Conecte-se Conosco

Mundo

Sobe para 66 total de mortos por tufão no Japão

Publicado

em

O tufão causou ventos fortes e chuvas torrenciais levando cerca de 200 rios a transbordarem

Subiu para 66 o total de mortos em razão do tufão Hagibis que atingiu o Japão no último fim de semana. As buscas por vítimas continuam.

As Forças de Autodefesa do Japão foram enviadas hoje (15) à província de Nagano para ajudar nas operações de busca e resgate.

O tufão causou ventos fortes e chuvas torrenciais levando cerca de 200 rios a transbordarem. Diques romperam em 50 rios, causando inundações em várias localidades.

A província de Fukushima, no nordeste do Japão, foi uma das regiões mais atingidas, e houve pelo menos 25 mortes.

Funcionários da Agência de Meteorologia disseram que várias regiões receberam 40% do total anual de precipitação em dois dias.

A chuva pesada também causou cerca de 140 deslizamentos de terra em todo o país. Na província de Gunma, quatro pessoas morreram porque suas casas levadas pela enxurrada.

Além disso, cerca de 35 mil residências continuam sem energia elétrica. Outros 130 mil lares continuam sem água nesta terça-feira e ainda não se sabe quando os serviços serão restaurados.

Apurou-se que 12 mil residências foram inundadas pelo tufão Hagibis. Informações revelaram que 900 casas foram destruídas ou parcialmente danificadas.

As águas subiram acima do nível do solo em 7.907 residências em 16 províncias, incluindo Nagano e Tochigi.

Em 4.296 residências de 21 províncias, incluindo Shizuoka e Saitama, a água invadiu as casas pelo subsolo.

Mais de 66 residências em sete províncias, incluindo Chiba, ficaram parcialmente destruídas, enquanto 914 em 20 províncias, incluindo Tóquio e Kanagawa, sofreram danos.

Dezenas de milhares de pessoas continuam vivendo sem eletricidade depois do tufão, e algumas regiões continuam sem água.

Hoje, 133 mil residências continuavam sem fornecimento de água, e mais de 35 mil lares ainda não tinham eletricidade.

Em algumas regiões continua havendo problemas com a recepção de celulares.

O Ministério do Interior do Japão afirmou que uma área de aproximadamente 950 hectares inundou na província de Nagano.

Trata-se do resultado de chuvas torrenciais provocadas pelo tufão Hagibis que fizeram com que o Rio Chikuma transbordasse.

Por meio de um levantamento conduzido por helicóptero, na terça-feira, o governo apurou que a área inundada se estende por cerca de cinco quilômetros de norte a sul ao longo do rio.

Ela inclui zonas residenciais em Hoyasu e uma instalação para trens-bala em Akanuma, ambas na cidade de Nagano.

O ministério mobilizou 23 caminhões com dispositivos para bombear a água, dando prioridade para zonas residenciais e vias comunitárias. Com informações da Agência Brasil

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Mundo

Mulher leva isolamento social à letra e vai às compras numa bolha

Publicado

em

Mulher leva isolamento social à letra e vai às compras numa bolha

Reino Unido vive um período de quarentena obrigatória por causa da propagação da pandemia do novo coronavírus, e são várias as pessoas que tomam precauções extra na hora de sair de casa.

Tudo aconteceu na cidade de Kent. Uma mulher precisava de ir às compras e decidiu sair de casa numa bolha inflável, acabando por ir a rolar até ao supermercado.

Quando chegou ao estabelecimentos, os compradores ficaram confusos e pararam para olhar enquanto ela passava pelos corredores. Um homem seguia a seu lado e colocava as compras no cesto.

Após alguns instantes, um membro da equipa do supermercado interceptou rapidamente a mulher e pediu que esta fosse embora do estabelecimento. A segurança acabaria por escoltá-la para fora do supermercado.

Por Notícias ao Minuto

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo

Mundo

OMS: há mais de 500 mil casos, 20 mil mortes e vacina demorará 18 meses

Publicado

em

O comando da OMS informou que pacientes de Espanha e Noruega já estão envolvidos nos testes sendo realizados

Organização Mundial de Saúde (OMS) afirmou nesta sexta-feira, 27, que há mais de meio milhão de casos confirmados de coronavírus reportados à entidade, com mais de 20 mil mortes, e voltou a alertar para a necessidade de que os países façam mais testes, para controlar a doença. O diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse em entrevista coletiva que uma vacina para coronavírus ainda deve demorar “pelo menos 18 meses”, mas lembrou que há testes em andamento.

O comando da OMS informou que pacientes de Espanha e Noruega já estão envolvidos nos testes sendo realizados.

Remédios

Ghebreyesus insistiu, porém, para que pessoas não usem remédios que não tenham eficácia comprovada, diante dos riscos à saúde com esse comportamento.

Ele também lembrou que participou na quinta-feira, 26, de uma videoconferência com líderes do G-20. Ele agradeceu o compromisso dessas nações na luta contra a pandemia e elogiou o esforço global nessa causa.

Testes

A OMS insiste na importância de que países realizem testes para identificar casos, isolar os positivos e cuidar dos casos mais graves. “Muitos países mostram que o vírus pode ser controlado, com medidas agressivas” nessa linha, disse a entidade. “O coronavírus pode causar doença leve, moderada, grave ou matar”, lembrou a OMS, comentando também que a doença é “significativa”, por causar “doença severa em muitas pessoas”.

Crianças

Mesmo no caso das crianças, em que a maioria desenvolve doenças leves, há registros de casos graves, advertiu a OMS.

Importância do distanciamento

A entidade lembrou ainda que a doença já é transmitida em seus estágios iniciais, por isso a importância do distanciamento para conter os contágios. “A distância física é recomendada para impedir que o vírus passe de uma pessoa para outra”, reafirmou a OMS.

Por Estadão Conteúdo

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Mundo

Reino Unido: Primeiro Ministro Boris Johnson está infectado com o coronavírus

Publicado

em

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, de 55 anos, está infectado com o coronavírus, de acordo com uma nota do governo divulgada nesta sexta-feira (27). O político conservador teve sintomas leves e vai se isolar.

De acordo com um comunicado do governo britânico, ele vai continuar a liderar os esforços contra a epidemia. Segundo um porta-voz do governo, os sintomas apareceram na quinta-feira, um dia após Johnson ter ido ao Parlamento do país para uma sessão de perguntas e respostas.

A mídia britânica afirma que outros ministros poderão se isolar, por terem tido contato com Johnson. Em uma rede social, Johnson afirmou que nas últimas 24 horas ele apresentou sintomas leves e seu teste para a doença Covid-19 foi positivo. “Agora estou me auto-isolando, mas vou continuar a liderar a resposta do governo via vídeoconferência enquanto nós lutamos contra esse vírus”, afirmou ele.

Johnson ainda agradeceu aos que, como ele, estão trabalhando de casa, de forma remota. Ele agradeceu o sistema público de saúde do Reino Unido por estar trabalhando para ajudar o país a atravessar a pandemia, e reiterou que ficar em casa é fundamental para impedir o espalhamento do vírus.

Mudança de estratégia no país: na segunda-feira (23), Johnson, fez um pronunciamento à nação no qual anunciou que os britânicos só podem se deslocar para ir ao trabalho, caso não possam realizá-lo remotamente, e para comprar itens essenciais ou para atender necessidades médicas próprias ou de pessoas vulneráveis. (Do G1)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda  

Trending