Conecte-se Conosco

Entretenimento

Morre em SP o cantor Roberto Leal, aos 67 anos

Publicado

em

Cantor, conhecido pela música ‘Arrebita’, estava internado havia 5 dias no Hospital Samaritano após reação alérgica a um medicamento e teve, nas últimas horas, insuficiência renal.

Morreu na madrugada deste domingo (15), em São Paulo, o cantor português Roberto Leal, aos 67 anos. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do Hospital Samaritano, onde o cantor estava internado. Ele ficou conhecido pela música “Arrebita”.

Segundo a assessoria de imprensa do cantor, Leal estava internado no hospital desde terça-feira (10), após ter uma reação alérgica a um medicamento que tomou. O cantor vinha há dois anos tratando um câncer.

As causas da morte não foram divulgadas. A assessoria do cantor informou, porém, que, nas últimas horas, ele teve complicações em decorrência de uma insuficiência renal.

Roberto Leal morava na capital paulista havia alguns anos.

Carreira

Em 45 anos de carreira, vendeu mais de 17 milhões de discos e gravou mais de 400 músicas. Entre elas, também estão faixas como “Bate o pé” e “A festa ainda pode ser bonita”.

Nascido em Macedo de Cavaleiros, no norte de Portugal, o cantor se mudou para o Brasil aos 11 anos, com os pais e nove irmãos. Em São Paulo, trabalhou como sapateiro e vendedor em uma feira.

Em 1978, protagonizou o filme “O milagre – O poder da fé”, inspirado em sua própria história.

No final dos anos 80, voltou a morar em Portugal para se dedicar ao mercado musical europeu. Nesse período, comandou um programa na TV do país.

Mais de 20 anos depois do lançamento de “Arrebita”, a popularidade do cantor ganhou vida nova quando, em 1995, os Mamonas Assassinas lançaram “Vira-vira”, que satiriza músicas dele.

Em entrevistas, Leal costumava dizer que se sentia homenageado pelo grupo.

Retornou ao Brasil em 1998 e, dois anos depois, lançou o disco “Roberto Leal canta Roberto Carlos”. Seguiu produzindo discos e coletâneas. O último, “Arrebenta a festa”, saiu em 2016.

Em 2018, foi candidato a deputado estadual de São Paulo pelo PTB, mas não conseguiu se eleger. (Do G1)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Entretenimento

Horóscopo: Saiba o que os astros falam para você hoje, 25 de Fevereiro de 2020

Publicado

em

Consulte as Previsões do Horóscopo do dia hoje (Clicando aqui) para seu Signo e saiba os conselhos dos Astros sobre a sua vida. Saiba, todos os dias, as Previsões dos Signos sobre Amor, Dinheiro e Saúde.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.001

Continue lendo

Entretenimento

Rio de Janeiro: Escola de Samba Mangueira, faz crítica velada a Bolsonaro: ‘Messias de arma na mão’

Publicado

em

A comissão de frente da Mangueira chegou impactante, com policiais truculentos revistando e agredindo os integrantes, muitos deles negros, e até o próprio Cristo.

Com enredo que contava a história de um Jesus de “rosto negro, sangue índio e corpo de mulher”, a Mangueira fez em seu samba uma crítica velada ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Também a Portela trouxe verso que foi interpretado como dirigido a ele.

“Favela, pega a visão / Não tem futuro sem partilha / Nem messias de arma na mão”, dizia a letra da escola verde e rosa. Messias é o nome do meio do presidente, que frequentemente faz símbolo de arma com os dedos.

A comissão de frente da Mangueira chegou impactante, com policiais truculentos revistando e agredindo os dançarinos, muitos deles negros, e até o próprio Cristo, que apareceu em sua forma mais conhecida, de pele branca e cabelos e barba compridos.

A performance incluiu ainda um paredão de som, roupas que remetiam ao hip-hop e passinhos de funk.

Nos carros alegóricos, o Cristo também foi representado como índio em seu nascimento, ao lado de anjinhos brancos, e como morador de rua montado numa mula, com cobertas e pés sujos.

Os tambores traziam a ilustração de um Jesus negro chorando no cenário de uma favela e um helicóptero ao fundo –o frequente uso de aeronaves em operações policiais na gestão Wilson Witzel (PSC) é bastante criticado em comunidades do Rio.

Diferentes alas representaram a intolerância. As baianas remetiam a religiões de matrizes africanas, um grupo lembrando Maria Madalena levava uma placa com o arco-íris LGBTQIA+ dizendo “Vai tacar pedra?” e um terceiro mostrava os componentes crucificados em madeiras com o escrito “bandido morto”, em alusão à frase “bandido bom é bandido morto”

Campeã do ano passado, a escola saiu da avenida sob poucos aplausos, bem mais tímidos do que na edição anterior, quando um samba-enredo sobre “a história que a história não conta” contagiou a plateia com referências à vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada no Rio, e outras figuras negras e indígenas.

O tom crítico à direita e a referência ao “messias de arma na mão” não passaram despercebidos dos políticos de esquerda nas redes sociais. 

Manuela Dávila (PC do B) citou o trecho para comentar: “Negro e jovem, crucificado e cravado de balas, o enredo da Mangueira buscou a reflexão: e se Jesus nascesse hoje?”

“Mangueira, o profeta da intolerância chama-se Jair Messias Bolsonaro”, disse o deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP).

Maria do Rosário (PT-RS) citou o trecho junto a outro do enredo da Portela, que dizia: “Nossa aldeia é sem partido ou facção / Não tem bispo, nem se curva a capitão”.

A escola do manto azul e branco encerrou o primeiro dia de desfiles com o enredo “Guajupiá, terra sem males” e uma apresentação considerada deslumbrante e aplaudida pelo público.

Guajupiá era para os índios tupinambás o que Olimpo era para os gregos: um paraíso a ser alcançado. E eles juraram ter encontrado esse lugar nas terras hoje cariocas.

Tudo fluiu na apresentação da escola, que desfilou com o dia já amanhecendo. O uso de uma paleta de cores vibrantes e luminosas, baseadas no tradicional azul da escola, foi muito eficiente para conseguir destacar a apresentação na Sapucaí.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Entretenimento

Horóscopo: Saiba o que os astros falam para você hoje, 24 de Fevereiro de 2020

Publicado

em

Consulte as Previsões do Horóscopo do dia hoje (Clicando aqui) para seu Signo e saiba os conselhos dos Astros sobre a sua vida. Saiba, todos os dias, as Previsões dos Signos sobre Amor, Dinheiro e Saúde.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.001

Continue lendo
Propaganda  

Trending