Conecte-se Conosco

Esporte

Copa São Paulo: como clubes monitoram promessas em torneio com mais de 100 times

Publicado

em

Os principais clubes contam com banco de dados detalhados que constam nomes já foram observados em outros torneios ou indicações de colaboradores, mas novos atletas que se destacaram na competição podem aparecer na lista.

A Copa São Paulo de Futebol Júnior é famosa por ser celeiro de futuros craques e reúne muitas promessas do futebol brasileiro ano a ano. Mas monitorar jogadores em uma competição com 128 times não é tarefa fácil. Os principais clubes contam com banco de dados detalhados que constam nomes já foram observados em outros torneios ou indicações de colaboradores, mas novos atletas que se destacaram na competição podem aparecer na lista.

A edição 2022 ainda trouxe uma notícia boa para quem faz o “scouting” dos jogadores na competição. Todos os jogos do torneio tiveram transmissão, seja pela TV, YouTube ou através do aplicativo Paulistão Play. Pessoas ouvidas pela reportagem contam que a acessibilidade para assistir às partidas foi de grande ajuda para o trabalho de observação e análise de atletas.

O coordenador de captação de atletas para a base do Palmeiras, William Santos, explica que o clube conta com toda a equipe de observação (oito profissionais) na Copinha, além da participação do coordenador geral João Paulo Sampaio, que está presente em diversos jogos.

“A estratégia foi manter uma base de três profissionais analisando por vídeo e cinco presenciais. Todos os dias, após o término dos jogos, realizamos debates sobre destaques e possíveis situações interessantes”, avalia.

O coordenador de captação do Santos, Rodrigo Augusto, revela que sete a oito profissionais acompanharam jogos da Copinha, sendo que todas as partidas da primeira fase da competição foram analisadas. Augusto está presencialmente na maioria dos jogos em que é designado para monitorar jovens promessas e diz que acompanha de quatro a seis partidas por dia. Os profissionais da captação ainda contam com suporte da análise de mercado do clube, além de dispor de uma parceria com um grupo que também assiste jogos por vídeo ou in loco.

“Temos que ser bem pontuais e certeiros para não supervalorizar um atleta que, daqui a pouco, pode não ter esse valor de mercado. É preciso cautela. Nós não entramos em leilão. Muitas vezes quando você vai falar com um clube durante a competição sobre um jogador, o valor da negociação é surreal, parece que estamos falando de atleta profissional. Então, nós somos muito exigentes porque já temos vários atletas de idade de Copinha que já estão no elenco profissional (cerca de dez nomes) e a equipe tem desempenhado muito bem na competição”, analisa Augusto, que também explica como o mercado da base funciona depois da disputa da Copa São Paulo.

“Depois da Copinha, em fevereiro, os clubes menores que não conseguiram negociar jogadores já buscam parcerias com os maiores. Os que não conseguem algum tipo de parceria, em março, quando são geralmente as férias da categoria, tentam fazer com que os atletas façam avaliações para a categoria sub-20 nesses clubes”.

Uma das surpresas da Copa São Paulo foi o Resende, que eliminou Fortaleza e Corinthians na fase mata-mata e negociou um dos seus destaques durante o torneio. As ótimas atuações do goleiro Pedro chamaram a atenção do Portimonense, de Portugal, que o contratou por empréstimo. O camisa 1 deixou a delegação antes mesmo de a equipe enfrentar o Corinthians pela terceira fase.

“Eles (Portimonense) assistiram logo ao primeiro jogo e gostaram dele. Foram em todas as partidas. Quando o Pedro pegou três pênaltis contra o Fortaleza, eles bateram o martelo: ‘É pegar ou largar porque temos um plano B já. Precisamos de um goleiro com urgência’. Nossa avaliação era de que o reserva (Sales) é do mesmo nível dele, já tínhamos outros dois goleiros para o profissional e o nosso calendário ainda é restrito”, explica o diretor de futebol do Resende, Hugo Machado, que conquistou o título da Copinha como jogador pelo Internacional (1974) e também como gerente da base por Corinthians (2004 e 2005) e Santos (2014).

O Resende realiza desde 2016 uma parceria com a Pelé Academia e, em 2019, firmou acordo com o Lyon, da França, para desenvolvimento de jovens talentos. O clube francês traz profissionais ao Brasil para capacitação dos funcionários e, em troca, tem prioridade na transferência de jogadores formados no time do Rio de Janeiro. A equipe vai promover nove atletas que disputaram a Copa São Paulo ao elenco profissional, que disputará o Campeonato Carioca.

“Tivemos outras três propostas que envolvem alguns dos jogadores que, inclusive, vão visitar o Lyon agora a partir de domingo”, disse Machado, citando o zagueiro Peixoto, o meia David Kauan e o atacante Kaio. “Quem tem a preferência é o Lyon. Se recebermos uma proposta por um jogador, avisamos o clube”.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esporte

Série B: fortes chuvas adia o jogo entre Sport e CRB, para essa Terça-feira(24)

O jogo foi também transferido para a Arena de Pernambuco

Publicado

em

Gramado alagado da Ilha do Retiro foi motivo de partida passar para esta terça-feira, na Arena de Pernambuco, às 19h; estádio teve até torcedor nadando nas sociais alagadas.

Por conta das fortes chuvas que caíram no Recife desde o início da tarde desta segunda-feira, o jogo entre Sport e CRB, que abriria a nona rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, foi adiado para esta terça, às 19h. A decisão foi tomada pelo árbitro Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP), após quatro avaliações das condições do gramado da Ilha do Retiro, que apresentou vários pontos alagados.

Os dois times chegaram a subir para a partida, uniformizados e seguindo o protocolo, mas a decisão foi tomada pela arbitragem às 21h, uma hora após o horário previsto para a bola rolar, quando a chuva voltou a cair com mais intensidade. Os jogadores das duas equipes também pediram pelo adiamento.

O regulamento geral das competições da CBF fala em adiar a partida para a data seguinte, no mesmo local e horário. A CBF, no entanto, em contato com os clubes e arbitragem, definiu que na Arena de Pernambuco, às 19h. O estádio tem um sistema de drenagem melhor e são esperadas mais chuvas no Recife nesta terça.

O presidente do Sport, Yuri Romão, garantiu que não haverá nenhum prejuízo ao torcedor que foi para a Ilha do Retiro, nesta terça-feira.

– Os torcedores não terão nenhum prejuízo. Vamos ressarcir e ele poderá trocar o ingresso para o jogo de amanhã. E se ele não puder ir, vamos trocar para o próximo jogo – informou.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Esporte

Boca é multado pela Conmebol por gesto racista de torcedor contra corintianos

A multa tem relação apenas com a injúria racial flagrada na Neo Química Arena.

Publicado

em

A Conmebol multou o Boca Juniors em 30 mil dólares (cerca de R$ 144 mil) como punição pelo gesto racista cometido por um torcedor xeneize na Neo Química Arena, em jogo contra o Corinthians. O episódio ocorreu no dia 26 de abril, quando os dois times se enfrentaram em São Paulo pela terceira rodada do Grupo E da Copa Libertadores da América.

Um vídeo flagrou o momento em que o torcedor argentino Leonardo Ponzo fez gestos imitando um macaco para provocar a torcida corintiana. Ponzo foi preso pela Polícia Militar na mesma noite da partida, por cometer injúria racial, mas acabou solto após pagamento de fiança no valor de R$ 3 mil, na manhã seguinte.

Em decisão publicada nesta segunda-feira e assinada por Eduardo Gross Brown, presidente da Comissão Disciplinar da Conmebol, o caso foi enquadrado nos artigos 9 e 17 do Código Disciplinar da entidade. O artigo 9 versa sobre a responsabilização dos clubes por atos cometidos por torcedores. Já o artigo 17 determina as sanções para casos de discriminação.

A multa tem relação apenas com a injúria racial flagrada na Neo Química Arena. Ou seja, não inclui o novo caso de racismo envolvendo torcedores do Boca Juniors, registrado na segunda partida contra o Corinthians, disputada no dia 17 de maio, em Buenos Aires. O reencontro entre os clubes teve outro registro em vídeo de um argentino imitando macaco.

Além disso, torcedores do time paulista denunciaram que foram tratados com descaso na Bombonera. A polícia teria demorado na escolta e revista dos ônibus, fazendo com que boa parte da torcida que esteve na capital argentina só pudesse entrar no estádio para ver o segundo tempo. O caso de racismo somado ao mau tratamento fizeram o Corinthians e a FPF protocolaram um pedido de punição ao Boca, mas a Conmebol ainda não deu uma resposta oficial.

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Esporte

Mbappé diz que ficou no PSG por amor à França e pede desculpa ao Real

O atleta fez juras de amor à França e pediu para os torcedores do Real Madrid entenderem sua escolha.

Publicado

em

O Paris Saint-Germain fez enorme festa nesta segunda-feira para oficializar a assinatura de contrato de Mbappé com o clube até 2025. O jogador foi saudado por muitos fãs do clube no Parque dos Príncipes e teve de explicar sua escolha após estar apalavrado com o Real Madrid. Ele fez juras de amor à França e pediu para os torcedores do Real Madrid entenderem sua escolha.

O atacante da seleção francesa seria o principal reforço do clube merengue e assinaria um milionário contrato de cinco anos. Mas acabou sendo convencido por Nasser Al Khelaifi, presidente do PSG, que na França ele terá totais condições de conquistar tudo o que almeja. Além da vantajosa proposta financeira que ganhou, o clube francês ainda prometeu montar um time ainda mais forte.

“Prometi que, se assinássemos com Kylian Mbappé, também assinaríamos com novos jogadores”, enfatizou Al Khelaifi, nesta segunda-feira. Ainda aproveitou para responder com ironia à provocação de Javier Tensa, presidente da Liga Espanhola, sobre o PSG extrapolar o Fair Play financeiro na Europa. “Talvez Tebas esteja preocupado que a Ligue 1 (Campeonato Francês) se torne mais forte que a La Liga (Campeonato Espanhol), que não é a mesma de três ou quatro anos. Temos Mbappé, ele fica conosco e o resto, sinceramente, não me importo.”

Já o jogador evitou polemizar com os espanhóis. Ao contra´rio, demonstrou respeito e consideração, apesar de deixar muita gente frustrada. O atacante revelou que sua decisão foi tomada somente há uma semana e pediu para os merengues entenderem sua escolha e não ficarem magoados.

“Espero que os torcedores do Real Madrid entendam que eu preferi ficar no meu país. Sou francês e, como tal, quis continuar um pouco mais”, afirmou o jogador de 23 anos. “No ano passado eu queria ir para o Real Madrid. Acreditava que era a melhor decisão. Mas um ano se passou, muitas coisas mudaram no lado esportivo e pessoal”, explicou.

E seguiu na explicação: “Foi uma decisão muito difícil. Tenho respeito pelo Real Madrid e pelo Florentino Perez (presidente do clube). Eles fizeram tudo por mim e tentaram me deixar muito feliz, por isso tive que ligar para ele pessoalmente, temos uma relação próxima”, continuou, revelando que informou ao dirigente sua desistência no negócio.

“Apenas decidi por mim e tomei a melhor decisão”, ponderou. “Uma mensagem para os torcedores do Real Madrid? Quero agradecer, pois sempre me aceitaram como um deles. Entendo a decepção deles e espero que entendam que decidi ficar no meu país.”

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo
Propaganda

Trending