Conecte-se Conosco

Brasil

Brasil tem 158,4 mil mortes por covid-19 desde início da pandemia

Publicado

em

São Paulo chegou a 1.103.582 de pessoas contaminadas.

balanço divulgado hoje (28) pelo Ministério da Saúde (MS) mostra 28.629 novos casos de covid-19 em 24 horas, desde o boletim divulgado ontem. Agora são 5.468.270 de casos desde o começo da pandemia. Além disso, foram registradas 510 novas mortes, totalizando 158.456 óbitos. Do total de infectados, 4.934.548 pessoas (90,2%) se recuperaram da doença.

O balanço do Ministério da Saúde é feito a partir de registros reunidos pelas secretarias estaduais de saúde e enviados à pasta para consolidação.

São Paulo chegou a 1.103.582 de pessoas contaminadas. Os outros estados com maior número de casos no país são Minas Gerais (353.311) e Bahia (349.711). Já o Acre

tem o menor número de casos (30.545), seguido de Amapá (51.523) e Roraima (56.469).

São Paulo também lidera o número de pessoas que morreram por complicações da covid-19, com 39.007 mortes. Rio de Janeiro (20.376) e Ceará (9.325) aparecem na sequência. Os estados com menos mortes são Acre (691), Roraima (692) e Amapá (744).

Com informação: Agência Brasil

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Brasil

Caixa realiza leilão de 136 imóveis em Pernambuco com até 50% de desconto

Publicado

em

Imóveis em cidades de Pernambuco serão leiloados com descontos de até 50%. A Caixa Econômica Federal vai realizar o Grande Leilão de Imóveis on-line com a disponibilidade de 136 imóveis para venda. O certame já está aberto e, até as 10h do dia 2 de dezembro, os interessados podem entrar para fazer sua aposta no site da organizadora, a Gracie Leilões (www.gracieleiloes.com.br).

Os preços dos imóveis são de R$ 61 mil a R$ 5,9 milhões, disponíveis em cidades como Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes, Paulista, Caruaru, Limoeiro, Gravatá, Petrolina e Belo Jardim. São casas, apartamentos, galpões industriais, imóveis comerciais, sobrados e terrenos. “O leilão está com ótimas oportunidades. A Caixa pegou imóveis que ela tem disponíveis em Pernambuco e aplicou descontos de até 50%. São imóveis que não estavam sendo pagos por quem solicitou o financiamento”, explicou o leiloeiro oficial e organizador do Grande Leilão de Imóveis da Caixa, Renato Gracie.

A maior parte das propriedades podem ser financiadas e alguns lotes podem ter 95% do seu valor parcelado. “No site tem todas as informações sobre os imóveis. Quem vai conseguir o imóvel é quem pagar mais por ele. O importante é o consumidor ir na sua agência da Caixa antes de dar o lance para saber quanto pode financiar do imóvel e se pode utilizar seu FGTS [Fundo de Garantia por Tempo de Serviço] na compra”, disse Renato Gracie.

Se o imóvel estiver com débitos da taxa de condomínio e do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), a Caixa vai quitar antes de ser entregue ao novo proprietário. A Caixa só não quitará esses débitos se o próprio residente que está com débitos adquirir o imóvel em que mora.

O lote mais barato é um terreno na cidade de Limoeiro e o mais caro é a Fazenda Salgadinho, em Timbaúba. “É difícil ter precisão de quantos imóveis serão leiloados porque é imprevisível, mas acredito que deve sair um terço dos imóveis. O público participante é de investidores e também de usuários finais”, completou Renato Gracie. Fonte: Folha de PE

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Site do TSE passa por ‘manutenção preventiva’ entre 16h30 e 19h30 deste sábado

Publicado

em

A manutenção visa a “garantir o pleno funcionamento no dia de votação do segundo turno, neste domingo (29)”.

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou que o site da Corte passará por uma “manutenção preventiva” entre 16h30 e 19h30 deste sábado, 28. Por isso, serviços como a consulta ao local de votação e emissão de certidões podem ficar instáveis.

A manutenção visa a “garantir o pleno funcionamento no dia de votação do segundo turno, neste domingo (29)”.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Alexandre prorroga inquérito e pede que PGR opine sobre desistência de Bolsonaro

Publicado

em

O depoimento do presidente é a única etapa que falta para a conclusão das investigações..

ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, prorrogou por mais 60 dias o inquérito sobre suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal e pediu manifestação do procurador-geral da República Augusto Aras sobre a desistência de Bolsonaro em prestar depoimento no caso. Por meio da Advocacia-Geral da União (AGU), Bolsonaro informou na quinta, 26, que abria mão da oitiva e solicitava que o processo fosse encaminhado para a elaboração de relatório final.

Em despacho divulgado nesta sexta, 27, Moraes pede que Aras opine sobre a necessidade do depoimento de Bolsonaro para as investigações. A manifestação deverá ser encaminhada em até cinco dias. O ministro também prorrogou o inquérito – o prazo para o fim das investigações foi uma das justificativas elencadas por Bolsonaro para abrir mão do depoimento e pedir que a PF conclua as apurações.

Moraes é o relator da investigação desde a aposentadoria do ministro Celso de Mello, que conduziu o processo até setembro deste ano.

O depoimento do presidente é a única etapa que falta para a conclusão das investigações. Assim que for finalizado, o relatório da PF será enviado à Procuradoria-Geral da República (PGR), a quem cabe decidir se há provas suficientes para a apresentação de uma denúncia contra Bolsonaro.

Em junho, Bolsonaro afirmou que poderia depor por escrito ou de forma presencial, ‘sem problema nenhum’. “A PF vai me ouvir, estão decidindo se vai ser presencial ou por escrito, para mim tanto faz. Posso conversar presencialmente com a PF, sem problema nenhum”, afirmou na ocasião.

Agora, a AGU justificou a desistência do presidente alegando que a divulgação da reunião ministerial do dia 22 de abril, marcada por ofensas e xingamentos e tornada pública por ordem do então ministro Celso de Mello, ‘demonstrou completamente infundadas quaisquer das ilações que deram ensejo ao presente inquérito’.

As investigações apuram acusações do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, sobre suposta interferência indevida de Bolsonaro para trocar o comando da PF. Em abril, o ex-juiz da Lava Jato deixou o governo após pressão do Planalto para substituir o então diretor-geral da corporação, Maurício Valeixo, pelo diretor da Abin, Alexandre Ramagem, um nome próximo da família presidencial.

Em nota, a defesa de Moro afirmou que recebeu ‘com surpresa’ a decisão de Bolsonaro em abrir mão do depoimento. “A negativa de prestar esclarecimentos, por escrito ou presencialmente, surge sem justificativa aparente e contrasta com os elementos reunidos pela investigação, que demandam explicação por parte do Presidente da República”, afirmou o criminalista Rodrigo Sánchez Rios, que representa o ex-juiz da Lava Jato.

Conforme mostrou o Estadãoem maio, parte dos investigadores que atuam no inquérito avalia que, até o momento, não foram encontradas provas que o incriminem e aponta que a tendência é que o procurador-geral da República, Augusto Aras, peça o arquivamento do caso.

O entendimento desse grupo é o de que, neste momento, as acusações do ex-ministro da Justiça Sérgio Moro provocam mais estrago político do que jurídico para Bolsonaro.

 

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending