Conecte-se Conosco

Saúde

Controverso tratamento que promete atrasar a menopausa em 20 anos deve chegar ao Brasil em 2020

Publicado

em

Se você pudesse atrasar a menopausa, faria isso?

É algo que parece tão improvável que, certamente, poucas mulheres se fazem essa pergunta. Agora, porém, a clínica inglesa ProFam coloca na mesa um tratamento que, segundo eles, pode atrasar a menopausa em até 20 anos.

Eles conseguem fazer isso removendo o tecido ovariano para congelá-lo e reimplantar quando o paciente entra no estágio da vida que muitas temem e que geralmente ocorre após 45 anos.

A menopausa chega quando os ovários param de gerar estrogênio e progesterona. Este enxerto faz com que eles continuem a produção desses hormônios sexuais femininos.

Assim, a mulher continua a ovular e ter períodos durante o tempo em que o enxerto funciona, que geralmente dura cerca de sete anos, conforme explica Simon Fishel, um dos fundadores da clínica e pioneiro na fertilização in vitro.

Idosa se agachando

A técnica não é nova, como ele admite: é usada há anos para preservar a fertilidade feminina. A novidade é o novo uso que o ProFam oferece: evitar a menopausa.

“A comunidade científica observa esses transplantes há 20 anos. Eu diria que nos últimos cinco ou sete anos ocorreu um debate debate interessante… Devemos ter essa conversa para dar à geração mais jovem a chance de decidir”, diz Fishel.

No entanto, nem todos os especialistas pensam como ele, então o assunto não ficou isento de polêmicas.

Menopausa e fertilidade

A técnica usada pelo ProFam consiste em remover, por meio de uma cirurgia que dura meia hora, entre um terço e metade do córtex do ovário, onde os folículos que podem amadurecer para se tornarem óvulos são encontrados.

“O ovário continua funcionando, absolutamente. Depois de usar uma técnica semelhante com pacientes com câncer por 20 anos, posso dizer. Não há redução de fertilidade ou redução de material nos anos da pré-menopausa”, diz Fishel.

Pílulas formam símbulo feminino

Os cientistas dividem o tecido em “tiras”. Eles são congelados para ser reimplantados no futuro. Quando isso acontece, sua eficácia depende da quantidade de “bons óvulos” que eles contêm, de acordo com o especialista.

“Se conseguirmos nove tiras, podemos implantar três na primeira vez. Se durarem seis ou sete anos, quando esse enxerto de três falhar, faremos um novo transplante. Chamamos de transplante episódico”.

Fishel pratica esse procedimento há anos em pacientes com câncer cuja fertilidade estava em risco. É baseado nessa experiência que ele afirma que a técnica pode atrasar a menopausa em 20 anos.

As pacientes que mais se beneficiariam, segundo o especialista, são aquelas com menos de 40 anos de idade. Embora Fishel acredite que, dependendo do histórico familiar e da reserva ovariana, esse limite pode ser estendido excepcionalmente para 43 anos.

Aquelas com menos de 35 anos poderiam até conservar esse tecido com dois objetivos: atrasar a menopausa e preservar a fertilidade.

A cirurgia custa entre 6.000 e 7.000 libras esterlinas (de R$ 30 mil a R$ 35 mil, aproximadamente), que teriam que adicionar as 4.000 libras do implante (cerca de R$ 20 mil) e os custos de conservação de tecidos, que seriam ” pelo menos 100 libras por ano” (quase R$ 500), segundo Fishel.

A partir do próximo ano, também poderá ser realizado no Brasil, onde o ProFam planeja abrir uma filial.

Para que?

Mas por que alguém iria querer atrasar a menopausa?

“Acho que sintomas como mudanças de humor, ansiedade ou ondas de calor não são medicamente ameaçadores, até certo ponto, mas também não são leves”, diz Fishel.

“Algumas mulheres dizem: ‘Tivemos esses sintomas, sofremos e continuamos com nossas vidas.’ Entendo, mas também sabemos que 60% das mulheres que passam pela menopausa precisam de atenção médica e retornam ao médico por razões de todos os tipos, como para mudar de medicação, pois a terapia hormonal não funciona ou não é apropriada.”

“Para essas mulheres que sofrem os sintomas mais graves, como osteoporose, doenças cardiovasculares e disfunção cognitiva, retardar a menopausa pode melhorar muito sua qualidade de vida”.

O novo tratamento da ProFam, no entanto, teve uma recepção morna pela comunidade científica.

Como explicou o médico espanhol especializado em Ginecologia e Obstetrícia José Luis Neyro, é verdade que a menopausa pode levar a uma perda significativa de qualidade de vida.

“Sabe-se que o déficit de estrogênio está relacionado à má administração de gorduras pelo organismo. Com a perda desse hormônio, minerais são perdidos nos ossos e a massa óssea é perdida. Em relação a tudo isso, aumenta o risco de infarto agudo do miocárdio, trombose, osteoporose e fraturas”, disse à BBC News Mundo, serviço em espanhol da BBC.

A isso se acrescenta a possibilidade de ter insônia, sudorese noturna, sufocamento, secura vaginal ou perda do desejo sexual.

“Mas também sabemos nos últimos 25 anos que a terapia hormonal, quando administrada criteriosamente, pode reverter todos esses problemas, principalmente entre as mulheres que apresentam sintomas graves”, diz Neyro.

Mão segurando ovários congelados

O especialista questionou as razões pelas quais alguém iria querer adiar a menopausa.

“Não há como prever quando a menopausa ocorrerá ou quais sintomas ela terá. Também não há como dizer a priori quanto tempo essa sintomatologia durará para uma mulher e por que isso não acontece com sua vizinha”.

“Eu tenho um princípio que diz que nem tudo que é tecnicamente viável deve ser realizado.”

“Primeiro lugar, a cirurgia é mínima, mas não posso garantir que não terei complicações. Segundo, quando retiro o córtex do ovário, subtraio parte dos folículos primordiais, o que teoricamente faz diminuir a vida do ovário”.

“A ideia me incomoda um pouco, principalmente porque eu não sei quando a menopausa aparecerá… Talvez essa paciente pertença ao grupo de mulheres que não sofrerão nenhum sintoma.”

Segundo Neyro, é necessário fazer um ensaio clínico antes de colocar na rua “a oferta de possibilidade terapêutica”.

A Sociedade Britânica da Menopausa (BMS, por sua sigla em inglês) concorda com Neyro. Em uma declaração, a entidade reconheceu a eficácia dos enxertos de tecido ovariano para preservar a fertilidade. Mas ele observou “várias limitações” que “deveriam ser mais valorizadas antes de incluir esta técnica na prática clínica padrão para retardar a menopausa”.

Entre elas, a falta de estudos e uma amostra maior de casos práticos que foram acompanhados a longo prazo para comprovar a eficácia do tratamento no momento do adiamento da menopausa.

Mulher sentada conversando com médico

Durante o primeiro mês de funcionamento da ProFam, 11 mulheres foram submetidas à cirurgia.

De acordo com Fisher, “não são muitas” e o tecido acaba de ser removido, portanto, é preciso esperar até que cheguem à idade da menopausa para reimplantá-lo e ainda mais tempo para ver os resultados.

Mas o especialista argumentou que o tratamento já se mostrou eficaz na continuação da produção de hormônios sexuais femininos, embora tenha sido aplicado com outra intenção: preservar a fertilidade. “Entre as pacientes com câncer que fizeram isso, 95% começaram a ter hormônios aos quatro ou cinco meses”.

“Eu estive envolvido no início da fertilização in vitro, 40 anos atrás, e quase todos os nossos colegas e a sociedade eram contra. Hoje, cerca de 40 milhões de pais provavelmente são gratos por termos tentado, apesar de termos ido contra a comunidade científica geral”, diz Fisher.

“O mesmo pode estar acontecendo neste debate. Não sabemos, mas acho que chegou a hora de dizer às gerações mais jovens que já está disponível, caso queiram pensar sobre o assunto”. Por BBC

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
2 Comentários

2 Comentários

  1. Clinica de Reabilitacao R.J

    16 de setembro de 2019 às 09:55

    Ola , Somos da Clinica Vitta R.J e Trabalhamos com Dependência Quimica , e gostariamos de faser parte de sua equipe podendo colocar seus artigos em nossos Sites e Blog , e se vcs quiserem faser o mesmo fica a vontade Abraço.

    https://clinicadereabilitacaorj.com.br

  2. Farlley Ramalho

    20 de setembro de 2019 às 18:57

    Essa é um assunto muito complicado. Na minha opinião a depressão não é frescura como muitos pensam, ela é uma doença grave que precisa ser tratada o mais rápido. Obrigado pelas informações!

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Saúde

10 Beneficio do Limão Para sua Saúde.

Publicado

em

O limão é boa fonte de fibras e vitamina C, além de conter outras vitaminas (tiamina, riboflavina) e minerais (fósforo, silício, cálcio e ferro).

Grande parte dos seus benefícios estão vinculados a uma substância presente na casca, chamada d-limoneno (rica em flavonoides). Esses flavonoides possuem ação antioxidante que previne a ação dos radicais livres.

Confira o que essa frutinha pode fazer por você:

  1. Ajuda a digestão.  O sumo de limão elimina matérias indesejáveis e toxinas. A sua composição  é semelhante à da saliva e fluidos digestivos.  Ajuda o fígado a produzir bílis, ácido essencial para a digestão. Os limões são também ricos em minerais e vitaminas que ajudam a soltar toxinas do trato digestivo. As propriedades digestivas do sumo de limão aliviam sintomas de indigestão como azia, arrotos e flatulência.
  2. Reduz o risco de câncer de esôfago: O limão, como todas as frutas cítricas, contém níveis fisiológicos significativos de flavonas. A ingestão de flavonas é associada a diminuição do risco de câncer de esôfago.
  3. Melhora o humor e reduz a ansiedade: O óleo de limão possui atenuador de ansiedade (ansiolítico), um tipo de antidepressivo através da modulação de neurotransmissores.
  4. Ajuda a manter o peso: Os polifenóis da casca do limão suprimem a obesidade induzida por dieta, hiperglicemia e resistência à insulina. Os limões são ricos em fibra pectina que ajuda a combater os desejos por comida.
  5. Fortalece o sistema imunológico: Os limões são ricos em vitamina C que é ótima para afastar constipações. São ricos em potássio, que estimula o cérebro e o sistema nervoso, bem como regula a tensão arterial. O ácido ascórbico, presente nos limões, tem efeitos anti inflamatório e é usado em casos de asma e outras condições respiratórias, uma vez que aumenta a absorção de ferro pelo organismo. O ferro tem um papel importante no sistema imunológico. Os limões contem também saponinas com propriedades anti microbianas que combatem constipações e gripes.
  6. Equilibra os níveis de pH do sangue: Os limões são uns dos alimentos com mais propriedades alcalinas. Eles são ácidos por si, mas quando processados pelo organismo se tornam alcalinos.Os limões contem ácidos cítrico e ascórbico, ambos facilmente metabolizados permitindo que os componentes minerais melhorem os níveis alcalinos do organismo. Beber limão com água regularmente ajuda a remover a acidez do corpo, incluindo o ácido úrico nas juntas, uma das principais causas de dores e inflamações.
  7. Melhora a aparência da pele: A vitamina C e outros antioxidantes diminuem as rugas e manchas e ajudam a combater os danos dos radicais livres. A vitamina C é vital para a luminosidade da pele ao mesmo tempo que a sua natureza alcalina mata alguns tipos de bactérias que causam acne. Pode até ser aplicado diretamente em cicatrizes ou em sinais para melhorar o aspeto.  Uma vez que o sumo de limão elimina toxinas do sangue, ajuda a prevenir manchas, “de dentro para fora”.
  8. Refresca o hálito: Além de refrescar o hálito, o limão é conhecido por aliviar as dores de dentes e gengivas. Atenção que o ácido cítrico pode causar erosão no esmalte dos dentes. Não escove os dentes logo após tomar o sumo de limão com água.
  9. Trata garganta infeccionada: O limão é uma excelente fruta que auxilia no combate a problemas relacionados a infecções de garganta, dor de garganta e amigdalite, pois tem uma propriedade antibacteriana. Para dor de garganta, dilua o suco de meio limão com metade de água e faça gargarejos com frequência.
  10. Evita o envelhecimento precoce: Como todos os cítricos, o limão é conhecido pelo seu alto conteúdo de vitamina C, mas também contem vitamina A, e  E. Esses antioxidantes ajudam a prevenir envelhecimento das células e neutralizam os radicais livres.      Por Beleza e Saúde 

    Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

    Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Saúde

Sente muita sonolência após o almoço? Você pode estar se alimentando de forma errada. Saiba mais

Publicado

em

Excesso de carboidrato simples causa pico de glicemia que pode ser o ‘culpado’ pelo sono incontrolável

Tem dias que voltar para o trabalho após o almoço se torna uma tarefa para lá de difícil, o sono parece tomar conta e somente muito café é capaz de fazer o dia passar. Você sabia que talvez as suas refeições sejam o resultado dessa sensação de moleza e preguiça? Segundo a nutricionista funcional Bruna Vilela, o sono pós-almoço pode estar associado a erros alimentares em relação à qualidade e quantidade de comida.

É comum excedermos no carboidrato ao almoçarmos em restaurantes com uma grande oferta de alimentos e uma das causas do sono está na forma como o ingrediente é metabolizado. Ao ingerirmos alimentos ricos em carboidratos simples, acontece um pico de glicemia no sangue, que é seguido por uma baixa. Durante essa baixa, sentimos essa falta de disposição que pode vir seguida de sono”, explica a profissional, esclarecendo que o excesso de carboidratos como macarrão, arroz, batata, farofa, suco de laranja e sobremesas com muito açúcar pode ser a causa da sua sonolência.

Bruna conta que depois de uma refeição de grandes quantidades, o nosso sistema digestivo precisa de muita oxigenação para realizar suas funções e o corpo acaba diminuindo o fluxo sanguíneo de outras áreas do corpo, inclusive cérebro. “A solução é não exagerar no carboidrato, aumentando o consumo de legumes para dar mais saciedade e fracionar as refeições, para não ir almoçar morrendo de fome e correndo o risco de exagerar na quantidade”, indica.

No cardápio sugerido pela nutricionista, além de legumes e saladas em maiores quantidades, entram porções de carne magra (suína, bovina, peixe ou frango) sem gordura. Na opção como carboidrato, ela aconselha arroz integral, quinoa, batata doce e aipim sem excessos.

Em relação aos estimulantes do dia a dia, ela recomenda até no máximo dois expressos por dia (aproximadamente 80 ml) ou de 3 a 4 xícaras de café coado. “Exceder muito essa quantidade pode ser prejudicial”, alerta Bruna. Outras opções são os chás: “Chá preto, chá branco, mate e chá verde são bons estimulantes. O consumo máximo indicado é de 4 a 5 xícaras por dia e o ideal é que o chá seja feito a partir da erva orgânica. Os sachês entram como segunda opção”.

Os chás também servem para quem chega em casa no final do dia e sente o sono ir embora. Bruna Vilela diz que ervas como melissa, camomila e mulungu são boas para combater a insônia e proporcionar relaxamento. Basta tomar uma xícara 40 minutos antes de dormir. Ela acrescenta: “Deve-se evitar refeições muito volumosas e ricas em carboidratos simples pelo menos 3 horas antes de dormir. Ovos, abacate e castanhas são boas opções de ceia”. Outras dicas da nutricionista para quem tem insônia são: evitar atividades físicas noturnas ou ingerir produtos industrializados como sopas, molhos e temperos prontos. “Eles contém glutamato monossódico, aditivo alimentar que também pode trazer insônia – além de outros danos a saúde. É importante checar os ingredientes dos alimentos e não consumir os que possuem esse composto em sua composição”, avisa.

Por Fernanda Berlinck

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Saúde

O intestino é o segundo cérebro. A importância do órgão para emagrecer

Publicado

em

Aliado à escolha de alimentos está o exercício físico.

Um intestino saudável gera qualidade de vida, já que ele é o nosso segundo cérebro e qualquer alteração no intestino gera desconforto emocional. Devemos saber escolher alimentos, garantindo uma alimentação variada e equilibrada e preparar as refeições com dedicação e amor.

Aliado à escolha de alimentos está o exercício físico. É urgente deixar o sedentarismo e passar à ação, seja ela qual for. Uma caminhada de trinta minutos, todos os dias, é o suficiente para quebrar a preguiça. A atividade física promove não só a saúde física mas também a saúde mental e emocional.

“O ser humano é o que come, mas é principalmente o que absorve, por isso é fundamental saber escolher bem os alimentos e ter, assim, um intestino saudável”, explica Izabel de Paula, especialista de estética, beleza e saúde na clínica Body Shaper Expert, que compartilhou com o Lifestyle ao Minuto um artigo de opinião sobre o tema

Depois de cumpridos estes três princípios: boa alimentação, exercício físico regular e sono reparador, e terminada a fase de estabilização – lembre-se de que um quilo demora entre um e três meses até ser definitivamente eliminado – não pode, evidentemente, voltar aos seus hábitos antigos. A estabilização é a ausência de reganho de peso. É indispensável, por isso, conservar os bons hábitos que adquiriu ao longo de um, três, cinco ou doze meses. Para que assim seja, pratique exercício, faça refeições variadas e dê ao prazer um espaço mais pequenino na sua vida.

Mais uma vez, após essa fase, a palavra ‘dieta’ deixa de fazer sentido. O objetivo principal, já sabe, não é banir para sempre determinados alimentos, como por exemplo, acabar de vez com todos os hidratos de carbono ou com os açúcares. O objetivo principal é, sim, aprender a dosear o seu consumo e a equilibrar as suas refeições, compensando sistematicamente os deslizes e reduzindo o impacto que eles têm na sua silhueta.

Assim que colocar em prática e começar a adotar definitivamente bons hábitos, nunca mais terá necessidade de fazer dieta. Adeus excesso de peso! Adeus celulite! Adeus barriga! Depois de terminado o período de estabilização, termina a angústia da balança e da fita métrica.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending