Conecte-se Conosco

Brasil

Decisão de Fux de mandar chefe do PCC para prisão ‘é um horror’ e ‘adentra hipocrisia’, diz Marco Aurélio

Publicado

em

O magistrado afirma que cumpriu sua obrigação de aplicar o trecho introduzido no Código de Processo Penal pelo pacote anticrime que prevê a necessidade de o juiz renovar a prisão preventiva a cada 90 dias, o que não ocorreu no caso.

O ministro Marco Aurélio Mello afirmou que o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux, “adentrou no campo da hipocrisia” ao suspender a soltura de André de Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap, um importante chefe do PCC (Primeiro Comando da Capital).

Para Marco Aurélio, a decisão do presidente da corte de revogar o habeas corpus concedido ao traficante é “péssima” para o Supremo.

O ministro afirma que a ação de Fux “é um horror”. “Sob minha ótica ele adentrou o campo da hipocrisia, jogando para turma, dando circo ao público, que quer vísceras. Pelo público nós nem julgaríamos, condenaríamos e estabeleceríamos pena de morte”, disse à reportagem.

O magistrado afirma que cumpriu sua obrigação de aplicar o trecho introduzido no Código de Processo Penal pelo pacote anticrime que prevê a necessidade de o juiz renovar a prisão preventiva a cada 90 dias, o que não ocorreu no caso.

“O juiz não renovou, o MP não cobrou, a polícia não representou para ele renovar, eu não respondo pelo ato alheio, vamos ver quem foi que claudicou”, disse.

Marco Aurélio citou inclusive uma afirmação da deputada estadual Janaína Paschoal (PSL-SP), que cobrou uma aliada do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por ter sancionado essa lei aprovada no Congresso.

“Hoje inclusive a deputada Janaína está respondendo a uma deputada e está dizendo: ‘Olha, seu presidente que sancionou essa lei, e se é lei tem que ser cumprida, é o preço que pagamos por viver em estado democrático'”, diz.

O ministro afirma que é terminantemente contra o tráfico de drogas.

“É só pegar minhas decisões sobre tráfico de drogas, prisão preventiva, principalmente flagrante, quando o envolvido é surpreendido praticando crime, vai ver que não sou a favor do tráfico, ao contrário, acho que é o pior crime que temos no dia de hoje, porque corre dinheiro e corre dinheiro dado pela sociedade, que é quem compra a droga”, diz.

Segundo Marco Aurélio, a decisão de Fux é negativa para o STF.

“Essa autofagia já ocorreu no passado, e é péssimo, péssimo, péssimo, não é ruim, é péssimo”, diz.

A discussão gira em torno do parágrafo único do artigo 316 do CPP, que diz o seguinte: “Decretada a prisão preventiva, deverá o órgão emissor da decisão revisar a necessidade de sua manutenção a cada 90 dias, mediante decisão fundamentada, de ofício, sob pena de tornar a prisão ilegal”.

Marco Aurélio diz que aplicou a legislação porque sua atuação é vinculada às normas legais. “Eu não crio critério de plantão e não sou um justiceiro, não parto para o justiçamento”, diz.

Macedo, 43, deixou a penitenciária de Presidente Venceslau, no interior de São Paulo, na manhã deste sábado (10) após decisão de Marco Aurélio, que havia considerado que ele estava preso desde o final de 2019 sem uma sentença condenatória definitiva, excedendo o limite de tempo previsto na legislação brasileira.

A defesa de André do Rap afirmou que ele iria de Presidente Venceslau para Guarujá (SP), onde poderia ser encontrado.

De acordo com o Jornal Nacional, da TV Globo, ele foi seguido por investigadores e, em vez de seguir para o litoral, foi para Maringá (PR), de onde autoridades acreditam que ele fugiu para o Paraguai.

Ao suspender a determinação de seu colega no STF, Fux destacou que a soltura do chefe do PCC compromete a ordem pública e que se trata de uma pessoa “de comprovada altíssima periculosidade”.

“Com efeito, compromete a ordem e a segurança públicas a soltura de paciente

1) de comprovada altíssima periculosidade,

2) com dupla condenação em segundo grau por tráfico transnacional de drogas,

3) investigado por participação de alto nível hierárquico em organização criminosa (Primeiro Comando da Capital – PCC),

4) com histórico de foragido por mais de 5 anos”, escreveu Fux.

“Consideradas essas premissas fáticas e jurídicas, os efeitos da decisão liminar proferida no HC 191.836, se mantida, tem o condão de violar gravemente a ordem pública, na medida em que o paciente é apontado líder de organização criminosa de tráfico transnacional de drogas”, concluiu.

Ao decidir pela prisão de André do Rap, Fux atendeu a um pedido da Procuradoria-Geral da República. O chefe do PCC havia sido preso em setembro do ano passado, após meses de investigações, em um condomínio de luxo em Angra dos Reis (RJ).

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Brasil

Operação da PF mira suspeitos de pornografia infantil em 20 estados e no DF

Publicado

em

A Polícia Federal identificou e desarticulou, na manhã desta sexta-feira (3), um grupo suspeito de produzir, armazenar e divulgar material de abuso sexual infantil no Brasil e em outros países. A investigação faz parte da Operação Lobos II. De acordo com a PF, os suspeitos atuavam mediante a divisão de tarefas (arregimentadores, administradores, moderadores, provedores de suporte de hospedagem, produtores de material, disseminadores de imagens, dentre outros) com a finalidade de produzir e compartilhar imagens e comentários sobre abuso sexual de crianças e adolescentes e, ainda, alimentar a demanda por esse tipo de material em sites da darkweb e da deepweb.

Segundo a Polícia, a união internacional identificou um brasileiro que utilizava a deepweb para hospedar e gerenciar cinco dos maiores sites de abuso sexual infantil de toda a rede mundial de computadores. Ainda segundo a PF, os sítios e fóruns da darkweb eram divididos por temática, com imagens e vídeos de abuso sexual de crianças de 0 a 5 anos, abuso sexual com tortura, além do abuso sexual de meninos e meninas.

A Polícia também informou que os sites eram utilizados por mais de 1.800.000 usuários para postar, adquirir e compartilhar materiais relacionados à violência sexual contra crianças e adolescentes. A PF comunicou que identificou e prendeu o principal responsável pelos sites. Ao todo, estão sendo cumpridos 104 mandados de busca e apreensão e oito mandados de prisão preventiva em vinte estados e no no Distrito Federal. Além da identificação e prisão dos suspeitos, a PF informou que tem o objetivo resgatar crianças que se encontram em situação de extrema violência.

Confira os estados em que a Operação Lobos II é realizada:

-Alagoas

-Amazonas

-Ceará

-Distrito Federal

-Espírito Santo

-Goiás

-Maranhão

-Minas Gerais

-Mato Grosso

-Mato Grosso do Sul

-Pará

-Paraíba: um mandado de busca e apreensão

-Piauí

-Pernambuco: dois mandados de busca e apreensão

-Paraná

-Rio de Janeiro

-Rio Grande do Norte

-Rio Grande do Sul

-Santa Catarina

-São Paulo

-Tocantins

Por:Diario de Pernambuco

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Quais serão as tendências para 2022 em moda íntima?

Publicado

em

No próximo ano, lingeries priorizam conforto, texturas, cores vibrantes, luxo e peças que se adequam a diferentes ocasiões.

Todo ano surgem diferentes peças, tecidos e cores que dominam as passarelas, vitrines e armários mundo afora. A proximidade de 2022 já traz reflexos em diferentes nichos da indústria têxtil, inclusive no setor de moda íntima, em que já é possível comprar lingerie por atacado dentro das últimas tendências.

Para quem trabalha com esse mercado, ficar de olho em quais são as peças do momento ajuda a fazer as escolhas corretas para o estoque, afinal, grande parte das consumidoras gostam de estar em dia com as referências e tendências da vez.

O próximo ano traz peças com modelagens que priorizam o conforto, de cores básicas a vibrantes, detalhes que fazem a diferença na lingerie e versatilidade para adequar as peças em diferentes ocasiões do dia a dia.

Conforto se mantém em alta

De acordo com analistas da Worth Global Style Network (WGSN), a pandemia de Covid-19 se tornou a maior propulsora de mudanças nos últimos anos e isso fez com que hábitos e preferências mudassem desde então. Esse fator também aparece na moda íntima, que agora deve priorizar o estilo comfy em suas criações para 2022. Depois de passarem muito tempo reclusas em casa, as lingeries confortáveis se tornaram itens recorrentes no dia a dia da mulher.

O conforto aparece nas modelagens e um dos modelos que se destaca é o bralette. A peça confortável, sem arames, amarrações ou bojos, pode ganhar versões mais discretas ou mais elaboradas. O sutiã adequa-se aos seios pequenos e, para garantir mais sustentação aos maiores, pode vir acompanhado com faixas sob o busto e alças mais largas.

Por serem peças clássicas e que valorizam o corpo enquanto garante conforto, os bodies e sutiãs balconet também podem aparecer em alta no próximo ano.

Texturas nos tecidos: sofisticação e romantismo.

Os tecidos texturizados e as clássicas rendas já são figurinhas carimbadas nos catálogos de moda íntima e garantem romantismo e feminilidade às peças. No próximo ano a tendência se mantém, no entanto, as confecções ganham materiais com texturas que remetem a natureza, por meio de florais e outros motivos delicados.

O tule também pode aparecer nas calcinhas e sutiãs, acompanhado de outros tecidos em composição com listras ou poás.

Vitalidade por meio das lingeries coloridas

A simbologia das cores é algo recorrente nas peças de moda íntima, afinal, muitas mulheres acreditam que a tonalidade da lingerie pode trazer boas energias na virada de ano. Em 2022, os catálogos devem aparecer coloridos e vibrantes, trazendo a sensação de alegria e vitalidade após tempos sombrios marcados pelo coronavírus.

Amarelo, rosa, azul fluor, vermelho, neo mint e tons de lavanda podem colorir não somente as peças de moda íntima como também as de moda praia, indicando modernidade. Para as consumidoras mais clássicas, as tradicionais calcinhas e sutiãs em branco, preto e nude também devem marcar presença, uma vez que nunca saem de moda.

Detalhes trazem luxo à moda intima

As chamadas lingeries de luxo também devem se manter em alta no próximo ano. Confeccionados com tecidos nobres como renda, tule ou cirrê, conjuntos de calcinha e sutiã devem vir ainda acompanhados de detalhes para elevar ainda mais suas características sofisticadas.

Um exemplo é o lurex, tecido com brilho capaz de conferir modernidade e elegância ao visual. Em lingeries, tende a aparecer em elásticos, tanto de peças para ocasiões especiais quanto de roupas esportivas.

Lingerie à mostra: tendência que veio para ficar

Nas últimas temporadas, as peças de moda íntima saíram dos armários e invadiram a moda streetwear feminina. Em 2022, a versatilidade das lingeries deve se manter em diferentes modelos. Bodies, sutiãs strappy, cropped e até os mais tradicionais podem virar peças multifunções e ajudar a compor looks para diferentes ocasiões.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Candidato morre após teste físico em concurso da Polícia Civil do RN

Publicado

em

No concurso da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, um candidato morreu nesta quarta-feira (1º), após passar mal no teste de aptidão física para ingressar na corporação, em Natal. Aprovado na avaliação teórica, ele caiu nos últimos metros antes da chegada durante a corrida de doze minutos, chegou a ser socorrido e levado ao hospital, mas passou mal novamente mais tarde e não resistiu.

Luan Torquato morava em Aracaju, em Sergipe, e acabou reprovado no teste por não conseguir percorrer o trajeto no tempo mínimo. Segundo testemunhas, uma mulher que o acompanhou até a UPA Cidade da Esperança disse que ele havia apresentado melhora mas se queixava de dores no peito. Ele morreu durante a noite, na unidade de saúde.

O teste de aptidão física para o concurso da Polícia Civil do RN ocorria na pista de atletismo do Caic, no bairro da Lagoa Nova, zona sul da capital potiguar. Um vídeo que circula pelas redes mostra o momento final da corrida e a queda dele (veja acima). A publicação mostra o candidato correndo e um grupo de pessoas do lado de fora da pista lhe dando incentivo e informando o tempo restante para a conclusão do percurso.

O perfil aprovadospcrn_2021, no Instagram, lamentou a morte do candidato e fez uma série de postagens. “Nossos sentimentos aos amigos e familiares do guerreiro Luan Torquato, candidato do concurso da PCRN, que veio a perder a vida no Teste de Aptidão Física (TAF) do certame”, publicou em um dos stories. Nas redes sociais circulou uma vaquinha para arrecadar recursos para levar o corpo de Luan de Natal para a capital sergipana.

FGV (Fundação Getulio Vargas), instituição responsável pelo concurso da Polícia Civil do RN, emitiu uma nota informando que “toda a assistência está sendo prestada aos familiares”. Procurada pelo R7, a entidade não informou se isso inclui o transporte do corpo à cidade onde Luan morava.

A nota é assinada em conjunto com a Polícia Civil do RN. No documento, as entidades informam que Luan foi atendido assim que caiu na pista e que “seus documentos de identificação, bem como laudo médico, atestavam a capacidade para as provas”.

“Nem o aparato existente, integrado por UTI móvel, socorrista, médico e enfermeira, mantido pelos organizadores do processo seletivo, e o pronto atendimento puderam impedir a ocorrência dessa fatalidade. A FGV e a PCRN lamentam imensamente e informam que toda a assistência está sendo prestada aos familiares”, diz a nota.

O Sinpol-RN (Sindicato dos Policiais Civis do Rio Grande do Norte) emitiu uma nota lamentando o ocorrido: “Em nome de todos os policiais civis e servidores da segurança, a diretoria do sindicato externa pesar pelo falecimento do jovem Luan Torquato e se solidariza com seus amigos e familiares. Infelizmente, é um jovem que tem sua vida interrompida e que não conseguiu concretizar seu sonho de ingressar na Polícia Civil. Lamentamos profundamente e pedimos a Deus que conforte seus entes queridos”.

Fonte: R7

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending