Conecte-se Conosco

Educação

Sintepe denuncia oito escolas estaduais com casos de profissionais com covid-19 em Pernambuco

Publicado

em

Pelo menos oito escolas estaduais de Pernambuco registraram casos de professores ou funcionários com covid-19, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe). A Secretaria Estadual de Educação confirma casos em três das escolas citadas pelo sindicato. Em outra o exame deu negativo e nas quatro restantes o órgão aguarda resultados dos testes realizados nos profissionais.

As aulas na rede estadual estão liberadas apenas para as três séries do ensino médio. Voltaram no dia 6 de outubro, só por um dia e foram suspensas por causa da greve dos docentes. Depois retornaram desde o último dia 21, ou seja, há 20 dias corridos.

Na rede particular, as escolas voltaram desde 9 de outubro e em pelo menos sete delas houve relatos de alunos ou professores infectados pelo novo coronavírus. Nesta terça-feira (09) começa uma nova etapa de retorno ao ensino presencial, com a liberação das turmas das séries finais do ensino fundamental e apenas para as unidades privadas.

Segundo o Sintepe, três dos oito colégios estaduais que tiveram casos de covid estão no Recife: Escola Clotilde de Oliveira, em Casa Amarela, Escola Lions de Parnamirim, no bairro de mesmo nome; e Escola Othon Paraíso, no Bongi. Também na Região Metropolitana há infectados na Escola Santos Cosme e Damião, em Igarassu; Erem Professora Luisa Guerra, no Cabo de Santo Agostinho e Escola Fernando Soares Lira, também no Cabo. No interior, os relatos são de duas unidades de ensino de Petrolina, no Sertão: Escola Carlos Drummond de Andrade e Escola Dom Antônio Campelo.

“Criamos um canal para receber as denúncias, que não param de chegar. Checamos todas as informações e até agora temos confirmados casos em pelo menos oito escolas da rede estadual. Em nenhuma delas houve suspensão das aulas”, afirma a secretária geral do Sintepe, Marinalva Lourenço. “Avaliamos essa situação com muita preocupação. Nas escolas do Cabo, por exemplo, é a mesma professora que ensina nas duas unidades, na Luisa Guerra de manhã e na Fernando Soares Lira à tarde”, comenta Marinalva.

De acordo com o Sintepe, qualquer pessoa, independente de ser professor ou profissional de educação, pode denunciar casos de contaminação no ambiente escolar, por meio do WhatsApp (81) 9820-8585. A rede estadual tem 750 colégios com oferta de turmas de ensino médio, onde lecionam 16.762 professores. Nessa etapa da educação básica há cerca de 290 mil alunos.

O secretário estadual de Educação, Fred Amancio, informa que não há um balanço, por parte do governo, de quantas escolas estaduais têm casos de professores ou alunos que foram infectados pela covid-19. “Não há nenhuma confirmação de que as transmissões ocorreram no ambiente escolar. São 750 escolas com turmas do ensino médio na rede estadual. O nosso trabalho é cumprir o protocolo e garantir que a escola não seja o vetor de transmissão, evitar que haja contaminação em escala”, destaca Fred Amancio. “Se é um caso ou são oito, tratamos da mesma forma. Cada caso tem que ser investigado”, diz o secretário.

De acordo com a Secretaria de Educação, houve casos confirmados nas Escolas: Lions Parnamirim; Erem Professora Luisa Guerra e Fernando Soares Lira. Os casos ainda em investigação estão nas Escolas: Othon Paraíso; Santos Cosme e Damião; Carlos Drummond de Andrade; e Dom Antônio Campelo. Apenas na Escola Clotilde de Oliveira o exame deu negativo.

PROTOCOLO

A reabertura das escolas, públicas e privadas, deve seguir um protocolo específico elaborado pelo governo estadual, por meio das Secretarias de Saúde e de Educação de Pernambuco. Está dividido em quatro eixos: distanciamento social; proteção e prevenção; comunicação e monitoramento; e vigilância epidemiológica em âmbito escolar. Esse último capítulo é o que dá as orientações específicas para os procedimentos caso haja algum doente na escola.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Educação

UPE aprova bônus de 10% na nota para alunos que fizerem Enem para medicina, odontologia e direito

Publicado

em

A Universidade de Pernambuco (UPE) aprovou um bônus de 10% na nota para os estudantes que ingressarem nos cursos de medicina, odontologia e direito, por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Segundo a instituição, a regra vale para que se inscrever, a partir de 2021, no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e seguir alguns critérios.

De acordo com o pró-reitor de Graduação, professor Ernani Martins, serão contemplados com a elevação da nota final os estudantes que se inscreverem em medicina no Recife, em Garanhuns, no Agreste, e Serra Talhada, no Sertão.

Também serão contemplados os alunos que se inscreverem em odontologia em Camaragibe, no Grande Recife, e em Arcoverde, no Sertão. Por fim, o bônus valerá para quem fizer Enem para direito no Recife e em Arcoverde.

“O estudante deverá ter feito todo o ensino médio, em escola pública ou privada, na região onde pretende fazer a faculdade. Ele também precisa morar na mesma área onde fica a unidade da UPE em que ele vai fazer o curso”, disse Martins.

O pró-reitor explicou que nos cursos do Recife e Camaragibe, o estudante deve ter estudado e ser morador da capital, Região Metropolitana e ou Zona da Mata.

Nos casos de Garanhuns e Serra Talhada e Arcoverde, é necessário ter feito o ensino médio e ser residente no Agreste e no Sertão, respectivamente.

“Esse é um processo que já estávamos avaliando para os cursos de grande demanda. O bônus de 10% vale para quem estudou em escola pública ou privada, sendo diferente das cotas já existentes”, afirmou Martins.

Segundo ele, a novidade foi aprovada pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe), um dos órgãos colegiados da UPE. O aluno egresso de escola pública pode concorrer por sistema de cotas, que reserva 20% das vagas.

Para medicina, são 210 vagas oferecidas pela universidade. Direito e odontologia têm 100 oportunidades, cada.

O Enem será realizado em janeiro e fevereiro de 2021. O Sisu deverá abrir inscrições em março e abril, mas não foi divulgada a data.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Educação

TCE-PE aponta irregularidades, e 4,6 mil contratos da educação de PE, devem ser suspensos

Publicado

em

Após o Tribunal de Contas do Estado (TCE) identificar ilegalidades, a Secretaria de Educação de Pernambuco terá que rescindir 4.646 contratos temporários de funcionários.

Um Termo de Ajustamento de Conduta, proposto pelo Ministério Público Estadual e assinado pelo secretário Fred Amâncio, foi publicado no Diário Oficial Eletrônico nessa quarta (25).

Vários cargos de diferentes níveis – a maioria professores da rede de ensino – serão desligados nos próximos meses.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Educação

Professores da rede estadual realizaram ato público e pedem ajuste do piso salarial

Publicado

em

Nesta quinta-feira (26), professores da rede estadual de ensino de Pernambuco se reuniram em frente ao Palácio do Campo das Princesas, área central do Recife, para reivindicar o pagamento do piso salarial e o plano de cargos e carreiras. Esta é a segunda paralisação que a categoria realiza pedindo o ajuste salarial.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe), o projeto de atualização do piso salarial foi entregue à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) com aproximadamente um ano de atraso.

“A atualização do piso deve ser feita sempre a partir do primeiro dia de janeiro de cada ano. O governo enviou o projeto no dia 20 de novembro, quase no final do ano. Por tanto, com praticamente um ano de atraso. Além disso, ele só contempla os profissionais que estão abaixo do piso e exclui uma grande parcela da categoria quando não implementa o percentual de atualização para toda a carreira”, informou o presidente Fernando Melo.

“Pelo projeto que foi enviado pelo governo, todas as pessoas, hoje, que estão na classe inicial -profissionais que têm licenciatura plena, com curso universitário- estão recebendo o mesmo valor das pessoas que têm o antigo curso de magistério. E as pessoas que estão na faixa inicial de matriz de vencimento – profissionais que concluíram a pós-graduação- também estão recebendo o mesmo salário. Isso destrói o nosso plano de carreira, que foi uma luta de duas décadas”, acrescentou Fernando.

Com a manifestação, aulas presenciais e remotas nas escolas estaduais foram suspensas nesta quinta. Segundo a categoria, também há um receio nos casos de contaminações de funcionários nas instituições.

Na Escola Técnica Estadual Arlindo Ferreira dos Santos, que reúne estudantes do Ensino Médio no município de Sertânia, no Sertão pernambucano, as aulas presenciais foram suspensas por tempo indeterminado após funcionários da unidade testarem positivo para a Covid-19. Até o momento, 21 casos foram confirmados.

“Nós encaminhamos ontem um ofício ao governo com 30 escolas que apresentaram casos confirmados de Covid. Nós temos escolas com até 15 casos, inclusive ontem, na escola de Sertânia recebemos a informação de confirmação de 21 casos. Estamos cobrando que, em cada local que confirme casos, seja feita uma testagem para identificar as pessoas que estiveram em contato com a pessoa que manifestou os sintomas e a partir daí, deixar essas pessoas afastadas. Onde não for possível fazer a testagem, que a escola tenha as atividades suspensas, seguindo os próprios protocolos do governo”, completou o presidente do Sintepe.

Fernando Melo também informou que haverá uma nova assembleia com a direção do Sintepe para dialogar sobre os desdobramentos da manifestação desta quinta-feira (26).

“A última negociação aconteceu no dia 6 de novembro. Nós tivemos uma reunião na quarta-feira (18), quando fomos recebidos pelo secretário do Gabinete Civil, e ficamos de receber um retorno no dia seguinte. Hoje, dia 26 de novembro, estamos completando oito dias de espera de uma possível negociação. Foram oito dias de silêncio e esperamos ter esse retorno hoje. Na próxima semana faremos uma nova assembleia com a categoria para avaliarmos a paralisação, os desdobramentos e quais são os próximos encaminhamentos”, afirmou Fernando Melo.

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending