Conecte-se Conosco

Brasil

Justiça manda soltar acusados de invadir celular de Moro

Publicado

em

O juiz Ricardo Soares Leite, da 10ª Vara Federal de Brasília, revogou a prisão preventiva de Walter Delgatti Neto e Thiago Eliezer, acusados de terem invadido os celulares de diversas autoridades no ano passado, incluindo o do ex-juiz Sergio Moro, então ministro da Justiça e Segurança Pública.

A decisão do magistrado foi tomada após os dois réus conseguirem anular na segunda instância, por razões processuais, todas as audiências já realizadas na ação penal.

Desse modo, o juiz entendeu que manter a prisão cautelar durante todo o período da nova instrução criminal “acarretará inevitável excesso de prazo”.

A anulação das audiências foi concedida pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1) a pedido da Defensoria Pública, sob o argumento de que nem todos os documentos relativos à denúncia no caso foram anexados aos autos, o que teria inviabilizado a defesa plena.

O magistrado destacou considerar o prazo excessivo de prisão mesmo que a demora na instrução criminal tenha sido em parte provocada por pedidos da própria defesa.

“Diante de tal situação, não há outra alternativa a não ser revogar a custódia preventiva de Thiago Eliezer Martins Santos e de Walter Delgatti Neto e fixar medidas cautelares diversas da prisão”, escreve na decisão.

O juiz determinou que os dois usem tornozeleira eletrônica e não mantenham contato entre si ou com os demais réus ou testemunhas.

Eles também estão probidos “de acessar endereços eletrônicos pela internet – inclusive com a utilização de smartphones -, redes sociais, aplicativos de mensagens”.

A decisão também autoriza Polícia Federal (PF) a ingressar na residência dos réus para fiscalizar aparelhos eletrônicos e garantir a aplicação da medida.

Operação Spoofing

Delgatti Neto e Eliezer foram presos na Operação Spoofing, da PF, que apurou a invasão de celulares de autoridades.

Segundo as investigações, os acusados teriam hackeado os aparelhos por meio de uma brecha no aplicativo de mensagens Telegram.

Em janeiro, ambos foram denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) junto com outras cinco pessoas, entre elas, o jornalista norte-americano Glenn Greenwald, responsável pelo site The Intercept Brasil, que publicou parte das mensagens extraídas dos celulares de Moro e de procuradores envolvidos na Operação Lava Jato.

Foram apontados indícios dos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro e interceptação telefônica ilegal.

A parte da denúncia contra Greenwald acabou rejeitada por força de liminar do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). As informações são da Agência Brasil.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Brasil

Covid-19: Brasil tem 5,35 milhões de casos e 156,4 mil mortes

Publicado

em

Ainda há 2.374 falecimentos em investigação.

número de pessoas infectadas com o novo coronavírus desde o início da pandemia chegou a 5.353.656 no Brasil. Nas últimas 24 horas, foram registrados 30.026 novos casos. Ontem, o total estava em 5.323.630.

Já o número de mortes em decorrência da covid-19 atingiu 156.471. Ontem, o sistema de dados sobre a pandemia marcava 155.900 óbitos gerados pela doença. Ainda há 2.374 falecimentos em investigação.

Ainda há 399.313 casos em acompanhamento. De acordo com o Ministério da Saúde,

4.797.872 pessoas já se recuperaram da doença.

Os dados estão na atualização diária do Ministério da Saúde, divulgada na noite desta sexta-feira (23). O balanço é feito a partir de registros reunidos pelas secretarias estaduais de saúde e enviados à pasta para consolidação.

Hoje o órgão divulgou também o Boletim Epidemiológico, que trouxe uma queda tanto nos casos quanto nas mortes na última semana epidemiológica em comparação com a anterior.

Os estados com mais mortes são São Paulo (38.608), Rio de Janeiro (20.115), Ceará (9.244), Minas Gerais (8.686) e Pernambuco (8.531). Com os números de hoje, Minas Gerais ultrapassou estado de Pernambuco e se tornou a quarta maior Unidade da Federação em número de mortes no país. As Unidades da Federação com menos casos são Acre (686), Roraima (691), Amapá (740), Tocantins (1.078) e Mato Grosso do Sul (1.538).

O estado de São Paulo registra 1.083.641 casos confirmados do novo coronavírus. Dentre os casos diagnosticados, 965.971 pessoas já estão recuperadas da doença.

Há, neste momento, 7.106 pessoas internadas em todo o estado em casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus. Desse total, 3.128 pessoas estão internadas em unidades de terapia intensiva (UTI). A taxa de ocupação de leitos de UTI no estado é, atualmente, a mais baixa desde o início da pandemia do novo coronavírus: 39,9%. Na Grande São Paulo, a taxa é de 40,2%.

Com informação: Agência Brasil

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

A subserviência do general Pazuello “um manda e o outro obedece”

Publicado

em

No auge de sua irritação com o episódio que envolveu Eduardo Pazuello, João Doria e a vacina chinesa, Jair Bolsonaro determinou uma condição básica para manter o ministro da Saúde no cargo: ele teria que se retratar publicamente.

Poucas horas depois, uma coletiva de imprensa foi dada pelo secretário-executivo da pasta, Elcio Franco, voltando atrás no anúncio feito no dia anterior sobre o plano de compra de 46 milhões de doses da vacina que tem o governador paulista – principal inimigo de Bolsonaro – como seu maior entusiasta.

Na tarde de ontem, Pazuello teve que pagar mais um pedágio de desculpas e gravou um vídeo com o presidente para resumir a confusão: “um manda e o outro obedece. Mas a gente tem carinho, dá pra desenrolar”. O presidente, que passou a quarta-feira sendo acalmado pelos bombeiros da Esplanada, amenizou: “Falaram até que a gente estava brigado. No meio militar, é comum acontecer isso aqui, não teve problema nenhum”.

A ideia da gravação partiu do próprio Bolsonaro, segundo um auxiliar do presidente. (Texto de Bela Megale/O Globo – Título modificado)

 

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Imagem do Exército começa a ser machada com a desautorização que o capitão da reserva e presidente Bolsonaro, fez ao general Pazuello

Publicado

em

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973

Continue lendo
Propaganda  

Trending