Conecte-se Conosco

Saúde

SES-PE capacita rede de saúde sobre coronavírus

Publicado

em

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) está atenta e atuando para preparar sua rede para a possibilidade de atendimento de um paciente suspeito para coronavírus, doença sem casos confirmados no Brasil, mas que gerou um alerta de emergência em saúde pública internacional decretado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Além de ter produzido nota técnica sobre o assunto e estar repassando os boletins do Ministério da Saúde (MS) para os serviços de todo o Estado, a SES-PE também está focada em capacitar os profissionais para que seja realizado o manejo clínico correto de um possível caso suspeito. Para isso, realizou nesta terça-feira (11.02), capacitação sobre o assunto com a rede de urgência e emergência. O evento ocorreu na sede da SES-PE, no Bongi, com transmissão para todas as Gerências Regionais de Saúde (Geres).

A capacitação foi voltada para profissionais que atuam em postos de saúde, policlínicas, UPAs e hospitais, além de ambulatórios especializados, unidades de retaguarda do SUS e Regulação. O assessor técnico de Vigilância em Saúde da SES-PE, George Dimech, ficou responsável por apresentar a epidemiologia da doença no mundo e as diretrizes de vigilância para a notificação, investigação e confirmação ou descarte de um caso suspeito. Já o infectologista Demétrius Montenegro, do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), trouxe informações sobre o manejo clínico do paciente e os fluxos de acesso aos serviços de referência para coronavírus. Por último, o também infectologista Thiago Ferraz abordou o atendimento no Hospital Correia Picanço, unidade com foco no público infantil.

“Pernambuco tem duas referências públicas, o Correia Picanço e o Huoc, para fazer o atendimento especializado de um possível caso de coronavírus. Essas são unidades de excelência e com expertise em outras situações que também envolveram vírus respiratórios. Contudo, é importante que toda a rede pública de saúde esteja preparada para a eventualidade de receber uma suspeita, sabendo os procedimentos a serem adotados. Já fizemos um diálogo com a rede particular, estamos encaminhando as notas técnicas para todos os serviços e, hoje, teremos mais esse momento para trazer informações e trocar ideias para que a assistência prestada siga as recomendações nacionais e internacionais e, assim, possamos reestabelecer a saúde do paciente e ainda evitar o surgimento de casos secundários”, afirmou o secretário estadual de Saúde, André Longo.

O secretário ressaltou que, além do atendimento, a rede de saúde precisa estar atenta para a notificação correta do caso suspeito e para a coleta do material para análise em laboratório. “Os serviços de saúde devem notificar de imediato o Estado da suspeita de coronavírus para que todas as ações de vigilância possam ser iniciadas em tempo oportuno. As unidades também devem fazer a coleta adequada do material do paciente para que o Lacen Pernambuco envie as amostras para análise no laboratório de referência nacional, pois só assim será possível confirmar ou descartar aquele caso”, pontuou André Longo.

Além do chamado para os profissionais de saúde, o secretário estadual de Saúde lembrou a importância da população manter determinados hábitos que são eficazes para evitar diversas infecções respiratórias, como o coronavírus. “Medidas simples são indispensáveis para evitar o adoecimento por diversos vírus que provocam infecções respiratórias. Lavar as mãos constantemente, não compartilhar objetos de uso pessoal e cobrir nariz e boca ao tossir são algumas das ações que devem fazer parte da rotina de toda a população, independente da situação que o mundo vem vivendo atualmente com o coronavírus”, reforçou o secretário.

DOENÇA – Coronavírus é um vírus que tem causado doença respiratória recentemente identificada na China. Coronavírus são uma grande família viral, conhecidos desde meados de 1960, que causam infecções respiratórias em serem humanos e animais. Geralmente, infecções por Coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderadas, semelhantes a um resfriado comum.  Alguns coronavírus, no entanto, podem causar casos graves com impacto importante na saúde pública como o coronavírus SARS-CoV, identificada em 2002, e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS-CoV), identificada em 2012.

TRATAMENTO – Não há nenhum medicamento específico para conter o Coronavírus. O tratamento indicado inclui repouso e ingestão de líquidos, além de medidas para aliviar os sintomas, como analgésicos e antitérmicos. Nos casos de maior gravidade com pneumonia e insuficiência respiratória, suplemento de oxigênio e mesmo ventilação mecânica podem ser necessários.

PREVENÇÃO – As formas de prevenção ao coronavírus são as mesmas recomendadas para a influenza: lavar as mãos frequentemente; utilizar lenço descartável ao tossir ou espirrar, cobrindo nariz e boca; evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos e copos ou garrafas; manter os ambientes bem ventilados; e evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de infecção respiratória.

NOTIFICAÇÃO – Os casos suspeitos ou prováveis devem ser notificados de forma imediata (até 24 horas) pelo profissional de saúde responsável pelo atendimento, ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde PE (Cievs-PE) pelo telefone (0800.281.3041- horário institucional) ou e-mail (cievs.pe.saude@gmail.com). As informações devem ser inseridas na ficha de notificação disponível no site do Cievs (cievspe.com) e da SES-PE (portal.saude.pe.gov.br) e a CID10 que deverá ser utilizada é a: B34.2 – Infecção por coronavírus de localização não especificada. (Por Mikael Sampaio)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Saúde

Queda de cabelo, o efeito colateral da Covid-19 que afeta as mulheres

Publicado

em

Embora afete ambos os sexos, os médicos garantem que nas mulheres é mais evidente.

A queda de cabelo não é um dos sintomas do novo coronavírus, mas várias pessoas infectadas relatam tratar-se de um efeito secundário. Segundo o diário espanhol El País, Óscar Muñoz, do Hospital Ramón y Cajal, está conduzindo uma investigação para esclarecer se a queda de cabelo é causada por medicamentos ou pelo próprio vírus. Embora afete ambos os sexos, os médicos garantem que nas mulheres é mais evidente.

Os tricologistas (dermatologistas especializados em cabelo) têm observado um aumento nos casos de pessoas que já ultrapassaram a Covid-19 e que após 2 a 3 meses começam a perder os cabelos. “É uma queda extremamente escandalosa. Os pacientes que sofrem com isso ficam muito alarmados porque pensam que perderão todos os cabelos em questão de semanas”, explica o Dr. David Saceda Corralo, dermatologista e tricologista do Grupo de Dermatologia Pedro Jaén, na Espanha, ao jornal espanhol.

Apesar da grande perda de cabelo, os profissionais acreditam que “não conduz à calvície definitiva”. Ou seja: cai muito e em pouco tempo, mas em seguida o novo cabelo volta a crescer normalmente.

O fato de acontecer três meses após a passagem da doença não é por acaso. É o tempo que decorre desde a morte do cabelo no folículo piloso (coincidindo com o pico da doença) até ao seu desprendimento completo. Aqueles que agora estão perdendo os seus cabelos contraíram o SARS-CoV-2 em abril.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Saúde

Dois sucos que reduzem a azia e combatem a inflamação Estas bebidas farão com que se sinta muito melhor.

Publicado

em

refluxo estomacal é um dos problemas digestivos mais comuns, provocando sintomas incômodos que vão desde a sensação de ardor na parte superior do esôfago até à boca, explica um artigo publicado no portal Nueva Mujer. 

Esta condição causa adicionalmente inflamação, gases, e outros problemas mais graves dependendo do tipo de alimentação ingerida e cuidados. 

Aliás, segundo o Nueva Mujer, alguns sucos são perfeitos para acalmar a acidez e inclusive evitá-la. Eis duas opções:

Suco de papaia e linhaça

Ingredientes

– Papaia;

– Linhaça;

– Água;

– Mel. 

Preparação

Coloque a papaia, a linhaça, água e mel no liquidificador. Bata até obter uma mistura homogênea e beba. 

Suco de maçã, pepino e aloé vera

Ingredientes

– Maçã;

– Pepino;

– Aloé Vera;

– Água;

– Mel.

Preparação

No liquidificador adicione a polpa de aloé vera com os demais ingredientes. Misture bem e está pronto para beber. 

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Saúde

Cedro registra mais 04 novos casos de Covid-19 neste sábado

Publicado

em

A Prefeitura do Cedro, através da Secretaria da Saúde, informa que até a noite deste sábado (08/08), o Município do Cedro registrou mais 04 casos positivos para COVID-19, totalizando dessa forma 363 casos confirmados, destes 173 estão em isolamento domiciliar monitorados pela secretária de saúde, 03 hospitalizados, 182 recuperados e 05 óbitos.
A Prefeitura Municipal, alinhada com as medidas do Governo do Estado, segue desenvolvendo ações de enfrentamento à pandemia do coronavírus, reforçando a necessidade da população adotar todas as medidas de prevenção para evitar que mais pessoas sejam infectadas, como uso de máscara, higienização das mãos e o distanciamento social.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending