Conecte-se Conosco

Educação

MEC libera mais de R$ 5 milhões para universidades federais da Zona da Mata e Vertentes

Publicado

em

De acordo com o Ministério da Educação, o dinheiro deverá ser investido em energia renovável e na conclusão de obras. G1 entrou em contato com as instituições das regiões.

O Ministério da Educação (MEC) liberou, ao todo, R$ 5.432.100 para as universidades federais da Zona da Mata e Campo das Vertentes. Veja abaixo a quantia que cada local vai receber.

O anúncio da liberação, foi realizado na última sexta-feira (29), em uma entrevista coletiva, em Brasília (DF). Ao todo, R$ 125 milhões foram liberados para 63 instituições de todo o país.

De acordo com o MEC, o dinheiro deverá se investido em energia limpa e na conclusão de obras que tragam melhoria no ensino, na pesquisa e na extensão dos campi.

A medida visa aumentar a autonomia financeira das instituições de ensino superior por meio do fomento à captação de recursos próprios e do empreendedorismo.

G1 entrou em contato com as instituições para saber mais detalhes sobre o repasse, mas até a última atualização desta matéria, não houve retorno.

Verba

Conforme um documento enviado pelo MEC ao G1, a Universidade Federal de São João del Rei (UFSJ) vai receber R$ 2.901.235. A Universidade Federal de Viçosa (UFV), R$ 1.358.025. Já a Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), R$ 1.172.840.

Para transferir o orçamento às instituições, a Secretaria de Educação Superior (Sesu) do MEC definiu alguns critérios. Confira:

  • Universidades que estiverem melhor classificação em qualidade;
  • desempenho acadêmico;
  • e que sejam mais eficientes, ou seja, que tenham um menor custo por aluno.

    O objetivo é beneficiar universidades que tenham menores condições orçamentárias de realizar esse tipo de investimento e privilegiar o bom trabalho de gestão.

    Segundo o MEC, a implementação de painéis solares deve gerar uma economia nas contas de energia elétrica de até R$ 25,5 milhões ao ano para as universidades.(Por Caroline Delgado)

    Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

    Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Educação

Prefeitos dizem a governador e secretários que não há ambiente para retorno das aulas esse ano

Publicado

em

Em assembleia da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), o governador Paulo Câmara, o Secretário de Saúde, André Longo e o ecretário estadual de Educação, Fred Amâncio apresentaram aos prefeitos pernambucanos o planejamento do Estado para a volta às aulas.

Na oportunidade, também foram informados dados preliminares sobre a proliferação do novo coronavírus em diferentes regiões do Estado e os gestores se mostraram preocupados com a retomada do ensino presencial.

Em primeiro momento, o governador Paulo Câmara fez um panorama da situação do coronavírus no Estado e concluiu que a região do Sertão do Araripe é que a que requer mais cuidados.

“Esperávamos que o avanço positivo ocorresse de forma uniforme em todo o Estado, mas, no Sertão do Araripe, os números não nos agradam. No entanto, nós temos investido muito na ampliação da testagem e agora estamos trabalhando para trazer ao Estado a testagem em massa”, salientou o Secretário de Saúde,  André Longo.

No tocante à volta as aulas, o Secretário de Educação, Fred Amancio fez uma apresentação do plano de retomada aos prefeitos e afirmou que a ação só será possível caso os dados epidemiológicos do Estado continuem em queda.

“A gente só vai retomar com as aulas se os números epidemiológicos continuarem evoluindo de maneira positiva. A educação tem um papel importante na sociedade, pois quanto mais tempo os alunos estão fora da escola, mais cresce a desigualdade. Estimamos um aumento da evasão escolar e será um desafio grande trazer os alunos de volta”, comentou.

O prefeito de Carpina, Manoel Botafogo, afirmou que um levantamento foi feito e constatamos que 80% dos pais não levarão as crianças para as escolas. Essa foi a mesma observação da prefeita de São Bento do Una, Débora Almeida, que também se mostrou preocupada com a queda de arrecadação do Fundeb.

“O que estamos recebendo só dá pra pagar a folha de pagamento, tivemos uma queda aqui em São Bento de R$ 2,5 milhões”, enfatizou a gestora.

Os prefeitos também mostraram consonância com a não retomada das aulas ainda este ano, “um ano se perde e se recupera, a vida nós não podemos perder”, afirmou o prefeito de Garanhuns, Izaías Régis.

“A reunião foi muito válida. Tudo que ouvi dos prefeitos foi muito importante para construirmos uma agenda única”, frisou o governador Paulo Câmara.

O secretário de Educação, Fred Amancio afirmou que “será necessária a ampliação do transporte escolar” e destacou que a perda de conteúdo vai gerar um “impacto negativo, a longo prazo, que os estudantes terão, devido a falta de aulas presenciais”.

Para o presidente da Amupe e prefeito de Afogados da Ingazeira, José Patriota, essa é a primeira reunião de uma série de encontros que podem acontecer com a mesma temática. “Consideramos que essa primeira etapa é de escuta. Cada prefeito traz a preocupação da sua cidade, da sua região. É um assunto complexo que requer cuidado. A decisão desses pontos precisam ter um arranjo que envolve a todos.”, concluiu.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Educação

UFPE anuncia calendário para matrículas em semestre oferecido pela internet

Publicado

em

Aulas estão previstas para começar no dia 17 de agosto. Alunos devem seguir cronograma de acordo com o local em que estudam.

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) divulgou, nesta segunda-feira (3), o calendário de matrículas para o semestre suplementar 2020.3, oferecido de forma optativa devido à pandemia do novo coronavírus. As datas variam para os estudantes dos campi RecifeCaruaru, no Agreste e Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata.

As aulas dos Estudos Continuados Emergenciais (ECE) têm previsão para começar no dia 17 de agosto. O edital de matrícula foi publicado no site da instituição de ensino, bem como um guia do estudante relativo ao semestre suplementar.

Entre o sábado (8) e o dia 12 de agosto, a matrícula deve ser feita pelos alunos dos cursos dos centros de Artes e Comunicação (CAC), de Ciências Jurídicas (CCJ), de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), de Educação (CE), de Filosofia e Ciências Humanas (CFCH), estes do Campus Recife e do Centro Acadêmico de Vitória (CAV).

Entre o domingo (9) e o dia 12, poderão se matricular os alunos vinculados aos cursos dos centros de Ciências Exatas e da Natureza (CCEN), de Biociências (CB), de Ciências da Saúde (CCS), de Ciências Médicas (CCM), de Informática (CIn) e de Tecnologia e Geociências (CTG), do Campus Recife e do Centro Acadêmico do Agreste (CAA).

Não haverá matrícula de retardatários nem prazo para modificação e correção de inscrição no Semestre Letivo Suplementar 2020.3. O cadastramento pode ser feito pelo Sistema de Informações e Gestão Acadêmica (Sig@).

Semestres suplementares

A Universidade de Pernambuco (UPEanunciou que vai oferecer um semestre suplementar, de forma remota e optativa, para retomar as atividades, suspensas desde 16 de março devido à pandemia do novo coronavírus.

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco (IFPE), por sua vez, anunciou a retomada das aulas do semestre 2020.1, de forma remota, a partir do dia 17 de agosto.

Já a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) anunciou que vai implementar, a partir de agosto, um Período Letivo Excepcional (PLE), com dez semanas de aulas remotas para manter as atividades durante a pandemia. Também haverá auxílio financeiro de até R$ 1.380 para estudantes em situação de vulnerabilidade social.

Pernambuco confirmou, nesta segunda-feira (3), 431 casos da Covid-19 e 35 óbitos de pacientes infectados pelo novo coronavírus. Com isso, o estado passou a ter 98.401 confirmações de pessoas diagnosticadas com a doença, além de 6.669 mortes, números contabilizados desde março, no início da pandemia

Campus Recife da UFPE — Foto: Ascom UFPE/Divulgação

Por G1 PE

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Educação

Governo de Pernambuco prorroga decreto que suspende aulas presenciais

Publicado

em

O Governo de Pernambuco prorrogou a suspensão das atividades presenciais nas instituições de ensino em todo o Estado até o dia de 15 de agosto. O plano de retomada, que contém os cronogramas de retorno às aulas presenciais para a educação básica, para o ensino superior e para os cursos livres deverá ser divulgado nos próximos dias.

As aulas em todo o Estado estão suspensas desde o dia 18 de março, devido ao isolamento social como forma de prevenção e propagação do novo coronavírus. Desde o mês de abril, os estudantes da Rede Pública Estadual estão assistindo às aulas online, através do Educa-PE, iniciativa da Secretaria de Educação e Esportes, que transmite aulas não presenciais pela internet e por TV aberta para os estudantes do ensino médio e dos anos finais do ensino fundamental durante o período de isolamento, além da possibilidade de acessar e utilizar outros materiais.

Vale lembrar que no dia 13 de julho, o Governo de Pernambuco, por meio de um decreto estadual, autorizou a realização de aulas práticas presenciais e de estágio para estudantes que estão concluindo o primeiro semestre letivo, contemplando cursos de instituições de ensino superior e de Formação Inicial e Continuada (FIC) ou de qualificação profissional em instituições de educação profissional e técnica.

PROTOCOLO SETORIAL – Para o retorno às aulas presenciais, os estabelecimentos de ensino deverão seguir o protocolo sanitário estabelecido, respeitando as orientações para preservação do distanciamento social, além da adição das medidas de proteção, prevenção e monitoramento das ações. O documento foi apresentado à sociedade no dia 15 de julho e ficou disponível para consulta pública até o último dia 24. A versão final do protocolo, elaborado em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado, será divulgada nos próximos dias.

Por Mikael Sampaio

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending