Conecte-se Conosco

Esporte

Fluminense aproveita vantagem numérica e vence Sport

Publicado

em

Junior Tavares, lateral do Sport, é expulso aos 39 minutos do primeiro tempo em lance com intervenção do VAR. Lucca faz o gol do triunfo tricolor.

O Fluminense venceu o Sport por 1 a 0 na noite deste sábado, no estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro. O triunfo veio graças a um gol do atacante Lucca, no segundo tempo, quando a equipe tricolor tinha um jogador a mais em campo – o lateral-esquerdo Junior Tavares, do time pernambucano, foi expulso aos 39 minutos da etapa inicial, após intervenção do VAR.

Com um jogador a mais em todo o segundo tempo, o Fluminense encontrou mais espaços e conseguiu chegar a vitória. Lucca aproveitou cruzamento de Calegari para cabecear em direção ao gol. A bola desviou em Patrick, enganou Luan Polli e definiu a vitória tricolor. Foi o segundo gol de Lucca pelo Fluminense.

O Fluminense volta a campo na próxima quarta-feira, para enfrentar o Coritiba, fora de casa. O Sport joga no dia seguinte, contra o Corinthians, em São Paulo. (Do GE)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Esporte

Irmã de Neymar volta a alfinetar Galvão Bueno após vitória da seleção

Publicado

em

Após a goleada do Brasil por 4 a 1 contra o Uruguai na noite desta quinta (14), Rafaella Santos, irmã de Neymar, voltou a falar sobre o áudio vazado no jogo anterior da seleção em que o narrador Galvão Bueno teria chamado o atacante de “idiota”.

Em vídeos postados no Stories do Instagram usando um filtro com o rosto de Neymar, ela disse: “Gol do irmão, check. UFC check também, porque apanhou bastante […] E teve microfone desligado, check também, mas tudo bem.”

A polêmica começou após o jogo de domingo (10), quando o Brasil empatou com a Colômbia em disputa válida pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022. Na ocasião, o repórter Eric Faria dizia na transmissão ao vivo na Globo, que Neymar saiu rapidamente do gramado depois que o árbitro encerrou a partida. Na sequência, é possível ouvir alguém dizendo “idiota” -a voz parece ser a de Galvão Bueno.

Nem a Globo nem o narrador se manifestaram sobre o ocorrido. Nas redes sociais, Rafaella Santos já tinha alfinetado Galvão. “Um senhor que na transmissão chamou meu irmão de idiota. Será ele ou você?”, indagou ela.

Essa não é a primeira vez que há um desentendimento público que envolva Neymar, Galvão e a própria Rafaella.

Em setembro, ela ficou na bronca com Galvão Bueno após comentários do narrador sobre a conduta do craque brasileiro da seleção. Na transmissão do jogo entre Brasil e Peru, Galvão disse que faltava autocontrole ao atleta, algo que o Messi já tinha.

Irritada pela comparação e pelo comentário, Rafaella sugeriu que o próprio locutor da Globo entrasse em campo para sentir a pressão e as posteriores dores após um jogo decisivo.

“Galvão, para de querer ficar comparando Neymar e Messi. Não existe isso, para com isso, meu filho. Os dois são caçados, os dois apanham. Vai lá você entrar em campo e apanhar como ele apanha e não tem que falar nada. Que conduta o quê. Não é você que sente dor depois do jogo não, né? Me poupe”, disse na ocasião.

(Fonte Esporte ao Minuto)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Reforço badalado ao lado de Messi, Sergio Ramos ainda não estreou pelo PSG

Publicado

em

O que impede o jogador de 35 anos de entrar em campo pela nova equipe são problemas musculares

Sergio Ramos já completou três meses de Paris Saint-Germain. No entanto, ao contrário de Lionel Messi e os outros reforços badalados contratados na última janela, o zagueiro ainda não estreou pelo clube francês. O que impede o jogador de 35 anos de entrar em campo pela nova equipe são problemas musculares, especialmente na panturrilha esquerda.

Quando Ramos foi contratado depois de deixar o Real Madrid, era esperado que o defensor espanhol levasse mesmo mais tempo para ter condições de jogo em comparação com os outros reforços. Mas o clube não sabia que a espera seria tão longa. O veterano acumula uma série de problemas físicos e frustra os torcedores que querem vê-lo logo em ação.

O técnico Mauricio Pochettino já falou sobre o assunto em mais de uma entrevista coletiva. Sempre que instigado a explicar a ausência do espanhol, elogiou o jogador e frisou que ele tem evoluído bem na recuperação das lesões. “Acompanhamos sua evolução dia a dia. Esperamos que volte o mais rapidamente possível, mas no momento não podemos dizer quando”, limitou-se a dizer Pochettino em uma das últimas entrevistas em que comentou sobre o assunto. “Ele é um jogador experiente, quando puder estar no grupo vai se adaptar rapidamente”, completou o comandante argentino.

Segundo Pochettino, Ramos está “feliz, com um bom ânimo”. O treinador argentino tem se mostrado tranquilo, sem pressa para escalar o craque espanhol, embora saiba que ele tenha chegado para ser titular e resolver os problemas defensivos da equipe. “Quando estiver plenamente recuperado, que volte e alcance o nível de seus companheiros, seguramente vai ter a possibilidade de jogar e esperamos que seja logo”.

Para o presidente do PSG, Nasser Al Khelaïfi, Ramos é “um dos maiores jogadores da atualidade e um dos melhores zagueiros da história”. “Sergio é um jogador completo, um competidor nato, um líder e um grande profissional”, definiu o dirigente. O jogador, em sua chegada, ressaltou estar “orgulhoso de ser parte de um projeto muito ambicioso” e afirmou ter vindo para Paris para “crescer com o clube e ajudá-lo a obter títulos”.

Ramos foi contratado no início de julho e apresentado dias depois em Paris sob muita badalação. O zagueiro deixou o Real Madrid após 16 anos para reforçar o milionário elenco do PSG, que também trouxe nesta temporada o goleiro italiano Donnarumma, o lateral marroquino Hakimi, o meio-campista holandês Wijnaldum e o craque argentino Lionel Messi. O zagueiro de 35 anos tem contrato até junho de 2023 e veio sem custos, uma vez que seu vínculo com o Real Madrid havia sido encerrado.

Ramos jogou sua última partida oficial há mais de cinco meses, no dia 5 de maio, quando ainda atuava pelo Real Madrid. Na ocasião, o clube espanhol foi derrotado e eliminado pelo Chelsea na semifinal da Liga dos Campeões. Vale ressaltar que as lesões também atrapalharam o zagueiro na temporada passada, antes de acertar com o PSG. Em 2020/2021, fez apenas 21 jogos, menos da metade das vezes que entrou em campo na temporada anterior (44).

Havia expectativa de que o ex-capitão do Real Madrid fizesse seu primeiro jogo pelo PSG sexta-feira, contra o Angers, pela décima rodada do Campeonato Francês, mas ele não treinou na quarta e deve precisar de mais alguns dias para estar plenamente recuperado.

Segundo a imprensa francesa, é improvável que Ramos esteja à disposição para o duelo com o RB Leipzig, na próxima terça-feira, pela Liga dos Campeões, no Parque dos Príncipes. Resta saber quando os torcedores do PSG poderão enfim ver um dos principais defensores do futebol mundial em campo.

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Agüero diz que não se arrepende de acertar com Barcelona mesmo com saída de Messi

Publicado

em

O argentino Sergio “Kun” Agüero comentou sobre a sua ida para o Barcelona, a saída do compatriota e amigo Lionel Messi para o Paris Saint-Germain, o período em que esteve no Manchester City e até de Cristiano Ronaldo. Em entrevista ao jornal argentino El Pais, o atacante que ainda não estreou oficialmente pelo clube espanhol devido a uma lesão, não escondeu a tristeza sentida tanto por ele como por Messi, quando este se transferiu para Paris.

“Foi um momento de choque. Ele (Messi) estava muito mal. Quando eu soube não podia acreditar. Nesse sábado fui vê-lo em sua casa. E, pela minha personalidade, como não o sentia bem, tentei fazer com que se esquecesse do que se tinha passado. Vi que estava meio apagado e tentei distraí-lo. Contei-lhe sobre a minha equipe de e-sports e sobre as coisas que iríamos fazer”, contou Agüero.

O argentino não escondeu que parte do motivo que o levou a assinar com o Barcelona foi a possibilidade de jogar com Messi. Porém, a saída surpreendente do ex-número 10 do time espanhol não abalou o atacante, que afirmou não estar arrependido da sua escolha.

“Não me arrependo. Vamos ser sinceros… Que jogador não quer estar no Barça? Eu diria que a maioria dos futebolistas gostaria de vestir esta camisa, por mais que o Barça esteja bem ou mal. Cheguei com a expectativa de jogar com Leo (Messi) e de que se formasse uma boa equipe, que era o que o clube estava fazendo. Quando me ligaram pensei: ‘Aquilo que me paguem me dá igual. Vou ficar bem e vou ajudar a equipe naquilo que mais possa”, afirmou.

Agüero, um dos amigos mais próximos de Messi e com quem já atuou junto muitas vezes o serviço da seleção da Argentina, foi ainda questionado sobre a habitual comparação entre o craque argentino e Cristiano Ronaldo e, apesar da amizade, não poupou nos elogios ao português.

“A diferença entre eles é futebolística. Esse talento vem de fábrica. Cristiano é mais avançado que o Leo. E aquilo que o Cristiano tem é que, como todos os goleadores, quando está confiante faz gols, gols e gols”, explicou.

Agüero ainda falou sobre os vários anos a serviço do Manchester City e a sua relação com o técnico espanhol Pep Guardiola. “Nunca tive problemas com Guardiola. Já mais discuti com ele. Sim, tivemos que aclarar coisas. Quando chegou, como não nos conhecíamos, tivemos uma etapa de tentativa e erro. Mas os últimos três anos foram fantásticos. Não tenho nada para reclamar. É um treinador que quer sempre o máximo”, concluiu.

(Fonte Esporte ao Minuto)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending