Conecte-se Conosco

Pernambuco

Proibição de som ao vivo ou mecânico em praias, bares e restaurantes de Pernambuco entra em vigor nesta sexta

Publicado

em

A partir desta sexta-feira (15), o governo de Pernambuco proibiu som, ao vivo ou mecânico, em bares, restaurantes, praias, boates ou outros locais que possam provocar a aglomeração de pessoas. A medida é válida por 30 dias e, segundo o governo estadual, a decisão foi tomada devido ao aumento no número de casos graves da Covid-19.

Na quinta-feira (14), os 963 leitos de UTI para casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave estavam com taxa de ocupação de 82%. Em 14 de dezembro de 2020, o estado tinha 894 leitos de UTI, cuja ocupação era de 83%. Apesar de o percentual ser maior em dezembro de 2020, havia 69 leitos de UTI a menos no estado. O estado não divulga o número de pessoas internadas.

Na quarta (13), o secretário André Longo havia dito novamente que o governo poderia voltar a fechar as praias em caso de novas aglomerações durante o fim de semana. Nesta sexta (15), o secretário de Justiça e Direitos Humanos, Pedro Eurico, afirmou que a fiscalização seria intensificada.

Quatro bares foram interditados durante as ações do Procon e do Corpo de Bombeiros para verificar cumprimento do protocolo contra a Covid-19 nos dias 8 e 9 de janeiro. No fim de semana anterior, foram ao menos três locais.

“As pessoas estão vendo o que está acontecendo no Rio de Janeiro. Mais grave ainda o que está acontecendo no Amazonas. Nós não vamos chegar a esse nível. Vamos fortalecer, ampliar e, infelizmente, endurecer a fiscalização”, disse.

Com a possibilidade de um novo fechamento de praias em Pernambuco, a representante da associação de barraqueiros, Josy Miranda, fez um apelo para que a população cumpra os protocolos de segurança para evitar a suspensão das atividades comerciais de quem trabalha na orla.

“É preocupante, porque se fechar a areia, fecham automaticamente os quiosques. Não é isso que a gente quer. A gente faz um trabalho de conscientização, mas é impressionante como as pessoas são aplaudidas pelo mal que fazem a elas mesmas. As pessoas que trabalham na areia são pais de família. Enquanto a vacina não chega, se conscientizem, pelo amor de Deus. A gente não pode ser penalizado por atos de pessoas inconsequentes”, afirmou.

Além de falar da proibição de aglomerações em praias, o secretário também falou que, no que diz respeito às aglomerações em ônibus que circulam na Região Metropolitana, cabe ao Grande Recife Consórcio de Transporte adotar medidas para impedir a situação.

“É preciso deixar bem clara uma questão: o ônibus, por estranho que pareça, não é o maior causador, não é um vetor importante da contaminação, porque você tem o contágio, a contaminação, pelo tempo que você permanece. As pessoas ficam pouco tempo no ônibus”, disse Pedro Eurico.

Segundo quem depende do transporte público, os percursos para o trabalho ou para outros compromissos são longos. No caso do vigilante Levy Melo, que mora no Curado, em Jaboatão dos Guararapes, e vai ao Centro do Recife, são cerca de duas horas de viagem usando o ônibus ou o Metrô do Recife.

“Pegando a BR-101 e a Abdias [de Carvalho], gasto quase duas horas para o Centro. Quando pego o Metrô, é só a misericórdia. É um absurdo. É aglomeração, é a população revoltada, muitos não estão usando máscara”, disse.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Pernambuco, o estado tem tentado manter a oferta de coletivos maior do que a demanda de passageiros. “Hoje, por exemplo, a demanda é de 60% e a oferta é de mais ou menos 74% do que rodava antes da pandemia. Estamos tentando passar um pouco mais de tranquilidade para as pessoas”, disse.

“É um problema estrutural que o sistema tinha antes da pandemia e se acentuou. A gente tem tentado usar todos os recursos de que a gente dispõe para ter um serviço melhor, dentro do volume de recursos que a gente tem”, afirmou Bruto.

(Por G1 PE)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Pernambuco

Pernambuco registra 1.588 casos da Covid-19 nesta sexta (05)

Publicado

em

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta sexta-feira (05/03), 1.588 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 123 (8%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.465 (92%) são leves.

Agora, Pernambuco totaliza 306.320 casos confirmados da doença, sendo 32.845 graves e 273.475 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Além disso, o boletim registra um total de 263.727 pacientes recuperados da doença. Destes, 19.901 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 243.826 eram casos leves.

Também foram confirmados laboratorialmente 29 novos óbitos, ocorridos entre os dias 09/07/2020 e 04/03/2021. Com isso, o Estado totaliza 11.119 mortes pela doença.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 26.766 casos foram confirmados e 45.973 descartados. 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Pernambuco

Deputados estaduais querem dar aumentos salariais aos servidores da Alepe

Publicado

em

O projeto de lei 1860/2021 passou a tramitar, nesta semana, na Assembleia Legislativa do Estado . O projeto modifica o plano de cargos e salários dos atuais servidores concursados e comissionados da Assembleia.

Na prática, segundo uma fonte no Poder Legislativo sob reserva, o projeto “dará aumentos generalizados aos servidores do Poder Legislativo”.

“Este projeto de lei tem o intuito de atualizar a estrutura dos cargos atuantes neste Poder Legislativo, tendo em vista o largo tempo de vigência das leis que tratam do assunto atualmente”, diz a justificativa oficial do projeto.

A nova lei, caso aprovada, terá validade apenas a partir de janeiro de 2022. A lei federal que liberou recursos para a covid-19, LC 173/2020, vedou os aumentos para servidores até 31 de dezembro de 2021.

Segundo essa mesma fonte, o projeto não aumenta a remuneração dos deputados estaduais, apenas dos servidores.

AUMENTOS

Todos os servidores em início de carreira na Assembleia serão promovidos, pelo artigo 1º do projeto “valor remuneratório do nível 1 de todas as classes da Carreira do Quadro de Pessoal da Assembleia Legislativa do Estado de Pernambuco passa a ser equivalente ao valor do nível 3 das mesmas classes”. Assim, os servidores que estão no nível 1 da remuneração seriam automaticamente promovidos, com aumento salarial, para o nível 3.

Os procuradores da Assembleia também teriam promoção semelhante.

Segundo o projeto, o “valor do vencimento base do nível inicial da carreira de Procurador Legislativo de símbolo PL-I passa a ser equivalente ao valor do vencimento base da carreira de Procurador Legislativo de símbolo PL-III”.

Os assessores comissionados da Presidência e da Primeira-Secretaria também terão mudança de remuneração, pois passam “a ter símbolos PL-APC-1 e PL-ASC-1, respectivamente”.

Os cargos comissionados também passam a ter nova tabela, anexa ao texto do projeto. A maior remuneração citada no anexo do projeto é de R$ 18.405,14 mensais.

Os aumentos, segundo o texto do projeto, só serão aplicados em 2022.

“Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, com efeitos a partir de 1º de janeiro de 2022”, diz o projeto.

Por PE notícias

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Pernambuco

Pernambuco oferece transporte público gratuito para quem perdeu emprego durante a pandemia

Publicado

em

O Governo do Estado vai oferecer acesso gratuito a usuários do transporte público de passageiros da Região Metropolitana do Recife que perderam o emprego durante a pandemia do novo coronavírus.
O projeto de lei, assinado pelo governador Paulo Câmara, foi enviado nesta quinta-feira (4) à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para ser votado pelos deputados estaduais. A proposta, denominada Programa de Transporte Social do Sistema de Transporte Público da Região Metropolitana do Recife – STPP/RMR, é direcionada aos usuários que residem no Grande Recife, demitidos a partir de março de 2020, e que ganhavam até dois salários mínimos.

“O nosso objetivo é concentrar os esforços para permitir aos desempregados um maior acesso ao transporte, especialmente aos que perderam o emprego durante a crise sanitária. Não mediremos esforços para minimizar os efeitos da pandemia junto à população”, afirmou o governador Paulo Câmara, que enviou o projeto à Alepe em caráter de urgência.

Essa nova iniciativa do governo para tentar minimizar os efeitos devastadores da pandemia, após aprovada pelos parlamentares, deverá beneficiar aproximadamente 20 mil pessoas por mês, durante o período de um ano, podendo o benefício ser prorrogado pelo mesmo período. O usuário receberá crédito mensal de até 20 bilhetes do Anel A. Esses créditos eletrônicos de viagens devem ser utilizados fora do horário de pico, para não pressionar o sistema de transportes. O custo do programa é de R$ 1,5 milhão por mês.

De acordo com o texto enviado à Alepe, a inscrição do candidato no programa será realizada pela Secretaria de Trabalho, Emprego e Qualificação, que deverá encaminhar os cadastros ao Grande Recife Consórcio de Transportes, observando os critérios de elegibilidade previstos no projeto.

HORÁRIO SOCIAL
Em fevereiro, o Conselho Superior de Transporte Metropolitano (CSTM) aprovou proposta de revisão tarifária baseada em estudos realizados pelo Grande Recife Consórcio de Transporte. Foi ratificada a criação de uma tarifa mais baixa no chamado “horário social”, fora do pico. Das 9h às 11h da manhã e das 13h30 às 15h30 da tarde, a passagem ficou mais barata, passando de R$ 3,45 para R$ 3,35 no Anel A, e de R$ 4,70 para R$ 4,60 no Anel B. Esse desconto se aplica exclusivamente nos dias úteis e com o uso do VEM Comum.(Folha de Pernambuco)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending