Conecte-se Conosco

Tecnologia

Facebook confirma que hackers roubaram dados de 29 milhões de usuários

Publicado

em

Invasores tiveram acesso a dados de contato, informações pessoais e de localização de pessoas

Facebook confirmou, nesta sexta-feira (12), que dados pessoais de 29 milhões de usuários foram roubados por hackers.

Os hacker conseguiram acessar detalhes de contato, incluindo nome, número de telefone e email, de 15 milhões de pessoas.

Outras 14 milhões tiveram ainda mais dados acessados, como nome de usuário, gênero, localidade, idioma, status de relacionamento, religião, cidade natal, data de nascimento, dispositivos usados para acessar o Facebook, educação, trabalho e os últimos dez locais onde estiveram ou em que foram marcados.

“Estamos cooperando com o FBI, que está investigando ativamente e nos pediu para não discutir quem pode estar por trás desse ataque”, disse o Facebook em seu comunicado.

A companhia afirmou que usuários podem encontrar mais informações sobre segurança da conta nesta página, e que enviará e-mails para os quase 30 milhões de usuários atingidos para explicar o ocorrido.

O Facebook ainda disse que o ataque não inclui outros aplicativos controlados pelo mesmo grupo econômico, como: Messenger, Messenger Kids, Instagram, WhatsApp, Oculus, Workplace, Pages, entre outros.

O ataque já havia sido anunciado pela empresa no fim de setembro, quando levantou-se a suspeita de que 50 milhões de perfis haviam sido invadidos.

O acesso aos usuários ocorreu por meio de uma vulnerabilidade no código do Facebook ligada ao recurso de “Ver como” -no qual usuários conseguem ver como outras pessoas, que não são suas amigas na rede, enxergam seu perfil.

Os hackers conseguiram, por meio desse código, roubar tokens de acesso às contas. Os tokens de acesso são como chaves digitais que mantêm as pessoas logadas à rede para que não tenham que preencher seu usuário e senha sempre que acessem suas contas.

Por isso, no dia do anúncio dos ataques, milhões de usuários encontraram suas contas deslogadas -medida tomada pelo Facebook, juntamente de outras ações para corrigir a falha de segurança.

Por Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Tecnologia

China testa ‘robôs-garis’ para varrer as ruas

Publicado

em

Cada unidade deve custar em torno de US$ 47.500 (cerca de R$ 175 mil)

Robôs capazes de sair pelas ruas e varrer calçadas e guias estão sendo testados na China desde o ano passado.

Em janeiro, um veículo do tamanho aproximado ao de um carrinho de supermercado começou a ser testado em uma universidade em Hohhot, no norte do país. Ele é capaz de se deslocar sozinho pelas vias do campus para fazer a varrição.

No ano passado, outros robôs-varredores começaram a ser testados em Xangai. Ali, os veículos são maiores: há modelos com seis metros de comprimento e outro menor, de três metrosOs testes começaram em abril de 2018, em uma área industrial.

Os veículos têm vassouras para ir limpando o chão enquanto ele se move e é capaz de ler e respeitar sinais de trânsito, desviar de obstáculos e fazer curvas.Ao fim da jornada, os veículos descarregam a sujeira no lugar determinado e voltam automaticamente para a garagem.Os veículos de Xangai, da empresa Autowise.ai, chegam a no máximo 10 km/h.

Cada unidade deve custar em torno de US$ 47.500 (cerca de R$ 175 mil). Os robôs de limpeza seguem estratégia parecida a de outros veículos autônomos em teste, como táxis e ônibus: começam a ser experimentados em áreas industriais e campus de universidades, depois avançam para cidades mais calmas antes de chegar às ruas das metrópoles, onde o excesso de pessoas e veículos torna mais difícil prever o que vai estar no caminho.

Por Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Tecnologia

Uma das maiores queixas do WhatsApp vai acabar

Publicado

em

O serviço de mensagens está trabalhando numa das funcionalidades mais pedidas pelos usuários

Quem está no WhatsApp sabe que uma das maiores frustrações do aplicativo é ser adicionado a um grupo de conversa no qual não quer participar. Quantas vezes foi adicionado a um grupos sem que tenham pedido sua permissão? Ainda pode sair dele mas tal ação pode criar um certo constrangimento com as outras pessoas do grupo.

Pois bem, diz o WABetaInfo que este tipo de situação e está prestes a acabar. Segundo a publicação será  enviado um pedido de permissão aos usuários antes de serem adicionados aos grupos.

Entre a seleção é possível continuar deixando que qualquer pessoa o adicione ou determinar que só os seus contatos o façam. Em último caso, poderá também definir que fica proibido lhe adicionar em grupos sem sua permissão.

Caso decida aplicar estas restrições, passará a receber um convite sempre que for adicionado a um grupo, o qual poderá ‘aceitar’ ou ‘rejeitar’ no espaço de 72 horas, sendo que posteriormente o convite é eliminado por inteiro.

Esta funcionalidade está atualmente em desenvolvimento e ainda não tem qualquer data de lançamento. Ainda assim, é mais que provável que o WhatsApp venha a lançá-la dada a frequência com que é pedida pelos usuários do app.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Tecnologia

Quente ou frio? Tecido futurista é capaz de ajustar a temperatura

Publicado

em

O tecido ajusta a temperatura automaticamente de acordo com calor e umidade

Universidade de Maryland nos EUA desenvolveu um tecido que é capaz de ajustar automaticamente a temperatura de acordo com as condições meteorológicas, o tecido é coberto por nanotubos de carbono.

Conta o CNet que o material inovador é capaz de se expandir ou compactar de acordo com o calor e a umidade do ar, aumentando ou diminuindo o espaço entre as fibras. Caso esteja muito calor, as fibras expandem e deixam passar o calor, enquanto se estiver com frio tornam-se mais compactas para o reter.

“O corpo humano é um radiador perfeito. Deixa passar o calor facilmente. Durante toda a história, a única forma de regular o radiador foi usar ou tirar roupas. Mas este tecido é um verdadeiro radiador bidirecional”, apontou um dos autores da pesquisa que foi publicada no jornal Science, Min Ouyang.

Apesar de promissora, a tecnologia ainda vai passar por uma fase de desenvolvimento e estudo antes de chegar ao mercado.

Por Notícias ao Minuto

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending