Conecte-se Conosco

Brasil

Preços de alimentos básicos sobem em 17 capitais em setembro

Publicado

em

Os preços do conjunto de alimentos básicos, necessários para as refeições de uma pessoa adulta durante um mês, aumentaram nas 17 capitais brasileiras pesquisadas em setembro. As maiores altas foram observadas em Florianópolis (9,80%), Salvador (9,70%) e Aracaju (7,13%), de acordo com a Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos, realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Em São Paulo, a cesta custou R$ 563,35, com elevação de 4,33% na comparação com agosto. No ano, o preço do conjunto de alimentos subiu 11,22% e, em 12 meses, 18,89%. Segundo o estudo, com base na cesta mais cara (Florianópolis R$ 582,40), o salário mínimo necessário para adquirir os produtos deveria ter sido de R$ 4.892,75, o que corresponde a 4,68 vezes o mínimo vigente de R$ 1.045,00. 

Produtos

O preço do óleo de soja aumentou em todas as capitais, com destaque para Natal (39,62%), Goiânia (36,18%), Recife (33,97%) e João Pessoa (33,86%), assim como o valor médio do arroz agulhinha, que teve aumento maior em Curitiba (30,62%), Vitória (27,71%) e Goiânia (26,40%). No caso do óleo, a alta foi ocasionada pela baixa dos estoques, consequência da demanda externa e interna. O arroz foi influenciado pelo elevado volume de exportação e baixos estoques.

Em 16 estados houve aumento da carne bovina, com variação entre 0,66%, em Brasília, e 14,88%, em Florianópolis. Segundo o Dieese, o aumento ocorreu devido à elevada demanda externa, aos altos custos dos insumos e à menor oferta de animais para abate. 

Já o açúcar subiu em 15 capitais, com as maiores altas em Salvador (8,19%) e Brasília (8,06%), também afetadas pelas exportações do produto e a alta demanda da cana, principalmente para a produção de etanol. A alta no preço do leite integral foi registrada em 14 cidades e variou entre 1,10%, em Belém, e 10,99%, em João Pessoa, devido à maior concorrência entre as indústrias produtoras de laticínios para a compra do leite no campo e à elevação do custo dos insumos.

O preço do quilo do tomate aumentou em 14 capitais, com destaque para Salvador (32,12%) e Porto Alegre (29,11%).  A batata, pesquisada no Centro-Sul, teve o valor médio reduzido em sete das dez cidades onde o produto foi pesquisado, com quedas oscilando entre -2,53%, em Campo Grande, e -26,37%, em Vitória. 

Por Pe Notícias

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Brasil

Morre um “marco” da política brasileira

Publicado

em

Marco Marciel o vice nos dois mandatos de FHC estava internado por causa de complicações do Mal de Alzheimer e morreu hoje aos 80 anos.

O velório será hoje de 14h30 às 16h30 no salão Negro do Senado e o sepultamento às 17h30 na Ala dos Pioneiros do Cemitério Campo da Esperança, em Brasília.

Além de ter sido senador por três períodos – de 1983 a 1991, de 1991 a 1994 e de 2003 a 2011 – ele foi vice-presidente da República nos dois mandatos de Fernando Henrique Cardoso, de 1995 a 1999 e de 1999 a 2003.

Também foi eleito imortal da Academia Brasileira de Letras (ABL), em 18 de dezembro de 2003, como oitavo ocupante da Cadeira nº 39, na sucessão de Roberto Marinho.

Marco Marciel sem dúvidas foi um “marco”, um divisor da política Pernambucana e Brasileira.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Janssen pede à Anvisa extensão de validade de vacina de 3 meses para 4,5 meses

Publicado

em

Nesta quinta (10), a agência reguladora dos Estados Unidos aprovou a ampliação do prazo de validade da vacina para 4,5 meses no país, o que levou ao mesmo pedido no Brasil

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) informou nesta sexta-feira (11) que avalia um pedido da Janssen para estender o prazo de validade da vacina produzida pela farmacêutica contra Covid-19 de 3 meses para 4,5 meses.

O pedido foi feito pela empresa na quinta-feira (10) para as doses que devem ser disponibilizadas ao Brasil. O imunizante requer apenas uma dose para ter eficácia.

A proposta ocorre em meio a discussão sobre a distribuição de 3 milhões de doses da vacina que estão previstas para chegar ao país neste mês, com validade até 27 de junho.

Nesta quinta (10), a agência reguladora dos Estados Unidos aprovou a ampliação do prazo de validade da vacina para 4,5 meses no país, o que levou ao mesmo pedido no Brasil.

O Brasil tem contratos para obter 38 milhões de doses da Janssen neste ano. As entregas, porém, estavam previstas apenas para entre julho e dezembro. Desde então, o Ministério da Saúde tem dito que pretende acelerar a distribuição caso receba a vacina mais cedo.

A possibilidade de estender a validade foi alvo de reunião entre membros da Anvisa e da empresa na tarde desta sexta. Em nota, a agência diz que planeja finalizar a análise das informações apresentadas “o mais breve possível”.

“Por se tratar de uma vacina com autorização para uso emergencial no Brasil, a decisão quanto ao pedido da farmacêutica caberá à diretoria colegiada da Anvisa, que deverá se reunir já na próxima semana”, diz o órgão.

Por Folhapress

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Jovem de 18 anos morre durante a noite de núpcias

Publicado

em

Uma jovem de 18 anos morreu, nesta quinta-feira, durante a noite de núpcias, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

De acordo com a Polícia Militar, ela mantinha relações sexuais com o marido quando começou a se sentir mal.

O marido pediu ajuda aos vizinhos, que chamaram um serviço de transporte através de um aplicativo, mas o motorista se recusou a levá-la para o hospital.

Na segunda tentativa, um motorista os aconselhou a chamar uma ambulância. De acordo com o G1, a ambulância demorou mais de uma hora para chegar ao local.

O médico que atendeu a jovem afirmou que ela teve uma parada cardíaca, precisou ser intubada, mas não resistiu. A mulher não apresentava sinais de violência. (Por Notícias ao Minuto)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending