Conecte-se Conosco

Entretenimento

Com Grazi Massafera, ‘Flor do Caribe’ retorna à Globo no fim de agosto

Publicado

em

A novela retorna à emissora no dia 31 de agosto, em versão especial para a faixa das 18h

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – “Flor do Caribe”, novela de Walther Negrão exibida originalmente em 2013 pela Globo, retorna à emissora no dia 31 de agosto, em versão especial para a faixa das 18h. O folhetim é mais um na fila de reprises da Globo, que tem reaproveitado tramas de sucesso enquanto a pandemia do coronavírius impede e a gravação de novas novelas.

A trama de “Flor do Cairibe” se passa em Vila dos Ventos, cidade fictícia situada no litoral brasileiro, e tem grande parte das cenas gravadas nas praias do Rio Grande do Norte, no Nordeste do país, e também na Guatemala.

Seu núcleo principal gira em torno de Ester (Grazi Massafera) Cassiano (Henri Castelli) -uma mulher, que será capaz de ultrapassar os obstáculos impostos pela vida para ficar com seu grande amor, e um homem, que desafia o destino em nome da justiça e em busca de seu amor interrompido.

“Vai ser especial ter a oportunidade de assistir ‘Flor do Caribe’ novamente”, diz Grazi Massafera. “A [minha filha] Sofia era pequenina na época, e quem sabe agora ela não assiste comigo? Sem contar que as paisagens do Rio Grande do Norte são de perder o fôlego. Pipa é um dos lugares mais incríveis que já conheci”.

“Fiquei muito feliz quando soube da edição especial, nem acreditei”, diz o ator Henri Castelli. “Essa foi uma novela muito especial. A primeira coisa que fiz foi ligar para o Walther Negrão, meu amigo. Fiz quatro novelas dele. A gente se divertiu muito e fizemos muitos amigos. Temos grupos no Whatsapp até hoje. Do elenco, da equipe…Nos falamos sempre e formamos uma família. Tivemos as viagens, sendo 45 dias no Rio Grande do Norte, e quase 30 dias na Guatemala, e isso uniu muito a gente. A diferença que isso fez na novela transpareceu no ar”.

“Um trabalho feito com muito amor e carinho. A proposta era trazer de novo o litoral brasileiro, um pouco de leveza, histórias apaixonantes, muita ação e aventura”, diz o diretor artístico da novela, Jayme Monjardim.

Leonardo Nogueira, diretor-geral, completa: “Foi uma das novelas com o maior número de eventos que já fiz. Tínhamos muitas sequências de ação em Natal, na Guatemala e viajamos bastante durante a pré-produção. Para realizar as sequências dos aviões caças com o elenco, levamos três meses. Voamos num Hércules com a equipe e todo nosso equipamento, com quatro caças colados no avião”.

Por Folhapress

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Entretenimento

Horóscopo: Saiba o que os astros falam para você hoje, 01 de Outubro de 2020

Publicado

em

3003040

Consulte as Previsões do Horóscopo do dia hoje (Clicando aqui) para seu Signo e saiba os conselhos dos Astros sobre a sua vida. Saiba, todos os dias, as Previsões dos Signos sobre Amor, Dinheiro e Saúde.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973

Continue lendo

Entretenimento

Jornalista Raquel Sheherazade é contratada após demissão do SBT

Publicado

em

Rachel Sheherazade, que foi demitida do SBT antes do fim de seu contrato, já conseguiu um novo emprego. Segundo o Notícias da TV, a jornalista vai trabalhar no portal Metrópoles, onde terá um programa de entrevistas e debates. As informações são do Notícias da TV, do UOL.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Entretenimento

Gal Costa segura na voz e no carisma live com problemas técnicos e calorão

Publicado

em

Gal é uma das últimas grandes cantoras do Brasil a se render ao formato de lives, que se tornaram bastante populares durante a pandemia

“Estamos ao vivo?”, Gal Costa perguntou diversas vezes no show de comemoração de seu aniversário de 75 anos, celebrados neste sábado (26). A cantora enfrentou alguns problemas técnicos, falou sobre as queimadas no Pantanal, cantou alguns de seus maiores clássicos, se emocionou e chegou a chorar durante a transmissão -exibida na TV, no canal TNT e no YouTube.

Gal é uma das últimas grandes cantoras do Brasil a se render ao formato de lives, que se tornaram bastante populares durante a pandemia. “Acabei cedendo às lives. Parece que a gente vai estrear um show. Carrega uma emoção na gente”, ela disse.

O show começou com “Eu Vim da Bahia”, que acabou tendo um trecho cortado logo no começo da transmissão. Ela emendou diversos clássicos muito conhecidos na sua voz, entre eles “Baby”, “Vapor Barato”, “Modinha para Gabriela”, “Força Estranha”, “Que Pena” e “Sua Estupidez”, nas cerca de 20 músicas apresentadas em uma hora e meia.

As performances musicais foram entremeadas por depoimentos de amigos. Os companheiros Gilberto Gil, Caetano Veloso, Chico Buarque e Milton Nascimentos apareceram em vídeos projetados na parede de um prédio em frente à Casa de Francisca, espaço cultural em São Paulo de onde Gal transmitiu seu show.

Já Maria Bethânia enviou um áudio parabenizando a cantora, e a participação de Tom Zé veio através de um vídeo antigo, no qual o tropicalista se derrete em elogios a Gal Costa. A homenageada se emocionou algumas vezes, mas manteve a postura para dar continuidade ao repertório.

Antes de cantar “Luz do Sol”, composição de Caetano, Gal falou sobre as queimadas no Pantanal. “É uma oração à natureza e eu achei adequado cantar e lembrar do Pantanal que está pegando fogo, das florestas do Brasil que estão pegando fogo, por irresponsabilidade do governo. Acho que a gente tem que cuidar da natureza. Ela é sagrada, é Deus. Quer um contato com Deus? Vá à natureza”, disse.

A cantora, que estava suando, reclamou do calor, perguntou diversas vezes se estava ao vivo, ficou confusa com as trocas de câmeras e com os movimentos que ela tinha de fazer, como ir até a varanda para receber as homenagens ou trocar de cômodo para cantar. A cineasta Laís Bodanzky -que dirigiu a live- guiou Gal durante a transmissão, que recebeu críticas na internet pelas câmeras tremidas e instáveis e a atmosfera esfumaçada do ambiente.

Durante “Você Não Entende Nada”, Gal reclamou que o baixo estava estourando no retorno dela. A sensação era a de que a cantora não estava tão confortável com o formato, o que pode ter acabado influenciando sua performance, apesar do esforço pessoal.

No YouTube, ela teve a um pico de audiência de 40 mil pessoas simultâneas.

Gal foi acompanhada por uma banda reduzida, sem percussão, em clima acústico, com os músicos Pedro Sá (violão), Fábio Sá (baixo) e Chicão (piano), que estiveram com ela em sua última turnê.

Os arranjos mínimos acabaram ressaltando o vozeirão marcante da cantora, sempre em primeiro plano, ainda que ela não estivesse com a voz na melhor forma -chegou a dizer que ensaiou duas vezes para a live e praticamente não cantou em casa durante os meses de isolamento social.

A esta altura da carreira, Gal naturalmente não tem mais a potência vocal de seu auge, o que ela dribla dosando com habilidade os momentos de maior e menor intensidade nas performances.

O formato acabou valorizando as performances delicadas de baladas de compositores como Lupicínio Rodrigues (“Volta”), Djavan (“Açaí”) e Lulu Santos (“Creio”), além de Caetano Veloso (“Sorte”, “Força Estranha”, “Você Não Entende Nada”, entre outras) e Chico Buarque (“Folhetim”). De suas gravações mais recentes, ela cantou “Palavras no Corpo”, presente no disco “A Pele do Futuro”, de 2018.

Antes de ir embora, Gal recebeu o pedido para cantar um bis. “Estamos ao vivo? Gente, vocês estão loucos? Que gente doida é essa? Não pode. A gente não ensaiou não.”

Mas ela acabou cantando a tradicional “Festa do Interior”. Gal pediu ajuda do público em casa, antes de deixar o palco para ir à sacada da casa de shows, onde posou com uma faixa com os dizeres “Gal75”.

Por Folhapress

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending