Conecte-se Conosco

Pernambuco

Caso Carlinhos: um ano depois, família ainda vive expectativa do reencontro

Publicado

em

Mãe de Carlinhos, Cláudia Bordoux

Mãe de Carlinhos, Cláudia Bordoux Foto: Paullo Allmeida/Folha de Pernambuco

Na noite deste domingo (25), famílias no Brasil todo se reunirão alegres para lembrar o nascimento do Menino Jesus. Esta data é marcada como um dos momentos mais especiais do calendário. As pessoas recordam as lembranças do que viveram juntos ao longo do ano. Neste Natal, entretanto, esta não será a cena da ceia da fisioterapeuta Cláudia Boudoux e de sua família. Na segunda-feira (26), completa-se um ano que ela não vê o filho Carlinhos, de nove anos, levado pelo pai, o advogado Carlos Attias, para a Argentina sem sua autorização. Nesta reportagem, ela relata as dificuldades que passou em 2016 pela ausência do filho mais novo, afirma que quer se encontrar com o ministro das Relações Exteriores e revela que o ex-marido voltou a ameaçar a família.

Ao lado das outras duas filhas, Camila, de 13 anos, e Carolina, de 12, e do companheiro Júnior, Cláudia recebeu a Folha de Pernambuco na manhã da última quarta-feira (21), no novo apartamento da família em Boa Viagem. Eles se mudaram faz pouco mais de um mês e não é apenas a nova mesa da sala de jantar que a família aguarda. Falta Carlinhos chegar para completar o lar. A pedido de Carol, uma árvore de natal foi instalada ao lado do sofá, que recebeu duas almofadas natalinas. “Eu não queria decorar, mas ela pediu e aceitei. Ela é criança e é graças as minhas duas meninas que permaneço viva. Difícil olhar para a árvore e não lembrar dele porque era ele quem montava todos os anos”, relatou Cláudia.

A fisioterapeuta, que dividia a guarda compartilhada, entregou Carlinhos e Carol na manhã do dia 25 para o pai, por ordem judicial. Eles deveriam ter sido devolvidos no dia 27, mas, somente no dia 30, Carlos deixou Carol na casa de Cláudia. Ele nunca mais devolveu o menino. “Desde então, eu tive muitos estágios, eu queria negar a realidade e fiquei desesperada. Eu me questionava como, no dia de Natal, no mesmo dia em que a humanidade ganhou o Salvador, eu perdi o meu filho. Mas eu não tive o direito de sofrer. Eu tinha de me reerguer por elas e pelo Carlinhos. Tive de continuar trabalhando para não faltar o pão de cada dia”.

Desde que entregou Carlinhos para o ex-marido, Cláudia só vê o filho por imagens na internet. “O Carlos administra duas contas no Facebook para o Carlinhos e vejo ele por lá, mas não posso nem trocar mensagens. Imagine o que é uma mãe só poder ver o filho por foto. Essa semana tocou a música ‘Então é Natal’ e eu chorei muito vendo uma foto dele porque a ficha caiu. O ano passou num estalar de dedos e eu continuo sem meu filho”, afirmou chorando.

Ao longo do ano, Carol e Camila também enfrentaram dificuldades. No colégio, viram o rendimento cair e ficaram em recuperação. “Eu tento não ficar triste, mas não aguento mais fingir que estou feliz o tempo todo. É muito ruim ter que colocar uma máscara para sair de casa e não chegar com os olhos inchados no colégio”, afirmou Camila que se orgulha de ter ensinado Carlinhos a andar de bicicleta.

Cláudia comentou que a falta do filho desestruturou a família. “Demorou muito para conseguirmos uma harmonia e as meninas sentiram isso”, relatou. “Em nenhum segundo deste ano, eu deixei de sofrer pela ausência do meu filho, eu deixei de sentir um fogo arder dentro de mim e uma mão apertar a minha garganta. Só que, Deus me da forças e me impulsiona para lutar por ele”, concluiu.

Natal deste ano

Segundo Cláudia, a noite de hoje deverá ser de bastante emoção para a família. “Vamos nos reunir na casa da minha irmã e fazer uma oração e uma homenagem ao menino Jesus e para Carlinhos. Todos lerão uma homenagem e vamos postar as mensagens no Facebook”. Além disso, o tradicional amigo secreto está mantido e Carlinhos também participará simbolicamente. Cláudia tirou um nome pelo filho e presenteará o amigo secreto de Carlinhos. Da mesma forma, o familiar que sorteou o menino entregará um presente para a mãe que guardará até a volta do pequeno.

Para a irmã de Carlinhos, Carol, o Natal não será o mesmo. “Para mim, não vai ser Natal. Vai ser uma festa normal. Porque natal só tem uma vez por ano e todos devem estar juntos. A casa do tio é super legal, mas vai estar faltando uma pessoa”, disse.

Novas ameaças

De acordo com Cláudia, Carlos Attias teria enviado mensagens através de redes sociais para a irmã dela. “Ele disse nas mensagens que ‘logo mais’ também virá buscar a Carol. Então, por isto, nós estamos com medo. Carolina não pode ficar sozinha e não vai nem na esquina sem algum maior. Já avisamos a polícia, mas estamos com medo”.

Investigações

Após a federalização do caso, a Interpol encontrou pai e filho no dia 14 de setembro em Buenos Aires. O homem foi levado para a delegacia, mas pouco depois foi liberado e retomou a guarda da criança. Desde então, Cláudia tem recebido o apoio do Estado de Pernambuco e do Governo Federal para ter o filho novamente. De acordo com a assessoria jurídica da Secretaria estadual de Justiça e Direitos Humanos, Cláudia encaminhou documentos que dão poderes a um defensor público argentino formalizar um processo judicial pedindo a aplicação da Convenção de Haia para que Carlos devolva o menor.

Mesmo assim, Cláudia ainda continua lutando e quer um posicionamento do ministro das Relações Exteriores, José Serra. “Eu quero chegar até o Serra. Tenho certeza que ele poderá me ajudar, já que envolve uma questão diplomática”, afirmou. Procurado, o Itamaraty informou por meio de nota que “o caso tem sido acompanhado pelo Consulado do Brasil em Buenos Aires, que presta o apoio cabível à Sra. Cláudia Boudoux”.

Outro lado

Por sua vez, Carlos Attias, pai de Carlinhos, contradisse os depoimentos de Cláudia e disse repetidamente, em entrevista à Folha de Pernambuco, que ele teria sido ameaçado por ela. “Cláudia me enviou mensagem dizendo que eu não posso entrar no Brasil que eu vou ser pego, que eu vou ser preso. Cláudia é violenta e também uma pessoa bipolar que tem uma capacidade de fingir emoções. Ela criou um ato e as pessoas compraram”, afirmou.

Segundo Carlos, no dia 31 de janeiro de 2015, o ex-casal teria feito um acordo na presença do desembargador Agenor Ferreira, que prezava pelo bem estar da criança. “No convênio ficou claro que se deveria respeitar a vontade da criança. Se ela quisesse ir, ela iria. Se não quisesse, não iria. E Carlinhos não quis. Então ela negou qualquer coisa depois de firmar o acordo e pediu que fosse anulado tudo”, acrescentou Carlos, ressaltando ter documentado todas as queixas contra Cláudia.

Questionado sobre ter decidido voltar para a Argentina, Carlos alegou que seria pela segurança do filho. “Emitiram um mandado de busca e apreensão e que me impedia de ver Carlinhos. O juiz ordenou sem mais que Carlinhos fosse entregue à mãe, quem Carlinhos denunciou por maus tratos. Eu tinha uma fábrica e estava fazendo entregas do produto que fabricava quando saiu a decisão. Tive que fazer um acordo de última hora, entregar todos os meus bens para conseguir um dinheiro e ir para a Argentina. Abri mão de tudo para proteger o menino”, completou.

Carlos negou ainda ter proibido o contato entre mãe e filho por telefone e pelas redes sociais. “Carlinhos tem o próprio celular. Ela diz que eu teria bloqueado o contato com Carlinhos. Tão mentira que ela continua publicando no Facebook. Eles se falaram esta semana, mandou uma mensagem e ele mesmo respondeu. Tenho mais ou menos 300 comunicações por WhatsApp entre Carlinhos e a mãe. Essa é a realidade”, finalizou Carlos Attias.

(Da Folha PE)

Pernambuco

No Rio Grande Norte, Polícia Federal prende um dos maiores traficantes de Pernambuco

Publicado

em

A Polícia Federal (PF) do Rio Grande do Norte, com apoio da PF em Pernambuco, prendeu, na tarde da última quinta-feira (21), um dos maiores traficantes de Pernambuco. Foragido desde 2011, Erison Francisco do Nascimento, 33 anos, estava hospedado em um Resort em frente à Praia de Ponta Negra (RN).

De acordo com a PF, o homem possui vários mandados de prisão em aberto contra ele, está na lista de procurados da Interpol e foi condenado a mais de 52 anos de reclusão em virtude de suas práticas criminosas.

Apontado como fundador e líder da facção criminosa ‘Trem Bala’, com atuação em Pernambuco, Erison estava foragido desde 2011 quando cúmplices explodiram o muro da penitenciária Professor Barreto Campelo, na Ilha de Itamaracá, na Região Metropolitana do Recife (RMR), para resgatá-lo.

A PF ainda disse que Erison Francisco é responsável pelo abastecimento de pasta base de cocaína e maconha na Zona Sul do Recife. Segundo a PF, as drogas vinham da Bolívia e do Paraguai. Após fugir o homem morou no Paraguai e depois na Bolívia, onde estreitou laços com fornecedores de drogas. Segundo a PF, mensalmente Erison enviava cerca de 60 quilos de pasta base de cocaína e cerca de uma tonelada de maconha para o Recife. As drogas eram descarregadas no bairro do Ibura, Zona Sul da cidade.

Documento falso

Ainda de acordo com a PF, o homem “com extensa ficha criminal” estava com um documento falso em nome de Vinícius Gomes da Silva no momento da prisão. Ao ser abordado, Erison também reagiu à prisão e sacou uma arma de fogo, “ocasião em que foi atingido em uma das pernas”. O traficante foi levado a um hospital e medicado. E agora está custodiado na sede da PF em Natal, à disposição da Justiça. Com informações do JC Online.

(Por PE notícias)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Pernambuco

Tabira: Prefeito e vereador descumprem Lei de trânsito na Cidade

Publicado

em

O flagrante de agentes públicos, como o prefeito Sebastião Dias, flagrado ocupando uma vaga de deficiente e o ex-vereador Sebastião Ribeiro, visto estacionando em área destinada a motos, expõe a palavra do Secretário Flávio Marques, que recebeu carta de crédito da comunidade para, juntamente com a guarda municipal ter ação mais incisiva no trânsito da Cidade das Tradições.

Em janeiro,  o anúncio do Secretário foi o de após início das campanhas de prevenção, panfletagem e palestras e o processo de municipalização do Trânsito com a instalação de semáforos, sinalização vertical e horizontal das vias, a Guarda Municipal começaria a multar no dia 1º de março deste ano.

Se a lei estivesse vigente, agentes públicos e motoristas imprudentes já estariam sendo multados.  Tabira vinha sendo usada como exemplo para questionar a desorganização do trânsito em outras cidades, como Afogados da Ingazeira. Ainda tem trânsito infinitamente menos complicado que o da Princesa do Pajeú, mas não é exemplo pleno de municipalização, pois não se deu o passo definitivo. A gestão precisa honrar a palavra em  nome do exemplo, cumprindo rigorosamente a fiscalização e melhorando vias importantes com a nova usina de asfalto, como a Rua Desembargador João Paes.

Nas redes sociais, o prefeito se desculpou. “Não me isento de culpa nenhuma quanto a postagem da irregularidade que cometo ao estacionar por 10 ou 15 minutos numa vaga que pertence a deficiente físico ao lado da Igreja Matriz hoje pela manhã apos duas voltas na praça  Gonçalo Gomes e não conseguir outra vaga para estacionar e tendo que atender com urgência uma pessoa que estava com a minha espera na minha residência precisando ir até Serra Talhada com um problema de saúde”.

Disse ainda que como a hora do agendamento se aproximava pediu a um taxista que estava sentado juntamente com sua esposa que se porventura algum deficiente chegasse, o avisasse que viria imediatamente desocupar a vaga. “Por fim peço minhas desculpas pelo infração cometida e compreensão diante a urgência do momento”, disse. O estrago já estava feito… (Do Nill Jr)

Acima, Sebastião Dias em vaga de deficientes. Mais abaixo, Sebastião Ribeiro no espaço para motos. Casos expõem e fragilizam palavra de Secretário Flávio Marques de que esse seria o mês marcado pelo início da fiscalização mais rigorosa.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Pernambuco

Arcoverde-PE: Secretária da Prefeitura tira servidores do trabalho para bater palmas para a prefeita e governador em Sertânia

Publicado

em

Desde as primeiras horas da noite dessa quinta-feira (21), mensagens de áudios ou de textos de representantes de secretarias do município de Arcoverde começaram a circular pelas redes sociais, mas precisamente pelo WhatsApp, convidando servidores a viajarem para Sertânia para aplaudir o governador do Estado, Paulo Câmara (PSB).

Em um dos áudios, a secretária de Educação e Esportes, a recém-empossada Zulmira Lima Cavalcanti, faz um chamamento para os gestores de escolas municipais, todos indicados pela prefeita do município, Madalena Britto (PSB) com direito a gratificações pagas pelo erário público, já que a comunidade não tem o direito de escolher a direção das escolas do município, “convidando” os gestores para estarem presentes as 07h30 em frente às lojas Americanas para irem à Sertânia.

No áudio a secretária de Educação diz abertamente: “…Dona Madalena está nos convidando para participar do encontro, onde amanhã, sete e meia da manhã (07h30) a gente vai estar reunidos lá em frente às lojas Americanas e vamos juntos para Sertânia, onde ela vai ter um encontro com o governador (Paulo Câmara) e lá vai ter umas inaugurações. Então, eu tô convidando todos os gestores para se fazer presentes neste evento. Quero contar com você! Obrigada! Estaremos lá. Tchau!”.

O blog Folha da Cidades foi conferir o “embarque” (fotos) dos gestores/funcionários para Sertânia, minutos antes do horário em que deveriam estar iniciando seus trabalhos nas escolas do município. Contrariando a lei, a Prefeitura de Arcoverde, através da Secretaria de Educação, decretou um “feriado branco” para que os comissionados e funcionários gratificados, como os diretores/gestores, deixassem seu trabalho, suas obrigações que são pagas com o dinheiro do povo arcoverdense, para bater palmas para a prefeita e o governador em outro município (Sertânia).

A vereadora Zirleide Monteiro (PTB) tomou conhecimento do ocorrido e informou que está repassando todas as informações da notícia/denúncia para que o Ministério Público tome as devidas providências quanto a atitude irregular da secretária de Educação, que diz estar convidando em nome da prefeita Madalena Britto, e quanto aos custos dessa viagem: quem está bancando esse passeio, obrigando gestores, tirando-os do trabalho, para participar de um evento político em outra cidade?

(Por PE notícias)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending