Conecte-se Conosco

Pernambuco

Em paralisação na BR-101, em Igarassu, caminhoneiros afirmam que não precisa se preocupar com falta de alimento, “a Ceasa não vai parar”

Publicado

em

Ocupando duas das três faixas de carro da BR-101 em Igarassu, com quase um quilômetro de extensão até às 23h40 da noite desta quarta-feira (08), em greve, caminhoneiros afirmam que não há necessidade da população se preocupar com alimentação. Já sobre o combustível, não há garantia; postos já estão lotados. O aumento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) e do preço do combustível é uma das reivindicações da classe. Cargas vivas, de medicamentos, Ceasa (Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco) e oxigênio não terão a obrigação de paralisar.

Sem previsão para término e com manifestação marcada para este domingo (12), José Ramos, que faz apoio ao coordenador do movimento desde o início da paralisação na tarde de quarta-feira, explicou que algumas cargas estão com passagem liberada na barreira. “Caminhões da Ceasa tão deixando passar porque são cargas vivas. A população não precisa ter desespero. Está passando a Ceasa, uma das três faixas está liberada. Carro com carga viva está passando para que não haja falta de comida para o povo. A gente tá parando todo tipo de carreta, menos cargas vivas, perecíveis, de medicamento e oxigênio”. Enquanto a reportagem do DP estava no local, alguns caminhões eram obrigados a parar enquanto outros, que transportavam insumos, eram liberados.

“Alguns caminhoneiros estão passando na barreira e daqui a um tempo vão ter livre acesso. Tem caminhoneiro que não quer aderir, vai poder passar direto. Aquele que quiser passar duas horas, meia hora, um dia ou dois, vai ficar. A gente não tem previsão sobre o término”, explicou Ramos. Caminhoneiros que protestavam reclamavam da desorganização deste ano.

O caminhoneiro Marcelo de Freitas, que também participou da paralisação da classe em 2018, lembrou ter ficado “nove dias na pista”. “Tá tudo errado. Muita roubalheira, muita coisa errada. Acho que tá na hora de dar um basta, já que os políticos não estão fazendo a coisa certa e falam tanto de Constituição, mas a do nosso País não está sendo respeitada. A última greve que teve eu estava no Rio de Janeiro e fiquei nove dias parado em cima da pista”, contou.

Em 2018, a classe parou serviços de fornecimento de combustível, distribuição de alimentos e insumos médicos durante 10 dias. A motivação era a redução do preço do óleo diesel, que havia subido mais de 50% em 12 meses.

Caminhões da Ceasa eram liberados do bloqueio feito pelos caminhoneiros, para parar quem não quisesse participar da paralisação. No entanto, questionado sobre o combustível, Freitas pontuou, “tem que parar né? Acho que todo mundo tem que se ajudar”. “Tá todo mundo lutando por uma causa justa, não é ninguém pensando só no próprio nariz. Se vai ver tá tudo caro, aumentando, não é só combustível, mas alimentação também, tá tudo caro”, ressaltou.

Por sua vez, José Ramos contou alguns dos pleitos da paralisação. “Estamos aqui desde as 16h parando os caminhoneiros para que a gente melhore a nossa cidade, nosso Estado e o nosso Brasil. Estamos na pauta do ICMS estadual, queremos que ele diminua para que melhore a vida das pessoas mais carentes. Estamos lutando para que o governo do Estado bote a mão na consciência e faça o melhor para o povo de Pernambuco”.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Pernambuco

ALEPE: onze deputados aderem à criação da CPI do caso Beatriz

Publicado

em

Romero Albuquerque, Clarissa Tércio e Joel da Harpa estão empenhados em levar as investigações do Caso Beatriz para a Alepe. Líder do movimento, Albuquerque criou um site (casobeatriz.com.br) para que a população acompanhe e solicite o apoio dos deputados.

Até agora, além dos autores do pedido de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito, somente Cleiton Collins, Álvaro Porto, Gustavo Gouveia, Alberto Feitosa, Wanderson Florêncio,  Antônio Coelho, Priscila Krause e Romero Sales Filho aderiram à iniciativa.

Para criar a CPI, o requerimento precisa de 17 assinaturas. “Em menos de 24 horas, temos quase todas as assinaturas necessárias. Vamos iniciar o contato direto com os parlamentares e explicar a importância de contribuirmos com as investigações. Foram muitos anos e reviravoltas neste caso e algumas perguntas precisam ser respondidas”, diz Albuquerque.

Na interpretação da deputada Clarissa Tércio, coautora do pedido, as mudanças bruscas no caso Beatriz são estranhas. “O nosso trabalho poderá agregar às investigações, por isso lutaremos por respostas e por Justiça, para que essa CPI aconteça e traga resultados positivos”, afirmou.

Opositora ao governo estadual, Clarissa completa que o trabalho dos parlamentares “garantirá à mãe e família aquilo que o estado se eximiu de fazer”. Em entrevista à CBN, Romero revelou, sem citar nomes, que já foi procurado por colegas de bancada pedindo que não levasse o pedido à frente.

O parlamentar garantiu, porém, que somente a não-adesão dos colegas ou o pedido feito de Lucinha Mota, mãe da menina Beatriz, podem impedir a CPI de acontecer. Pelo documento que será apresentado em fevereiro, os trabalhos durarão, pelo menos, 120 dias.

Assim como Romero, Joel da Harpa, apesar de compor a base governista, afirma que seu mandato é independente e que não desistirá de instaurar a comissão. “São muitas as perguntas sem respostas. Afinal qual a verdade secreta do crime que chocou o estado? O acusado Marcelo da Silva é ou não o assassino? Não somente a família da criança, mas toda a sociedade pernambucana anseia pela verdade dos fatos”, disse o deputado. (Do Nill Jr com informações do Blog do Magno Martins)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Pernambuco

Estoque de sangue do hemocentro Recife está crítico e preocupa Fundação

Publicado

em

A aceleração das doenças respiratórias no Estado tem impactado negativamente o estoque da Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope). A queda na reserva de bolsas de sangue do Hemocentro Recife já atingiu os 30% e está crítica para quase todos os tipos sanguíneos, com exceção do AB (-). Diante do atual cenário, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) reforça os apelos que a Fundação Hemope tem feito e convoca a população pernambucana para repor os estoques do principal hemocentro estadual, responsável por suprir as necessidades de toda a rede pública de saúde.

“Para se ter uma ideia, o Hemope costumava receber cerca de 350, 400 pessoas por dia. Hoje a média é de no máximo 200 candidatos. A nossa principal preocupação é não conseguir atender devidamente os hospitais. Nada fazemos sozinhos, sem que todos estejam unidos e prontos para oferecer o seu sangue e a sua solidariedade em prol de todos aqueles que estão precisando”, pontua a diretora de Hemoterapia do hemocentro Recife, Anna Fausta.

Para doar sangue, o candidato deve estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos. Para aqueles com 69 ou mais, é necessário que tenha começado a doar antes dos 60 anos no Hemope. Já menores de 18 anos precisam estar acompanhados de algum responsável legal. O pré-doador também deve pesar mais de 50 quilos, ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas e ter se alimentado antes da doação.

Como doar?
É necessário levar um documento original com foto, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social). Vale lembrar que, em cumprimento ao Decreto Estadual nº 51.864/2021, só será permitida a entrada no Hemope mediante apresentação do comprovante de vacinação completa contra a Covid-19.

Se o doador preferir, pode agendar a sua doação através do 0800-081-1535, (de segunda à sexta) em horário comercial. O Hemope Recife está localizado na Rua Joaquim Nabuco, 171 – no bairro das Graças, área central do Recife. Funciona de segunda a sábado, inclusive nos feriados, de 7h15 às 18h30.

Confira a lista com os endereços, horários de funcionamento:
– Hemope Caruaru localizado na Av. Oswaldo Cruz, S/N – Maurício de Nassau, funciona de segunda a sexta, das 7h30 às 12h  e 13h30 às 17h.
– Hemope Petrolina localizado na R. Pacífico da Luz, s/n – Centro, Petrolina – PE, funciona de segunda a sexta, das 7h30 às 11h30.
– Hemope Garanhuns localizado na Av. Gonçalves Maia – Heliópolis, funciona de segunda a quinta, das 13h30 às 17h30, e sexta, das 8h às 12h.
– Hemope Salgueiro localizado na R. Joaquim Gondim, 65, funciona de segunda a sexta, das 8h às 12h.
– Hemope Serra Talhada localizado na R. Joaquim Godoy, 382 – Nossa Sra. da Penha, funciona de segunda a quinta, das 7h às 9h
– Hemope Ouricuri localizado na R. Ulisses Guimarães – Centro, funciona na segunda, terça, quinta e sexta, das 8h às 10h.
– Hemope Arcoverde localizado na Av. Joaquim Nabuco, 418 – Centro, funciona de segunda a sexta, das 8h às 11h30.
Por:Diario de Pernambuco

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Pernambuco

Veja quais são as vagas de emprego disponibilizadas para hoje(20/01), no Estado de Pernambuco

Publicado

em

As agências do Trabalho de Pernambuco divulgam, diariamente, quadros de vagas com oportunidades de trabalho em unidades espalhadas pelo estado, na Região Metropolitana do Recife (RMR), Agreste e Sertão.

Para se candidatar, é necessário agendar previamente o atendimento através do site da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação (Seteq), onde também há os endereços e telefones de todas as agências.

Confira o quadro de vagas completo  clicando aqui

Agende atendimento através do  site da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected]ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending