Conecte-se Conosco

Educação

Programa de leitura para rede pública atinge cerca de 50 mil alunos

Publicado

em

Círculos de leitura busca diminuir violência nas escolas periféricas, da cidade ou de regiões esquecidas pelo desenvolvimento econômico.

Protagonismo juvenil e desenvolvimento de competências socioemocionais são os pilares do programa Círculos de leitura, que atua com jovens de escola pública de São Paulo e Ceará há 18 anos.

Pesquisa do Instituto Pró-Livro aponta que 44% dos brasileiros não leem e 30% nunca compraram um livro. Nesse projeto, é a partir da literatura que os jovens são apresentados às demais expressões artísticas. Ler para sensibilizar, refletir e discutir é o lema.

Outro dado que mostra que a educação precisa se voltar para a leitura foi divulgado pelo Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), que faz levantamento com jovens de 15 a 16 anos. Dos cerca de 70 países pesquisados, o Brasil está na 59ª posição na área de leitura.

Criado pelo Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial, o Círculos de leitura teve seu piloto em 2000, quando trouxe a leitura – como forma alternativa à violência escolar – a um pequeno grupo de alunos da Escola Municipal Conforja, em Diadema. A cidade na época era uma das mais violentas de São Paulo.

Durante as atividades, os alunos têm um resgate da tradição oral. Eles leem em voz alta e discutem o tema do livro em grupo, sentados em círculo como o próprio nome do projeto insinua.

Dom Casmurro, de Machado de Assis, O pintor, a cidade e o mar, de Monika Feth, Otela, de William Shakespare e O banquete, de Platão fazem parte das leituras. Passeios a museus e centros culturais também fazer parte do projeto.

Desde 2007, as atividades são levadas também à algumas Etecs (escolas técnicas estaduais).  Hoje o projeto atinge cerca 128 escolas e durante os 18 anos já atingiu cerca de 50 mil alunos.

Esse ano, em comemoração aos 18 anos do programa, foi lançado o livro Círculos de Leitura – a arte do encontro, que em 190 páginas, revela a história, metodologia, comentários dos jovens participantes e outros.

Por: Revista Educação 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.


Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Educação

Hoje é o último dia de matrícula no ProUni

Publicado

em

O resultado da primeira chamada foi divulgado no último dia 6

Hoje (14), é o último dia para os estudantes selecionados na primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) fazerem a matrícula nas instituições de ensino superior. O resultado da primeira chamada foi divulgado no último dia 6.

Os estudantes devem comparecer às instituições com os documentos que comprovam as informações prestadas na ficha de inscrição. Cabe aos candidatos verificar os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A lista da documentação necessária está disponível na internet.

Algumas instituições podem exigir dos candidatos aprovados que façam uma prova. Os estudantes devem verificar, no momento da inscrição, se a instituição vai aplicar processo seletivo próprio. As instituições que optarem por processo próprio devem explicar o procedimento formalmente aos estudantes, no prazo máximo de 24 horas da divulgação dos resultados das chamadas.

O registro da aprovação ou reprovação dos candidatos no Sistema Informatizado do ProUni e a emissão dos respectivos termos de Concessão de Bolsa ou termos de Reprovação pelas instituições de ensino serão feitos entre os dias 6 e 18 de fevereiro para os selecionados na primeira chamada. Caso o estudante não compareça no prazo estipulado, ele será reprovado.

Aqueles que não foram selecionados na primeira chamada poderão ainda ser aprovados na segunda, que será divulgada no dia 20 de fevereiro. Haverá também uma terceira chance. Quem não for escolhido pode integrar a lista de espera nos dias 7 e 8 de março.

Ao todo, 946.979 candidatos se inscreveram na primeira edição do ProUni deste ano, de acordo com o Ministério da Educação. Como cada candidato podia escolher até duas opções de curso, o número de inscrições chegou a 1.820.446.

Nesta edição, são ofertadas 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Do total de bolsas, 116.813 são integrais e 127.075, parciais, de 50% do valor das mensalidades.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, o programa oferece isenção de tributos às instituições que aderem ao programa. Podem participar estudantes que tenham feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e obtido no mínimo 450 pontos na média das provas, sem zerar a redação. O candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio (bolsa integral) ou de até três salários mínimos (bolsa parcial 50%).

Os estudantes selecionados podem pleitear ainda Bolsa Permanência, para ajudar nos custos dos estudos, e podem também usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para garantir parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

Por Agência Brasil

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Educação

Universidade de Pernambuco divulga 1° remanejamento do SSA3

Publicado

em

O primeiro remanejamento do Sistema de Seleção de Avaliação – 3ª fase (SSA3), que faz parte do Processo de Ingresso 2019 da Universidade de Pernambuco (UPE), foi divulgado pela instituição nessa terça-feira, 12. A listagem conta com 754 candidatos remanejados.

Os convocados devem realizar matrícula na próxima sexta-feira, 15. Quem não efetuar o procedimento no dia determinado será automaticamente eliminado do processo. Em Salgueiro, as matrículas são feitas na sede do campus localizado às margens da BR-232.

No momento do registro o candidato deve apresentar duas fotos 3×4 atualizadas, além de originais e cópias do RG; CPF; certificado de conclusão do Ensino Médio; Título de Eleitor e comprovante de votação; Certidão de Nascimento ou Casamento e prova de quitação do Serviço Militar, para homens acima de 18 anos. Do Blog Alvinho Patriota

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Educação

Dificuldade em matemática? Pode ser discalculia

Publicado

em

Segundo psicopedagoga, cada pessoa pode manifestar uma característica em relação à ocorrência da discalculia

Você sabe o que é discalculia? No vocabulário de muitos pais, essa palavra pode ser nova ou nem existir. Mas saiba que ela pode ser indício de que seu filho precisa de ajuda? Muitas crianças, adolescentes e até adultos enfrentam obstáculos na vida acadêmica por conta dela.

A psicopedagoga do Instituto NeuroSaber Luciana Brites explica que a discalculia é um distúrbio de aprendizagem caracterizado pela dificuldade em desempenhar tarefas ligadas a toda e qualquer operação matemática. Ela ressalta que essas barreiras incluem também a compreensão de conceitos numéricos e a utilização de fórmulas, símbolos ou qualquer outro ícone que faça alusão ao saber matemático.

“É bem provável, por exemplo, que um aluno não consiga associar a palavra quatro ao algarismo correspondente. No entanto, o distúrbio de aprendizagem não é o mesmo que a dificuldade que todos nós podemos ter na compreensão de uma disciplina específica. Não se trata de algo que pode ser resolvido com aulas particulares”, comenta.

Segundo a psicopedagoga, cada pessoa pode manifestar uma característica em relação à ocorrência da discalculia, desde a escolinha até mesmo na universidade. Por exemplo, no período da pré-escola, o aluno pode não conseguir discernir os diferentes algarismos. “O estudante não segue a ordem correta dos números (1 a 5, por exemplo), a criança demonstra dificuldades para aprender a contar os dedinhos da mão. Seu progresso é aquém dos demais coleguinhas.”

“No ensino fundamental, é comum esse estudante ter problemas na aprendizagem de operações básicas, como adição e subtração. Usa os dedos para contagem simples por não ter facilidade para raciocinar. No ensino médio, apresenta dificuldades para compreender valores e lidar com medidas, não consegue olhar as horas em relógio de ponteiro. Já na universidade, pode ter problemas para ler gráficos e infográficos e dificuldade de obter sucesso em provas de vestibular que envolva números e fórmulas”.  esclarece.

Luciana explica que a discalculia é causada pelo mau desenvolvimento do cérebro, lesão cerebral, genética e pelo ambiente. Porém, o diagnóstico deve ser feito por psicopedagogo, psicólogo escolar e neuropediatras.

“O tratamento deve ser realizado por uma equipe multidisciplinar e também deve ser desempenhado por professores em educação especial para a utilização estratégica da matemática. Tudo isso para impulsionar o percurso pedagógico do aluno”, conclui.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending