Conecte-se Conosco

Esporte

Presidente do Equador tenta liberação de público para jogo contra o Brasil

A bola rola às 18h (de Brasília), nesta quinta-feira (27), no estádio Rodrigo Paz Delgado, mais conhecido como Casa Blanca.

Publicado

em

Guillermo Lasso, presidente do Equador, entrou em contato na noite desta terça-feira (25) com o Comitê de Operações de Emergência (COE) do país para tentar a liberação de 50% de público no jogo de quinta (27), entre a seleção local e o Brasil, pela 15ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar. A bola rola às 18h (de Brasília), no estádio Rodrigo Paz Delgado, mais conhecido como Casa Blanca.

O COE é a autoridade de saúde responsável pelas decisões referentes à pandemia de covid-19 no país. Ontem (24), o órgão havia se manifestado contra a recepção de público em Equador x Brasil, mas uma nova reunião está prevista após o pedido presidencial para amanhã (26), às 17h.

“A Secretaria Geral de Comunicação da Presidência informa que, após a solicitação da Federação Equatoriana de Futebol (FEF) de reconsiderar a realização da partida Equador x Brasil com a presença de público de forma limitada, o presidente da República, Guillermo Lasso, solicitou ao Comitê de Operações de Emergência (COE) nacional que analise novamente, sob critérios técnicos, a possibilidade de realizar a partida com 50% de capacidade” informa comunicado da República do Equador.

Quito anunciou ontem alerta laranja em razão da pandemia de Covid-19 entre os dias 24 e 31 de janeiro, o que limita locais como bares e restaurantes a 30% da capacidade, sempre seguindo protocolos de segurança. O alerta laranja é o segundo mais grave, atrás somente do vermelho. Também há amarelo e verde.

A Federação Equatoriana já tinha comercializado aproximadamente 20 mil ingressos em dezembro e não planeja reembolsar os torcedores, por isso procurou a presidência do país em seu apelo, que tem apoio de clubes e parte da mídia local. Seria o único jogo sem público desta rodada das Eliminatórias. No próximo dia 1º, por exemplo, a seleção brasileira poderá jogar para 100% da capacidade do Mineirão diante do Paraguai.

O jogo contra o Brasil, que já está classificado para o Mundial, vale pela 15ª rodada das Eliminatórias. A seleção equatoriana está em terceiro na classificação, com 23 pontos. Caso vença o Brasil, precisará somar só mais um ponto nas três rodadas finais para sacramentar sua vaga no Qatar.

Por UOL/Folhapress

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Esporte

Brasil será representado por oito duplas no Mundial de Vôlei de Praia em Roma

O Brasil já subiu ao pódio 31 vezes na competição e tentará aumentar sua lista de conquistas.

Publicado

em

Com cinco campeões garantidos, a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) anunciou nesta terça-feira as oito duplas que representarão o País no Mundial da Itália, em Roma, entre os dias 10 e 19 de junho. O Brasil já subiu ao pódio 31 vezes na competição e tentará aumentar sua lista de conquistas.

Alison (em 2011 e 2015), Bruno Schmidt (em 2015), Bárbara Seixas (em 2015) e André Stein (em 2017) são os representantes que já subiram no topo do pódio do Mundial. A delegação, porém, ainda conta com outros nomes de peso, casos de Bárbara Seixas (prata nos Jogos Olímpicos do Rio), Talita, Taiana e Duda, campeões do Circuito Mundial.

As oito duplas são formadas ficaram definidas assim: Duda e /Ana Patricia; Bárbara Seixas e Carol Solberg; Rebecca e Talita, e Taiana e Hegê, no feminino, e André Stein e George, Renato e Vitor Felipe, Alison e Guto e Bruno Schmidt e Saymon, no masculino. Eles figuram entre as 25 primeiras duplas do ranking da Federação Internacional divulgado na segunda-feira e carimbaram o passaporte.

“O Mundial é a principal competição do vôlei de praia na temporada e um grande desafio para nossos atletas. Temos um grupo de muito talento, com atletas experientes e jovens que disputam a competição pela primeira vez. O Brasil tem uma grande tradição no Campeonato Mundial e entramos sempre com a responsabilidade de manter essa história. Este ano, tivemos novidades no Circuito Brasileiro, que ficou ainda mais disputado, e a formação da comissão técnica permanente de vôlei de praia, iniciativas para que nossas duplas se tornem ainda mais competitivas”, enfatizou Guilherme Marques, gerente de vôlei de praia da CBV e campeão do Mundial em 1997, ao lado de Pará.

O medalhista olímpico e do mundial Bruno Schmidt quase ficou fora da edição de Roma. Evandro e Álvaro Filho dependiam de um terceiro lugar no Challenge de Kusadasi, na Turquia, para obter a vaga. Acabaram em quinto e fora da disputa. Assim como Taiana e Hegê foram beneficiadas por resultado ruim de Elize Maria e Thâmela, que dependiam de ida às quartas e não conseguiram.

“Teremos uma sequência de três torneios grandes e estamos muito motivados, principalmente para o Campeonato Mundial. Viemos de bons resultados, estamos jogando bem, e agora é botar isso em prática para conseguir o maior número de pódios possível. Jogamos muito bem a última etapa que teve em Ostrava e isso nos anima ainda mais”, afirmou George, medalhista de bronze na etapa de Ostrava do Circuito Mundial de 2021 ao lado de André.

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Esporte

Por economia anual de R$ 12,5 milhões, CBF vai vender aeronaves e outros bens

A proposta foi aprovada por unanimidade pelos representantes das 25 federações estaduais de futebol presentes à Assembleia e aptos a votar.

Publicado

em

A CBF aprovou, em Assembleia Geral Extraordinária realizada na manhã desta terça-feira, a venda de um avião, um helicóptero, um carro de luxo e duas salas comerciais localizadas no centro do Rio de Janeiro. A medida, que permitirá à entidade economizar pelo menos R$ 12,5 milhões por ano, era uma promessa de campanha do presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, eleito em 23 de marco para administrar a entidade por quatro anos.

A proposta foi aprovada por unanimidade pelos representantes das 25 federações estaduais de futebol presentes à Assembleia e aptos a votar. O representante da federação do Pará não pode votar por uma pendência jurídica e a federação do Mato Grosso não enviou representante. Agora será iniciado o processo de venda.

O avião é um Cessna 680 Citation Sovereign (prefixo PP-AAD) ano 2009, com capacidade para nove passageiros e comprado em 2009. No ano passado, o então presidente Rogério Caboclo iniciou uma negociação para vendê-lo por US$ 6,5 milhões (cerca de R$ 31,4 milhões), mas o negócio não foi concluído.

O helicóptero é um Augusta A109S, ano 2010, de quatro lugares, avaliado em US$ 3 milhões (R$ 15 milhões) em sites especializados, e comprado em 2011. O carro é um Mercedes-Benz E 500, blindado, ano 2009, que vale R$ 162 mil segundo a tabela Fipe. Além disso, a entidade vai vender duas salas comerciais em um prédio na rua Visconde de Inhaúma, no centro do Rio de Janeiro.

A venda desses bens deve render entre R$ 50 milhões e R$ 60 milhões. Durante a assembleia, Rodrigues afirmou que pretende usar o valor arrecadado para investir em estrutura de estádios e no futebol feminino.

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Esporte

Série B: fortes chuvas adia o jogo entre Sport e CRB, para essa Terça-feira(24)

O jogo foi também transferido para a Arena de Pernambuco

Publicado

em

Gramado alagado da Ilha do Retiro foi motivo de partida passar para esta terça-feira, na Arena de Pernambuco, às 19h; estádio teve até torcedor nadando nas sociais alagadas.

Por conta das fortes chuvas que caíram no Recife desde o início da tarde desta segunda-feira, o jogo entre Sport e CRB, que abriria a nona rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, foi adiado para esta terça, às 19h. A decisão foi tomada pelo árbitro Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP), após quatro avaliações das condições do gramado da Ilha do Retiro, que apresentou vários pontos alagados.

Os dois times chegaram a subir para a partida, uniformizados e seguindo o protocolo, mas a decisão foi tomada pela arbitragem às 21h, uma hora após o horário previsto para a bola rolar, quando a chuva voltou a cair com mais intensidade. Os jogadores das duas equipes também pediram pelo adiamento.

O regulamento geral das competições da CBF fala em adiar a partida para a data seguinte, no mesmo local e horário. A CBF, no entanto, em contato com os clubes e arbitragem, definiu que na Arena de Pernambuco, às 19h. O estádio tem um sistema de drenagem melhor e são esperadas mais chuvas no Recife nesta terça.

O presidente do Sport, Yuri Romão, garantiu que não haverá nenhum prejuízo ao torcedor que foi para a Ilha do Retiro, nesta terça-feira.

– Os torcedores não terão nenhum prejuízo. Vamos ressarcir e ele poderá trocar o ingresso para o jogo de amanhã. E se ele não puder ir, vamos trocar para o próximo jogo – informou.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo
Propaganda

Trending