Conecte-se Conosco

Política

São José do Egito-PE: Bolsonaro inaugura trecho de obra de abastecimento no sertão do Pajeú

Publicado

em

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou a Pernambuco, na manhã de hoje, para a inauguração da primeira fase da segunda etapa do Sistema Adutor do Pajeú, em São José do Egito, no Sertão, e também para visitar as obras do Ramal do Agreste, em Sertânia, na mesma região.

Bolsonaro desembarcou no aeroporto de Campina Grande, na Paraíba, e chegou de helicóptero no Sertão pernambucano por volta das 10h. Na chegada do comboio presidencial ao local da inauguração, às 10h40, foi registrada aglomeração de apoiadores.

O evento começou às 11h e o presidente participa da solenidade sem máscara. Ele veio acompanhado do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho; do ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno; e do ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. Segundo a agenda oficial, ele deve embarcar de volta para Brasília no início da tarde.

O trecho do Sistema Adutor do Pajeú irá abastecer quase 100 mil habitantes com água proveniente do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco, nas sedes das cidades de Carnaubeira da Penha, São José do Egito (e no distrito de Riacho do Meio), Tuparetama e Itapetim, além do distrito Tupanaci, do município de Mirandiba. Também será atendido o município paraibano de Princesa Isabel. O sistema todo irá beneficiar 14 municípios.

A primeira etapa, que está em operação desde 2014, abastece 200 mil moradores da região. A etapa inaugurada nesta quinta recebeu mais de R$ 245 milhões do Governo Federal, por meio do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS).

Já o Ramal do Agreste, que também será receptor das águas do Eixo Leste, está com 70,6% de execução – a previsão é de que as obras sejam concluídas em julho de 2021. A expectativa é de atender 68 municípios e mais de 2,2 milhões de habitantes. (Do Blog do Magno)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Política

Morre aos 83 anos de covid-19, o senador Arolde de Oliveira(PSD-RJ)

Publicado

em

O senador Arolde de Oliveira morreu na noite desta quarta-feira(21) de Covid-19.

Em seu Twitter, foi publicada há pouco a seguinte mensagem:

“Comunicamos que nesta noite (dia 21 de outubro) o Senhor Jesus recolheu para si nosso amado irmão, Senador Arolde de Oliveira. Falecido vítima de Covid e como consequência a falência múltipla dos órgãos. A família agradece o carinho e orações. Mais informações à posteriori.”

Arolde de Oliveira estava internado há mais de 15 dias no Hospital Samaritano, em Botafogo, Zona Sul do Rio de Janeiro. Seu óbito foi por  volta das 21:00h. O senador ocupava o cargo desde fevereiro de 2019.

PSD lamenta morte do senador

Por meio de nota, o Partido Social Democrático lamentou a morte do senador Arolde de Oliveira. O presidente nacional da legenda, Gilberto Kassab, assina a mensagem:

O Partido Social Democrático recebe com enorme pesar a notícia do falecimento do senador Arolde de Oliveira, aos 83 anos, no Rio de Janeiro. Eleito para o Senado em 2018 pelo Rio de Janeiro com 2,3 milhões de votos, Arolde de Oliveira era economista e engenheiro, especialista em telecomunicações. Foi deputado federal por nove mandatos, um democrata que dedicou sua vida à política e à defesa dos interesses dos brasileiros, especialmente dos fluminenses. Natural de São Luiz Gonzaga, no Rio Grande do Sul, Oliveira deixa a mulher Yvelise de Oliveira, e a filha Marina de Oliveira. À toda sua família, aos amigos e eleitores, o PSD transmite votos de profundo pesar.

Gilberto Kassab
Presidente Nacional
Partido Social Democrático

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973

Continue lendo

Política

CCJ do Senado aprova indicação de Kassio Marques para o STF

Publicado

em

Agora, a definição sobre a escolha do magistrado fica por conta do plenário do Senado.

primeiro indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para o Supremo Tribunal Federal (STF) foi aprovado com folga pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, nesta quarta-feira, 21. Após cerca de dez horas de uma sabatina morna, a indicação do desembargador federal Kassio Nunes Marques foi aprovada por 22 votos a favor e cinco contra.

Agora, a definição sobre a escolha do magistrado fica por conta do plenário do Senado. A tendência é a de que ele receba facilmente os 41 votos que necessita, entre os 81 senadores, e seja confirmado para a mais alta Corte de Justiça do País. A votação deve ocorrer ainda nesta quarta.

A sabatina transcorreu sem grandes embates ou polêmicas. As questões às quais seria submetido já eram amplamente conhecidas pelo desembargador, que dedicou as últimas semanas a percorrer gabinetes e jantares em Brasília para apresentar credenciais.

Entre as respostas que despertaram alguma surpresa, comentários sobre a conduta processual e eleitoral de magistrados. A uma pergunta do senador Renan Calheiros (MDB-AL) repleta de críticas ao “estado policialesco”, disse não se opor à quarentena para juízes que pretendem disputar eleições.

“Não vejo nenhuma dificuldade, do ponto de vista jurídico, normativo. Não vejo também nenhuma dificuldade, do ponto de vista social e político, para o estabelecimento de quarentena de magistrado. Infelizmente, a edificação está sendo proposta e debatida em razão de um ou outro magistrado, por ter proferido uma ou outra decisão que viesse a reluzir personalíssimamente e criar um ambiente favorável a que o próprio magistrado venha, amanhã, se candidatar”, disse.

Kassio foi além ao colocar que percebe “muita intervenção judicial próxima às eleições”. No plenário, restou claro que a menção indireta era ao ex-juiz Sérgio Moro, que pode surgir em 2022 como candidato à presidência da República para rivalizar com seu ex-chefe, Jair Bolsonaro. Em 2018, decisões foram tomadas pelo então juiz da Lava Jato às vésperas do processo eleitoral.

Entre as respostas que despertaram alguma surpresa, comentários sobre a conduta processual e eleitoral de magistrados. A uma pergunta do senador Renan Calheiros (MDB-AL) repleta de críticas ao “estado policialesco”, disse não se opor à quarentena para juízes que pretendem disputar eleições.

“Não vejo nenhuma dificuldade, do ponto de vista jurídico, normativo. Não vejo também nenhuma dificuldade, do ponto de vista social e político, para o estabelecimento de quarentena de magistrado. Infelizmente, a edificação está sendo proposta e debatida em razão de um ou outro magistrado, por ter proferido uma ou outra decisão que viesse a reluzir personalíssimamente e criar um ambiente favorável a que o próprio magistrado venha, amanhã, se candidatar”, disse.

Kassio foi além ao colocar que percebe “muita intervenção judicial próxima às eleições”. No plenário, restou claro que a menção indireta era ao ex-juiz Sérgio Moro, que pode surgir em 2022 como candidato à presidência da República para rivalizar com seu ex-chefe, Jair Bolsonaro. Em 2018, decisões foram tomadas pelo então juiz da Lava Jato às vésperas do processo eleitoral.

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Política

Um dia para não ser esquecido pelo ministro Pazuello

Publicado

em

Nesta terça-feira(20), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, foi a público para informar um acordo para compra da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan  de São Paulo, em parceria com o laboratório chinês Sinovac.

Menos de 24h, já na manhã nessa quarta-feira(21), o presidente Bolsonaro desautorizou o ministro e disse que a vacina não será comprada. À tarde, o governador de São Paulo Doria, divulgou a íntegra do vídeo da reunião em que o ministro Pazuello anunciou a compra das vacinas.

Segundo alguns palacianos, a saída de Pazuello do governo Bolsonaro, já é dada como certa, ficando apenas, para se decidir de será a pedido ou demissão.

No início da tarde de hoje(21), o ministro da Saúde foi diagnosticado com o coronavírus.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973

Continue lendo

Trending