Conecte-se Conosco

Política

Justiça determina auditoria em urnas a pedido do partido de Bolsonaro

Publicado

em

Objetivo é verificar o funcionamento de equipamentos usados no primeiro turno das eleições no Paraná.

Apedido do PSL, partido do presidenciável Jair Bolsonaro, a Justiça Eleitoral do Paraná determinou nesta quinta-feira (11) a realização de uma auditoria em urnas de quatro seções eleitorais do estado.

O objetivo é verificar o funcionamento das urnas usadas no primeiro turno das eleições, que foram alvo de reclamações de eleitores no dia da votação.

Nas quatro seções, que ficam nas cidades de Curitiba e Campo Largo, os eleitores narraram que o voto era encerrado imediatamente após a digitação dos dois números para presidente, sem que pressionassem a tecla “confirma”. As reclamações foram registradas em ata.

Na decisão que determinou a auditoria, o desembargador Gilberto Ferreira, corregedor eleitoral do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Paraná, destacou que já são realizadas ações de fiscalização e segurança nas urnas, como auditorias monitoradas, cerimônias públicas de geração de dados, entre outras.

Ferreira, porém, considerou que o TRE tem “o dever de processar e apurar todas as denúncias de irregularidades que possam macular o processo eleitoral, não só para punir eventuais infratores, como para corrigir e aprimorar o sistema para os próximos pleitos eleitorais”.

A auditoria será realizada na semana que vem, a partir do dia 19, com a presença de representantes do Ministério Público Eleitoral, OAB, Polícia Federal e imprensa. Uma audiência pública foi marcada para o dia 18.

Em nota nesta semana, o TRE informou que, em todas as seções em que houve reclamação, os votos dos eleitores presentes foram computados na íntegra, como demonstram os boletins de urna (uma espécie de extrato dos votos registrados).

“Todas as urnas eletrônicas foram submetidas a rigoroso controle e testes de segurança, não havendo risco da existência de fraude na votação”, informou o órgão.

Reclamações semelhantes também foram registradas em outros estados, como São Paulo, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul. Em todos os estados, a Justiça Eleitoral destacou que o sistema é seguro e auditável, que as denúncias sobre fraudes eram infundadas e que qualquer intercorrência seria detectável. Com informações da Folhapress.

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram. Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

 

Continue lendo
Clique para comentar

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

FHC lamenta que ‘pedras sejam lançadas’ antes que novo governo comece

Publicado

em

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse neste sábado (15), nas redes sociais, que lamenta o que chamou de pedras lançadas contra o futuro governo Jair Bolsonaro.

A manifestação do ex-presidente foi publicada em meio à polêmica do relatório que identificou movimentações financeiras atípicas na conta de um ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente eleito.

“Diariamente há pessoas acusadas de corrupção ou mau uso de dinheiro publico. Lamento que antes de começar o novo governo pedras sejam lançadas”, disse FHC, em sua página no Twitter.

“É preciso verificar, antes de condenar, mas sem confiança e credibilidade impossível reconstruir o país, como a maioria do povo deseja.”

Um relatório do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras) produzido em desdobramento da Operação Lava Jato no Rio indicou movimentação financeira atípica do ex-assessor parlamentar e policial militar Fabrício José Carlos de Queiroz, que movimentou R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, de acordo com o relatório do órgão. O caso foi revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo.

A conta de Queiroz recebeu depósitos de dinheiro em espécie sempre após o dia de pagamentos na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro). Ele realizava saques dias depois, caracterizando uma conta de passagem, na qual o real beneficiário do dinheiro não é o seu titular.

A suspeita é de que o policial militar fosse o responsável por recolher parte dos salários de servidores do gabinete de Flávio Bolsonaro, uma prática comum no Legislativo. O senador eleito, deputado estadual há 15 anos, nega o caso.

Também nas redes sociais, Flávio Bolsonaro disse que não fez nada de errado e é “o maior interessado em que tudo se esclareça pra ontem”. (Por Folhapress)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Política

Onyx diz que equipe de transição se reuniu com 300 deputados

Publicado

em

Em duas semanas, a equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro, que é coordenada pelo ministro extraordinário Onyx Lorenzoni, se reuniu com mais de 300 deputados federais, de acordo com balanço divulgado nesta sexta-feira (14). Após privilegiar as bancadas temáticas na formação do seu ministério, Bolsonaro passou a se encontrar com as bancadas dos partidos e recebeu nove delas, incluindo a da sua própria legenda, o PSL. Até o momento, dos outros oito, apenas o PR declarou que fará parte formalmente da base.

Para Onyx, o número representa que “o diálogo do futuro governo com o Congresso vai bem e ficará cada vez melhor”, de acordo com o comunicado divulgado pela equipe de transição. “Queremos que, já ao final de 2019, os parlamentares possam dizer: nunca fomos tão respeitados e tão bem tratados pelo governo federal”, diz o ministro na nota.

Na semana passada, Bolsonaro encontrou deputados de MDB, PR, PRB e PSDB. Nessa semana, foi à vez de PSL, DEM, Podemos, PSD e Podemos. De acordo com a equipe de transição, também foram realizadas “reuniões menores” com “dezenas de outros deputados e senadores”. Novas conversas estão previstas para a próxima semana.

Somados, os nove partidos elegeram 289 deputados federais. Entretanto, esse número ainda pode mudar até fevereiro, já que diversos parlamentares que fazem parte de legendas que não atingiram a cláusula de barreira devem mudar de partido. Além disso, alguns deputados que não foram reeleitos participaram dos encontros. Com informações de O Globo. (Por PE notícias)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo

Política

Na esteira de Paulo Câmara, Prefeitura da Cidade do Recife também fará mudanças

Publicado

em

Seguindo a movimentação do governador Paulo Câmara (PSB), que prometeu, na última quinta-feira (13), divulgar na próxima semana as mudanças que quer promover na estrutura do seu secretariado – possivelmente reduzindo o número de pastas –, o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), disse aguardar definições do correligionário para, possivelmente, realizar mudanças na configuração da prefeitura. A declaração do socialista foi dada nessa sexta-feira (14), durante evento de abertura do Ciclo Natalino do Recife de 2018.

“O governador está planejando o que vai fazer na equipe dele para montar esse novo governo. Ocorre que nós somos do mesmo partido, somos aliados, do mesmo campo político, então é natural que aconteça alguma modificação também na prefeitura”, declarou Geraldo. “Eu estou pronto para, na hora certa, conversar com ele”, concluiu.

Questionado sobre os planos que tem desenvolvido para a cidade no próximo ano, o gestor municipal destacou ações na área da segurança, saúde e a conclusão de obras aguardas há anos pelos recifenses. “A população do Recife, assim como a população brasileira, tem reagido à crise com muita coragem, muita determinação, e na prefeitura a gente tem tentado fazer isso. Temos algumas coisas marcantes para 2019, como a inauguração do Compaz, do Geraldão, o início da obra da Conde da Boa Vista e o início da obra do Hospital do Idoso”, explicou o socialista.

GOVERNO ESTADUAL

Desde que retornou de suas férias pós-eleições, o governador Paulo Câmara tem se reunido com aliados para discutir mudanças na estrutura atual do seu secretariado. Nos bastidores, comenta-se que as mudanças se darão, entre outras razões, para que o socialista abra espaço no governo para novos aliados, como o PT, e para apoiadores antigos, que cresceram depois dos resultados das urnas, como o PCdoB da futura vice-governadora, Luciana Santos.

Na quinta-feira (13), durante evento no bairro de Santo Amaro, Paulo informou que deve anunciar a reforma até o fim da próxima semana, mas que os nomes que ocuparão os espaços só devem ser revelados na última semana do mês. Para aprovar as alterações, o governador precisará encaminhar, até o dia 21 – data em que o ano legislativo chega ao fim –, o Projeto de Lei para a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe).

Entre os cotados para assumir um cargo no Palácio do Campo das Princesas estão o deputado federal eleito João Campos (PSB) e o deputado estadual eleito Doriel Barros (PT). Em contrapartida, partidos como o PP, que atualmente têm espaço em várias secretarias, devem perder espaço na gestão.

(Por PE notícias)

Seja sempre o primeiro a saber. Baixe o nosso aplicativo gratuito.

Siga-nos em nossas redes sociais FacebookTwitter e Instagram.Você também pode ajudar a fazer o nosso Blog, nos enviando sugestão de pauta, fotos e vídeos para nossa a redação do Blog do Silva Lima por e-mail blogdosilvalima@gmail.com ou WhatsApp (87) 9 9937-6606 ou 9 9101-6973.

Continue lendo
Propaganda

Trending