Conecte-se Conosco

Esporte

Ex-presidente da CBF, Ricardo Teixeira é banido pela Fifa por corrupção

Publicado

em

O ex-dirigente foi banido por decisão do Comitê de Ética

Fifa anunciou nesta sexta-feira a suspensão definitiva de Ricardo Teixeira do futebol. Presidente da CBF entre 1989 e 2012 e ex-membro do antigo Comitê Executivo da entidade que rege o futebol mundial, o ex-dirigente foi banido por decisão do Comitê de Ética, que chegou à conclusão de que o brasileiro cometeu o crime de corrupção em suas ações no esporte entre 2006 e 2012.

De acordo com a Fifa, Teixeira esteve envolvido em “esquemas de suborno” neste período, quando teve relação direta com as negociações da CBF, Conmebol e Concacaf com empresas de marketing esportivo. A maioria dos contratos se referia à venda de direitos de transmissão das competições organizadas por estas entidades.

O Comitê de Ética, em suas investigações, concluiu que o ex-dirigente de 72 anos infringiu o artigo 27 do Código de Ética da Fifa, ao receber propina. E, como consequência, foi punido com o banimento definitivo do futebol. Assim, Teixeira não pode exercer qualquer atividade relacionada ao esporte, tanto em nível nacional quanto em internacional.

Além disso, o ex-presidente da CBF foi multado em 1 milhão de francos suíços, equivalente a R$ 4,2 milhões. “O Sr. Teixeira foi notificado sobre esta decisão hoje [sexta], data em que teve início o seu banimento”, informou a Fifa, em comunicado oficial.

Em sua decisão, a Fifa citou material investigado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, que veio à tona em maio de 2015 e causou seguidas denúncias e prisões de cartolas do futebol mundial, principalmente da América do Sul. O Comitê de Ética citou também as suspeitas de corrupção na organização da Copa do Mundo de 2014. Teixeira, antes de deixar a CBF, era presidente do Comitê Organizador Local (COL) daquele Mundial.

Mas a punição aplicada pela Fifa está mais relacionada ao recebimento de propina em contratos envolvendo a Copa Libertadores, a Copa América e a Copa do Brasil. “O Comitê conclui que o Sr. Teixeira sistematicamente/repetidamente aceitou ofertas e promessas de seguidos subornos no valor aproximado de US$ 7,7 milhões (cerca de R$ 32,6 milhões)”, explica a Fifa, em sua decisão final.

Mais especificamente, seu Comitê de Ética aponta que o ex-presidente da CBF recebeu US$ 600 mil por ano entre 2006 e 2012 em contratos ligados à Libertadores. No caso da Copa América, “há igualmente evidência suficiente na conexão de que o Sr. Teixeira aceitou o pagamento de US$ 1 milhão por ter assinado o contrato entre a Conmebol e a [empresa 4], em 2010”, diz a Fifa, sem revelar o nome da companhia citada.

“Por fim, também para o caso da Copa do Brasil, há evidências suficientes, na visão da câmara julgadora, de que o Sr. Teixeira aceitou receber os pagamentos de R$ 2 milhões por ano, compartilhados com outros dois funcionários (Marin e Del Nero)”, afirma a entidade, ao citar José Maria Marin e Marco Polo Del Nero. Ambos sucederam Teixeira na presidência da CBF. Esta suposta divisão de propinas teria duração estabelecida entre 2012 e 2022, totalizando R$ 10 milhões.

DEFESA – Ao Estado, o advogado Michel Assef Filho, que fez a defesa de Teixeira junto à Fifa, criticou a decisão e indicou que vai recorrer junto à Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês). “Esse resultado no âmbito da Fifa era previsível, por ter havido cerceamento de defesa. Estou certo de que o Tribunal de Justiça Suíço reformará a decisão para absolvê-lo”, declarou. Teixeira pode recorrer à CAS em um período de até 21 dias após a decisão anunciada nesta sexta.

Diante do Comitê de Ética da Fifa, o advogado negou todas as acusações que pesam contra o ex-presidente da CBF e afirmou que não há provas ou evidências contra o seu cliente. Segundo a defesa, a entidade que rege o futebol mundial apenas se apropriou das conclusões dos procuradores dos Estados Unidos.

“Ele nunca recebeu propinas ou se envolveu em ato de corrupção. As acusações não são nada mais que suposições criadas por aqueles, que politicamente, tinham um interesse na posição do Sr. Teixeira ou por pessoas que queriam prejudicá-lo”, relatou a defesa, em documento disponibilizado pela Fifa.

A defesa ainda contestou a veracidade e a legitimidade das evidências apresentadas pela Justiça dos EUA e alegou que a Fifa não tem jurisdição no caso porque os fatos alegados pela entidade não teriam sido praticados por Teixeira exercendo alguma função na Fifa ou aconteceram após 2012, quando ele já havia renunciado aos seus cargos no futebol brasileiro e internacional.

Teixeira foi presidente da CBF entre 1989 e 2012. A carreira como dirigente começou graças à amizade com João Havelange, ex-presidente da Fifa e da própria CBF. A saída do comando da entidade que comandou durante 23 anos se deu após ter o nome envolvido em diversas denúncias de corrupção. O substituto dele no cargo foi um dos seus antigos vices, José Maria Marin. Desde então, o ex-dirigente mora nos Estados Unidos.

Ele também foi integrante do Comitê Executivo da Conmebol, que organiza o futebol sul-americano, e da Fifa. Hoje desintegrado, o Comitê Executivo da entidade máxima do futebol mundial era o principal órgão de gestão da Fifa na época.

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Esporte

Polícia de Manchester prende suspeito por ofensas racistas contra Fred

Publicado

em

A polícia foi chamada a uma denúncia de um torcedor fazendo supostos gestos e sons racistas”, disse a polícia

polícia da região metropolitana de Manchester, na Inglaterra, prendeu neste domingo um homem suspeito de cometer ofensas racistas contra o meia brasileiro Fred, durante o clássico de Manchester, no Etihad Stadium, no sábado, que terminou com vitória do United por 2 a 1.

“A polícia foi chamada a uma denúncia de um torcedor fazendo supostos gestos e sons racistas em relação aos jogadores durante o derby entre Manchester City e Manchester United”, disse a polícia, por meio de um comunicado. A corporação informou que o suspeito de 41 anos foi preso em razão da “ofensa à ordem pública agravada por racismo e permanece sob custódia para interrogatório”.

O superintendente da divisão policial de Manchester, Chris Hill, repudiou o ato, dizendo que “qualquer tipo de racismo não tem lugar no futebol ou em nossa sociedade e espero que essa prisão mostre que estamos levando esse assunto muito a sério”.

“Continuaremos a conversar com os clubes Manchester City e Manchester United sobre este incidente e investigaremos outras linhas de investigação”, acrescentou Hill. A Associação de Futebol da Inglaterra (FA, na sigla em inglês) também está investigando o caso.

Fred foi vítima de injúria racial durante o segundo tempo da partida válida pelo Campeonato Inglês. Quando o United vencia o jogo por 2 a 0, torcedores do City atiraram vários objetos no gramado e imitaram sons de macaco no momento em que o brasileiro se preparava para cobrar um escanteio.

As imagens foram registradas pela transmissão da partida e se espalharam rapidamente pelas redes sociais. Cerca de meia hora após o fim do clássico, o City emitiu um comunicado condenando a ação de parte dos torcedores e informando que o torcedor racista seria banido do clube para sempre.

“O Manchester City trabalha com um programa de tolerância zero em relação a qualquer tipo de discriminação. Qualquer um que for considerado culpado de racismo será banido do clube pelo resto da vida”, diz um trecho da nota.

Fred se manifestou sobre o caso após o jogo, em entrevista à ESPN Brasil. “Infelizmente, a gente está em uma sociedade um pouco atrasada, em pleno 2019 a gente ainda tem de conviver com isso”, afirmou. “É triste, mas a gente tem de levantar a cabeça, bola para frente, tem de esquecer isso. Eu falei com o árbitro depois do jogo e eles vão tomar as providências e ponto final”.

Criada para ajudar no combate ao racismo e outros preconceitos e promover a igualdade e a inclusão no futebol, a organização inglesa Kick It Out afirmou que entrará em contato com os clubes para “oferecer nosso apoio e espera que sejam tomadas medidas rápidas para identificar os infratores”. (POR ESTADAO CONTEUDO)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Richarlison marca e Everton supera o Chelsea em casa

Publicado

em

A vitória tira o Everton da zona de rebaixamento e deixa a equipe com 17 pontos no Campeonato Inglês

No primeiro jogo após a demissão do técnico português Marco Silva, o Everton interrompeu a sequência de três derrotas e voltou a vencer no Campeonato Inglês. O time de Liverpool derrotou o Chelsea por 3 a 1 em casa, neste sábado, pela 16ª rodada.

A vitória tira o Everton da zona de rebaixamento e deixa a equipe com 17 pontos. Na quarta colocação, o Chelsea, por sua vez, perdeu a oportunidade de igualar a pontuação do Manchester City, terceiro colocado, e pode ver os adversários pelas ligas europeias se aproximarem. O time de Frank Lampard soma 29 pontos.

Aparentando novo astral, o Everton jogou bem e contou com boas atuações de Richarlison e Calvert-Lewin. O brasileiro abriu o placar aos quatro minutos do primeiro tempo, em cabeceio certeiro após cruzamento de Sidibé.

A equipe de Liverpool também se beneficiou de erros individuais da defesa do Chelsea, que até fez uma boa partida no geral, mas viu as falhas impedirem um resultado melhor especialmente depois de levar o segundo gol, no final da etapa inicial.

No lance, a defesa se atrapalhou e bateu cabeça, deixando a bola para Calvert-Lewin finalizar em ótima condição, ampliando o placar. No segundo tempo, Kovacic diminuiu a desvantagem em arremate de fora da área. O croata pegou mascado, mas conseguiu acertar o canto de Pickford para marcar seu primeiro gol pelo time londrino.

Quando os comandados de Lampard pareciam estar perto de chegarem ao empate, a retaguarda voltou a falhar e sepultou qualquer possibilidade de reação dos visitantes. Desta vez, o goleiro Kepa errou na saída de bola e deu um presente para Calvert-Lewin.

O atacante inglês rolou para Davies, que foi interceptado. No entanto, Lewin, mais esperto e mais rápido que os zagueiros, apareceu na área para finalizar de bico e sacramentar o triunfo.

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

‘No Mundial saberão quem somos’, disse Pablo Marí, zagueiro do Flamengo

Publicado

em

Além do holandês, o técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, admitiu ter pouco conhecimento sobre o Flamengo

campeão Flamengo se despede do Campeonato Brasileiro neste domingo, contra o Santos, na Vila Belmiro. Após o jogo, o foco da equipe será total no Mundial de Clubes. A competição começa para o time do técnico Jorge Jesus apenas no dia 17 de dezembro, mas já tem sido assunto constante nas entrevistas. Nesta sexta-feira, o zagueiro Pablo Marí respondeu ao holandês Wijnaldum, jogador do Liverpool, que disse nesta semana não conhecer direito o time brasileiro.

Além do holandês, o técnico do Liverpool, Jürgen Klopp, admitiu ter pouco conhecimento sobre o Flamengo. As equipes são favoritas para disputarem o título da competição. “Jogando na Europa, conhecer jogador por jogador do Brasil, é um pouco difícil. Mostramos que podemos ser uma grande equipe, de nível mundial. Acredito que os times vão conhecer jogador a jogador do Flamengo. Isso nós conseguimos. É normal que agora comecem a conhecer. Daqui a pouco, no Mundial, vão saber quem somos”, afirmou o espanhol, em entrevista ao programa Seleção SporTV.

Marí afirmou que o torneio realmente tem um peso maior para os sul-americanos. Na Europa, segundo o espanhol, os clubes dão uma maior importância ao título da Liga dos Campeões. “Aqui no Brasil é o principal título. Para mim, que sou praticamente carioca, poder ganhar o Brasileiro, Libertadores e poder disputar o Mundial é algo muito grande. É a minha prioridade.”

O espanhol admitiu que se surpreendeu pela rápida adaptação ao futebol brasileiro. Marí se encaixou perfeitamente ao estilo de Rodrigo Caio, seu companheiro de defesa. “Quando você sai do seu país, muda de continente, nunca se espera que possa ir tão bem. Confio muito em mim, estava preparado para a oportunidade, mas sabia que tinha de aproveitar. Mas, evidentemente, que o nível que chegamos foi uma surpresa para todos.”

Segundo ele, o Flamengo possibilitou o que não conseguiu na Europa: oportunidade de mostrar o seu potencial. Marí, por exemplo, foi contratado pelo Manchester City, da Inglaterra, em 2016, mas nunca jogou pela equipe inglesa, sendo emprestado para Girona, NAC Breda e Deportivo La Coruña.

“Se o Manchester City me contratou é porque sou um bom jogador. Não tive essa oportunidade de mostrar quem é Pablo Marí. Já passou. Não tive chance, então não pude demonstrar muitas coisas”, afirmou. “Faltavam oportunidades na minha carreira. Graças ao Flamengo posso estar no meu melhor momento no futebol. Tive um grande salto de qualidade de onde estava e de onde estou agora.”

Recuperado de uma entorse no tornozelo direito, o zagueiro deve volta à equipe no jogo com o Santos, domingo, na Vila Belmiro, pela última rodada do Brasileirão. (POR ESTADAO CONTEUDO)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending