Conecte-se Conosco

Mundo

EUA: Trump reconhece a derrota, mas diz que só perdeu por que Biden “roubou”.

Publicado

em

O presidente Donald Trump reconheceu pela primeira vez neste domingo (15) que o democrata Joe Biden venceu as eleições presidenciais, mas acusou o concorrente de ter roubado.

Em Tweet, Trump alegou novamente que a eleição foi fraudada e que observadores republicanos foram impedidos de acompanhar a contagem de votos. “Ele venceu porque as eleições foram fraudadas. Sem observadores autorizados, votos contados por uma empresa privada da esquerda radical, Dominion, com uma má reputação e equipamentos ruins que nem sequer funcionaram no Texas (aonde eu ganhei por muitos votos!), a mídia falsa e silenciosa, e mais!”.

Apesar das constantes acusações de Trump de que as eleições foram fraudadas e tiveram irregulares, autoridades já afirmaram que essas eleições foram seguras. Com a contagem final de votos, Joe Biden venceu as eleições com 290 delegados, enquanto Trump conquistou 232 delegados.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Mundo

EUA identificam o primeiro caso da variante Ômicron

Publicado

em

Os Estados Unidos identificaram o primeiro caso da nova variante do SARS-CoV-2 Ómicron, na Califórnia, adiantou o Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC, na sigla em inglês).

Trata-se de uma pessoa que viajou de África do Sul para os Estados Unidos no último dia 22 de novembro e que testou positivo sete dias depois.

As autoridades detalham que o infectado tem sintomas leves da doença.

De acordo com a informação que o epidemiologista Anthony Fauci prestou aos jornalistas na Casa Branca, a pessoa infectada estava vacinada com as duas doses da vacina contra a Covid-19, não tendo ainda feito o reforço.

O especialista, que é também conselheiro de Biden, adiantou ainda que o infectado está cumprindo quarentena e que todos os seus contatos próximos foram contactos e que, até agora, todos testaram negativo para o vírus.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) reconheceu esta quarta-feira que as vacinas anticovid podem ser menos eficazes face à nova variante Ômicron, mas insiste em evitar alarmismos porque vão continuar a ser evitadas as formas mais graves da doença.

No seu boletim epidemiológico semanal, a OMS indica que algumas mutações da Ômicron “podem aumentar a sua capacidade de transmissão e/ou permitir um certo grau de perda de imunidade”.

Os especialistas acreditam que as vacinas existentes – que até podem ser modificadas nos próximos meses para se adaptarem à variante Ômicron – poderão ser menos eficazes quanto à prevenção do simples contágio por covid-19.

Isso já aconteceu com a variante delta, que, entretanto, se tornou a dominante no mundo – com mais de 99% dos casos globais – reduzindo a proteção do contágio de 60 para 40 por cento, segundo indicou há uma semana a própria OMS.

No entanto, de acordo com o mesmo boletim, as vacinas parecem manter a sua eficácia contra as formas graves da doença, incluindo os contágios por variante Ômicron, ressalvando que, mesmo assim, os dados atuais ainda são limitados devido ao relativamente baixo número de casos estudados.

Face aos dados preliminares, a chefe da unidade técnica anticovid da OMS, María Van Kerkhove, defendeu, em conferência de imprensa, a necessidade de se vacinarem todos os que tiverem acesso às vacinas.

“Não se deve assustar desnecessariamente a opinião pública”, disse a especialista, sublinhando que “mesmo que exista uma redução da eficácia das vacinas existentes, continua a ser melhor ser vacinado, porque se podem salvar vidas”.

Os últimos dados indicam que África regista um aumento de hospitalizações, mas Van Kerkhove assinalou que pode ser explicado por uma consequência normal do aumento de casos em geral naquele continente, e não apenas os da nova variante.

Fonte: Mundo ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Países negociarão para ajudar OMS a lutar de modo mais eficiente contra pandemias

Publicado

em

Genebra, Suíça- Os 194 Estados integrantes da Organização Mundial da Saúde (OMS) iniciaram nesta quarta-feira (1) negociações para alcançar um acordo que melhore a prevenção e o combate de futuras pandemias, no momento em que o coronavírus volta a avançar em vários países membros.

A decisão foi aprovada por unanimidade após uma reunião excepcional de três dias da Assembleia Mundial da Saúde, o órgão de tomada de decisões da OMS que inclui todos os integrantes.

O acordo “representa um compromisso comum para reforçar a prevenção, a preparação e a resposta às pandemias, levando em consideração as lições que aprendemos”, declarou a embaixadora australiana na ONU, Sally Mansfield, ao apresentar o texto.

O texto foi proposto por dezenas de países, incluindo os membros da União Europeia e os Estados Unidos. Os países já haviam estabelecido um acordo informal sobre a adoção do documento no domingo.

Agora, os membros da OMS devem abordar a elaboração do marco jurídico e decidir se o instrumento internacional será vinculante ou não. Países como Estados Unidos se mostraram relutantes a esta medida.

No fim de março, governantes de todos os continentes, incluindo a alemã Angela Merkel, o francês Emmanuel Macron, o sul-africano Cyril Ramaphosa, o chileno Sebastián Piñera ou o britânico Boris Johnson, apresentaram uma proposta de instrumento internacional vinculante que contou com o respaldo do diretor geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus

Mas ainda resta muito caminho por percorrer antes que um tratado vinculante ou outro tipo de instrumento internacional para administrar pandemias veja a luz.

O projeto prevê em primeira instância a criação de um “órgão intergovernamental” para redigir e negociar “uma convenção, um acordo ou outro instrumento internacional da OMS sobre a prevenção, a preparação e a resposta diante da pandemias”.

Um relatório intermediário é aguardado para maio de 2023, seguido de conclusões em maio de 2024.

Por:Diario de Pernambuco

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Elefante enfurecido destrói carrinho de safari e causa pânico

Publicado

em

Um elefante-touro enfurecido destruiu um carrinho de safari na Selati Game Reserve,  perto do Kruger Great Park, na África do Sul, levando turistas e estudantes assustados a fugir.

Um vídeo que captou o momento mostra o animal descontrolado e as pessoas desesperadas correndo.

De acordo com o jornal Mirror, o elefante se enfureceu quando dois carrinhos de 11 lugares chegaram muito perto.

Dois elefantes são vistos caminhando em direção ao veículo quando outro ataca pela esquerda. Em seguida, o animal usa as suas presas para desviar o carrinho do caminho.

Fonte: MUndo ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending