Conecte-se Conosco

Mundo

Morre Fernando de la Rúa, ex-presidente argentino

Publicado

em

O ex-presidente argentino Fernando de la Rúa, de 81 anos, morreu nesta terça-feira (9), em um hospital na cidade de Escobar, na província de Buenos Aires, de acordo com a imprensa local. Ele tinha sido hospitalizado em estado grave na segunda-feira (8) com problemas cardíaco e renal.

Nos últimos anos, o ex-presidente enfrentou vários problemas de saúde e precisou passar por cirurgias, uma delas na bexiga, uma angioplastia e a colocação de dois stents. Ele foi visto em público pela última vez em um jantar em dezembro do ano passado.

Filiado à União Cívica Radical (UCR), De la Rúa teve uma longa carreira política. Foi deputado, senador e prefeito de Buenos Aires. O ponto mais alto da trajetória na vida pública veio em 1999, quando foi eleito presidente do país e sucedeu Carlos Menem para um mandato de quatro anos.

No entanto, no fim de 2001, tendo que lidar com uma das maiores crises da história do país, De la Rúa decidiu renunciar ao cargo. Na época, a imagem do agora ex-presidente deixando a Casa Rosada de helicóptero percorreu o mundo. “Lamentamos a morte do ex-presidente Fernando de la Rúa. Sua trajetória democrática merece o reconhecimento de todos os argentinos”, declarou o presidente argentino, Maurício Macri. (Do G1)
Classificados

Venda de Chácara no Sítio Aroeira – Cerca de 24 Km do Centro de São José do Belmonte:

Descrição: São 2 Hectares de área 150×150 metros  – Casa com 3 quartos, Sala, Banheiro, Cozinha, Área de Serviço, e área de lazer com churrasqueara. Terreno com fruteiras e um poço com 40 metros de profundidade e com uma vazão de 25.000 mil litros por hora – Terreno escriturado em Cartório, pronto para transferência.

Proprietário Senhor Nivaldo, também conhecido como Padre da Aroeira.

Vendo e aceito veículo ou casa como parte do pagamento.

Ligue para Francisco (87) 9 9944-6695  e faça um bom negócio.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Mundo

Primeiro-ministro italiano anuncia demissão

Publicado

em

Governo de coligação cai em Espanha

Nesta terça-feira (20), o primeiro-ministro Giuseppe Conte apresentou sua demissão colocando um fim à coligação no poder na Itália. Este já era o cenário mais esperado depois do líder da Liga, Matteo Salvini, ter feito duras críticas contra ele.

Guiseppe Conte deverá agora apresentar a sua renúncia ao Presidente, Sergio Mattarella, acabando com o 65.º Governo da República italiana e abrindo caminho a consultas para formar novo executivo.

Em 8 de agosto, Matteo Salvini quebrou a aliança entre o seu partido (Liga) e o Movimento Cinco Estrelas (M5S, anti-sistema), de Luigi Di Maio, dizendo que estava cansado de conflitos com o seu aliado em grandes projetos – como o TGV Lyon-Turim. O político decidiu abandonar a coligação e exigiu eleições no outono, aproveitando que as pesquisas lhe dão 36 a 38% das intenções de voto.

Giuseppe Conte é um procurador-geral público e era desconhecido publicamente até se ter tornado primeiro-ministro, exigiu, no entanto, que o processo se desenrolasse no parlamento.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Trump: não estou pronto para fazer um acordo com a China

Publicado

em

O presidente americano disse estar confiante e que os EUA terá uma recessão

presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que não está pronto para fazer uma acordo com a China, mas que seu governo tem conversas “muito, muito substanciais” com o país asiático. “Os chineses querem fazer um acordo, vamos ver o que acontece”, declarou o republicano a repórteres.

“A China precisa mais de um acordo do que os Estados Unidos”, afirmou, acusando chineses de serem “muito orgulhosos enquanto sua economia está com problemas”.

Contudo, o líder da Casa Branca disse que a Huawei, gigante chinesa da área tecnológica, é uma empresa com a qual os americanos não devem fazer negócios, “por questões de segurança nacional”.

Trump ressaltou que o presidente da China, Xi Jinping, tem capacidade para resolver o que chamou de “problema de Hong Kong” – referindo-se aos protestos na região, que se arrastam há meses -, mas ponderou que será “mais difícil” fazer um acordo comercial com o país asiático em caso de ação violenta sobre os manifestantes.

Economia dos EUA

O presidente americano não entende que os EUA terá uma recessão. “Nossa economia está indo melhor do que qualquer outra do planeta”, afirmou.

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Trump diz que China está frente a “extrema forma de retaliação”

Publicado

em

A China manifestou a disposição de tomar “medidas necessárias” contra os EUA

presidente americano, Donald Trump, advertiu que a China se depara com uma “extrema forma de retaliação”, caso tome passos para se vingar de um plano dos Estados Unidos (EUA) de impor tarifas adicionais sobre importações de produtos chineses.

Trump fez a observação nessa quinta-feira (15) após a China ter manifestado a disposição de tomar “medidas necessárias” contra os EUA.

O governo Trump planeja aplicar tarifas de 10% sobre um adicional de US$ 300 bilhões em importações de produtos chineses, em duas fases. Uma seria iniciada no dia 1º de setembro, e a outra no dia 15 de dezembro.

Trump disse não acreditar que a China revide, mas afirmou que caso faça, “estará frente a uma extrema forma de retaliação”.

Para o presidente norte-americano, a guerra comercial “terminará em pouco tempo”, pois “quanto mais tempo durar, a China ficará mais fraca e os Estados Unidos mais fortes”.

Ao se referir a Kong Kong, Donald Trump disse que espera conversar por telefone em breve com o presidente da China, Xi Jinping, sobre o país, onde protestos continuam.

Ele afirmou que está preocupado com a situação e que não gostaria de ver uma “repressão violenta”.

O presidente fez o comentário no momento em que policiais paramilitares vêm se aglomerando em Shenzhen, uma cidade vizinha de Hong Kong.

Trump quer que a China “resolva o problema de forma humana”. Com informações da Agência Brasil

Por Notícias ao minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending