Conecte-se Conosco

Educação

Secretaria de Saúde de Arcoverde oferece curso para profissionais da enfermagem que atuam no município

Publicado

em

Em parceria com a VI Gerência Regional de Saúde (VI GERES), a Secretaria de Saúde de Arcoverde realiza na próxima quarta-feira, 22, um curso de qualificação voltado aos profissionais da enfermagem que atuam no município. O “Curso de Formação em Prevenção Combinada para Todos” será realizado no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Arcoverde (ACA), das 13h às 17h, com orientações repassadas por sete consultores da Unesco.

“Será uma excelente oportunidade de atualização voltada para os enfermeiros do nosso município, que consiste também em fortalecer o fluxograma e/ou linha de cuidado de atenção às pessoas vivendo com HIV/AIDS e outras IST, incentivando os profissionais de saúde a serem multiplicadores das estratégias de prevenção combinada e gerenciamento de risco”, salienta a secretária municipal de Saúde, Socorro Vidal.

A finalidade do curso, que pode contar com até 30 participantes, é discutir estratégias de prevenção combinada e gerenciamento de risco junto aos profissionais de saúde, visando informar e sensibilizar sobre estratégias de prevenção combinada e gerenciamento de risco, com base na mandala de prevenção combinada do Estado de Pernambuco.

Por Alvinho Patriota

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Educação

Enem tem corte de R$ 81,2 mi; Inep diz que aplicação da prova ‘está preservada’

Especialistas temem que a redução na verba comprometa a aplicação da prova, que já vinha enfrentando problemas nos últimos anos.

Publicado

em

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) teve um corte orçamentário de R$ 81,2 milhões este ano. A informação foi divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), responsável pela aplicação da prova.

Especialistas temem que a redução na verba comprometa a aplicação da prova, que já vinha enfrentando problemas nos últimos anos. O Inep, que não tentou reverter o corte orçamentário, afirma que o Enem 2022 “está preservado” e que “tudo ocorrerá dentro do planejado”.

O Enem é a principal porta de entrada para os jovens no ensino superior brasileiro. Neste ano, o número de inscrições saltou 11,6%. Ao todo, 3.396.597 pessoas tiveram as inscrições confirmadas na prova. Na edição de 2021, foram 3.040.908 confirmações. O exame será aplicado nos dias 13 e 20 de novembro.

O corte no Enem tem origem nos bloqueios orçamentários realizados pelo governo federal. A pasta da Educação foi uma das mais afetadas pelos bloqueios de verbas, que somam mais de R$ 8,7 bilhões.

Só no Ministério da Educação (MEC), os bloqueios orçamentários chegam a quase R$ 1,6 bilhão, conforme a Economia. Para o Enem, estava previsto um bloqueio orçamentário de R$ 163,7 milhões que, segundo o Inep, “se converteu em um corte orçamentário efetivo de R$ 81.221.528,00”.

A autarquia afirma que não tentou reverter o bloqueio e que fez uma “otimização de recursos” para garantir a aplicação do Enem e de outros exames. O corte de R$ 81,2 milhões corresponde a cerca de 15% do orçamento para a prova.

O Inep também é responsável por provas como Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) e o Exame Nacional para a Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

Indagada sobre o modo como otimizou os recursos, o Inep não havia respondido até as 12 horas desta sexta-feira, 24.

Para Lucas Hoogerbrugge, líder de relações governamentais do movimento Todos pela Educação, o corte pode afetar etapas no processo da prova, “desde a operação logística até o banco de itens, que tem a ver com a credibilidade (do exame)”. Ele lembra que o orçamento para a prova vem caindo ano a ano.

Os problemas também ficam evidentes. No ano passado, a falta de questões do Banco Nacional de Itens (uma espécie de repositório de perguntas) fez com que a prova deixasse de cobrar temas mais atuais. Não foram elaboradas novas questões em 2020 e 2021.

O Enem também foi alvo de contestação na Justiça, no ano passado, por causa da cobrança pela taxa de inscrição de alunos que faltaram ao exame no auge da pandemia. A exigência de pagamento fez com que milhares de estudantes deixassem de se inscrever – o Enem de 2021 foi o menor desde 2005, quando a prova nem servia como vestibular.

Já o exame aplicado em janeiro de 2021, no auge da pandemia de covid e ainda sem vacinas, não garantiu o distanciamento mínimo entre os candidatos para protegê-los contra a covid-19. Conforme o Estadão revelou, a previsão de lotação das salas de prova era maior do que a anunciada pelo governo.

O Inep contava com a abstenção de candidatos, o que não ocorreu em algumas localidades. Com isso, várias salas ficaram lotadas e parte dos estudantes foi impedida de realizar a prova na data. Naquele ano, o ex-ministro Milton Ribeiro citou a economia de recursos ao falar sobre o planejamento de salas.

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Educação

Prefeitura inicia distribuição de mais 4.791 kits e fardamentos aos estudantes de Serra Talhada

Publicado

em

A Prefeitura de Serra Talhada vem dando continuidade à entrega dos fardamentos e kits escolares aos estudantes da Rede Municipal de Ensino. E na noite desta segunda-feira (20) teve início a segunda etapa de distribuição dos materiais, contemplando 1.132 estudantes do Colégio Municipal Cônego Torres e da Escola Municipal Martin Luther King Júnior, no Ginásio Egídio Torres de Carvalho.

Foram contemplados 522 alunos do Cônego Torres e 610 da Escola Martin Luther King Júnior. No total, serão distribuídos 4.791 kits e fardamentos aos estudantes nesta segunda etapa, contemplando dezesseis escolas e creches municipais. Na primeira etapa foram contemplados 1.484 estudantes, totalizando nestas duas primeiras etapas 6.275 kits e fardamentos entregues.

“Não contive minhas lágrimas ao ver de perto a felicidade nos olhos de cada mãe, cada pai, cada criança e cada adolescente que estavam ali recebendo um fardamento de qualidade e kit completo, para que a partir de agora nenhum aluno deixe de estudar por falta de material.Tudo foi pensado com muito carinho e amor, porque quando assumi a responsabilidade de ser prefeita de Serra Talhada, sabia que minha responsabilidade era cuidar de todos, sem distinção de classe, cor, posses ou localidade, e é isso que estamos fazendo, cuidando de cada um com muito carinho”, afirmou a prefeita Márcia Conrado.

Além dos kits e fardamentos entregues hoje no Ginásio Egídio Torres, a gestão fez a entrega de livros de raciocínio lógico adquiridos para atender aos estudantes matriculados do 6⁰ ao 9⁰ ano nas escolas integrais. São 650 livros para o Colégio Cônego Torres e para a Escola Fausto Pereira, localizada no distrito de Luanda.

“Esse investimento na aquisição de livros de raciocínio lógico tem o objetivo de preparar nossos alunos para as olimpíadas de raciocínio lógico, além de desenvolver o pensamento crítico utilizando como base a lógica para resolução de problemas. Um material riquíssimo que chega para fomentar ainda mais a aprendizagem dos nossos alunos de tempo integral”, comentou a secretária de Educação, Marta Cristina.

Segunda etapa dos kits e fardamentos:

20/06
Colégio Cônego Torres (522)
Escola Municipal Martin Luther King Júnior (610)

21/06
Creche Municipal Francisco Epaminondas Torres (93)
Escola Municipal José Rufino Alves (205)
Creche Municipal Edileuza Vieira da Silva (161)
Creche Recanto Sagrada Família (104)
Creche São João Batista (239)

22/06
Creche Municipal Imaculada Conceição (85)
Escola Municipal São Vicente de Paulo (152)
Escola Municipal Antônio Medeiros (366)
Creche Municipal Rosália Vieira de Lima (215)
Escola Municipal O Pequeno Mandacaru (289)
Creche Municipal Anita Ferreira Vilarim (169)
Escola Municipal Maria José de Sá Ferraz (280)
Escola Municipal Nossa Senhora da Penha (1087)
Creche Anny Karoline (214)

Fotos: Wellington Júnior

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Educação

Segunda edição de 2022 do Sisu oferecerá mais de 65,9 mil vagas

Publicado

em

O Ministério da Educação informou que a segunda edição de 2022 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) oferecerá 65.932 vagas para ingresso em 73 instituições públicas de ensino superior. São mais de 2 mil cursos de graduação. As inscrições serão abertas em 28 de junho e podem ser realizadas até as 23h59 do dia 1º de julho.

Os 10 cursos com as maiores ofertas de vagas são, nesta ordem: pedagogia, administração, matemática, ciências biológicas, química, direito, física, medicina, engenharia civil e engenharia elétrica. O total de cursos de graduação com oferta de vagas é de 2.043. Só para medicina são ofertadas 1.583 vagas.
No portal Acesso Único já é possível consultar as vagas ofertadas por modalidade de concorrência, cursos e turnos, instituições e localização dos cursos. Os estados que mais oferecem vagas são o Rio de Janeiro, com 13.249; Minas Gerais, com 8.655; Paraná, com 6.692; e Bahia, com 5.968.
Entre as instituições com mais vagas ofertadas estão Universidade Tecnológica Federal do Paraná, a Universidade Federal Fluminense, a Universidade Federal do Rio de Janeiro, a Universidade Federal do Maranhão e a Universidade Estadual da Paraíba.
O Sisu é o processo seletivo pelo qual estudantes concorrem a vagas de instituições públicas de ensino superior a partir da nota no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Para participar desta edição do Sisu, o estudante precisa ter feito o Enem de 2021, obtido nota superior a zero na prova de redação, e não ter participado do Enem na condição de treineiro.
Foto: Marcelo Casal Jr/Agência Brasil
Por Agência Brasil

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo
Propaganda

Trending

Como podemos ajudar!!