Conecte-se Conosco

Brasil

‘Tomou água da geladeira e fugiu’, diz caseiro que encontrou Lázaro Barbosa

Publicado

em

As buscas por Lázaro Barbosa Sousa, 33 anos, continuam. Imagens do circuito interno de segurança de uma chácara em Edilândia mostram o suspeito por volta das 6h desta terça-feira (15). O caseiro Rosinaldo Pereira, 55, chegava para trabalhar quando se deparou com Lazáro dormindo no leiteiro.
O funcionário da chácara contou que Lázaro pediu comida e tomou água que estava dentro da geladeira. “Ele não foi agressivo comigo e até veio calmo. A única coisa que pegou foi água”, relatou.
Lázaro vestia uma camiseta branca, bermuda e estava com um casaco e mochila nas costas, detalhou o caseiro. “Ele não estava com o cabelo grande e não tinha barba”, completou. Depois de beber água, o suspeito fugiu para dentro da mata.
Uma semana de buscas
Já são sete dias de mobilização das forças de segurança para tentar encontrar o rapaz, que matou uma família no Incra 9 na semana passada. Por volta das 21h desta segunda-feira (14), Lázaro invadiu outra chácara da região e trocou tiros com o caseiro. “Eu tinha certeza que ele ia passar aqui hoje. Até falei aos policiais que se eles quisessem montar uma base aqui, poderiam”, relatou o homem aos policiais.
Antes de tudo acontecer, o funcionário levou a mulher até Edilândia por segurança e voltou para a fazenda. “Ouvimos um barulho e gritei com ele. Ele disse que ia entrar e o rapaz que estava comigo falou que iria ligar para a polícia, foi quando ele atirou e revidamos”, afirmou.
O funcionário não foi atingido e, de acordo com ele, o suspeito gemeu e disse: “Desgraçado, você me acertou, mas eu vou te matar”. “Foi quando eu desliguei o relógio e falei que se ele entrasse eu ia matá-lo”, afirmou.

(Por Diário de Pernmabuco)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Polícia desarticula quadrilha que aplicava golpe em idosos de todo o Brasil

Publicado

em

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) cumpre, nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (22/9), 10 mandados de busca e apreensão e três de prisão preventiva contra uma associação criminosa especializada em aplicar o “golpe do motoboy” na capital e em vários estados do país. As investigações, conduzidas pela 10ª Delegacia de Polícia, começaram em julho, após um idoso, de 77 anos, morador de Brasília, ter um prejuízo de R$ 70 mil. A ação conta com o apoio de policiais civis do Grupo Especial de Reação (GER) de São Paulo.

Os policiais tomaram conhecimento da atuação da quadrilha, comandada por dois homens, de 37 e 28 anos, e uma mulher, de 20 anos, residentes de São Paulo, depois do idoso registrar boletim de ocorrência na 10ª DP. No decorrer da apuração, as investigações revelaram que o grupo tinha caráter “itinerante e interestadual”, ou seja, atuavam em vários estados do Brasil, inclusive no DF. Para os investigadores, essa seria uma forma de dificultar a atuação da Polícia Judiciária.

Para aplicar o golpe, os criminosos escolhiam, na maioria das vezes, pessoas idosas, e usavam da manipulação psicológica das vítimas para colher as informações confidenciais, como senhas e números de cartões.

Como funcionava?

Os criminosos agiam da seguinte maneira: se passando por funcionários da central de segurança de instituições bancárias, eles ligavam para as vítimas e solicitavam a confirmação de uma compra suspeita efetuada no cartão de crédito, mas que na verdade nunca existiu. Em resposta, o cliente afirma desconhecer o gasto, mas o grupo insiste em dizer que o cartão foi clonado e orienta que a pessoa entre em contato com a operadora do cartão para que seja feito o bloqueio imediato.

Acreditando estar com o cartão clonado, o cliente disca o 0800 da central de atendimento da operadora, mas mal sabe que quem está na linha são os próprios golpistas. “A vítima é orientada a fornecer a senha do seu cartão para fins de bloqueio, e informada que um funcionário do banco irá até sua casa para coletar o cartão para fins de perícia”, detalhou o delegado-adjunto da 10ª DP, Renato Alvarenga Fayão.

Em continuidade ao golpe, o suposto funcionário vai até a casa da vítima, geralmente um motoboy, pega o cartão de crédito e, a partir daí, com o cartão e senha em mãos, começam a fazer transações financeiras, geralmente, utilizando maquinetas de cartão, cadastradas no CNPJ de empresas de fachada, ou no CPF de laranjas ou dos chamados auxiliares financeiros, dificultando, assim, a identificação dos autores.

No caso específico do idoso morador do Lago Sul, os criminosos também levaram o celular dele. “O aparelho foi levado a pretexto de ter que passar por um procedimento no banco. Esse é um novo padrão desses criminoso, porque com os celulares e senhas, podem usar o aplicativo bancário da vítima, causando maior prejuízo”, afirmou o delegado Tiago Carvalho, da 10ª DP, que também participou da operação.

Golpe em alta

Levantamento feito pela Divisão de Análise Técnica e Estatística (Date/DGI) mostrou que, entre janeiro e março deste ano, aumentou em 46% o número de registros criminais vinculados ao “golpe do motoboy”. “Esse é um tipo de crime que vem atingindo um número elevado de vítimas e que a PCDF vem reiteradamente combatendo essas células criminosas”, pontuou o delegado Tiago Carvalho.

O golpe segue um tipo de esquema. Na primeira etapa, os criminosos se subdividem, ao menos, em três núcleos. São eles: núcleo da engenharia social, que é composto por indivíduos que atuam na operação das falsas centrais de atendimento, obtendo das vítimas as senhas alfanuméricas e as induzindo a entregar o cartão de crédito a um falso mensageiro do banco; núcleo operacional, que é integrado pelos responsáveis pela coleta dos cartões das vítimas e realização das transações bancárias em maquinetas de cartão em nome de “laranjas” ou auxiliares financeiros e empresas de fachada, visando dissimular a origem dos recurso ilícitos; e, por último, o núcleo financeiro, em que criminosos emprestam as contas bancárias ou o nome para abertura de empresas de fachada, em troca de um percentual dos valores depositados nas contas.

Por:Diario de Pernambuco

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Cachorro morre após voo Rio-SP, e dona culpa companhia aérea

Publicado

em

Possíveis maus-tratos – A estudante Gabriela Duque Rasseli, de 24 anos, cobrou a companhia aérea Latam por possíveis maus-tratos contra seu cachorro de estimação, durante um voo entre as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, na última terça (14). Segundo a jovem, o animal morreu após passar algumas horas aos cuidados da empresa.

Em uma publicação na internet, Gabriela disse que o cachorro teria ficado no calor e foi entregue para ela “quase morto”.

“Meu cachorro chegou no aeroporto do Galeão às 13h53 e só me entregaram ele às 15h30. Deixaram meu cachorro no calor, quando ele chegou pra mim ele já estava quase morto!!!!! Eu e minha família estamos devastados. Não tem nada que alivie nossos corações. A gente só quer justiça!!!!! Latam precisa ser responsabilizada! SP x Rio de Janeiro. O meu cachorro não resistiu e faleceu!!!”, relatou Gabriela. A companhia só entrou em contato com ela depois da postagem. A história foi revelada pelo “O Globo” e confirmada pelo g1

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Brasil

Auxílio emergencial: nascidos em janeiro recebem 6ª parcela

Publicado

em

Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em janeiro recebem, hoje (21), a sexta parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal.
O calendário é organizado em ciclos de crédito em conta e de saque em espécie, de acordo com o mês de nascimento. Quem recebe nesta terça-feira poderá retirar o dinheiro a partir de 4 de outubro nas agências da Caixa, lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui.
Por enquanto, os recursos podem ser movimentados por meio do aplicativo Caixa Tem. Com ele é possível pagar contas de água, luz, telefone, gás e boletos em geral pelo próprio aplicativo ou nas lotéricas, fazer compras pela internet e pelas maquininhas em diversos estabelecimentos comerciais, com o cartão de débito virtual e QR Code.
Para os beneficiários do Bolsa Família, vale o calendário e as regras de saque do programa social. O pagamento do ciclo 6 do auxílio emergencial para esse público começou em 17 de setembro e vai até o dia 30, de acordo com o Número de Inscrição Social (NIS). Nesta terça-feira, recebem os beneficiários com NIS final 3.
Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.
Regras
O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.
Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante sete meses, tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150.
Pelas regras estabelecidas, o auxílio é pago às famílias com renda mensal total de até três salários mínimos, desde que a renda por pessoa seja inferior a meio salário mínimo. É necessário que o beneficiário já tenha sido considerado elegível até o mês de dezembro de 2020, pois não houve nova fase de inscrições.
Para quem recebe o Bolsa Família, vale a regra do valor mais vantajoso, seja a parcela paga no programa social, seja a do auxílio emergencial.
Por:Diario de Pernambuco

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail [email protected] ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending