Conecte-se Conosco

Política

Lava-Jato mira no senador José Serra em investigação por lavagem de dinheiro

Publicado

em

O senador José Serra (PSDB-SP) é alvo da operação Lava-Jato nesta sexta-feira (03). Ele foi denunciado pelo Ministério Público (MPF) por suspeita de lavagem de dinheiro transnacional. A filha do parlamentar, Verônica Allende Serra, também é investigada.

As ordens foram expedidas pela Justiça Federal que determinou ainda o bloqueio de R$ 40 milhões em uma conta na Suíça. Os mandados de busca e apreensão relacionados ao caso acontecem em São Paulo e no Rio de Janeiro.

De acordo com o MP, José Serra usou o benefício de sua influência e cargo público para receber pagamentos indevidos da Odebrecht, entre 2006 e 2007, em troca de benefícios às obras do Rodoanel Sul.

“Milhões de reais foram pagos pela empreiteira por meio de uma sofisticada rede de offshores no exterior, para que o real beneficiário dos valores não fosse detectado pelos órgãos de controle”, diz a nota do MPF.

Codinome “Vizinho”

O nome do senador apareceu nas investigações da Lava-Jato em 2017, quando o executivo Fabio Gandolfo, um dos delatores da Odebrecht, afirmou que o tucano recebeu R$ 4,67 milhões em 2004 sobre obras da Linha 2-Verde do Metrô de São Paulo.

O valor, repassado sob os codinomes “vizinho” e “careca”, era parte de um “compromisso” de 3% do contrato do transporte paulista. “O vizinho eu consegui detectar só R$ 4,67 milhões”, afirmou o delator. “Esse codinome vizinho, estou falando de 2004, 2006, ele ficou meio conhecido dentro da empresa nas pessoas que tinham atividade complementar, de fazer programação. O vizinho ficou meio conhecido como Serra. A gente sabia.”

À época, a assessoria de imprensa de José Serra se manifestou afirmando que o senador não cometeu irregularidades e que o inquérito aberto pelo STF seria a oportunidade do tucano demonstrar que o conteúdo das delações eram infundados.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Política

Deputado Eduardo da Fonte parabeniza Defensoria Pública por ação que proíbe a Celpe de cortar energia de consumidores residenciais

Publicado

em

A Defensoria Pública de Pernambuco informou que a Celpe continua proibida de fazer cortes de energia de todos os consumidores residenciais pelo menos até 16 de setembro, data estipulada pelo Governo de Pernambuco como período de emergência e que pode ser prorrogada. A proibição foi conseguida em uma liminar concedida pela 3ª Vara Cível do Recife e celebrada pelo deputado federal Eduardo da Fonte.

“Os defensores públicos estão atentos e sensíveis aos direitos da população, especialmente nessa crise sanitária que o Brasil atravessa. Parabenizo todos por combaterem os desmandos da Celpe, que não se furta em avançar sobre os pernambucanos”, destaca Eduardo da Fonte.

Também tramita na Justiça uma ação protocolada por Eduardo da Fonte, que tem histórico de ações em defesa do consumidor contra abusos do setor elétrico, solicitando a suspensão do reajuste médio de 5,16% na tarifa de energia, em vigor desde julho.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Política

Senador Humberto Costa quebra o silêncio sobre eleições municipais

Publicado

em

Um dos principais articuladores e defensores da aliança do PT com o PSB em Pernambuco, senador Humberto Costa (PT), afirmou que não deve se posicionar contrário ao aval da executiva nacional petista sobre a pré-candidatura da deputada federal Marília Arraes (PT) à Prefeitura do Recife. A última decisão do diretório foi tomada após reunião na sexta-feira e definiu por candidatura própria na capital, o que, na avaliação de aliancistas poderia prejudicar o acordo estabelecido pelo PT e PSB desde 2018 no estado.

O senador colocou que apesar da postulação independente, a relação do PT com o PSB não “deve” ser impactada. “É importante que não venha a impactar. Eu acho que a campanha do PT não pode ser uma campanha contra o PSB. Tem que ser uma campanha em defesa do PT e contra a direita”, avalia.

Nas eleições gerais de 2018, Marília Arraes se colocou à disposição do diretório estadual do PT para concorrer ao governo do estado. Mas em função de uma articulação envolvendo petistas e socialistas à época seu nome foi retirado e o PT passou a apoiar a campanha à reeleição do governador Paulo Câmara. Para este próximo pleito, Humberto Costa avalia que mesmo em palanques separados os dois futuros candidatos não devem ter embates diretos. “O PSB não deve ser o centro da nossa fala até porque é provável que no segundo turno nós estejamos juntos PT/PSB e quem passar deve ter o apoio do outro”, concluiu.

O senador afirmou que mesmo a favor da aliança, não deve descumprir a definição. “Todo mundo conhece a nossa posição. Sempre defendemos a ideia de manter a frente popular aqui em Pernambuco. Essa decisão de ter candidatura própria foi tomada pelo diretório nacional e nós vamos cumprir”, disse.

Procurado o presidente do PSB, Sileno Guedes, disse que não iria se pronunciar. A decisão do diretório nacional pela candidatura de Marília Arraes foi anunciada na última sexta-feira.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Política

Eleições 2020: Brasil tem 147,9 milhões de eleitores aptos

Publicado

em

O Brasil tem 147.918.483 eleitores aptos a votar nas eleições municipais deste ano. O primeiro turno está marcado para 15 de novembro. Os números foram divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nesta quarta-feira (05).

A quantidade representa um aumento de 2,66% em relação às eleições de 2016, quando 144.088.912 eleitores estavam aptos a ir às urnas.

De uma eleição para outra, o maior crescimento do eleitorado foi registrado pelo Amazonas (+7,88%). O único Estado em que houve redução da quantidade de pessoas autorizadas a votar foi o Tocantins (-0,17%).

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending