Conecte-se Conosco

Destaque

Mortes na Venezuela cruzam fronteira do Brasil

Publicado

em

 

A crise humanitária dos imigrantes venezuelanos se somou a tensão diplomática entre os governos de Michel Temer e Nicolás Maduro.

A Organização das Nações Unidas enviou uma missão ao norte do Brasil, na fronteira com a Venezuela, região onde três indígenas morreram em acampamentos precários e milhares de imigrantes são vítimas de “xenofobia”.

A crise humanitária dos imigrantes venezuelanos se somou a tensão diplomática entre os governos de Michel Temer e Nicolás Maduro.

Um grupo de observadores do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiado (Acnur) e funcionários brasileiros viajaram para a região amazônica, onde vivem uns 30 mil venezuelanos que deixaram seu país em decorrência de uma grande crise política.

Entre outubro passado e março, membros da ONU também foram para Roraima para dialogar com representantes do governo, das forças de segurança e representantes da comunidade venezuelana.

Outro contingente de imigrantes se estabilizaram no estado de Amazonas, considerado o mais extenso do Brasil e o principal do norte do país. Na última segunda-feira (15), na cidade de Manaus, um bebê venezuelano, da etnia Warao, filho de uma família de refugiados, faleceu vítima de pneumonia.

Esta criança é o terceiro membro dessa comunidade indigena a morrer no Brasil nos últimos meses, quando cresceu o fluxo de venezuelanos que saíram de seu país de origem devido ao agravamento da crise política e da falta de alimentos.

Estima-se que uns 400 cidadãos Warao chegaram a Manaus, onde construiram acampamentos precários, sem assistência sanitária, segundo denúncia do Ministério Público Federal.

Já a maioria dos venezuelanos se estabeleceu em Roraima, cujas autoridades pediram apoio para o presidente Temer para resolver a situação crítica, principalmente na cidade de Pacaraima, de 12 mil habitantes, que é a principal porta de entrada de estrangeiros.

O sistema de saúde e as escolas da região estão em “colapso” devido à demanda de venezuelanos. Segundo o governo de Roraima, uma parte dos venezuelanos realizam trabalhos temporários e outros percorrem pelas ruas por não terem dinheiro para pagar aluguel.

Milhares de imigrantes cruzam a fronteira uma vez por mês apenas para comprarem comida e produtos básicos que não são encontrados nos mercados da Venezuela.

Na semana passada, Temer reiterou sua disposição para enviar ajuda humanitária ao país logo após receber em Brasília a ativista venezuelana de direitos humanos Lilian Tintori, esposa do líder político Leopoldo López.

As relações diplomáticas entre Brasília e Caracas estão suspensas desde o ano passado quando Temer assumiu a presidência depois do impeachment de Dilma Roussef.

Nicolás Maduro acusou Temer de organizar um suposto “golpe” e retirou seu embaixador de Brasília. As desavenças diplomáticas se traduziram nas tensões da fronteira.

Em dezembro, o presidente venezuelano ordenou fechar por duas semanas a fronteira binacional que desencadeou uma crise no abastecimento de gasolina em Paraíma. Além disso, “a convivência entre brasileiros e imigrantes nem sempre é harmoniosa”, explicou Ivonne Salucci, do Comitê Estadual de Enfrentamento a Violência Sexual de Roraima.

Segundo ela, alguns moradores da capital Boa Vista têm se comportado de maneira “violenta e xenófoba” com os venezuelanos, especialmente com as profissionais do sexo.

Na Venezuela, na onda de protestos contra o governo e Maduro, mais uma morte foi registrada. De acordo com o Ministério Público do país, a vítima foi um adolescente de 15 anos, que morreu durante uma manifestação no estado de Táchira, para onde o governo venezuelano disse que enviará mais de 2 mil policiais militare para “manter a ordem interna”.

Itália O ministro das Relações Exteriores da Itália, Angelino Alfano, afirmou nesta quarta-feira (17) que na “Venezuela o risco de uma potencial guerra civil é concreto”.

Em comunicado, Alfano ainda disse que “a Venezuela é um país que nós nos importamos muito pelas ligações históricas, ouso a dizer de sangue”.

Segundo ele, “os riscos da situação envolve pelo menos 150 mil cidadãos italianos”, acrescentou. ONU Nesta quarta-feira (17), o Conselho de Segurança da ONU analisa a situação na Venezuela durante reunião informal a portas fechadas, informaram fontes diplomática. Os Estados Unidos, um dos cinco membros permanentes do conselho, pediram que o tema da Venezuela fosse incluído em uma reunião que já estava programada para analisar outros assuntos.

Com informações da ANSA.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9200-1776.

Destaque

Pré-candidato a vereador, é morto a tiros em Jaboatão

Publicado

em

O pré-candidato a vereador de Jaboatão dos Guararapes Marcos Antônio, conhecido como Marquinho dos sem-teto, de 45 anos, integrante do Movimento Popular Pela Moradia Digna (MPMD), foi assassinado nesta terça-feira (16).

O homicídio ocorreu na Muribequinha. Marcos Antônio foi atingido por disparos de arma de fogo em via pública e morreu no local.

Ele era filiado ao União Brasil. Em entrevista ao Blog Dantas Barreto, o presidente do partido em Jaboatão, Nerivalter Nascimento de Lima, lamentou a morte e pediu apuração.

“A gente perdeu uma grande liderança porque Marquinho realizava um grande trabalho social. O nosso partido ficou com um enorme sentimento de tristeza e se solidariza com a família e os amigos. Queremos que a polícia apure o que aconteceu e encontre quem cometeu esse crime”, disse.

Após a realização da perícia, o corpo foi encaminhado para o o Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, Centro do Recife, e um inquérito policial foi instaurado para apurar as circunstâncias e identificar a autoria do crime.

Foto: Reprodução/redes sociais

Por Diário de Pernambuco

Continue lendo

Destaque

MPPE emite recomendação em Serrita sobre lei que orienta casos de internação psiquiátrica sem necessidade de judicialização

Publicado

em

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao município de Serrita o cumprimento das exigências legais de internamento de pessoas com transtornos psiquiátricos e dependentes químicos. A promotoria local busca evitar o prolongamento da situação de risco pessoal e social nos casos em que a internação é necessária.

Conforme a recomendação, o procedimento deve ser adotado sob recomendação médica, através de pedido do usuário ou paciente, ou de terceiros, independentemente de ordem judicial. No documento são citadas medidas que visam ao cumprimento da legislação, como a necessidade de orientações aos familiares e o paciente sobre as modalidades de internação disponíveis.

A promotora de Justiça Gabriela Tavares destaca que a lei considera três tipos de internação psiquiátrica: a voluntária, que ocorre com o consentimento do paciente; a involuntária, que se dá sem o consentimento, a pedido de terceiro, sem ordem judicial; e a compulsória, que é determinada pela Justiça. Em todo caso, o MPPE destaca que a internação é uma medida extrema e excepcional, que só deve ser indicada quando os demais recursos terapêuticos se mostrarem insuficientes.

“Os modelos de internação citados, por não exigirem autorização judicial, seguem o crescente movimento de desjudicialização (solução dos conflitos fora do Poder Judiciário) e, também, são medidas mais céleres que, em regra, não necessitam de intervenção do Ministério Público para propor ações de internação”, ressalta a promotora.

 

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Destaque

Vereador Daniel da Autoescola participa de curso de oratória

Publicado

em

Com a finalidade de se qualificar e ir sempre em busca de conhecimento, o vereador Daniel da Autoescola, da cidade de Cabrobó, localizada no sertão pernambucano, está participando de mais um curso na área da comunicação. Daniel já participou de diversos cursos, mas segundo ele esse tema é muito dinâmico está sempre mutações.

Sobre a coordenação do jornalista Mário Souza, o curso tem a finalidade desenvolver comportamentos assertivos e comunicação com foco nas atividades profissionais; despertar as habilidades de comunicação dos participantes, identificando seus pontos fortes e pontos a serem melhorados no quesito assertividade; promover a consciência sobre a importância de se comunicar de forma confiante, segura e assertiva; ensinar técnicas de apresentação; orientar o cliente a construir o modelo de orador e palestrante de sucesso; conduzir o cliente a desenvolver habilidades da comunicação.

Para Daniel o conhecimento é tudo.

 

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo
Propaganda

Trending

Fale conosco!!