Conecte-se Conosco

Saúde

Nova pesquisa comprova que otimistas vivem mais

Publicado

em

Depois de décadas de pesquisa, um novo estudo comprova a relação de otimismo com uma vida longa. O trabalho, realizado por pesquisadores das faculdades de medicina da Universidade de Boston e de saúde pública de Harvard, mostrou que uma dose maior de otimismo é combustível para indivíduos alcançarem uma longevidade notável, isto é, viver mais de 85 anos. Enquanto a ciência normalmente procura fatores de risco para o desencadeamento de doenças e mortes prematuras, muito pouco ainda é conhecido sobre as questões psicossociais que promovem o envelhecimento saudável.

E o que é otimismo? Para os estudiosos, trata-se de um sentimento persistente de que coisas boas vão acontecer. Ou ainda, acreditar que o futuro nos será favorável porque podemos controlar variáveis importantes para que isso aconteça. A pesquisa foi feita com base em dados de quase 70 mil mulheres e pouco mais de 1.400 homens. Os dois grupos responderam a questionários que mediam seu nível de otimismo, assim como da saúde de um modo geral e hábitos que a influenciam, como alimentar-se bem, fumar e beber álcool.

As mulheres foram acompanhadas por dez anos; os homens, por três décadas. Ao logo desse tempo, quando os pesquisadores checaram os índices iniciais de otimismo das pessoas, descobriram que os mais otimistas, independentemente do sexo, tiveram de 11% a 15% a mais de tempo de vida; além disso, apresentavam de 50% a 70% a mais de chances de chegar aos 85 anos se comparados com os menos otimistas. Os resultados não se alteraram mesmo levando-se em conta características como doenças crônicas, escolaridade, atendimento médico primário e hábitos de saúde.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Saúde

Serra Talhada: MP recomenda acompanhamento do estoque das farmácias básicas

Publicado

em

 

Emissão de documentos médicos também devem ser acompanhados.

Após tomar conhecimento de que médicos contratados pela Prefeitura de Serra Talhada e vinculados ao Sistema Único de Saúde (SUS) estariam prescrevendo aos usuários medicamentos que não estão previstos na Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (Rename), o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou que a Secretaria de Saúde do município adotasse providências para que esses profissionais priorizem as medicações incluídas na referida relação.

Segundo o documento, casos constate que o medicamento oferecido pelo SUS não seja eficaz para o caso específico de seu paciente, o médico poderá prescrever outro não padronizado, desde que justifique as razões por escrito, em laudo médico.

“A falta de prioridades na adoção, pelo profissional médico, de produtos padronizados, constantes na Rename, tem influenciado na desarticulação da assistência farmacêutica no âmbito dos serviços de saúde”, comentou o promotor de Justiça Rodrigo Amorim da Silva Santos.

Além disso, os médicos também deverão ser orientados a emitirem documentos com caligrafia legível, preferencialmente digitado ou, em caso de impossibilidade, com letra de fôrma, sob o risco de responderem por infração administrativa perante o Conselho Regional de Medicina.

“A emissão de documentos médicos ilegíveis tem o potencial de colocar em risco a vida dos usuários, tanto para postergar o fornecimento de medicamento em razão da ilegibilidade da caligrafia, ou por possibilitar a dispensação equivocada de medicamentos pela incompreensão do que fora prescrito”, destacou o promotor.

Ainda segundo a publicação, caso a Farmácia Básica do município identifique que a receita médica apresentada pelo usuário prescreve medicamentos não padronizados pelo SUS sem as devidas justificativas médicas, deverão ser adotadas providências administrativas imediatas para submeter o usuário a nova consulta médica, a fim de verificar a possibilidade de substituição do medicamento por outro que esteja disponível à dispensação para a população.

Por fim, a recomendação reforça que o município deverá manter a regularidade dos estoques de medicamentos inerentes à atenção básica, tanto na farmácia do município, quanto nas demais unidades de saúde. (Do Nill Jr)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Saúde

Belmontense de 65 anos reclama a ausência de médico na UBS do Centro, há dois dias

Publicado

em

 

Na manhã desta terça-feira, 17 de setembro, a redação do Blog recebeu, via mensagem de WhatsApp, uma reclamação de que na UBS (Unidade Básica de Saúde) do Centro da cidade não tem médico há dois dias, ou seja, segunda e terça.

A situação é bastante complicada, pois sabemos que as Unidades Básicas de Saúde, popularmente conhecida como PSF (Postos de Saúde da Família) são, na verdade, portas de entrada do SUS (Sistema Único de Saúde). São a essas unidades que as pessoas se dirigem para a busca de consultas de rotina, acompanhamentos médicos, vacinações e também para trocas de receitas, que foi o caso de um Sr. de 65 anos, residente no centro, que  preferimos mantê-lo no anonimato, o qual foi à Unidade à procura do serviço ontem (segunda) e hoje (terça) e se deparou com a ausência de médico durante os dois dias.

O que chama a atenção e merece repúdio por parte da população é a divulgação diária da equipe de propaganda do governo Romonilson Mariano nas redes sociais, como também, do próprio gestor em entrevistas diz que a saúde está as mil maravilhas e que a população está entendendo o que a sua gestão está fazendo, a exemplo da entrevista concedida no dia 16 de julho, em Serra Talhada, falando ao Programa Frequência Democrática, onde o mesmo garantiu que “enquanto fosse prefeito nenhum cidadão belmontense necessitaria vender sua vaquinha ou motinha para custear despesas com aquisição de medicamentos, realização de consultas nem procedimentos cirúrgicos“, algo que foi desmentido por uma moradora do próprio Distrito do gestor [relembre] e agora, com a publicação dessa matéria.

Na verdade, o que está faltando no atual governo de São José do Belmonte e que o povo sente falta das gestões passadas, é mais respeito por parte do próprio para com a população, além do fim da propaganda enganosa, de uma forma que o governo municipal não faça mais que o seu dever e obrigação que é “cuidar do povo“, e o povo, por sua vez, não tenha nada além dos seus direitos garantidos que é “ser bem cuidado“.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Saúde

Como fazer cocô direito, segundo a ciência

Publicado

em

Continue lendo

Trending