Conecte-se Conosco

Esporte

Posso jogar pelo Brasil ou pela Itália’, diz Gabriel Martinelli

Publicado

em

[responsivevoice_button voice=”Brazilian Portuguese Female”]

Gabriel Martinelli se tornou a sensação do futebol inglês com a camisa do Arsenal. O brasileiro de apenas 18 anos, que até a temporada passada estava no Ituano e foi comprado por 6 milhões de libras (cerca de R$ 30 milhões), fez dez gols em 22 jogos e virou uma das grandes promessas do futebol mundial. O garoto atraiu os holofotes do mundo inteiro principalmente depois de correr 61 metros em 8,4 segundos para marcar um golaço no clássico com o Chelsea, semana passada. Ronaldinho Gaúcho, por exemplo, o comparou a Ronaldo Fenômeno. Após defender o Corinthians nas categorias de base, Martinelli ganhou destaque ao se tornar a revelação do Campeonato Paulista de 2019 pelo time de Itu.

O atacante, porém, ficou pouco tempo no interior paulista e foi para Londres. O Arsenal mantém um desempenho mediano no Campeonato Inglês. O time ocupa a 10ª posição na tabela, dez pontos atrás da zona de classificação para a próxima Liga dos Campeões – Martinelli tem sido a única boa notícia para os “Gunners”.

A presença de Martinelli nas próximas convocações da seleção brasileira, no entanto, ainda é uma incógnita. Ele também tem cidadania italiana e, em entrevista ao Estado, revelou que ainda não decidiu qual seleção pretende defender.

Você jogou na base do Corinthians, foi para o Ituano e hoje é conhecido no mundo inteiro. Como é passar por tudo isso?

Quando fiz 6 anos, o meu pai me levou para o Corinthians e não parei mais. Nunca pensei em desistir. Quando você chega aqui, começa a lembrar tudo o que passou. Ir de ônibus para o treino no Corinthians, tudo o que tive de passar com a família. Dou mais valor e sou grato por tudo o que aconteceu. A vida me ensinou. Me dá forças para continuar conquistando mais coisas.

Você é o primeiro jogador com menos de 20 anos a marcar dez gols em uma única temporada pelo Arsenal. Como avalia a sua atual fase?

É difícil pensar que até pouco tempo atrás eu estava jogando no Ituano e agora estou aqui. É muito bom ver essas pessoas falando de mim, mas tenho de focar e continuar trabalhando firme para conquistar coisas ainda maiores. Meu pai e minha mãe conversam bastante comigo e sempre me deixam com os pés no chão.

Você já pensa no seu futuro vestindo a camisa da seleção brasileira?

É claro que penso, mas ainda sou jovem. O meu foco principal agora é o Arsenal. Se for convocado, é consequência.

Cogita jogar pela Itália?

Tenho opção de jogar pelo Brasil ou pela Itália. Não tenho nada definido ainda. Estou fazendo o meu trabalho bem feito aqui no Arsenal. Isso tudo é consequência do bom trabalho que estou fazendo aqui.

A imprensa inglesa publicou que o Arsenal vai triplicar o seu salário para te afastar da concorrência. Você tem propostas de outros clubes?

Ninguém chegou a conversar comigo sobre isso. Estou focado no Arsenal e dando o meu melhor. Pretendo ajudar o Arsenal com mais gols e vitórias.

A torcida do Arsenal criou uma música para você (‘Gabi Martinelli’, no ritmo de Sugar, Sugar, canção da banda britânica The Archies, de 1969). Como é receber esse carinho?

Sou muito grato por tudo que eles fizeram desde quando cheguei ao Arsenal. Sempre mandam muitas mensagens, quando estou no jogo me aplaudem… Alguns vão na porta do CT, tiro foto no estádio, depois do jogo… É uma relação muito boa.

Você também se aproximou do Edu Gaspar, diretor do Arsenal?

Temos bastante contato. Ele é um cara super gente boa, que tenta conversar bastante comigo e dar conselhos. Sempre me deixa com os pés no chão. Pretendo fazer a minha história com essa camisa. Quero retribuir tudo o que os torcedores estão fazendo por mim e dar alegrias com gols e títulos.

Como foi a sua chegada ao Arsenal?

No primeiro dia foi bem interessante. Fiz as fotos no clube e fui almoçar, era uma mesa bem grande. Vieram falar comigo e eu não sabia nem responder. Em seguida, me troquei e fui para a academia. Todos os jogadores estavam lá e pensei: “é um sonho estar aqui do lado de estrelas do futebol”.

Você já domina o idioma?

Estou aprendendo. Para falar com os companheiros, a maioria sabe falar espanhol e consigo desenrolar um pouco do inglês. Para dar entrevistas, é mais difícil. Sem dúvida é uma das partes mais difíceis porque nunca tinha feito aulas de inglês.

Como é em relação aos treinos, horários, alimentação?

Minha mãe está aqui e faz a comida que eu gosto. Mas sinto muita falta do restante da minha família e dos amigos. Tenho três irmãs, duas são casadas e uma ainda é pequena, tem 8 anos. Não pôde vir porque está na escola. Sinto falta dela, estava acostumado a vê-la todos os dias, buscar na escola. Mas a gente se fala sempre por telefone.  (POR ESTADAO CONTEUDO)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Esporte

Fortaleza vence Flamengo, que dá adeus à liderança do Brasileirão

Publicado

em

O Flamengo tropeçou pela segunda vez seguida no Maracanã e não é mais líder do Brasileirão. Nesta quinta-feira (11), o Rubro-Negro perdeu para o Fortaleza por 2 a 1 e se manteve nos 31 pontos, perdendo a ponta para o Palmeiras. O Fortaleza foi aos 26 e encostou no G6.

Com informações do portaljogada10

Foto Matheus Amorim/FEC

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Esporte

‘Quer também?’, disse PM a outros atletas após atirar, segundo goleiro baleado

Ramón Souza foi atingido por uma bala de borracha na coxa esquerda.

Publicado

em

O goleiro Ramón Souza, 22, atingido por uma bala de borracha na coxa esquerda dentro de campo após o jogo entre Grêmio Anápolis e Centro Oeste, afirmou em depoimento à polícia que o PM que o baleou também ameaçou outros atletas durante o tumulto.

No relato registrado no boletim de ocorrência, Ramón afirma que pediu ao policial que abaixasse a sua arma, mas foi atingido logo em sequência, momento em que saiu gritando e correndo com dor. Enquanto isso, afirma o goleiro, o policial perguntava aos outros jogadores: ‘Quer também?’, com a arma apontada na direção deles.
O atleta foi socorrido e foi feito um procedimento de sutura dentro da ambulância, sob o comando do médico do Grêmio Anápolis.

De acordo com Ramón, a confusão começou com uma discussão entre um gandula e um jogador adversário, o que gerou o tumulto entre os times. O goleiro afirmou que a confusão já tinha cessado quando foi atingido e que o policial empurrou um atleta do time e também esbarrou o ombro em Ramón ainda no início do tumulto.

A mãe do atleta afirmou à Folha de S.Paulo que ele não jogará mais durante a Divisão de Acesso do Campeonato Goiano por conta do ferimento e que, devido à grande perda de sangue, chegou a desmaiar em campo.

“Estava muito calado, acho que com uma tristeza muito grande. Ele sangrou muito e desmaiou em campo. Ele disse que queimava muito, doía muito, perdeu as forças. A ambulância demorou bastante para fazer o socorro, mas, graças a Deus, ainda assim foi um grande livramento. Eu não consegui pregar o olho e fico imaginando se fosse em outro lugar, se esse policial atira na barriga dele, coisa assim, poderia ter causado algo muito mais sério”, lamentou Carliane.

O advogado Paulo Pinheiro, do Grêmio Anápolis, está acompanhando o goleiro durante depoimento na delegacia na manhã desta quinta-feira (11). Ramón passou por exame de corpo de delito ainda durante a noite desta quarta (10).

Segundo Pinheiro, será feita a representação na corregedoria da Polícia Militar, bem como os atos necessários na Justiça Desportiva e na Justiça comum para buscar reparação.

A Polícia Militar informou, por meio de nota, que foi determinada a abertura de um procedimento administrativo para apurar os fatos com rigor.

A corporação disse que reafirma o seu compromisso com o cumprimento da lei e reitera que não compactua com qualquer desvio de conduta praticado por seus membros.

Foto  ShutterStock

Por Folhapress

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo

Esporte

Brasil vai à Paris com 277 atletas; delegação é menor que a de Tóquio-2020

A delegação brasileira tem maioria de mulheres e é menor que a de Tóquio-2020.

Publicado

em

O Brasil terá uma delegação majoritariamente feminina nos Jogos Olímpicos de Paris. É a primeira vez na história em que isso acontece. São 153 atletas mulheres entre 277 convocados para as Olimpíadas (55% -em Tóquio-2020, foram 47%).

Em números absolutos, no entanto, a delegação deste ano é menor do que a de Tóquio-2020 (301) e que a do Rio de Janeiro-2016.

Para o COB (Comitê Olímpico Brasileiro), também é possível que nesta edição dos Jogos as mulheres conquistem mais medalhas do que os homens, repetindo o que aconteceu nos Jogos Pan-Americanos Santiago 2023. Rebeca Andrade, Beatriz Ferreira, Rayssa Leal e Ana Marcela Cunha são as apostas para alavancar esse número.

Paris-2024 é a primeira Olimpíada a ter igualdade de gênero em relação aos atletas participantes: foram 10.500 vagas preenchidas por 5.250 mulheres e 5.250 homens.

Dono de um ouro e dois bronzes, o cavaleiro Rodrigo Pessoa vai para sua oitava participação em Olimpíadas, superando Robert Scheidt (vela) e Formiga (futebol), com sete.

Se considerarmos os Jogos de verão (como este, de Paris) e os de inverno (que envolvem esportes na neve), ele igualará a brasileira Jaqueline Mourão, que tem três participações em edições de verão e cinco de inverno.

O Brasil competirá em 39 modalidades:

1 – águas abertas
2 – atletismo
3 – badminton
4 – basquete (masculino)
5 – boxe
6 – canoagem slalom
7 – canoagem velocidade
8 – ciclismo BMX racing
9 – ciclismo BMX freestyle
10 – ciclismo estrada
11 – ciclismo mountain bike
12 – esgrima
13 – futebol (feminino)
14 – ginástica artística
15 – ginástica rítmica
16 – ginástica trampolim
17 – handebol (feminino)
18 – hipismo adestramento
19 – hipismo CCE
20 – hipismo saltos
21 – judô
22 – levantamento de pesos
23 – natação
24 – pentatlo moderno
25 – remo
26 – rúgbi (feminino)
27 – saltos ornamentais
28 – skate
29 – surfe
30 – taekwondo
31 – tênis
32 – tênis de mesa
33 – tiro com arco
34 – tiro esportivo.

Foto Getty

Por Folhapress

           

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9155-5555.

Continue lendo
Propaganda

Trending

Fale conosco!!