Conecte-se Conosco

Eleições

Funcionários flagrados com bandeiras de candidato causa revolta em Salgueiro; gerente esclarece episódio

Publicado

em

Um caso de uma possível humilhação a funcionários da empresa de limpeza pública revoltou a população de Salgueiro, mais precisamente no distrito de Umãs, onde um fiscal da limpeza urbana teria obrigado os funcionários a levar em seus carrinhos de mão, bandeiras do candidato à reeleição Clebel Cordeiro. Em um vídeo gravado, esse possível fiscal,  diz que é uma carreata, o caso revoltou internautas que consideraram a atitude como uma humilhação e deboche.

O blog Sertão Central, entrou em contato com a empresa, sendo atendido por um gerente que relatou que os dois funcionários que aparecem na filmagem não foram obrigados a tal situação, ao contrário, os mesmo após o final do expediente, inocentemente e inadvertidamente pela empresa, pediram duas bandeiras para levarem para suas casas.

A Limpax afirma que não permite nenhum tipo de manifestação político partidária dentro ou fora da empresa quando estiverem utilizando o fardamento e equipamentos.

Os funcionários foram ouvidos pelo gerente, relataram o caso e disseram não ter conhecimento das normas da empresa, sendo assim, foram advertidos por escrito. Quanto ao fiscal, a empresa afirma que o vídeo não foi gravado por nenhum funcionário da empresa.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Eleições

Só mulheres estão na disputa pela Prefeitura de Frei Miguelinho

Publicado

em

Com pouco mais de 15 mil habitantes, Frei Miguelinho é um município do Agreste pernambucano e um dos poucos do Brasil a ter, nas eleições de 2020, todas as candidaturas à Prefeitura composta por mulheres. O episódio histórico acontece após o ex-prefeito Lula da Capivara (Podemos), que também concorria por chapa majoritária, ter candidatura indeferida pela justiça eleitoral com base na Lei da Ficha Limpa, o que motivou o candidato a indicar a filha para substituí-lo. Outras duas postulantes também disputam a prefeitura. As informações são do Diário de Pernambuco.

Em um cenário acirrado, Lula da Capivara teve candidatura impugnada pelo Ministério Público Eleitoral por motivos de irregularidades nas contas públicas no período de sua gestão. O ex-prefeito indicou a própria filha Luiza Karla (Podemos) para disputar a cadeira do poder executivo do município. Em entrevista ao Diário de Pernambuco, a candidata afirma estar honrada em participar de um momento histórico na cidade, que, para ela, é fruto de um reconhecimento ”que a mulher vem recebendo, originado de muita luta e trabalho”, afirma Luiza Karla. Estreando na disputa pela prefeitura do município, ela conta estar orgulhosa em poder contribuir com a cena política de Frei Miguelinho. “Isso muito me orgulha e muito me honra poder representar a minha querida cidade”.

Primeira mulher a ser nomeada prefeita da cidade e atual candidata à reeleição, Adriana Assunção (PSB) conta que é a primeira vez que a cidade presencia três mulheres concorrendo a uma vaga na prefeitura. Episódio que ela julga necessário e que deve ser apoiado para estimular a participação de mais mulheres. “Isso mostra a nossa força feminina, nossa garra e empoderamento”, conta.

Partilhando do mesmo posicionamento, a candidata Tatiana Moura (PSL) aponta que, apesar de alguns avanços que as mulheres conquistaram ao longo da história o cenário atual encontra-se longe do adequado. “Alguns avanços já foram conquistados pela mulher, como o direito ao voto, o direito de poder se candidatar, mas o debate sobre a representatividade encontra-se muito distante do desejado.”, diz. Remetendo-se à cidade do interior pernambucano, ela completa: “Por isso as eleições deste ano em Frei Miguelinho reafirmam a importância de que mulheres devem estar cada vez mais presentes no campo político”. (Do Blog do Magno)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Eleições

Serra Talhada: Candidata Márcia apresenta propostas para saúde e educação na Estação 13

Publicado

em

A candidata a prefeita de Serra Talhada, Márcia Conrado (PT), iniciou na última segunda-feira (26) a apresentação das propostas do seu plano de governo na Estação 13, localizada na Avenida Afonso Magalhães.

Ao lado de Márcio Oliveira, Márcia apresentou na segunda-feira as propostas para melhorar a saúde pública, com a participação de vários médicos e profissionais da área que atuam em Serra Talhada. E nesta terça-feira (27) foi a vez das propostas para a educação, que foram apresentadas para professores, estudantes e demais profissionais do setor.

Na saúde, Márcia tem como principais propostas a implantação de uma policlínica com atendimento especializado na saúde do idoso, da mulher e da criança; ampliação do atendimento noturno para os demais bairros; construção de novas unidades de saúde no Vila Bela II, Vanete Almeida e IPSEP; construção de uma central de parto humanizado; ampliação dos atendimentos médicos nos lugares de difícil acesso; implantação do Centro Especializado de Atenção ao Diabético; ampliação do número de exames por imagem; e implantação do Hospital Filantrópico de Serra Talhada.

Na educação, Márcia vai construir novas escolas com doze salas de aula na cidade e zona rural; criar novas creches; incluir no currículo escolar aulas de robótica e informática; criar um programa municipal de concessão de bolsas para estudantes de cursos superiores; e criar um programa municipal de bonificação para professores, gestores, coordenadores e outros profissionais da educação.

80e34843-3179-4992-bb89-92147d0b9def
3873676b-a752-4b09-826c-22082abf4ee2
67d446f3-f6cb-489d-9166-42ec888cf25c
a4b15822-dce1-4639-933c-0fa18f3568b3

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Eleições

“Rombo milionário”: MP recorre da decisão que deferiu candidatura de Joelson

Publicado

em

O Promotor Eleitoral Luiz Eduardo Braga Lacerda recorreu da decisão que deferiu a candidatura de Joelson (AVANTE) em Calumbi.

O promotor alega que, apesar de liminar do Tribunal de Justiça suspendeu o Decreto Legislativo editado pela Câmara Municipal de Calumbi/PE; que acolheu Parecer Prévio do Tribunal de Contas do Estado e rejeitou as contas de 2012 do ex-prefeito, há peculiaridades que merecem ser conhecidas pela esta Corte Eleitoral.

Diz o promotor, Joelson “teve contas rejeitadas com marcas de atos de improbidade administrativa e crimes de apropriação indébita e contra as finanças públicas”.

“O caso dos autos, considerando sobretudo a gravidade das anotações do Ministério Público de Contas e do TCE/PE, incide claramente na hipótese normativa. O requerente/impugnado é INELEGÍVEL, consoante restrições impostas pela Lei Complementar nº. 64/1990”.

Acrescenta que ele descumpriu o disposto no art. 42 da Lei de Responsabilidade Fiscal, que traz regra de ouro das finanças públicas. “Trata-se de dispositivo cerne da Lei, que veda a repugnante prática financeira, utilizada no Brasil ao logo de muitos anos, consistente em deixar à próxima gestão grave passivo financeiro; sempre com finalidade eleitoreira”.

“A Auditoria Especializada do TCE constatou que o então gestor, ora impugnado, deixou passivo milionário ao erário de Calumbi, no final do ano de 2012, para ser liquidado pela gestão seguinte, que teve início em 2013. Verificou-se, consoante menção expressa no Acórdão, que, ao final do exercício, havia restos a pagar que superaram o montante de R$ 2.500.000,00 (dois milhões e quinhentos mil reais); ao passo em que a alegada disponibilidade financeira era de pouco mais de R$ 1.100.000 (um milhão e cem mil reais)”.

Segue: “Como circunstância agravante, o MPContas ainda apontou que o então gestor, em dado momento dos últimos quadrimestres de 2012, quando havia passivo que superava os R$ 3.000.000,00 (três milhões de reais); optou por realizar despesas não obrigatórias com festividades; que se aproximaram da ordem de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais). Interessante notar, nesse contexto, que a defesa administrativa afirmou que a despesas seria de grande necessidade; afinal a festividade era tradicional. É inegável que houve gestão financeira irresponsável e que rompeu com aspectos fundamentais de moralidade administrativa”.

Diz ele, “Não bastasse, nesse mesmo contexto o então Prefeito ainda deixou passivo ao INSS; ao reter contribuições oriundas de servidores e deixar de repassar a totalidade das ditas contribuições patronais devidas”.

“O Ministério Público Eleitoral posiciona-se firme contra a causa de suspenção da inelegibilidade apresentada pelo impugnado; utilizando fundamento de exceção previsto no mesmo art. 1º. I, “g” da Lei Complementar nº. 64/90”, diz. Ele requere que o registro de candidatura retorne ao status de sub-judice; até ulterior deliberação do Tribunal de Justiça, em cenário de maior segurança jurídica¸ em absoluta conformidade com o postulado do Devido Processo Legal. Recurso MP Joelson

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Trending