Conecte-se Conosco

Entretenimento

Rio de Janeiro: Escola de Samba Mangueira, faz crítica velada a Bolsonaro: ‘Messias de arma na mão’

Publicado

em

A comissão de frente da Mangueira chegou impactante, com policiais truculentos revistando e agredindo os integrantes, muitos deles negros, e até o próprio Cristo.

Com enredo que contava a história de um Jesus de “rosto negro, sangue índio e corpo de mulher”, a Mangueira fez em seu samba uma crítica velada ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Também a Portela trouxe verso que foi interpretado como dirigido a ele.

“Favela, pega a visão / Não tem futuro sem partilha / Nem messias de arma na mão”, dizia a letra da escola verde e rosa. Messias é o nome do meio do presidente, que frequentemente faz símbolo de arma com os dedos.

A comissão de frente da Mangueira chegou impactante, com policiais truculentos revistando e agredindo os dançarinos, muitos deles negros, e até o próprio Cristo, que apareceu em sua forma mais conhecida, de pele branca e cabelos e barba compridos.

A performance incluiu ainda um paredão de som, roupas que remetiam ao hip-hop e passinhos de funk.

Nos carros alegóricos, o Cristo também foi representado como índio em seu nascimento, ao lado de anjinhos brancos, e como morador de rua montado numa mula, com cobertas e pés sujos.

Os tambores traziam a ilustração de um Jesus negro chorando no cenário de uma favela e um helicóptero ao fundo –o frequente uso de aeronaves em operações policiais na gestão Wilson Witzel (PSC) é bastante criticado em comunidades do Rio.

Diferentes alas representaram a intolerância. As baianas remetiam a religiões de matrizes africanas, um grupo lembrando Maria Madalena levava uma placa com o arco-íris LGBTQIA+ dizendo “Vai tacar pedra?” e um terceiro mostrava os componentes crucificados em madeiras com o escrito “bandido morto”, em alusão à frase “bandido bom é bandido morto”

Campeã do ano passado, a escola saiu da avenida sob poucos aplausos, bem mais tímidos do que na edição anterior, quando um samba-enredo sobre “a história que a história não conta” contagiou a plateia com referências à vereadora Marielle Franco (PSOL), assassinada no Rio, e outras figuras negras e indígenas.

O tom crítico à direita e a referência ao “messias de arma na mão” não passaram despercebidos dos políticos de esquerda nas redes sociais. 

Manuela Dávila (PC do B) citou o trecho para comentar: “Negro e jovem, crucificado e cravado de balas, o enredo da Mangueira buscou a reflexão: e se Jesus nascesse hoje?”

“Mangueira, o profeta da intolerância chama-se Jair Messias Bolsonaro”, disse o deputado federal Paulo Teixeira (PT-SP).

Maria do Rosário (PT-RS) citou o trecho junto a outro do enredo da Portela, que dizia: “Nossa aldeia é sem partido ou facção / Não tem bispo, nem se curva a capitão”.

A escola do manto azul e branco encerrou o primeiro dia de desfiles com o enredo “Guajupiá, terra sem males” e uma apresentação considerada deslumbrante e aplaudida pelo público.

Guajupiá era para os índios tupinambás o que Olimpo era para os gregos: um paraíso a ser alcançado. E eles juraram ter encontrado esse lugar nas terras hoje cariocas.

Tudo fluiu na apresentação da escola, que desfilou com o dia já amanhecendo. O uso de uma paleta de cores vibrantes e luminosas, baseadas no tradicional azul da escola, foi muito eficiente para conseguir destacar a apresentação na Sapucaí.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Entretenimento

‘Agora estou forte’, diz Yudi Tamashiro sobre morte da avó por Covid

Publicado

em

Além de ter perdido a mãe de seu pai para a Covid-19, o ex-Bom Dia e Cia também disse que o tio estava internado na UTI em decorrência do vírus

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Neste sábado (23), Yudi Tamashiro, 27, usou as redes sociais para informar seus seguidores sobre a morte de sua avó devido ao novo coronavírus. “Eu já chorei muito, já sofri, e agora estou forte. Creio que ela está com Deus, papai do céu lá já abraçou ela, enfim, é nisso que eu acredito”, disse, em sequência de stories em seu perfil no Instagram, o apresentador, que em novembro do ano passado anunciou que abandonaria a carreira musical para servir a Deus.

Além de ter perdido a mãe de seu pai para a Covid-19, o ex-Bom Dia e Cia também disse que o tio estava internado na UTI em decorrência do vírus, mas teve alta e já está em casa. “A oração tem poder. Mais um sobrevivente do coronavírus”, publicou na quarta-feira (20), em seu Instagram.

“Se cuidem, porque tem gente que está levando na brincadeira e tal, mas só quando uma notícia dessa bate na nossa porta que realmente cai a ficha”, alertou, explicando que os acontecimentos recentes em sua família o fizeram entender por que o mundo estava parado.

Atualmente à frente do Festival de Prêmios, da Rede TV!, Yudi disse que tem se esforçado para manter ocupadas as mentes de sua mãe, que já teve câncer, e de seu pai, que sofre diretamente com a perda da própria mãe: “Estou tentando criar coisas para ele não ficar doido, porque ficar dentro de casa já é difícil, mas com uma notícia dessas…”.

Por Folhapress

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Entretenimento

Horóscopo: Saiba o que os astros falam para você hoje, 24 de Maio de 2020

Publicado

em

Consulte as Previsões do Horóscopo do dia hoje (Clicando aqui) para seu Signo e saiba os conselhos dos Astros sobre a sua vida. Saiba, todos os dias, as Previsões dos Signos sobre Amor, Dinheiro e Saúde.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.001

Continue lendo

Entretenimento

Felipe Neto é processado por Abraham Weintraub após chamá-lo de imbecil

Publicado

em

O processo foi revelado pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, e confirmado por Felipe Neto, que ironizou Weintraub no Twitter

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Felipe Neto, 32, está sendo processado pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, que pede uma indenização de R$ 5.000 por danos morais e direito de resposta, após o empresário e influenciador digital tê-lo chamado de imbecil nas redes sociais.

O processo foi revelado pelo colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, e confirmado por Felipe Neto, que ironizou Weintraub no Twitter: “O homem que diz que ‘os vagabundos do STF’ têm que ser presos, me processou (…) por eu tê-lo chamado de imbecil e ter dito que ele não sabe escrever”.

A afirmação de Felipe Neto se referia à gravação de uma reunião ministerial do presidente Jair Bolsonaro que foi divulgada nesta sexta-feira (22), após liberação do ministro Celso de Mello, do STF. Nos vídeos, o presidente e seus ministros falam palavrões, fazem ameaças de prisão e proferem xingamentos.

Felipe Neto continuou em suas redes sociais: “Ora bolas, Abraham Weintraub, você, cansou de dizer que que a esquerda ‘é do mimimi’ e ‘aceita a crítica, floquinho de neve’… Mas aí entra com processo pedindo R$ 5.000 e direito de resposta porque eu falei que você não sabe escrever? Poxa, floquinho de neve…”

Por Folhapress

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending