. Quando houve espaço para jogadas, os melhores momentos foram do Brasil. Fred, um dos melhores em campo, acertou chute no travessão aos 15. Vinicius Junior recebeu livre na área, mas chutou fraco. Isso foi logo depois de ter protagonizado o seu grande momento com a camisa da seleção até agora.

Com a bola quase a sair pela linha de fundo, ele deu uma carretilha em Molina, ao prender a bola por entre seus pés e aplicar um chapéu no marcador.

ARGENTINA

Emiliano Martínez; Molina, Romero (Pezzella), Otamendi e Acuña; Paredes (Lisandro Martínez), De Paul e Lo Celso (Domínguez); Di María (Julian Álvarez), Lautaro Martínez (Correa) e Messi. T.: Lionel Scaloni

BRASIL

Alisson; Danilo, Marquinhos, Éder Militão e Alex Sandro; Fabinho, Fred, Lucas Paquetá (Gérson); Raphinha (Antony), Matheus Cunha (Gabriel Jesus) e Vinicius Júnior. T.: TiteEstádio: Bicentenário, em San Juan (Argentina)
Juiz: Andres Cunha (Uruguai)
Cartões amarelos: Paredes, Romero, Pezzella, Acuña (Argentina); Lucas Paquetá, Fabinho (Brasil).

Por:Esporte ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Esporte

Ingressos da Copa do Mundo: veja preços para jogos da seleção brasileira

A Fifa iniciou a comercialização das entradas na quarta-feira (19) no seu site.

Publicado

em

A venda de ingressos para a Copa do Mundo de 2022, no Qatar, está aberta. O evento ocorrerá de 21 de novembro a 18 de dezembro.

A Fifa iniciou a comercialização das entradas na quarta-feira (19) no seu site. O primeiro período de vendas vai até o dia 22 de fevereiro.

Neste primeiro momento, os ingressos de cada partida serão distribuídos por sorteio para aqueles que demonstrarem interesse em assistir ao jogo. Ou seja, não há “ordem de chegada” para garantir seu lugar. Não faz diferença tentar comprar mais cedo ou no último dia de comercialização.

O sistema foi usado nas últimas Copas. Já estão disponíveis entradas para todos os jogos, e a venda é dividida entre residentes do Qatar e não residentes. É possível comprar bilhetes para partidas específicas ou pacotes.

Há três pacotes para acompanhar a seleção brasileira: um para os três jogos da fase de grupos, outro para a fase de grupos e as possíveis oitavas de final, outro (com sete duelos) da estreia até uma eventual final.

Dentro dessas possibilidades, o combinado mais barato (fase de grupos e atrás do gol) sai por 825 qataris (R$ 1.228), e o mais caro (todos os sete jogos na lateral do gramado), por 15.708 qataris (R$ 23.300).

O ingresso individual mais barato (atrás do gol em uma partida da fase de grupos) custa 250 qataris (R$ 372). O mais caro (laterais do campo) da fase de grupos, exceto a abertura, sai por 800 qataris (R$ 1.191).

Para a abertura, as entradas individuais custam de 1.100 a 2.250 qataris (R$ 1.637 a R$ 3.349). Para a final, de 2.200 a 5.580 qataris (R$ 3.275 a R$ 8.307).

Cada pessoa pode comprar até seis ingressos para uma mesma partida. Também é possível comprar pacotes para ir a jogos em quatro estádios diferentes.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Pernambucano 2022: ingressos para a partida entre Salgueiro e Caruaru City começam a ser vendidos

As equipes se enfrentam no próximo domingo, no estádio Cornélio de Barros. 300 ingressos estão sendo vendidos, apenas para torcedores do Carcará.

Publicado

em

Os ingressos para a partida entre Salgueiro e Caruaru City, pela estreia do Campeonato Pernambucano, começaram a ser vendidos nesta quinta-feira(20). Por causa dos protocolos de segurança contra a Covid-19, apenas 300 bilhetes serão comercializados para a partida do próximo domingo(23), no estádio Cornélio de Barros.

Apenas torcedores do Salgueiro poderão comprar os ingressos, que estão sendo vendidos na Loja do Carcará. De acordo com o presidente José Guilherme, os torcedores salgueirenses vão poder comprar o bilhete com o valor de meia-entrada, que custa R$ 20.

Para adquirir a entrada, será exigido passaporte vacinal (com a comprovação das duas doses) e um teste negativo para Covid-19 feito com 24 horas de antecedência para exames de antígeno e de 48 horas para exames de RT-PCR.

O confronto contra o Caruru City, estreante no Pernambucano, vai marcar a volta da torcida ao estádio Cornélio de Barros, após quase dois anos. O último jogo do Salgueiro com a presença do público foi no dia 29 de fevereiro, contra o Decisão. O Carcará venceu o confronto por 2×1. (Do GE PE)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

‘São Paulo pode bater de frente com qualquer um’, afirma Alisson

O jogador estava no Grêmio e assinou contrato com o time paulista até o fim de 2024.

Publicado

em

O meia-atacante Alisson esbanjou confiança em sua apresentação oficial no São Paulo, nesta quarta-feira. O jogador de 28 anos falou em títulos, projetou o bicampeonato do Campeonato Paulista e disse que a equipe comandada pelo técnico Rogério Ceni “pode bater de frente com qualquer um”.

“Pelo tamanho do São Paulo, o time pode bater de frente com qualquer um. Pelos reforços, pelos jogadores que já estavam aqui, pelo trabalho do Rogério. Estamos trabalhando muito e, independentemente do adversário, vamos encarar. Vamos trabalhar, nos entrosar”, disse Alisson.

O jogador estava no Grêmio, rebaixado para a Série B no último Brasileirão, e assinou contrato com o time paulista até o fim de 2024. “Fico muito feliz de integrar um grupo como o do São Paulo e de trabalhar com um cara tão vitorioso como o Rogério, não tenho palavras para falar dele. Venho para somar assim como os outros atletas que chegaram para que possamos fazer com que o São Paulo conquiste títulos na temporada.”

E o primeiro alvo do novo meia-atacante do time é o Paulistão, que terá início no fim de semana. “O Paulistão é o Estadual mais difícil e o São Paulo foi campeão ano passado. Que eu possa chegar esse ano junto com o Patrick, Nikão, Rafinha, Jandrei e conquistar novamente esse ano para iniciar muito bem esse primeiro semestre”, projetou.

Em sua apresentação, Alisson disse já se sentir à vontade no novo clube. E avisou não ter preferência sobre seu posicionamento no setor ofensivo do time. “Já tivemos uma semana muito produtiva de trabalho. Temos trabalhado muito, o Rogério Ceni tem posicionado a equipe e deixado como ele pensa. Desde que cheguei, ele conversou bastante para entender como a gente se sente mais à vontade”, afirmou.

O meia-atacante é um dos cinco reforços do São Paulo para a temporada até agora. Outro é o meia Patrick, que atuava pelo Internacional, arquirrival do Grêmio, ex-time de Alisson. A rivalidade entre os dois times gaúchos cresceu ao longo de 2021, principalmente depois de Patrick fazer uma provocação à torcida gremista ao exibir um “caixão” com as dores do rival. O gesto gerou irritação e hostilidade entre atletas dos dois times.

Questionado sobre o reencontro com Patrick, agora como companheiro de equipe, Alisson se esquivou do assunto. “Isso ficou em campo lá no Rio Grande do Sul. Agora somos companheiros de equipe. O que passou, passou. Agora estão os dois vestindo a camisa do São Paulo e vamos fazer de tudo para fazer história aqui dentro.”

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending