Conecte-se Conosco

Pernambuco

Mar vai ‘engolir’ Recife? Entenda por que cidade é a capital brasileira mais ameaçada pelas mudanças climáticas

Publicado

em

O Recife é a capital brasileira mais ameaçada pelo avanço do nível do mar, de acordo com o Painel Intergovernamental das Mudanças Climáticas (IPCC, sigla em inglês) da Organização das Nações Unidas (ONU).

O relatório também aponta a “Veneza brasileira” na 16ª posição entre as cidades do planeta que correm mais risco e o G1 explica os fatores que contribuem para isso.

Entre as conclusões do relatório mais recente do IPCC, divulgadas em agosto, está à estimativa de que os seres humanos tenham sido responsáveis por um aumento de 1,07°C na temperatura do planeta.

O aumento do nível do mar é apenas um dos efeitos das constantes mudanças climáticas apontadas pelos especialistas.

Diversos aspectos fazem com que o Recife seja a cidade mais afetada pelo avanço marítimo, como a geografia, a densidade demográfica e até mesmo a desigualdade social, segundo especialistas. Não quer dizer que a capital vai ser ‘engolida’ pelo oceano, mas sim que tem muitos desafios a enfrentar.

Águas como patrimônio

Para discutir os efeitos e possíveis ações para minimizá-los, ocorre em Recife, até a sexta-feira (15), o Fórum Internacional Recife Exchange Netherlands (RXN), que tem como tema “águas como patrimônio: visões e estratégias sobre o aumento do nível do mar no Recife e Países Baixos”. A inscrição é gratuita.

De acordo com o professor Marcus Silva, do departamento de oceanografia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), durante o século 20, estima-se que o nível do mar tenha sido elevado entre 30 e 40 centímetros, a nível global. No entanto, cada região é afetada diferentemente pela mudança.

“As cidades apontadas no relatório são Recife, Rio de Janeiro e Santos (SP). Aqui, temos a questão do nível da cidade em relação ao mar, já que o Recife é a cidade mais baixa do Brasil, está no nível do mar. Além disso, a cidade tem uma zona urbana muito próxima da planície estuarina. São Luís, por exemplo, é mais alta, e não deve ter tanto problema”, explicou Marcus Silva.

Os especialistas apontam que a velocidade com que o mar avança tem aumentado exponencialmente, cada vez mais rapidamente. Isso não significa, no entanto, que as cidades devam ser tomadas pelas águas e deixar de existir, mas sim que vão surgir problemas, específicos de cada localidade, aos poucos.

“Temos um patrimônio histórico e cultural muito próximo do mar, e isso aliado a um adensamento populacional e uso do solo extremos, dentro de uma zona costeira. Há uma população em vulnerabilidade social, porque no Recife a desigualdade, a diferença social é grande. Há comunidades que subsistem do que vem do estuário, como no Bode, Ilha de Deus, Brasília Teimosa [Zona Sul] e Afogados [Zona Oeste]”, declarou.

No Fórum Recife Exchange Netherlands, os pesquisadores buscam pensar formas de se adaptar ao avanço do mar. “São soluções de adaptação e proteção. Precisamos, o máximo que pudermos, pensar num convívio compartilhado com a água”, diz.

Para Marcus Silva, uma das alternativas pensadas pelos especialistas incluem, por exemplo, a engorda da Praia de Boa Viagem, cuja orla é imediatamente repleta de prédios e edificações em frente ao mar. Processo semelhante foi concluído em 2013 em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife.

“Os problemas são inúmeros e não se resumem à praia. Teremos problemas de transporte, esgotamento sanitário, tem tudo isso junto. A gente olha Boa Viagem e os prédios são todos voltados para o mar. Mas somos uma cidade cortada por rios e, neles, todas as construções são de costa para a água. Precisamos pensar nesse convívio compartilhado com a água”, explicou.

O professor do departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFPE, Roberto Montezuma, lembrou que o problema precisa ser pensado de maneira global e local ao mesmo tempo.

“O importante é a gente pensar que esse problema, na verdade, é uma oportunidade. Onde toda a sociedade brasileira e todos devem estar unidos para resolvê-lo. Recife sempre foi um ponto de referência regional e quando foi criado, foi inventado como porto internacional. Com o tempo, fomos voltando às costas para a natureza e isso precisa mudar”, disse Montezuma.

O que diz a Prefeitura

O G1 entrou em contato com a prefeitura para saber como estão as ações de prevenção e adaptação para as mudanças climáticas e avanço do nível do mar.

Por meio de nota, a administração afirmou que busca caminhos e soluções que dialoguem com a agenda global de sustentabilidade e que a cidade “vem adotando uma série de medidas através de um planejamento público para mitigação dos futuros impactos de forma coordenada, integrada e em parcerias locais e internacionais”.

A prefeitura citou ações para reduzir as emissões de gases que contribuem para o efeito estufa, como troca de lâmpadas de iluminação pública por LED, Plano de Arborização com plantio gratuito e instalação de placas solares em prédios públicos.

O G1 também questionou a prefeitura sobre a engorda da Praia de Boa Viagem.

A prefeitura afirmou que o projeto está na fase de atualização dos estudos e, posteriormente, será feita a captação de recursos.

“Este é um importante projeto para a cidade e a gestão está empenhada em colocá-lo em prática o mais breve possível, mas com muita segurança para evitar danos colaterais que ocorreram em outras cidades”, diz a nota.

Por:PE notícias

 

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Pernambuco

Mesmo alcoolizado, motociclista que atropelou mulher é liberado pela Justiça de Pernambuco. Até quando?

Publicado

em

Como já esperado, a Justiça de Pernambuco liberou, em audiência de custódia, o motociclista preso em flagrante pela Polícia Civil por dirigir alcoolizado e atropelar a dona de casa Marília Maria Guedes, de 37 anos, na noite do último sábado, em Nova Descoberta, na Zona Norte do Recife. A violência do atropelamento – filmado por câmeras de segurança do comércio local – impressiona. A mulher foi arremessada a uma distância de 50 metros com o impacto da batida.

A liberação do motociclista aconteceu ainda no domingo, um dia depois do sinistro de trânsito (não é mais acidente de trânsito que se diz. Entenda a razão). De acordo com o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), a decisão de liberar Joelio Anastácio de Oliveira foi assinada pela juíza Ana Paula Pinheiro Bandeira Duarte Vieira, da 9ª Vara Criminal do Recife, depois que o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e as advogadas do acusado pediram a liberdade provisória dele.

A liberação, entretanto, ocorreu sob condições de cumprimento de medidas cautelares. Entre elas, o comparecimento mensal no tribunal para justificar as atividades, recolhimento domiciliar após as 22h e até às 6h, proibição de se ausentar da cidade em que mora sem autorização judicial, e não voltar a cometer crimes, sob pena de revogação da liberdade.

De acordo com o TJPE, a liberdade foi concedida porque não há indícios de que o acusado apresente “um risco à garantia da ordem pública caso seja solto” e que o crime também não aparenta ser cometido de forma recorrente por Joelio Anastácio de Oliveira.

Estado de Saúde

Marília Maria Guedes segue internada no Hospital da Restauração, no Derby, área central do Recife. Segundo o marido da dona de casa, Maurílio Pereira da Silva, ela não corre risco de morrer, mas segue aguardando uma possível cirurgia no quadril. A dona de casa teve ferimentos por todo o corpo, além de fraturas no quadril. Ainda sofreu traumatismo craniano, mas sem necessidade de cirurgia. Por Roberta Soares/JC

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Pernambuco

Veja quais são as vagas de emprego disponibilizadas para hoje(07/12), no Estado de Pernambuco

Publicado

em

As agências do Trabalho de Pernambuco divulgam, diariamente, quadros de vagas com oportunidades de trabalho em unidades espalhadas pelo estado, na Região Metropolitana do Recife (RMR), Agreste e Sertão.

Para se candidatar, é necessário agendar previamente o atendimento através do site da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação (Seteq), onde também há os endereços e telefones de todas as agências.

Confira o quadro de vagas completo  clicando aqui

Agende atendimento através do  site da Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Pernambuco

Veja as capas dos principais jornais de PE, desta Terça-feira, 07 de Dezembro de 2021

Publicado

em

Veja a capa com as principais com as manchetes dos principais jornais de PE, desta Terça-Feira, 07 Dezembro de 2021.

Clique na imagem para ler todo o jornal!

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending