Conecte-se Conosco

Sem categoria

Vacina tem sucesso contra mutação do coronavírus e deixa cura mais próxima

Publicado

em

Uma candidata a vacina contra o coronavírus teve bons resultados contra a mutação mais comum do vírus – e pode deixar o desenvolvimento de uma cura mais próximo. De acordo com um novo estudo, o produto fabricado pela empresa de biotecnologia Moderna foi testado para a mutação D614G do vírus, presente em mais de 70% das infecções confirmadas no mundo. É também a cepa mais comum na Europa, chegando a 100% dos casos em alguns países.

A pesquisa foi liderada pelo professor Drew Weissman, da universidade de Pennsylvania, e divulgada no site Medrxiv.org, mas ainda não foi revisada por outros profissionais do ramo.

Essa mutação também se reproduz mais nas vias respiratórias e, assim, é mais transmissível de pessoa para pessoa. Como esse vírus possui uma estrutura que se conecta mais facilmente às células, também está mais suscetível ao ataque de anticorpos, descobriu a pesquisa. A pesquisa diz que, por ser mais transmissível, essa variedade do vírus também é mais suscetível a anticorpos.

Outro estudo da Universidade de Berkeley, na Califórnia, descobriu que a cepa D614G adquiriu duas mutações adicionais, presentes nos Estados Unidos e na Europa. Quando essas duas variedades circulam na mesma região, as taxas de mortalidade aumentam.

A vacina da Moderna foi testada em humanos, macacos e ratos. Depois de algumas semanas, amostras de sangue foram coletadas para avaliar a produção de anticorpos. Outros colaboradores são da Duke University, Harvard Medical School e Los Alamos National Laboratory.

Há cerca de uma semana, resultados da fase 1 de testes para a candidata a vacina da Moderna já haviam mostrado que a vacina é segura e gera uma resposta imune e produção de anticorpos em humanos, de acordo com resultados publicados na The New England Journal of Medicine.

A Moderna vai agora começar um teste com 30.000 pessoas que vai dar a resposta final se a vacina funciona ou não. A Moderna foi a primeira farmacêutica a fazer testes em humanos e pode ser a primeira a lançar comercialmente seu produto. Fonte: EXAME

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.01

Sem categoria

Lula manda recado para PT em Recife, mas não quer resolver o problema local com Marília Arraes. É bom ser juiz

Publicado

em

Na última sexta-feira, o ex-presidente Lula (PT) escreveu palavras de apoio a Marília Arraes (PT). Disse que ela está preparada e é “o retrato da mulher ocupando seu espaço, sem pedir licença”.

Não foi ao acaso. A manifestação foi para dar força após uma nota do PT municipal, há alguns dias, dizendo que ela estava “fazendo charme” com possíveis eleitores de Bolsonaro.

É preciso dizer que a fala de Lula esquece que ela precisou da licença dele próprio para poder ser candidata este ano. E que, em 2018, também ela não foi candidata ao governo do Estado, porque ele, Lula, não deu essa licença.

A retórica, porém, era necessária para tentar chamar o feito à ordem por aqui.

A expressão “chamar o feito à ordem”, é muito utilizada no meio jurídico. Basicamente, é quando o juiz identifica um erro no curso de um processo e toma a atitude de corrigir.

Lula agiu como juiz e mandou um recado para o PT municipal de que não vai admitir fogo amigo contra a candidata que ele “licenciou”.

É válido, mas não resolve a situação. Só resolveria se conseguisse fazer com que o PT local e Marília chegassem num entendimento, o que nenhum dos dois lados parece estar disposto até agora, já que um reclama de não ter sido procurado pelo outro.

Isso Lula não faz. E não faz por motivos egocêntricos. Em determinadas situações, é bom ter conflitos para arbitrar. Ou juízes não seriam necessários. (Por Igor Maciel)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973

Continue lendo

Sem categoria

Futebol: Confira o calendário da estreia de Central, Salgueiro e Afogados na Série D do Brasileiro

Publicado

em

A Confederação Brasileira de Futebol detalhou nesta manhã a tabela da Série D do Brasileirão. E os pernambucanos Salgueiro, Afogados e Central conheceram seus respectivos adversários, assim como o local e horário de suas estreias. Os dois primeiros estão no grupo A3, enquanto o caruaruense está no A4.

A Patativa irá fazer sua estreia no dia 19 deste mês, às 15h no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, diante do time alagoano do Jacyoba. Um dia depois é a vez do  Carcará, que entrará em campo às 16h, contra o Guarany de Sobral, no estádio do Junco. Já o Afogados, único pernambuco a mandar a primeira rodada, receberá o time do Floresta, no Vianão, às 16h do dia 20.

Confira a programação da disputa em fases

Fase preliminar – 06/09 e 13/09
Primeira fase – 20/09 a 28/11
Segunda fase – 06/12 e 13/12
Terceira fase (oitavas de final) – 20/12 e 27/12
Quarta fase (quartas de final) – 03/01 e 10/01
Quinta fase (semifinal) – 17/01 e 24/01
Sexta fase (final) – 31/01 e 07/02

Veja como os clubes estão agrupados na competição

Grupo A-1
Atlético – AC
Bragantino – PA
Fast Clube – AM
Galvez – AC
Independente – PA
Rio Branco – AC
Vilhenense – RO
Nacional – AM ou Ji-Paraná – RO
Grupo A-2
Altos – PI
Juventude – MA
Moto Club – MA
River – PI
Santos – AP
São Raimundo – RR
Sinop – MT
Ypiranga – AP ou Baré – RR
Grupo A-3
Afogados – PE
América – RN
Atlético – PB
Campinense – PB
Floresta – CE
Guarany Sobral – CE
Globo – RN
Salgueiro – PE
Grupo A-4
ABC – RN
Central – PE
Coruripe – AL
Frei Paulistano – SE
Itabaiana – SE
Jaciobá – AL
Potiguar – RN
Vitória da Conquista – BA
Grupo A-5
Águia Negra – MS
Aparecidense – GO
Goianésia – GO
Goiânia – GO
Operário VG – MT
União – MT
Vitória – ES
Aquidauanense – MS ou Real Noroeste – ES
Grupo A-6
Atlético – BA
Bahia de Feira – BA
Caldense – MG
Gama – DF
Palmas – TO
Tupynambás – MG
Villa Nova – MG
Brasiliense – DF ou Tocantinópolis – TO
Grupo A-7
Bangu – RJ
Cabofriense – RJ
Cascavel – PR
Ferroviária – SP
Mirassol – SP
Nacional – PR
Portuguesa – RJ
Toledo – PR
Grupo A-8
Caxias – RS
Joinville – SC
Marcílio Dias – SC
Novorizontino – SP
Pelotas – RS
São Caetano – SP
São Luiz – RS
Tubarão – SC

(Do Blog do Sertão Central)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Sem categoria

Santa Cruz da Baixa Verde, no sertão do Pajeú, está entre as 10 cidades do Estado com maior perda de água tratada

Publicado

em

Em Pernambuco, o índice de perda de água tratada chega a 52%, sejam por problemas na tubulação, medidores que não detectam o volume utilizado ou ainda ligações clandestinas. Quem chama atenção é o Observatório do Saneamento Ambiental do Recife (OSAR) formado por pesquisadores do Recife vinculados à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) e Grupo Ser Educacional. Com o Marco Regulatório do Saneamento, aprovado em abril deste ano, as companhias terão que cumprir metas.

De acordo com os últimos dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) de 2017, a média nacional do Índice de Perdas na Distribuição foi de 38%. Além do estado superar a média nacional há ainda municípios que chegam a ter perdas acima de 70%. “É mais grave que desperdício. É perda de água. A empresa gastou para fazer a captação, gastou para tratar e gastou para distribuir e a maior parte da água se perde pelo caminho. E não há punição para má gestão do saneamento”, apontou o pesquisador.

Entre as dez cidades que lideram o ranking de perda de água tratada estão Santa Cruz da Baixa Verde (73%) e Riacho das Almas (70%), que estão localizadas no semiárido pernambucano, em áreas de secas endêmicas. As demais pertencem às zonas litorâneas distribuídas entre a Região Metropolitana do Recife (5 cidades) e Zona da Mata (3). Considerando a média do índice de perda de água apenas para esses municípios, o percentual chega a 67,6% de perdas no sistema de distribuição de água.

Doutor em sociologia (UFPE) e mestre em Desenvolvimento Urbano, Demétrius Ferreira é coordenador do OSAR e aponta o índice de perda como um dos mais graves na crise hídrica. “É como se em um restaurante, ao longo de sua existência, pouco mais da metade de todos os alimentos comprados, manipulados e servidos fossem jogados fora antes de o cliente consumir e pagar. Certamente, nenhum restaurante iria se sustentar por muitos anos com uma taxa de desperdício tão elevada”, comparou.

Em relação ao índice de perda de água por município pernambucano no ano de 2017, as maiores taxas se concentram nos municípios litorâneos, onde existe maior disponibilidade hídrica e maior concentração populacional. No estado, a média do índice de perda de água no período de 2000-2017 foi de 60,63%, indicando que no período de 2001-2017 a empresa pernambucana de saneamento desperdiçou mais da metade de toda água captada, tratada e distribuída. “De modo geral, altas de taxas de perda de água são observáveis na maioria dos municípios pernambucanos, evidenciando um problema crônico sobre a gestão do serviço público de abastecimento de água”, destacou Demétrius.

Ainda segundo o pesquisador, os dados indicam que a gestão do sistema de abastecimento de água em Pernambuco merece uma atenção especial. “Considerando o contexto de aquecimento global, crescimento populacional e poluição dos rios, é factível assumir que a escassez de água tende a se acentuar nos próximos anos. Nesse sentido, reduzir as taxas de perdas de água se apresenta como uma estratégia promissora para diminuir a pressão sobre os recursos hídricos disponíveis, bem como garantir o acesso universal a água para a população”, alertou o pesquisador.

Ranking

As 10 cidades do estado com maior perda de água:

  1. Santa Cruz da Baixa Verde – 73%
  2. Riacho das Almas – 70%
  3. Sirinhaém – 69%
  4. São Lourenço da Mata – 68%
  5. Rio Formoso – 67%
  6. Paulista – 67%
  7. Itamaracá – 67%
  8. Barreiros – 67%
  9. Camaragibe – 65%
  10. Igarassu – 63%

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe os nossos aplicativos gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e InstagramVocê também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo
Propaganda  

Trending