Conecte-se Conosco

Saúde

Surto no Recife: sobe para 105 o número de casos de lesões misteriosas que causam coceira na pele

Publicado

em

A capital pernambucana continua a registrar casos de pessoas com “lesões cutâneas (de pele) a esclarecer” e, por isso, reforça a investigação do surto na cidade. Os sinais e sintomas mais comuns são lesões na pele e coceira intensa. Alguns pacientes relatam melhora rápida do quadro, com duração de dois a três dias. Contudo, outras pessoas apresentam uma manifestação mais intensa dessas lesões, ainda com causa desconhecida. Em nota enviada neste domingo (21) à reportagem do JC, a Secretaria de Saúde (Sesau) do Recife informa que segue atuando no monitoramento e na investigação dos casos notificados. Até agora, 105 casos, no total, foram registrados.

O aumento do número de notificações, segundo a Sesau, era esperado, uma vez que, com o alerta epidemiológico emitido na última semana, é natural que as redes de saúde pública e particular fiquem mais atentas a pacientes com sinais sugestivos dessa condição.

Na última sexta-feira (19), representantes da Secretaria Executiva de Vigilância em Saúde do Recife, da Secretaria Estadual de Saúde e do Instituto Aggeu Magalhães, unidade da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Pernambuco, além de um médico infectologista e de um médico epidemiologista, estiveram reunidos para discutir os casos. “Ainda é necessário aguardar resultados de alguns exames laboratoriais dos casos e da análise de ácaros e mosquitos capturados para que seja possível apontar conclusões. Nesta semana, uma nova reunião entre os especialistas deve ser realizada”, informa a Sesau.

A secretaria destaca que, até agora, não houve o registro de agravamento associado à aparição das lesões cutâneas nos pacientes e que segue atuando em diversas linhas de investigação. “Uma delas é desenvolvida por meio da captura de mosquitos, por equipes da Vigilância Ambiental, em alguns domicílios situados nas localidades onde houve notificações de casos, trabalho que também terá continuidade nos próximos dias. Serão realizados, ainda nesta semana, exames de raspado de pele em alguns pacientes notificados”.

Por:PE notícias

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Saúde

Atuais vacinas podem ser ineficazes contra variante ômicron, adverte Moderna

Publicado

em

As vacinas contra a Covid-19 desenvolvidas até agora podem ter dificuldades para combater a variante ômicron e levará meses para desenvolver um novo imunizante eficaz contra esta cepa, afirmou o CEO do laboratório americano Moderna ao jornal Financial Times.
Stephane Bancel declarou ao jornal, em uma entrevista publicada nesta terça-feira, que os dados sobre a eficácia das vacinais contra a nova cepa estarão disponíveis nas próximas duas semanas, mas que os cientistas não são otimistas.
“Todos os cientistas com quem conversei… sentem que ‘isto não vai ser bom'”, disse ao jornal.
A advertência de Bancel coincidiu com uma reunião de emergência dos ministros da Saúde do G7 sobre a nova variante, que está se propagando pelo mundo e que levou diversos países a fechar suas fronteiras e a retomar as limitações às viagens.
A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou que a ômicron representa um risco “muito elevado”.
Bancel explicou que os cientistas estão preocupados porque 32 das 50 mutações detectadas na variante ômicron se encontram na proteína ‘spike’ (ou espícula), uma parte do vírus que as vacinas usam para reforçar o sistema imunológico contra o coronavírus.
O CEO da Moderna afirmou ao Financial Times que pode acontecer uma “queda considerável” na eficácia das vacinas atuais contra a ômicron.
A Moderna já está trabalhando em uma vacina específica contra a ômicron, assim como o laboratório americano Pfizer.
Bancel afirmou que a Moderna espera entregar entre dois e três bilhões de doses deste imunizante em 2022, mas advertiu que concentrar toda a produção nas vacinas contra a variante ômicron seria perigoso, porque outras cepas continuam em circulação.
Um tono alarmista que contrasta com os esforços dos políticos para tentar tranquilizar a população a respeito da ômicron.
O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, declarou na sexta-feira que a nova variante “não é motivo para pânico”.
Por:Diario de Pernambuco

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Saúde

Pernambuco já aplicou 13.522.795 doses de vacinas contra a Covid-19

Publicado

em

Até esta segunda-feira (29/11), Pernambuco já aplicou 13.522.795 doses de vacinas contra a Covid-19, das quais 7.161.320 foram primeiras doses, 5.517.232 segundas doses e 173.073 doses únicas.

Além disso, 671.170 pernambucanos tomaram a dose de reforço.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Saúde

Gravidez e as dores nas articulações

Publicado

em

Dor nas articulações durante a gravidez é normal e ocorre principalmente devido às alterações hormonais e anatômicas que a mulher sofre na gestação.

Boa parte das mulheres grávidas queixam-se de algum tipo de dor articular, principalmente nos joelhos, quadris, cotovelos e dedos.

No entanto, busque sempre orientação com o seu médico.

(Por Noyla Alencar – Médica Ginecologista)

 

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending